História Signals - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Teen Wolf
Tags Relacionamento Abusivo, Stackson, Sterek, Stiles
Visualizações 262
Palavras 1.354
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello gente

Capítulo 17 - Seventeenth



Quando Stiles voltou a consciência não abriu os olhos de imediato, sentia dor demais para isso, e foi a dor que o fez lembrar do que havia acontecido. Olhou em volta tentando saber onde estava e sentiu vontade de chorar ao reconhecer o lugar. Não era a mansão de Jackson, aquele "quarto" só com o colchão onde estava sentado agora, pertencia a casa de Theo, o melhor amigo de Jackson.

A única janela estava fechada com madeiras para não ser aberta e a porta com certeza estava trancada, sem contar na corrente que prendia seu pé ao chão e que não tinha notado antes.

Respirou fundo não contendo as lágrimas, estava tão bem, por que Jackson tinha que estragar tudo?

E como se apenas seus pensamentos tivessem o chamado ele entrou no quarto, acompanhado de Theo que riu ao ver o humano se encolher, trazendo as pernas para  mais próximo do tronco e escondendo o rosto nos joelhos.

— Que porra, Jackson. - ele começou se sentando ao lado do Stilinski - Precisava bater tanto nele? Ele tem o rosto tão bonito...

— Ele mereceu. - o loiro respondeu mexendo na caixinha que carregava nas mãos. - Agora segura logo ele, não tenho o dia todo! - mandou e Stiles os olhou assustado afastando Theo o máximo que podia enquanto Jackson se aproximava com uma seringa na mão.

— Não, Jackson! - Theo conseguiu segurá-lo o deitando no colchão e esticando um de seus braços. - Para! O que é isso?!

— Nós precisamos te deixar quietinho, e a única coisa que eu tenho aqui agora é heroína, então... - Theo explicava sorrindo enquanto via o amigo injetar a droga direto na veia do - até onde sabia - namorado.

— Socorro! - gritou enquanto ainda conseguia tentar se soltar, mas a heroína tem um efeito rápido, questão de segundos, e logo Stiles parava de resistir. A euforia era o primeiro efeito que sentia, e os outros dois assistiam o menor respirar rápido e revirar os olhos, logo em seguida os fechando.

— Eu queria um pouco disso também, adoro a sensação do começo, é quase como um orgasmo. - Theo dizia enquanto Jackson apenas se sentava também. - Aposto que nem está mais sentindo dor... - virou o rosto de Stiles em sua direção, olhando para os olhos amendoados com as pupilas contraídas.

— Não sei como ainda não virou um viciado... - Jackson zombou rindo do outro enquanto Stiles se virava na cama, em estado de letargia, completamente desligado. Não sentia mas dor, nem medo ou preocupação, sentia apenas o conforto que a droga trazia, que o acalmava e o deixava eufórico ao mesmo tempo.

— Eu sei a hora de parar, sem falar na licantropia que não me deixa chapar direito. - respondeu simples, as vozes pareciam distantes para o humano, as imagens estavam estranhas. - Ele vai ficar assim por umas quatro horas ou mais, depende de quanto você deu. Vamos lá pra baixo? Tomar uma cerveja enquanto esperamos o cara chegar.

Jackson assentiu e saíram do quarto, não se preocupando em fechar a porta. Stiles piscava perturbado, podia jurar que o quarto estava girando.

— Derek... - o sussurro foi direcionado ao vazio, mas o humano podia ver o lobisomem deitado ao seu lado, as alucinações estavam brincando com sua mente. - Derek...

[...]

— Stiles... - o lobisomem dizia ao telefone, irritado. - Ele levou o Stiles!

O quê?! - Scott exclamou do outro lado.

— Eu achei que deixar ele aqui enquanto saia um pouco não teria problema... - sentou no sofá, a frustração podia ser sentida de longe. - Como aquele maldito descobriu onde eu moro?! 

Isso não importa, nós temos que achar Stiles antes que algo aconteça com ele! - o McCall dizia enquanto se arrumava rapidamente e pegava as chaves de casa e da moto recém tirada do concerto. - Estou indo aí. - avisou já desligando o celular.

[...]

— Vamos ter que contar para o pai do Stiles, talvez ele consiga entrar em contato com o Sr. Whittemore. - o alfa dizia olhando a chuva cair do lado de fora do loft. - Essa chuva não vai deixar que encontremos ele pelo cheiro, e não parece que vai parar logo.

