História Simple As This 2: Barriers - Larry Stylinson - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan
Tags Drama, Larry, Romance
Visualizações 52
Palavras 1.904
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


NÃO É UM SONHO, É MESMO UMA ATT DE SAT

Tem alguém aí?!
Gente, meo deos que saudade de SAT , socorro :D
Quase um ano sem att, nossa gente
Eu sou uma pessoa horrível

Boa leitura

Capítulo 34 - We are not like before


Fanfic / Fanfiction Simple As This 2: Barriers - Larry Stylinson - Capítulo 34 - We are not like before

*LOUIS POV*

“E sinceramente não sei dizer, você mudou...” – Desconhecido.

Alguns meses depois.

Harry está agindo estranho faz uns meses, e eu estou ficando preocupado. Não sei quando foi que ele começou a se distanciar de mim, mas sei que nossa vida sexual não é mais a mesma. Costumávamos fazer amor quase todos os dias, mas agora tudo parou. Às vezes fico pensando que é algo comigo, até pensei em entrar numa academia, me achando gordo ou sei lá. Será que ele não sente mais atração por mim? Tenho tentado manter longe esses pensamentos, mas todos os dias quando estamos juntos, ele não me olha como antes.

Harry agora é praticamente o dono da floricultura, seu patrão estava colocando a venda o lugar, dando a Harry uma ótima oportunidade, agora ele passa o dia inteiro lá, enquanto eu venho da faculdade para casa de taxi. Está tudo tão estranho, quando ele “folga” do trabalho, sai praticamente o dia inteiro, e quando chega, só me dá um beijo, diz que me ama e vai se deitar. Tem algo errado, e eu quero descobrir.

Me dá vontade de chorar só de pensar que Harry esteja tendo um caso com outra pessoa, mas procuro esquecer isso, ele já me garantiu dezenas de vezes que nunca me trocaria. Mas então porque não transamos mais? Porque não conversamos mais? Isso está me deixando louco, e eu o quero tanto, não só sexualmente falando, eu o quero ao meu lado, como antes, para conversarmos sobre coisas aleatórias, passear de vez em quando, assistir filmes, fazer coisas normais de namorados, mas ele tem mudado tanto.

Agora eu estou sentado no sofá da sala, olhando para a TV que passa algum desenho, já é 18:00, e Harry já deve estar chegando, ajeito o moletom dele que visto e suspiro, sem entender absolutamente nada do que passa na TV. Ouço a maçaneta da porta mexer, logo olho para a mesma, vendo a porta se abrir e um Harry de camisa surrada branca, e cabelos bagunçados entrar. Ele me olha e sorri, não um sorriso de covinhas como sempre costumava sorri quando me via, mas um sorriso “fingido”, cansado, sem graça.

- Olá. – Murmura então passa por mim, franzi o cenho o vendo caminhar até a cozinha, me levantei e o acompanhei.

- Hazz. – O chamei, vendo-o abrir a geladeira. – Podemos conversar? – Eu venho tentando conversar com ele há semanas, mas ele nunca tem tempo, até parece um empresário. Ele apenas balança a cabeça confirmando, pegando uma jarra de suco e despejando em um copo de vidro. – O que está acontecendo? Você não fica mais comigo, me sinto só. – Falei olhando para ele, que não me olhava de volta.

- Não tem nada acontecendo, e você pode conversar com Mike e Luke, eles sempre estão aí. – Falou, olhei espantado para ele, Harry nunca fora desse jeito, e isso me deixa assustado.

- Harry, dá pra prestar atenção? – Me aproximei e tomei o copo de suco das suas mãos, o fazendo olhar para mim. – Eu passo o dia inteiro sem te ver, e quando você chega prefere tomar suco ao invés de olhar para seu noivo? – Encarei incrédulo seus olhos verdes. – Eu estou com saudades.

- Eu não estou te traindo. – Foi tudo o que ele disse.

- E porque não fica mais comigo? Porque não transamos mais? Eu estou gordo, é isso? Não sente mais atração por mim? – Senti meus olhos marejarem.

