História Sim, Você Com Seus Personagens! - Imagine Anime. - Capítulo 4


Escrita por:

Visualizações 270
Palavras 571
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Lírica, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Orange, Poesias, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


SÓ QUER VRAU, VRAU VRAU, AINDA TÔ INSPIRADA MLK pwp

[ É, tá ainda fechado os pedidos. ]

Capítulo 4 - Ayato Sakamaki - Ciúmes.


Fanfic / Fanfiction Sim, Você Com Seus Personagens! - Imagine Anime. - Capítulo 4 - Ayato Sakamaki - Ciúmes.

➤► ▻ Narrador pov's.


Hoje, (S/n/c), com seus 12 anos de idade e seu pai fariam uma visita para discutir negócios com a família Sakamaki, principalmente com Karl e seu irmão Richter. Já que o pai de (S/n) era dono de uma rede de empresas famosa. 

(S/n) era uma criança muito animada e extrovertida. Quando chegaram a Mansão, seu pai disse para ela conhecer a Mansão enquanto ele conversava com os irmãos, e (S/n) saiu correndo pela casa toda pulando e bisbilhotando tudo. 

(S/n) nesse momento está no Jardim vendo várias crianças, com suas mães. Ela só observava admirada, já que era filha única e sempre ficava sozinha em casa, já que seu pai nunca parava em casa e sua mãe a abandonou logo após o parto. Ela estava quieta, mas um dos garotos veio em sua direção, sorrindo. Ela recuou um pouco para trás.

-- Ei, garota! Por quê está aí parada? - Ele pergunta inclinando a cabeça sorrindo para ela.

-- Desculpa atrapalhar! Já estava indo... - Ela se vira para ir embora, mas o garoto segura o braço dela, (S/n) olha para ele, encarando aquelas orbes verdes.

-- Quer brincar com nós? - Ele pergunta já arrastando-a até os outros irmãos. 

Mesmo antes de ela perceber, ela já havia adorado o garoto, seus irmãos e a família Sakamaki. O bom era que seu pai ia frequentemente lá, assim ela passava a tarde toda com Ayato, nome do garoto que era seu melhor amigo.

.

.

.


(S/n) Está na sua Limousine com seu pai indo novamente até a Mansão dos Sakamaki's brincar com os irmãos. Ultimamente ela percebeu que Ayato estava muito ausente, e Cordélia, mãe de Ayato disse que era porque ele precisava herdar a família e estava ocupadissimo. Então como (S/n) não queria o atrapalhar, começou a brincar e tentar animar Subaru, que parecia muito triste  por causa de sua mãe. 

Quando chegou na mansão, cumprimentou Cordélia, Beatriz e Richter, Karl não estava no local. Então logo foi ao jardim, onde viu Subaru olhando para a mesma torre de sempre. Você se aproximou dele.

-- Subaaaaaru, vamos brincar? - Digo pulando nas costas dele, que leva um susto e quase cai no chão.

-- Você é louca, né?! - Ele diz irritado tentando me tirar das costas dele.

-- Sim! - Digo sorrindo.

-- Tch... - Ele diz desistindo após um tempo.

-- Entããão, vamos brincar do quê hoje?! - (S/n) Diz animada e sorrindo para Subaru.

Mas ela não percebeu que um certo ruivo a agarrou pela gola e a arrastou para longe dali. Quando percebeu, ele já tinha a soltado com força, fazendo-a cair no chão.

-- Hm?... - Diz ela atordoada, já que só tinha "acordado" agora.

-- ... - Ayato a olhava mortalme, muito irritado.

-- Ah... Ayato, você não deveria estar estudando? - Ela diz aparentemente inocente, logo se levantando.

-- Agora, não posso nem tirar os olhos das minhas coisas que elas já estão com outro! - Ele diz apertando os punhos.

-- S-suas coisas? - (S/n) Diz corando um pouco.

-- Argh, escute aqui, (S/n)... - Ele diz te pegando pelo queixo, deixando seus rostos muito próximos. - Se você conversar com qualquer outro homem que não seja eu, eu te trancarei em um quarto onde somente eu te veja. Emtendeu?!

-- S-sim...


Depois disso, você nunca mais desgrudou de Ayato. Mesmo depois de seu pai não visitar mais a Mansão Sakamaki por problemas, você sempre ia lá por ordem de Ayato. Por que você o obedecia? Nem você mesma sabe.


Notas Finais


É, Ayato é autoritário mesmo com 12 anos -p

Leitora; https://www.spiritfanfiction.com/perfil/miraculousclub

Bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...