Derek bufou esfregando o rosto com as mãos. Tinha dito ao Sheriff que cuidaria de Stiles e que nada lhe aconteceria estando no loft, agora se sentia cada vez mais furioso consigo mesmo e ainda mais com Jackson.

— Esse maldito! - rosnou virando a mesinha de centro e se levantando, indo até seu saco de pancadas pendurado no canto do loft onde tinha outros equipamentos de academia. - Eu vou matar ele! Por que não nos deixa em paz?! Ele nem mesmo ama o Stiles como eu amo, por que fica tirando ele de mim?! - cada pergunta era acompanhada de socos no saco de areia, que mal voltava no lugar e já era golpeado novamente. Derek rosnava ferozmente e Scott apenas assistia seu ataque de fúria. O entendia, também havia prometido proteger Stiles e falhou.

Deixou que ele destruísse o saco de areia até se cansar sem se intrometer, não queria ser o alvo dos socos do outro lobisomem.

Quando o Hale se sentou no chão ofegante se aproximou, tocando seu ombro.

— Eu sei como está se sentindo, mas precisamos da ajuda do Sheriff... - disse tentando não estressar o outro mais ainda - Sem falar que Jackson sequestrou o Stiles, se a polícia o achar terá motivos o suficiente para prender ele.

— Eu sei, eu só... Isso foi culpa minha. - disse e Scott pode ver em seu olhar o quanto estava perdido.

O quanto aquele lobisomem estava perdido sem a sua âncora.

O único que tem culpa de alguma coisa aqui é o Jackson e a mente doentia dele, que não consegue aceitar que Stiles quer ficar longe dele. - o McCall disse suspirando em seguida - Agora temos que achar Stiles, estamos apenas perdendo tempo aqui.

O beta concordou se levantando, seu humano não podia ficar nem mais um minuto nas mãos de Jackson.

[...]

Foram até a delegacia, Derek em seu Camaro e Scott em sua moto. Entraram indo direto para a sala do Sheriff, sem dar tempo para que ninguém atrapalhasse o caminho.

John olhou como o cenho franzido para os dois lobisomens, não entendo o que eles faziam ali, mas ao analisar melhor seus rostos pôde ter certeza de que algo estava errado, e isso fez seu coração acelerar.

— O que aconteceu? - perguntou não vendo Stiles junto deles. - Onde está Stiles, vocês o deixaram sozinho no loft?

— Senhor, eu... Me desculpe. - Derek pediu com a cabeça baixa. John imediatamente se levantou indo até os mais novos.

— Por que está se desculpando?! O que aconteceu com o Stiles?! - ele perguntava já tomado por preocupação.

— Jackson invadiu o loft enquanto eu saí para comprar comida e... - o Hale não conseguia terminar, a sensação de fracasso ardia em seu peito.

— Ele levou o Stiles. - Scott completou vendo o Sheriff por a mão na cabeça, voltando a sentar-se em sua cadeira ou cairia.

— Pra onde? - perguntou quando conseguiu.

— Ainda não sabemos, a chuva não nos permite farejá-los. - o beta disse - Isso é culpa minha, vou entender se o senhor...

— Derek eu não estou decepcionado com você, sei que fez o seu melhor e não tinha como saber. - interrompeu. - Tudo bem, temos que pensar no que fazer. Uma equipe de busas tentaria prender Jackson caso o achassem, e como ele também é lobisomem não acho que acabaria bem...

— Stiles disse que o pai de Jackson poderia ajudá-lo caso contasse o que seu filho fazia com ele, já que também é policial. - Scott se lembrou.

— É de alguma cidade vizinha? Talvez possa ligar para ele. - o Sheriff disse já se dirigindo ao telefone.

— Ele está em Londres. - a informação fez o mais velho bufar.

— Droga! Vou precisar que consigam o número dele para mim. - pediu - Talvez na casa dos Whittemore tenha alguma coisa, se acharem tragam para mim, direi que sou o pai de Stiles e talvez ele acredite em nós.

Os lobisomens assentiram, partindo em direção a mansão dos Whittemore.



Notas Finais


Hit you with the ddu du ddu du~
Tudo o que eu escrevi sobre os efeitos da heroína é verdade tá, eu pesquisei
E eu NÃO tô fazendo apologia ao uso de drogas pelo amor de Deus, os filho da puta fizeram isso contra a vontade do Stiles, É ERRADO!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...