- O que? Lou... – Suspirou e segurou meu rosto com suas mãos. – Você não está gordo, está perfeito, e é claro que sinto atração por você, é só que... – Ele ia falar, mas parou, então um silencio se formou ali na cozinha. – Eu estou fazendo de tudo para mantermos o apartamento em dia, colocar comida na mesa, te dar tudo do bom e do...

- É sempre a mesma desculpa. – Me distanciei, limpando as lagrimas que escaparam. – Antes de você assumir essa floricultura, dava para pagar o apartamento, para comprar a comida e ainda passar tempo comigo, e porque isso agora? Eu só quero mais tempo com você, é só isso que eu peço, nosso casamento é em setembro, e nem começamos a arrumar as coisas.

- Nós podemos adiar e...

- O que? – Olhei incrédulo. – Me diz que não está falando serio.

- Lou...

- Você quer adiar nosso casamento? – Meu peito doeu, e senti meus olhos marejarem de novo. – O que está acontecendo com você?

- Não tem nada de errado Lou, só tenta aguentar por dois dias. – Franzi o cenho, não entendendo o que ele quer dizer.

- Aguentar mais dois dias?! – Me descontrolei. – Eu estou aguentando isso faz meses! Meses Harry! E eu não consigo segurar mais, me sinto só dentro desse apartamento! Não tenho mais animo algum! E tudo o que você faz é passar o dia fora! Eu posso até entender que você tem que cuidar da floricultura, mas isso está passando dos limites! Tudo o que você faz lá é sentar e atender as pessoas, não entendo como isso te deixa tão ocupado! – Gritei com raiva, depois deixei as lágrimas saírem. – Pensei que agora que Nick está preso, nada mais iria nos separar, mas eu estava enganado. – Olhei fundo em seus olhos verdes, que estavam marejados, eu sinto que ele está me escondendo algo serio, então porque não me conta? Será que não confia mais em mim?

- Lou... – Ele tentou falar, mas eu o interrompi.

- Porque não diz logo que é algo comigo? Porque não diz que não sente mais a mesma coisa de antes? Porque não diz que achou uma pessoa que te atrai mais do que eu? Eu só quero entender. – Funguei passando as mão em minha bochechas, ouvindo ele chorando também.

- Eu nunca vou ter olhos para outra pessoa. – Harry se aproximou e parou na minha frente, segurando levemente minha bochecha. – Sinto muito se tenho te deixado só, e não temos mais relações, mas eu juro que isso vai mudar e... – Ele parou de falar ao ouvir seu celular tocando, suspirei e limpei o resto das lagrimas, o vendo pegar o celular e olhar para a tela, tentei ver quem era, mas ele me impediu, me deixando ainda mais magoado. – Eu preciso sair.

- Para onde vai? – Perguntei quando parou de tocar.

- Eu vou... – Hesitou um pouco ao falar, parece que estava procurando uma desculpa, como sempre.

- Quer saber? Pode ir. – Encarei qualquer ponto da cozinha, não querendo olha-lo.

- Eu não vou demorar. – Murmurou, e eu apenas fiquei calado. Harry se aproximou e deixou um selinho em meus lábios, mas eu não retribui da forma como fazíamos antes. – Eu te amo. – Continuei calado, ele ficou me olhando por um tempo, até seu celular tocar novamente, e ele sair da cozinha, logo depois sair do apartamento.

Eu não sabia mais o que fazer, eu queria algo para me distrair, algo que me faça esquecer. Mas eu não posso fumar, e nem beber de forma exagerada, só o que resta é dormir, pelo menos quando durmo eu não penso no que está acontecendo, mas a partir do momento em que abro meus olhos, a mágoa volta novamente. Ela nunca some. Suspirei e caminhei para meu quarto. Peguei meu celular e me joguei na cama, procurando nos contatos alguém para conversar, achei o contato do Niall e liguei para o mesmo, há essa hora ele deve estar no refeitório da uni, ou no dormitório.

- Olá aqui é o Niall, provavelmente estou comendo agora, mas você já sabe o que fazer. – A mensagem gravada dele ecoou pela linha, depois se foi ouvido o bip. Apenas finalizei a chamada e procurei outro contato, logo liguei para o Liam, e ele atendeu no terceiro toque.

- Louis?

