História Sigilo entre irmãos (Jikook). - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jikook, Lismin
Visualizações 301
Palavras 2.943
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei cedo. Boa leitura.

Capítulo 12 - Do not give up


Fanfic / Fanfiction Sigilo entre irmãos (Jikook). - Capítulo 12 - Do not give up

            P.O.V. Jimin.

Fico na sala enquanto Jungkook e seu amigo estão no quarto, desde que aquele Min Yoongi entrou na cozinha já não fui com a cara dele, e saber que ele transou com o Jungkook piora ainda mais, não estou com ciúmes só estou incomodado porque ele é meu irmão mais novo, eu sei que um dia ele iria transar só não esperava que fosse com um cara daquele tipinho, Jungkook é como uma flor frágil e se esse idiota o machucar acabo com a raça dele.

Vejo Yoongi descer as escadas me olhando com um sorrisinho estampado na cara, desvio o olhar e olho pra televisão, como Jungkook pôde gostar desse cara, ele nem é bonito.

-Eai Jimin, como vai?- Yoongi fala se sentando do meu lado no sofá.

-Você transou com o meu irmão, como acha que estou?!- respondo irritado.

-Está com ciúmes?

-N-não que imaginação, eu e Jungkook não temos nada.

-Por que está nervoso? Irmãos mais velhos podem sentir ciúmes dos irmãos mais novos, não?!

-B-bom...

-Relaxa, Jungkook foi ótimo ontem você não tem ideia.

-Quantos anos você tem?

-22.

-Isso é pedofilia!

-Foi você quem pediu pra alguém fazer uma identidade falsa pro kook certo?

-Isso não te interessa!

-O Kook nunca ia ter uma ideia dessas, pelo que notei ele é inocente em muita coisa.

-Sim, fui eu quem mandou fazer a identidade e Jungkook não é mais puro e inocente graças a você!

-E quer vir me dar lição de moral? Incrível...além disso, se eu não tirasse a virgindade dele quem iria tirar? Você...?

-Pare de falar besteiras, eu e ele somos irmãos.

-E qual o problema?

-Você é louco?

-Já vi casos piores. Teve um caso que o homem sentia vontade de pegar a própria mãe.

-E aí?

-Você não vai querer saber.

-Se começou agora termina.

-Ok você quem sabe, bom a mãe dele morreu por causas desconhecidas e ele enterrou ela, mas minutos depois quando todos presentes se foram, o filho dessenterrou o corpo e sacio seu desejo de transar com a mãe.

-Credo que nojo.

-Você quem quis saber.

-Onde você viu isso?

-Se eu te contar vou ter que te matar depois.

Ele se aproxima de mim, olhando fixo pra mim, me intimidando, recuo pra trás quebrando a troca de olhares.

-Essa história é doida.

-Eu sei mas não foi a pior que ouvi. Adoraria te contar, mas eu tenho mais o que fazer.

-Eu não quero ouvir suas histórias, aposto que são mentiras criadas pela sua cabeça de psicopata.

-Talvez sim... Talvez não.

-Ainda está aqui Yoongi?- Jungkook parece no final da escada.

-Eu já estava indo meu bem.

-Do que estavam falando?

-Nada de importante.

Yoongi se levanta e vai até Jungkook perto da escada, ele pega em sua cintura e beija seu pescoço logo o soltando, Yoongi se afasta de meu irmão sorri pra mim me mandando uma piscadela, logo ele vai embora fechando a porta. Vejo Jungkook se aproximar de mim, mas olho pra TV novamente, ainda estou chateado com ele.

-Chim.- ignoro meu irmão fingindo que não estou ouvindo, ele pega em minha mão e faz carinho nela, me fazendo suspirar.- Não fica bravo...

-Não estou bravo.

-E por que está assim?

-Só estou chateado, por que escolheu ele pra ter sua primeira vez?

-Queria que fosse com você?

-Eu não sei, qualquer pessoa seria melhor que ele.

-Conhece ele?

-Não...

-Sabe o que eu acho?- ele olha pra nossas mãos juntas e da um pequeno sorriso.- Acho que você queria que a minha primeira vez fosse com você.

