História Significando - MALEC - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas de Bane, Os Artifícios Das Trevas (The Dark Artifices), Os Instrumentos Mortais, Shadowhunters
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Catarina Loss, Imasu Morales, Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Lady Camille Belcourt, Magnus Bane, Maryse Lightwood, Max Lightwood, Max Michael Lightwood-Bane, Rafael Lightwood-Bane, Ragnor Fell, Robert Lightwood
Tags Amor, Drabs, Malec, Romance
Visualizações 152
Palavras 296
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Droubble, Famí­lia, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa se passa no universo dos livros (Cidade das Almas Perdidas? Não tenho certeza desculpa) mas é na cena em que Magnus faz com que Alec troque de lugar com Jace para enganar a Clave.

Boa leitura!

Capítulo 4 - 4. Anchorage


Fanfic / Fanfiction Significando - MALEC - Capítulo 4 - 4. Anchorage

 

4. ANCHORAGE



"O desejo de segurar o tempo enquanto ele passa. Como tentar se segurar em uma pedra no meio de um rio com muita correnteza."



Magnus sorriu por trás do copo que segurava. Alexander parecia tão a vontade na sua casa que fazia o peito do feiticeiro aquecer, ele usava um dos seus conjuntos de moletons horríveis e desbotados e parecia relaxado em um dos inúmeros sofás da sala, como se não houvesse nenhum peso em suas costas.


Magnus gostava de ser aquele cara para Alec. Que o confortava e o deixava calmo e feliz, nada lhe dava mais prazer do que perceber que o namorado se sentia seguro e alegre ao seu lado. Alexander virou-se para ele, desviando os olhos da televisão.


– Tem alguma coisa no meu rosto? – ele perguntou, parecendo preocupado.


Magnus sorriu, estendendo a mão para acariciar sua bochecha.


– Não. Eu estava apenas observando, docinho.


Alec corou com o apelido e inclinou a cabeça para o lado, para ter mais contato com a mão do namorado.


– Observando o quê?


– O quanto você é bonito, Alexander. – disse Magnus, por que era verdade, e também por que ele adora vê-lo corar.


E de fato aconteceu, todo o rosto de Alexander se acendeu em carmesim, deste de a ponta das orelhas. Ele segurou a mão de Magnus na sua e se aproximou, colocando a cabeça no peito do namorado e se deitando no sofá. 


– Você também é muito bonito. – ele disse, ainda corado, mas sua voz era cheia de certeza. Direto, como sempre. Uma das coisas que mais o fazia amar-lo.


Magnus sorriu, acariciando o cabelo de Alec e aproveitando aquele momento raro com ele. Sem Jace, sem Valentine, apenas eles dois. Magnus queria ter um feitiço para parar o tempo naquele momento.


OoOoOoOoO
 


Notas Finais


Nos vemos nos comentários?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...