História Sim Senhora...(Imagine Seokjin) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Kim Seokjin (Jin), Personagens Originais
Visualizações 159
Palavras 1.183
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bom dia meus raios de luz❤😂

Capítulo 4 - Vc é muito bonita...


Fanfic / Fanfiction Sim Senhora...(Imagine Seokjin) - Capítulo 4 - Vc é muito bonita...

--Jin'O--

O dia já acabou e voltei sem a (S/n), estou chateado por ela ter ido embora ontem só por causa do Hoseok... affs

No caminho para casa vi Lee, fui indo até ela mais parei assim que um homem se aproximou, ele a puxou pela cintura e meu sangue ferveu, mais diferente do que pensei, a mesma sorriu e o beijou, ali meu coração virou poeira...

(Obra do Thanos.... )

Como ela pode fazer isso? Eu... eu... eu dei tudo pra ela, eu a amava, ela estava colocando um chifre em minha cabeça e eu não sabia

Fui até a mesma com cara de tédio, como se não liga-se

Lee - A-amor... aah... eu... ele me agarrou, ele...

??? – Eu? vamos amor, não minta mais para sua fonte de dinheiro - Então era só por isso que ela estava comigo não é? hipócrita

Jin -Então você é igual as outras, é uma vagabunda qualquer, uma interesseira, eu não acredito que me iludi com alguém de seu nível, realmente eu sou um idiota, não pense que não vi você o beijando, deixe de ser Hipócrita, deveria ter percebido que você é uma vagabundo igual a todas as outras....

Lee - Quem você.... - Me virei e sai andando o que ouvi dela? PIPIPIPOPOPO só isso, estou chateado? Muito, mais não vou me abater por isso, não mesmo, foi difícil chamar uma mulher daquelas palavras, afinal nenhuma merece ouvir aquilo nem mesmo uma prostituta, sempre tive muito respeito com todas, sempre educado, essa foi a primeira vez que falei daquele jeito com uma mulher, aah, estou exausto

--(S/n)'On--

Jin foi embora a alguns minutos, então Jimin me levou até em casa, lógico que eu estou um pouco tensa, afinal, estamos andando a 10 minutos, e nem um de nós falou nem um A, esse silencio esta me incomoda de uma maneira gigante

Jimin – É... - Aleluia - Você... você tem pai? Pai e mãe?

(S/n) - Aah.. tenho sim – Dei risada, o mesmo gaguejava

Jimin - Ataa - colocou a mão na nuca, talvez um pouco sem jeito

(S/n) -Você mora a onde jimin?

Jimin - A alguns quarteirões daqui, estranho mais o nome da minha rua é Park

(S/n) -Uou, por essa eu não esperava, jimin?

Jimin- Sim...?

(S/n) – Por que decidiu trabalhar nessa are? Com doces?

Jimin - Bom... minha mãe e meu pai, eram cozinheiros aqui em Seul quando eu era pequeno, eles tinham um restaurante muito famoso, e eram muito gentis com todos, eu era pequeno quando eles me ensinaram a cozinhar, e eu gostei muito, aprendia um doce a cada dia, sempre aprendi rápido, mais - Seu olhar ficou triste - Um dia estávamos indo para casa quando meu pai perdeu o controle do carro, sofremos um acidente feio, minha mãe e meu pai morreram depois de alguns dias no hospital, então fiquei sozinho por um tempo com minha avó, quando fiz 14 anos fui para a casa de uma tia minha, ela disse que todos os bens dos meus pais ficaram comigo, e ate mesmo o restaurante que a tanto tempo não abria, então para me animar, comecei a cozinhar, e quando fiz 18 anos resolvi fazer um curso de gastronomia e confeitaria -Sorriu - Por isso hoje faço o que faço, quero ficar muito bom no que faço e juntar dinheiro para poder abrir o restaurante de meus pais, e pensando bem, (S/n)?

O olhei o mesmo estava vermelho de vergonha...

(S/n) - Sim...