-Bobagem.

-Sabe Chim.- não respondo novamente esperando ele continuar falando, ele sobe em cima de mim colocando suas pernas nas minhas laterais, seguro sua cintura enquanto ele se segurava em meu pescoço, ele aproxima seu rosto do meu chegando perto do meu ouvido direito e então sussurra.- Eu ainda sou virgem...

-C-como?

-Não aconteceu nada entre eu e o Yoongi.

-Então por que ele estava falando aquilo tudo?

-Ele só estava brincando com você.

-Nossa Kook, você não sabe o peso que tirou das minhas costas, fiquei até feliz agora.

-Você é ridículo Jimin.

-Por que?

-Você pode transar com quem quiser, ficar com quem quiser, e eu não posso?

-Eu não estou te impedindo, só iria ficar triste se você fizesse.

-E você acha que eu não fico triste quando vejo você com outras pessoas?

-Bom, você disse que ia aceitar.

-Você não vai parar mesmo de ficar com outras?

-Não pretendo.

-M-mas eu te amo tanto Chim... Você não entende?

-Eu entendo Jungkook, pra falar a verdade eu gosto de te beijar, dos seus toques, de ficar junto de você.

-Mas?

-Mas como eu disse antes, somos irmãos isso não vai dar certo.

-Então vai me machucar toda vez?

-Você tem a escolha de me esquecer, não estou te impedindo.

-Tudo bem, vou fingir que não tivemos essa conversa.

-E falando de ficar, você tem que trocar os lençóis da sua cama.

-Por que?

-Eu trouxe aquela menina ontem pra cá e bem... Você já sabe.

-Transou com ela na minha cama?!

-Se você não tivesse quebrado a minha teria sido no meu quarto.

-Entendi.

-Vai querer ajuda?

-Não, pode continuar vendo TV.

Jungkook sobe as escadas indo pro seu quarto, aproveito e me deito no sofá esticando as pernas, coloco em um programa de comédia. Ouço meu celular apitar avisando ser mensagem, pego o mesmo vendo quem poderia ser.

Mensagem:

-Oi Joni, amei a noite de ontem, quero repetir pode ser hoje na minha casa?

-É Jimin princesa.

Depois que respondi ela coloquei na caixa de mensagem da Valentina, resolvo mandar um oi pois fazia algumas horas que ela não falava comigo.

-Oi Jimin, pensou no que eu disse?

-Sobre nos encontrar?

-Sim...

-Pode ser, quando vai ser sua folga?

-Esse fim de semana.

-Eu não sei, fim de semana vai ser o aniversário do Kook.

-Quem é Kook?

-Meu irmão mais novo.

-Podemos ficar um pouco na festa e depois sair ou saimos antes e eu fico pra festa.

-Não sei se vai ter festa...

-Então por que está preocupado?

-Tem razão, que horas você vem?

-Eu vou ver aí te falo, pode ser?

-Pode princesa.

-Tenho que ir agora. Tchau.

-Tchau.

Bloqueio o celular e olho pra escada, Jungkook ainda não voltou acho estranho então resolvo levantar e subir as escadas pra perguntar se ele quer ajuda. Quando chego perto do quarto sinto um cheiro de queimado, abro rapidamente a porta e vejo uma chama perto da janela e Jungkook sentado na cama olhando o fogo.

-Está louco?- falo tentando apagar o fogo com um pano que estava na mesa, logo apagando.

-O que foi?

-Está queimando o que?

-Os lençóis.

-Por que?

-Acho que nem água e sabão vai tirar a safadeza que você fez com aquela puta na minha cama.

-Não fala assim da... Bom...

-Não sabe o nome dela não é?

-Isso não importa, não pode tacar fogo nas coisas.

-Vou tacar fogo naquela idiota se ela voltar aqui.

-Para de ser criança Jungkook.

-Olha Jimin, sorte a minha que sou seu irmão porque caso o contrário você também não saberia meu nome, só iria transar comigo e me chutar, porque infelizmente é isso que você faz.

