História Simpatia pelo diabo - MITW - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 41
Palavras 1.268
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Orange, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ta, eu voltei ;--; KKK

Capítulo 2 - Noitada - Parte 1


Pac's P. O. V. 

Hoje Isa e eu vamos sair com alguns amigos, Rezende chegou ontem e vamos nos encontrar com ele. Explicando, Rezende é um dos meus melhores amigos, ele esteve na cidade a uns 9 meses atrás. Eu não sei o que houve com ele, o mesmo teve que ir para sua cidade pois estava sendo "convocado", ele não respondia mensagens e seu celular andava fora de área. Agora ele voltou novamente, mas disse que são apenas algumas férias... 

Eu — Isa, já está pronta? — Espero a menor em frente a porta de seu quarto... 

Isa — Sim, estou! — Sua voz é levemente abafada pela madeira rústica da porta, que é aberta em questão de segundos... 

Eu — Então já podemos ir! — Sorrio descendo as escadas, escutando seus passos me acompanhando... 

Chegando no primeiro andar, encontramos nossa mãe adormecida no sofá. Coloquei sobre ela um cobertor fino e deixei um beijo em sua testa, logo sai com minha irmã. Adentramos ao carro e eu dei a partida... 

Isa — Quem mais vai além do Rezende, Cellbit e Felps? — Ajeita o decote de sua blusa... 

Eu — Provavelmente os demais que sempre estão com a gente... — Sorrio mantendo a atenção na estrada... 

Isa — Moon e Barb mandaram mensagem pra mim dizendo que iam também! — Vejo de canto de olho que a garota estava me encarando enquanto sorria... 

Eu — Fico feliz, faz tempo que não vejo elas, principalmente a Barb que foi fazer intercâmbio... — Paro o carro próximo a casa de Rezende, desligando o mesmo... 

Falei com o Pedro que iria deixar o carro aqui, então iríamos descer juntos para a praça. Isa pegou sua bolsa e desceu do veículo, eu a acompanhei e tranquei o carro... 

Não foi preciso nem bater na porta, o garoto já a abriu com um sorriso de orelha a orelha... 

Rezende — Porque demoraram tanto? — Nos encara... 

Isa — Nem parece que leva 7 minutos pra chegar até aqui de carro... — Ri abraçando o maior... 

Rezende — Ué, eu estava com saudades da vossa presença! — Retribui em um abraço carinhoso, do jeito que ele sempre foi... 

As vezes, Rezende conseguiria desligar completamente seus sentimentos, principalmente quando estava resolvendo as contas com alguém. Mas, na maioria das vezes, ele era carismático e trazia uma "paz" tremenda... 

Eu — Também estávamos, afinal, você NUNCA respondia as mensagens ou estava em uma área de cobertura... — Reviro o olhar, mas acabo soltando um sorriso de canto... 

Rezende — Não vai pelo menos me dar um abraço de boas vindas? — Abre os braços. — Depois eu vou embora de novo e você fica chorando ai! 

Eu — Cala a boca! — Abraço o garoto que ela relativamente mais alto que eu. — Vamos esquecer que isso são só as suas férias, apenas quando o dia de sua partida chegar iremos falar disso... 

Rezende — Ok, combinado! — Nos separamos. — Só tenho mais uma coisa pra falar antes de sairmos... 

Isa — E o que seria? — Muda sua franja de lado... 

Rezende — Meu primo veio comigo, dessa vez é um que vocês não conhecem. Eu o chamei para ir conosco, espero que isso não seja um problema... — Suspira... 

Eu — Claro que não, quanto mais gente pro rolê, melhor! — Sorrio fixando meu olhar no maior...

Isa — Enquanto ele não desce, posso usar o seu banheiro rapidinho? 

Rezende — Claro, você sabe onde fica! — Sorri de canto dando passagem pra garota... 


Rezende's P. O. V. 

A garota contraiu os lábios e passou entre mim e a parede, o que restou dela foi apenas o cheiro doce de cereja do seu perfume, que sumiu pelo ar dentre alguns minutos... 

Pac — Você teve algum problema com sua família de novo? — Cruza os braços... 

