História Signal - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias TWICE
Personagens Dahyun, Jungyeon, Sana, Tzuyu
Tags Otp Fest, Satzu, Twice
Visualizações 54
Palavras 531
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drabble, FemmeSlash, Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - I must let you know


– Jeongyeon-unnie, como você conquistou o coração da Dahyun-unnie? – A menina perguntou, enquanto mordia um pedaço do seu lanche. Os olhinhos atentos e curiosos piscavam vidrados na garota de cabelos curtos loiros. 

– Já te disse, Cherry. Comprei para ela uma flor, disse que gostava muito dela e ela me deu um beijinho. Simples assim. – É claro que a menina escondeu alguns fatos mais absurdos, mas não tinha como estragar a inocência de Tzuyu. Ela era um bolinho fofo. Não dá pra corromper.

– Eu acho que vou fazer isso com a Sana. – Jeongyeon se engasgou com um pedaço do seu lanche, mas logo se recuperou. Tzuyu batia nas costas dá menina, que ainda tossia.

– Sério? Ya, por que não me contou antes? – A garota disse. Tzuyu fez um biquinho e deu de ombros, porque ainda estava confusa em relação aos seus sentimentos.

Sana era do primeiro ano, assim como ela. As duas tinham 16 anos, gostavam de cantar e de dançar, usavam o mesmo batom e as duas eram loucas por química. De acordo com a amiga de Tzuyu, Jeongyeon, as duas eram um casal perfeito. 

E eram mesmo.

Quando o sinal tocou, Tzuyu tratou logo de correr para a sala e pegar aquele cartão de coração, com um alienzinho desenhado por ela mesma. Sabia que Sana amava planetas e essas coisas. Fez sua melhor letra, consultou o dicionário para pegar algumas palavras bonitas e fez um coração no final - Tzuyu estava realmente apaixonada pela garotinha. 

E até as aulas de química se tornaram chatas para Tzuyu, que só encarava Sana, os cabelos castanhos compridos, os olhinhos brilhantes e o sorriso bonito a cada vez que acertava uma conta. Ela teria que pedir para alguém da sua sala lhe passar a matéria, porque até o final da sexta aula ela não tinha feito nada.

Sinal tocando, Tzuyu arrumou seu material mais rápido do que alguém que é mais rápido que o Flash. Colocou a mochila nas costas, arrumou a saia e os cabelos e segurava o coração de papel com delicadeza, para ele não amassar. Foi até o grupinho de amigas de Sana, que parecia entediada ao lado das duas amigas.

– S-Sana-ssi, poderia conversar com você? – A menina sorriu, surpresa. Sana e Tzuyu não eram próximas, mas a menina já havia emprestado um lápis para ela. E ela também considerava Tzuyu a menina mais bonita que já viu. Seguiu a menina até um canto reservado, onde não passava mais ninguém. Ficaram atrás de um pilar, e então a taiwanesa esticou o papel com as mãos trêmulas. 


Um olhar, um gesto, qualquer expressão
É inútil, nenhum deles funciona
Eu não acho que você tenha algum instinto
O que mais eu posso fazer para expressar meus sentimentos?
No começo não percebi,
Mas eu comecei a gostar de você, boba!
Como você consegue não perceber como eu me sinto? 
Quando você vai parar de ser tão rude?
Quando vai perceber os sinais que te mando?


Sana sorriu, espantada. Se pensasse direitinho, perceberia que todas as vezes que Tzuyu sorriu para si, a ajudou nas matérias e até lhe emprestou dinheiro para o lanche eram sinais de que ela gostava da japonesa. Aish, como pode ser tão boba?

– Ei, eu acho que finalmente percebi os seus sinais.


Notas Finais


OTP fest: uma drabble com cada OTP meu. Não sei até quando vai, mas vai até eu não ter OTP nenhum :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...