História Signal - (Repost) - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias F(x), Mamamoo, TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jihyo, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Tzuyu
Tags Imagine, Jirit Jirit, Signal, Twice
Visualizações 108
Palavras 1.342
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, FemmeSlash, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Luta, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey!!!

Que frio, socorr!!!

Como vocês estão??

Vou tirar um tempo para responder todos vocês <3

Quero agradecer pela compreensão e paciência, eu sei que é bem chato a demora para atualizar...

Capítulo comprido para compensar e preparem os corações, porque todos os filmes de poderes possuem as cenas de lutas fantásticas!!

Pelo menos vou tentar XD

Ignorem os erros e BoA leitura~

Ain, estou viciada em Chaotic, vão ouvir é maravilhosa!! OEC <3

;3

Essa foto é a representação da pose sexy HAHAHAHA.

Capítulo 21 - Boy magia


Fanfic / Fanfiction Signal - (Repost) - Capítulo 21 - Boy magia

- Vamos combinar o seguinte: Eu não conto que você ainda usa seus clones para espiar ela, e você não conta para as meninas que eu fico sempre do lado dela.

- Usando sua invisibilidade. – Dahyun acusou.

- Claro, né?! Seria estranho se ela soubesse que eu fico praticamente o dia todo ao seu lado. – Sana sorriu ao se lembrar dos momentos com a garota, que nem sabia que estava sendo seguida pelas duas.

- Humm... – Olhou pensativa. – Fechado! – DaHyun sorriu.

 

 

 

Acordei com o despertador às 9h, fui para o banho e coloquei uma roupa confortável. Estava calor, mas resolvi dar uma corrida pelo campus. A cama da JiHyo estava arrumada, deve ter ido para a casa dos pais ou estar resolvendo as questões do conselho.

A escola estava praticamente vazia, fui para o refeitório, tinham poucos alunos. Peguei um pedaço de bolo e dei uma mordida, senti um gosto estranho, peguei um guardanapo e cuspi, o bolo estava cheio de plantas. Ouvi risadas, um grupo de garotas sentadas perto dali começaram a se chacoalhar de tanto rirem, Krystal estava no meio junto com a sua irmã, a Yoona e a doida do corte estavam também.

- Gostou do bolo de terra, otária? – Yoona sorriu maldosa.

~ Terra? Por isso o gosto estranho.

Krystal sorriu provocativa, TaeYeon me olhou com pena, mas eu não ia deixar barato.

- Gostei! Como você sabia que terra é o prato preferido da minha espécie? – Dei mais uma mordida no bolo sorrindo, fingi engolir, as garotas pararam de rir e me olharam confusas. Saí dali antes que alguma delas resolvesse partir para a agressão física.

Cuspi na lixeira e limpei a língua com o guardanapo.

- Idiotas! – Resmunguei enquanto ia para o campo de corrida.

 

 

 

- Eu nunca mais vou inventar de correr... – Reclamava sem ar me arrastando pela pista, acho que eu dei umas duas voltas no máximo. Mas essa bagaça é enorme. Me arrastei até o bebedouro e quase suguei toda a água dele, depois eu bem rica e fina fiz concha com a mão e joguei na minha cabeça, esfregando o pescoço com delicadeza. – Calor do inferno!!

- S/N-ah!

~ Eu acho que estou enlouquecendo.

- S/N!!

Me afastei com cautela do bebedouro, juro que ouvi meu nome...

Ouvi um barulho parecido com o de um tiro, minha reação foi me jogar no chão cobrindo minha cabeça.

~ Eu não posso morrer agora!!!! Ainda nem transei! Vou morrer virjona, ai meu Pai se eu não morrer agora juro que...

- MEU DEUS!

Virei na direção da voz dando de cara com TzuYu chocada olhando para o bebedouro.

Levantei correndo e me joguei na mais alta para fazê-la ir ao chão por causa dos tiros, mas não deu muito certo, tive a sensação de ir de encontro à uma parede de tijolos. Voei para o chão novamente.

- Aiiii! – Reclamei enquanto permanecia torta largada no chão.

- S/N-ah! – Senti-me um saco de pano sendo levantado com tamanha facilidade pela TzuYu. – Eu sinto muito!

- Tudo bem! – Sorri tentando disfarçar a dor, parecia ter sido esmagada por um rolo compressor.

- Por que você se jogou no chão? – TzuYu perguntou olhando para os lados, talvez achando que eu estava me escondendo de alguém.

Arregalei os olhos lembrando o motivo.

- Se agacha! – A garota se agachou comigo, segurei em seus ombros enquanto olhava ao redor. Senti suas mãos em minha cintura. – Estão cometendo um atentado, alguém atirou por aqui.

As bochechas da garota ficaram vermelhas, segui a direção de seu olhar e encontrei um buraco no bebedouro fazendo com que a água casasse rapidamente.

- Olha a prova! – Apontei assustada.

- Na verdade... – Ela coçou a cabeça sem jeito. – Eu joguei uma pedrinha para chamar sua atenção, mas parece que foi um pouco forte.