-Então quer que eu namore uma delas?

-Eu quero que você me namore.

-Sabe quando isso vai acontecer?- me aproximo dele pegando em seu queixo, dou um selar rápido em seus lábios, fazendo Jungkook franzir o cenho.- Nunca...

-Você é um canalha!

-E eu sou solteiro livre e desprendido eu posso ficar com quem eu quiser.

-Acho que Yoongi tem razão.

-Em que?

-Devo mesmo me apaixonar por ele, e quer saber?- ele me olha enquanto o espero terminar a frase.- Espero que seja o mais rápido possível.

-Então prefere se apaixonar por ele?

-E por quem eu me apaixonaria? Yoongi é um cara muito legal e sabe qual a melhor parte?

-Qual?

-Ele não é você, ele não faz a mesma coisa que você, ontem ele me ajudou, cozinhou pra mim e me respeitou.

-Eu posso fazer isso.

-Mas além disso, ele gosta de mim.

-Eu também gosto!

-Mas somos irmãos, esse é o problema, certo?

-Está vendo agora?

-Talvez esse amor que eu sinto seja mesmo tolo, talvez eu deva te esquecer e seguir minha vida.

Eu não deveria ligar pelo o que ele disse, mas aquilo fez meu peito doer, parece que está apertado não sei por que estou sentindo isso Jungkook tem esse direito de me esquecer mas ele fizer nunca mais vou receber seus beijos, seus carinhos, e tudo isso; eu amo mesmo amando ele como irmão.

-Você está bravo, não sabe o que diz.

-Eu sei muito bem o que estou dizendo.

-Mas está pensando nas consequências? Não vamos nos beijar, imagino como vai ser difícil pra você isso.

-Eu aguento, além disso irei estar beijando a boca do Yoongi então vou estar muito ocupado pra pensar na sua.

-Pensei que você me amasse, isso não é amar...

-E amo Jimin, só estou cansado de sofrer, de correr atrás de você.

-Olha Kook...

-Não Jimin, acabou, você tinha toda razão, esse conto de fadas que eu criei na minha cabeça tem que acabar, desculpa ter feito você perder seu tempo comigo.

Jungkook se levanta da cama e caminha em direção a porta, eu respiro fundo tentando pensar em uma forma pra isso não acabar, então quando ele estava prestes a segurar a maçaneta do carro eu seguro seu braço.

-Jimin.- ele se vira e fala meu nome, eu fecho os olhos por um instante e mantenho a calma.

Puxo seu braço devagar trazendo ele pra perto de mim, lhe dou um abraço apertado fechando meus olhos pra sentir seu aroma gostoso.

-Não quero que isso acabe Jungkook, eu quero seus beijos todos os dias. Eu queria muito poder te dizer que não ligo por você querer seguir sua vida mas eu não vou poder seguir a minha, seus beijos são viciosos kook, penso neles todos os dias.

Me afasto de seu pescoço me aproximando de seu rosto, pego em sua nuca e aproximo sua boca da minha, peço a entrada de minha língua e logo foi cedida, nossas línguas se encontram fazendo movimentos lentos, meu coração batia cada vez mais rápido e minha respiração ficava cada vez mais pesada, eu estava muito nervoso pelo que estava acontecendo.

O conduzo até a cama sem nos separar do beijo, faço Jungkook se deitar na cama e fico por cima dele, separo nossas boca levando a minha em direção do seu pescoço deixando beijos molhados no local, ele suspirava e segurava minha camisa com força, seguro a barra de sua camisa e a tiro volto a beijar sua boca enquanto passava a mao em seu peitoral.

-Jimin.- ele para o beijo pra me chamar, seus olhos transmitiam medo, passei a mão em seu rosto fazendo um carinho tentando o acalmar.

-Confia em mim...- eu o peço, quero a confiança dele antes de tudo, o vejo sorrir e balançar a cabeça positivamente pra mim.

Volto a beijar seu pescoço fazendo Jungkook voltar a suspirar. Tiro a minha camisa e jogo em um canto qualquer do quarto, logo começo a tirar a minha calça, ficando só de cueca. Quando coloquei minha mão na barra da calça de Jungkook pra tira-la ele segura na minha mão me parando.