Eu — Você sabe como meu pai é, na maioria das vezes é muito difícil ter o consentimento dele para vir aqui... — Deixo minhas costas pousarem na parede... 

Pac — Nunca tive a oportunidade de conhecê-lo, ele anda muito focado no trabalho ainda? 

Eu — Graças a Deus você nunca o conheceu... — Penso alto... 

Pac — Como é? — Ergue uma sombrancelha... 

Eu — Sim, é muito difícil vê-lo por conta de sua obsessão pelos afazeres diários... — Sorrio... 

Isa — Cheguei gente, e acabei encontrando seu primo, Rezende! — Chega acompanhada de um garoto... 

Eu — Ele não perde tempo mesmo! — Brinco rindo... 

— Aprendi com o melhor! — Sorri passando a mão nos cabelos... 

Pac — Não vai me apresentar ao seu parente? — Ri... 

— Onde estão meus modos, não é verdade? — Solta um sorriso caloroso. — Me chamo Mikhael. Mike, para os íntimos! 

Eu — Essa é a Isa... — Aponto para a menor. — ...e esse é o Tarik, mas como o nome dele é muito estranho, resolvemos o apelidar de Pac... 

Pac — Ou, mancada hein... — Ri... 

Mike — É um prazer vos conhecer, espero que essa noite seja divertida para todos... — Ajeita sua camisa social... 

Isa — Então vamos indo logo! — Diz animada... 


Barb's P. O. V. 

Moon — CANETA AZUUUUL, AZUUL CANEEETAAA! — Canta enquanto andamos no meio da rua, chamando atenção de alguns olhares... 

Eu — Pelo amor de Deus Moon, você tem demência? — Coloco a mão na sua boca impedindo que ela continue cantando... 

Moon — ... — Revira o olhar, logo libero a passagem de sua voz. — A música é boa, para! 

Eu — Claro, também adoro ela. Principalmente aquela parte que acaba a música... — Rio e sento no banco, para esperar o resto do pessoal e finalmente irmos a balada... 

Moon — Chata! — Ri se sentando ao meu lado... 

Eu — Hoje eu quero beber, dançar e beber mais um pouco! — Sorrio erguendo minha cabeça, podendo assim encarar o céu... 

Moon — Se o meu fígado aguentasse, esse seria meu plano de todas as noites... — Recosta as costas no banco... 

Eu — Vai ser bem legal, vai ter a festinha do sinal hoje! — Apoio os cotovelos nos joelhos, contraio os lábios só de lembrar da última festinha dessa que fui... 

Moon — Nem sei como funciona, eu não fui na primeira que teve... — Poker face... 

Eu — É bem simples. Na portaria, além de carimbarem seu pulso pra demarcar que você já pagou a entrada, eles vão te entregar um crachá... — Sorrio de canto... 

Moon — E o que significa esse crachá? — Ergue uma sombrancelha... 

Eu — Tem três cores diferentes de crachá, são as cores do semáforo, sinal no caso. Crachá verde é porque você tá livre, pega qualquer pitel que aparecer e der mole pra você. Crachá amarelo é um "quem sabe", quer dizer que você tá solteira mas não sai pegando qualquer um. O crachá vermelho mostra que você é compromissado e não vai pegar ninguém, não está disponível. Entendeu? — Encaro a menor... 

Moon — Nooossa, entendi. Deve ser muito louco cara! — Sua feição mostrava uma garota animada... 

Eu — Você nem imagina, vai querer vir aqui todas as sextas! — Rio...


Isa's P. O. V. 

°°°QUEBRA DE TEMPO°°°°

Faz uns 10 minutos que chegamos e estamos na fila, as pessoas que foram acrescentadas ao grupinho foram Cellbit, Felps, Barb, Moon, Batata e Jv. Estávamos quase chegando na portaria, cada um mais ansioso para pegar seu crachá e curtir a noite que provavelmente seria muito louca! 

Cellbit — Só tenho uma coisa a dizer... — Sorri de canto. — Isso vai ser incrível... 


Notas Finais


Vai ser incrível mesmo mas, infelizmente, terá que ficar para o próximo capítulo

Abraços bebês ❣


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...