História Siga os tijolos amarelos, Jongin - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Kai
Tags Adolescência, Emdji, Exo, Infância, Jongin, Ladrão?, Magia, Magico De Oz, Metafóras, Morador De Rua
Visualizações 115
Palavras 321
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lírica, Universo Alternativo
Avisos: Álcool
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Escrevi essa fanfic esses dias, mas não havia decidido o título até minutos atrás. É uma referência ao Mágico de Oz que se complementa com o título do capítulo.

Inicialmente, seria uma história para a seleção do Uniniverse, mas ficou pequena e completamente metafórica, e não sei se o projeto aceitaria muito bem.

De todo modo, é um presente de aniversário pra minha beta @Jongdae. Espero que goste, minha linda.

Boa leitura! :)

Capítulo 1 - Talvez o Mágico de Oz te encontre por aí


Havia magia na alma de Kim Jongin. Ele sempre teve propensão a fazer tantas coisas inexplicáveis, mas naquela época ele não sabia. Não entendia.

Não era capaz de compreender a própria realidade, por mais cruel que ela fosse.

Jongin sempre teve um rosto doce e gentil. Era por isso que, quando Jongin estava por perto, a sua mãe conseguia sentir as moedas tilintando nos bolsos, e os trocados de Jongin não ficavam muito tempo ali; viravam uma poção mágica que fazia a mãe desaparecer. E horas depois a mulher surgia, acompanhada por um homem de cartola que certamente parecia com um daqueles mágicos que ele tanto ouvia falar, mas que não cheirava muito bem. E ele sabia encantar a todos com palavras. Poderia muito bem ser um ilusionista, pensou o menino, antes de descobrir que se tratava de um político corrupto.

Jongin normalmente usava um montão de farrapos, mas aquele pano imundo que deixava amarrado em seu pescoço quase todos os dias era, na realidade, uma capa enfeitiçada. No dia em que cobriram a sua mãe completamente com a capa, ela levitou. Pelo menos, era a visão que todos diziam ter, enquanto dois funcionários da cidade a marcavam como indigente e levavam o corpo inerte para dentro de um veículo escuro.

Daí em diante, Jongin aprimorou os seus poderes. Ele era capaz de manipular o tempo, distorcendo a visão das pessoas enquanto tomava posse de bolsas e carteiras, e sua velocidade era quase sobre-humana. Às vezes, diziam até que ele era capaz de se teletransportar, pois viam réplicas suas por todos os lados. Ele também era comparado ao vento: sempre em movimento, fosse brisa ou furacão.

O verdadeiro dom de Jongin para a magia se perdeu quando ele começou a acumular bens materiais. Ele descobriu que outras pessoas compartilhavam do mesmo talento, e que todos os moradores de rua são pessoas invisíveis, da mesma forma que ele havia sido um dia.


Notas Finais


Obrigada a todos que chegaram até aqui, e ao Gustavo por ter lido e opinado <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...