-Jimin você me promete que vai com cuidado.

-Prometo meu amor.

Consigo tirar sua calça logo tiro sua cueca junto expondo seu membro pego no mesmo e volto a beijar seu pescoço enquanto o masturbo lentamente.

Jungkook gemia cada vez mais alto quando aumentava a velocidade de minha mão. Ele pega em meu membro na cueca e o estimula, meu irmão puxa a minha box libertando meu membro que pulsou e bateu em sua perna, logo Jungkook joga minha cueca onde estava o restante das roupas, ele o masturba rapidamente me deixando mais duro.

-Você tem camisinha?- eu o pergunto.

-Não...

-Ja volto.

Me levanto indo direto pegar minha bolsa de escola que estava no armário de Jungkook, tiro dela uma camisinha, logo guardando a bolsa novamente. Volto pra cama e fico de joelhos entregando a camisinha pra Jungkook, ele logo entendeu o recado, e tratou de retirar a embalagem e colocar em meu pênis.

-Como quer fazer?

-Como assim?

-É sua primeira vez, tem alguma posição que queira fazer primeiro?

-Pode ser a que você gosta mais.

-Ok, então levanta e fica de joelhos com o tronco levantado.

Ele faz o que eu peço ficando na posição que eu adoro, pego meu membro afastando suas nadegas e coloco a cabecinha devagar em sua entrada. Ele geme como resposta, pego seu pescoço o trazendo pra mais perto de mim, dou algumas lambida em sua orelha enquanto o penetro de uma vez, dando leves estocadas.

-Está doendo?- pergunto preocupado.

-N-não...

Continuo penetrando aumentando a velocidade, ele tentava controlar seus gemidos, mas não adiantava, quando soltei seu pescoço ele deixa seu tronco cair na cama, pego em sua cintura e continuo penetrando logo seguro suas nadegas as asfastando uma da outra, facilitando a penetração, seguro seu ombro fazendo ele virar na cama ainda com meu pênis dentro dele, seguro suas pernas as colocando uma em casa um dos meus ombros, coloco minhas mãos em sua cintura e aproximo meu tronco do seu. Beijo sua boca e começo a penetrar rapidamente, sua entrada esmagava o meu pênis e isso estava delicioso. Jungkook arranha as minhas costas e a ardência me deixava com mais vontade de tê-lo, seus gemidos me deixavam louco me fazendo ir mais e mais rápido, ele aperta meus ombros e geme fechando seus olhos com força, sinto um líquido quente sujar nossos abdômens, vejo que ele tinha chegado ao seu ápice. Continuo o penetrando quase chegando no meu limite, seguro em sua perna fazendo um carinho nela sentindo sua pele quente e suada, não resisto e gozo. Respiro fundo e tiro a camisinha de meu pênis, levanto da cama indo pro banheiro joga-la fora, aproveito pra tomar uma ducha, Jungkook logo veio atrás e entrou debaixo da água comigo. Nos lavamos em puro silêncio no local, só ouvindo a água quente cair, aquela transa foi a melhor que eu tive, mesmo com todas aquelas mulheres com quem já fiz sexo. Mas logo o sentimento de culpa me dominou, por mais que tenha sido gostoso ele é meu irmão, na hora eu não pensei nisso, mas agora me sinto culpado, eu tirei a virgindade do meu irmão...

Vou pro meu quarto e coloco uma roupa mais confortável, logo vou pro quarto de Jungkook e o vejo colocar uma cueca preta, fico olhando sua bunda amostra aquilo me fez o desejar mais.

-Jungkook.- o chamo recebendo seu olhar sobre mim, ele sorri e vem me abraçar, mas eu afasto seus braços de mim, ele me olha sem entender.- Aquilo que aconteceu... Não vai mais acontecer, me desculpa pelo que eu fiz, mas eu me arrependo por ter feito...

-Não acha que é tarde pra se arrepender? Jimin, fizemos amor e foi tão... Gostoso, por favor não venha me dizer que se arrependeu.