- Oi Li, eu só liguei pra... – Respirei fundo, e fechei os olhos. – Pra conversar, você está ocupado? – Perguntei torcendo para que ele não esteja.

- Poxa Lou, me desculpa, mas eu vou ter que... É... – Eu sei muito bem quando alguém está inventado uma desculpa, e é exatamente isso que ele está fazendo. – Eu estou... Estou estudando, está uma loucura aqui. – Ouvi alguns barulhos do outro lado da linha, como de carros, buzinas, vozes de pessoas, se ele estava estudando provavelmente estaria em seu dormitório, e não em um lugar com movimentação. – Eu te ligo quando tiver um tempo, pode ser?

- Não precisa se incomodar. – Falei suspirando. – Boa sorte nos seus estudos. – Não esperei ele responder, apenas desliguei.

Soltei um longo suspiro, nem meus amigos tem tempo pra mim, eu entendo que eles devem estar ocupados com os estudos da uni, mas nunca ficamos tanto tempo sem nos vermos, eles nem vem mais nos finais de semana. O que será que está acontecendo? Porque ninguém me fala nada? Isso está me deixando tão mal.

Me preparo para dormir, e agora já se passaram duas horas desde que Harry saiu, e disse que não iria demorar. Fecho meus olhos pronto para pegar no sono, e acordar só amanhã quando ouço batidas insistentes na porta. Bufei e me levantei, Harry sempre leva sua chave, então não deve ser ele, me levanto e caminho até a porta, quando abro a mesma sou surpreendido por braços me rodeando e um perfume feminino. Gemma.

- Como vai o meu cunhadinho? – Perguntou alegre, alegre até demais. Se afastou e segurou meu rosto, apertando minhas bochechas.

- Estou péssimo. – Murmurei, vendo-a formar um bico em seus lábios, depois fechou a porta atrás de si, e me puxou para o sofá.

- Não deveria, isso vai estragar sua beleza, e eu sinceramente não quero isso, e tenho certeza de que Harry também não quer. – Falou enquanto se acomodava ao meu lado.

- Harry não se importa comigo, ele nem me pergunta como me sinto, ou como foi meu dia. – Abaixei meus olhos e encarei algum ponto da sala, eu não iria chorar de novo.

- Oh meu Peter Pan. – Gemma me puxou para seus braços e acariciou meus cabelos, me fazendo relaxar.

- Ele está agindo tão estranho Gem, Harry nunca foi assim, ele sempre foi atencioso, carinhoso, mas nesses últimos meses ele tem se afastado, e isso está me quebrando. – Tentei inutilmente não chorar, mas foi em vão. – Às vezes fico até pensando que ele pode ter achado uma pessoa melhor que eu. – Ela me afastou abruptamente e segurou meu rosto em suas mãos, me olhando com os olhos arregalados.

- Harry nunca faria isso Louis, eu conheço meu irmão e ele te ama muito, confia nele. – Pediu e eu apenas assenti com a cabeça. – Quanto a ele ter mudado, bom, tem um motivo, só dê um tempo, ele vai te contar tudo tenho certeza.

- Tudo bem... – Suspirei e desviei meus olhos dela. – Ele quer adiar nosso casamento.

- Ele disse isso? – Gemma se espantou, me olhando incrédula.

- Disse, está acontecendo alguma coisa Gemma, mas ele não me fala, ele ao menos olha pra mim direito, poxa, eu só quero ele de volta. – Minha cunhada limpou as lágrimas que escaparam.

- Tudo vai se resolver Louis, e logo vocês irão estar casados, isso vai acontecer mais cedo do que imagina. – Bufei e balancei a cabeça em negação.

- Harry não quer mais casar comigo. – Fechei meus olhos, soltando um suspiro, ouvindo Gemma me contrariando, dizendo que Harry me ama, e que logo irá se explicar. Mas eu apenas ignoro, Harry e eu não somos mais como antes.


Notas Finais


Jesus Cristo, vocês me perdoam pela demora, certo?
Não vou dizer que voltei definitivamente, mas vou tentar ficar atualizando e não demorando tipo, um seculo.
Eu estava morrendo de saudade de SAT, e queria saber se vocês ainda estão aí...

Enfim, desculpa qualquer errinho, beijão :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...