Jimin - Quando.... quando eu abrir o restaurante, você vem trabalhar comigo? - o olhei surpresa... – Sabe, e que você é muito boa no que faz, e eu ficaria muito feliz se trabalha-se comigo... - calcou a mão na nuca e parou, olhei e já estávamos enfrente ao prédio onde moro

(S/n) - Sim - Me olhou surpreso - Eu aceito trabalhar com você Jimin - O mesmo sorriu, me deu um beijo no rosto e um abraço, saiu sorrindo, eu fiquei muito feliz com isso, logo entrei para dentro...

--Jin'On--

Fiquei com tanta raiva daquela mulher que nem dormir consigo, então sai pro bar, não quero saber se eu posso me machucar depois, foda-se...

Fui para o bar e pedi um copo de Maekju

Depois de alguns copos de Maekju, fui para o Soju

Jin - Sabia, eu não sei qual é o meu problema com as mulheres, sou um cara dahora... mo dahora cara, serio

?? - Acho que você já bebeu de mais por hoje amigo

Jin - Que nada...

(S/n) - Jin?

Jin - Chefinhaaa... oi chefinhaaa...

(S/n) - Por favor, pode me vender uma garrafa de Sujo?

?? - Sim senhora, Gelada moça?

(S/n) - Sim por favor, e você Seokjin - me olhou brava - vamos embora

Jin - Aah chefinha, não fica brava comigo - Ela esta brava? Porque poxa? Nem fiz nada

--(S/n)'on--

Fui para um bar aqui de Seul, a onde vendem cervejas variadas, eu iria chamar os meninos para jantar lá em casa, talvez tomar uma cerveja ou vinho, tenho vinho em casa, mais não sei se eles iriam querer só o vinho

Mais quando cheguei lá tive uma surpresinha, senhor SeokJin, caindo de bêbado

AGORA

(S/n) -Vamos jin... -o puxava pelo braço

Jin - A chefinha, me deixa vai... - Falava manhoso, seu jeito ate me lembrava o Ban, de um anime que assistia, sim, os dois eram iguais bêbados

(Anime: Nanatzu No Taizai, Ban o pecado da raposa)

(S/n) - Vamos jin, ande, cadê a chave do seu carro? - o mesmo me deu a chave e eu o coloquei no carro, entrei e comecei a dirigir para casa

Cheguei e levei jin para minha casa, o coloquei debaixo do chuveiro na agua gelado, o mesmo reclamou mais não dei a mínima

Depois de um tempo ele saiu todo molhado e emburrado

(S/n) - Melhor?

Jin – Sim, com dor de cabeça mais bem...

(S/n) - sua cara tá engraçada – Dei risada

Jin - Ae é? - Correu ate mim e me abraçou todo molhado, e começou a me fazer cócegas

(S/n) - jin... para – mal falava, só conseguia rir

Jin - Só paro porque preciso me secar estou com frio - Tirou a camisa....

(S/n) - A-acho que... eeh... pera - Peguei uma toalha nas gavetas e o entreguei - pegue

Jin - Obrigado - começou a se secar, a toalha passava por cada parte do seu corpo em câmera lenta, eeh... eu tenho que sair daqui cara...

Sai e fui para a cozinha terminar de fazer as coisas e tomar um banho...

(S/n) -pronto, tudo arrumado agora só falta eu me arrumar... - subi e fui tomar banho

Depois de tomar banho estava eu toda linda... maravilhosa no meu quarto escolhendo uma roupa quando

Jin - (S/n) o.... - Parou me olhando e eu corei....

(S/n) - Q-que.... que foi?

Jin – Você e muito bonita... - falou me olhando de cima a baixo, o mesmo entrou e fechou a porta se encostando nela ainda me olhando

Ficou ali e depois veio ate mim de vagar...

O QUE ELE TA FAZENDO?


Notas Finais


Continua?

Postei cedo para as meninas(os) que vao a escola, e para as(os) que vão de tarde tambem...

Amo vcs espero que gostem ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...