Levantei a sobrancelha direita, ela estava eufemizando esse “Um pouco forte” e a “pedrinha” já que tinha um rombo no bebedouro.

- Mas o que é isso? – Ouvi uma voz ao longe, parecia ser da professora de educação física.

- Tzu, eu acho melhor corrermos. A bruxa está vindo em nossa direção. – Segurei a mão da garota e saí correndo desesperada, logo senti meu corpo sair do chão, Tzu havia me pego no colo estilo noiva, a garota começou a correr em uma velocidade impressionante.

- Minhas pernas são longas. – Disse após colocar-me no chão quando já estávamos dento da escola.

Apenas assenti, devia estar descabelada no mínimo, sem contar na vontade de vomitar pela velocidade.

Acenei para Tzu pronta para ir no meu dormitório vomitar.

- S/N-ah! - Virei ouvindo a voz baixa da mais alta. – Você quer almoçar conosco? – Ela perguntou olhando para o lado enquanto suas bochechas iam ganhando uma tonalidade rosada.

- Almoçar? – Ué, já deu o horário?

- É, já são 11h30. – Ela tirou o celular do bolso e me mostrou o horário.

~ Eu demorei mais de duas horas para dar duas voltas na quadra? Realmente preciso me exercitar mais, Xexus.

- Ah, claro! – Dei de ombros seguindo com a garota para o refeitório.

 

 

 

O almoço estava sendo mais silencioso que pensei, as garotas encaravam seriamente Tzu quando cheguei ao seu lado, logo elas ficaram em silêncio, pareciam meio desanimadas, menos ChaeYoung que volta e meia olhava para mim e sorria.

- Olha só, o boy da líder! – NaYeon apontou para a porta do refeitório. Segui o olhar encontrando JiHyo rindo e dando um tapinha no braço de um garoto.

Sem perceber meus punhos de fecharam de raiva.

~ Ontem quase transamos e ela tem namorado? Tá, não foi exatamente uma transa, eu diria uns amassos calientes, mas né.... Eu nunca transei, então aquilo poderia ser uma transa que eu não ia saber... Ou talvez sim, porque eu assistir já uns filmes meio mais 18 e .... AH, QUE SE DANE!

Virei o rosto e continuei comendo, não iria me importar com isso. Quer saber? Que se dane, vou sair por aí beijando outras bocas também.

- É o seu boy magia? – Momo perguntou quanto a líder se sentou junto com o garoto.

Ela arregalou os olhos e me deu uma olhada discreta.

- Ele não é meu namorado! – Disse na defensiva.

O garoto sorriu quase rasgando o rosto.

- Eu vi vocês se beijando hoje na sala do Conselho.

Meu olhar encontrou com o dela, ela abriu a boca surpresa.

Elas pareciam ter intimidade com ele, então provavelmente devem ser amigos.

- Eu..

- ChaeYoung-ah, irei estar te esperando às 14h no portão. – Sorri para a mais nova, tentando disfarçar minha raiva. Aproveitei para jogar o cabelo de um modo sexy e fazer uma pose que vi em uma revista. – Licença meninas. – Disse antes de sair daquela mesa o mais rápido possível. Podia estar pistola, mas ainda sou fina e educada.

 

 

 

 

Fui para banho e demorei um pouco pensando em ontem à noite e na revelação de hoje. Acho que fui iludida...

Era 13h40 quando estava passando pelos corredores, iria chegar mais cedo no portão para encontrar ChaeYoung, melhor mais cedo do que chegar atrasada.

No final do corredor avistei uma silhueta vindo rapidamente em minha direção, não iria me importar até reconhecer o rosto. Era um dos garotos de ontem que estavam importunando a garota do óculos.

Ele deu um sorriso perverso em minha direção, os corredores estavam vazios. Em pleno sábado quase não havia ninguém na escola.

- Ora, ora. Veja só quem encontramos aqui! – Ele disse lambendo o lábio.

~ Encontramos?

Ouvi uma risada atrás de mim, virei rapidamente encontrando o outro garoto que estava com ele ontem.

~ Estou sentindo que isso não vai acabar bem...

- A heroína de ontem. – O garoto se esgueirou para o lado do de sorriso perverso. – Sabe o que acontece com heróis que ajudam pobres donzelas, Baek? – Sua voz estava carregada de ironia.

- Não. O que acontece, Kai?

~ Vou decorar os nomes desses dois para denunciar depois. Eles que me aguardem!

Estava começando a ficar com muito medo do tom deles.

- Heróis sempre morrem. – Falou enquanto ria mostrando seus dentes brancos.


Notas Finais


Chocada que você saiu para se exercitar e mais chocada ainda que JiHyo anda beijando outras bocas...

Os boys problemas são o Kai e o Baek, eu adoro eles, mas precisava de vilões bad guys hahahaha <3

E agora, José?

Será que você têm habilidades mesmo?

Ou eles vão fazer purê de E.T.?

Até a próxima~

See ya ;*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...