-Jungkook isso foi um erro, somos irmãos eu realmente sinto.

-Não gostou?

-Eu queria dizer que não, mas eu amei.

-Então meu amor, não tem o por que achar ruim isso, nos amamos Jimin aceita isso.

-Eu não posso aceitar, eu não posso te amar, não vai acontecer de novo sinto muito.

Saio do seu quarto descendo as escadas e me sento no sofá, ouço um soluço alto no andar de cima, sei que Jungkook deve estar chorando. Ligo a TV e coloco em um programa qualquer, sei o quanto que meu irmão está sofrendo e eu também estou, mas infelizmente as coisas tem que ser assim por mais que ele me ame e eu goste de estar do seu lado.

(...)

Algumas horas depois Jungkook saí do quarto com o rosto inchado pelo choro, ele se senta do meu lado e olha pra TV.

-Você está bem?- resolvo perguntar.

-Esse era seu plano?

-Que plano?

-Tirar a minha virgindade e depois me largar como você faz com as outras.

-Gostou tanto assim de fazer amor comigo?

-O que você acha?

-Eu gostei de fazer com você também, na verdade você foi o melhor.

-Então por que está me chutando?

-Eu não tinha intenção de te magoar, só estou com sentimento de culpa, antes da gente fazer amor eu estava com medo de te perder pois você disse que ia seguir sua vida, e eu queria continuar te beijando e sentir seus carinhos, mas quando fizemos isso dominou. Me desculpa, sério.

-Olha da pra esquecer que sou seu irmão? Fingir que somos duas pessoas que se ama.

-Eu não sei Kook...

-Por favor, vamos poder ser bons amantes e ninguém precisa saber.

-Eu vou pensar, tá bom?

-Pensa com carinho...

-Vou pensar.

Jungkook se levanta e se senta em minhas pernas, ele segura meu rosto me dando um selar calmo nos lábios, sorrio pela sua delicadeza e seguro sua cintura o trazendo pra mais perto, aprofundando mais o beijo.

Ficamos uns minutos nos beijando e aquilo estava me deixando excitado, mas tive que parar, Jungkook me olhou sem entender mas dei algumas palmadas em sua nadega pedindo pra ele se levantar, ele logo entende se sentando no assento do lado. Eu me deito no sofá colocando minha cabeça encostada em suas pernas, logo ele faz um carinho gostoso em minha cabeça. Momentos assim me deixa mais calmo, como se o mundo fosse nos aceitar, dois irmãos se amando, talvez seja bom que ninguém saiba do nosso segredo.

-Jimin...- ele me chama baixinho.

-Sim?

-Você me ama?

-Amo.

-Como irmão ou romanticamente?

-Eu não sei ainda kook, estou confuso com meus sentimentos, não vou poder te dar essa resposta agora.

-Tudo bem, mas me promete uma coisa?

-O que?

-Se você aceitar ficar comigo, não vai ficar com mais ninguém do mesmo jeito?

-Eu não traio Jungkook, isso é horrível, eu prometo ficar com ninguém se ficarmos juntos, não se preocupe.

-Obrigado, isso me deixa aliviado.

-Não precisa me agradecer, mas você também tem que prometer, nada de Yoongi.

-Eu e ele somos só amigos, meu corpo e meu coração é seu.

-Fico feliz em ouvir isso.

-Vamos passar o intervalo juntos amanhã?

-Pode ser.

-Mas tem o Tae.

-E qual o problema?

-Ele gosta de você e pensa que você gosta dele também.

-Amanhã eu resolvo isso, não se preocupe.

-Ok... Só que cuidado pra não machucar muito ele.

-Certo.

Ficamos prestando atenção na TV e curtindo a presença um do outro. As vezes dávamos alguns beijos, mas não passou disso, ainda tenho muito o que pensar em nossa relação, mas principalmente eu tenho que saber o que sinto de verdade pelo meu irmão. Não posso mais deixar ele se machucar tenho que ser homem e resolver logo isso.


Notas Finais


O que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...