1. Spirit Fanfics >
  2. Simples Pensamento e Realidades Reais >
  3. Será Apenas uma dança?!

História Simples Pensamento e Realidades Reais - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem 😀😉😘

Desculpa pela demora.

Capítulo 9 - Será Apenas uma dança?!


Fanfic / Fanfiction Simples Pensamento e Realidades Reais - Capítulo 9 - Será Apenas uma dança?!

Guache on

Quando cheguei perto deles os ouvi falando que mulheres não deveria pensar, fiquei incomodado, como pessoa podem dizer isso? Todos tem esse direito foi então que falei aparecendo atrás de um dos homens ali:

-Eu não vejo nada de errado em querer ser inteligente, isso até que é bonito.

Então todos me olharam confusos, eu sei que fui mal educado mais não poderia deixar essas pessoas falarem isso, foi então que eu ainda me atrevi falar mais uma coisa e esticando minha mão até a Grey falei o mais gentil que pude e até dando um pequeno sorriso:

-Senhorita Grey você me daria a honra de me acompanhar em uma dança?

Nisso ela estava confusa mais ainda com eu em sua frente me comportando assim como um cavaleiro, então quando pensei que não aceitaria ela disse com um sorriso fraco mais belo:

-Seria um prazer, meu jovem senhor.

Então estendeu a mão também e pegou a minha, nisso já segurando sua mão estavamos saindo daquela roda horrível, eu já estava pensando pegar sua cintura pois percebi que as garotas de lá estava com os olhos com fogo dela por meu convite, foi então que um homem de cabelos escuros totalmente bravo segurou a mão da Grey fazendo ela parar e eu também e disse sério:

-Você não vai dançar com ela.

Eu olhei para ele sério, quem esse idiota pensa que é! Então quando olhei para Grey percebi em seu rosto uma feição de dor, isso me fez ficar irritado então falei :

-Quem pensa que é para fazer isso senhor, como é seu nome mesmo?

Então percebendo que eu o tratava como se fosse um qualquer, o deixou mais irritado e falou bravo:

-Henrique, meu nome é Henrique Deler, mais quem é você idiota?

Nisso ele soltou a mão da Grey e deu um passo a frente bravo, mais ela no qual a fez se desequilibra e cair para o meu lado, mais com a rapidez soltando sua mão e fazendo um apoio ela caiu entre meus braços e meu peito, nisso olhando para mim um pouco envergonhada eu disse sério iguinorando esse inútil a minha frente e disse preocupado com ela:

-Você está bem?

Ela balançou a cabeça concordando, e ajudando ela ficar reta a mesma olhou o braço e viu uma marca vermelha, nisso quando colocou sua mão para ver eu também tentei me aproximar para ajudar, mais fui impedido por esse nobre idiota chamado Henrique que indo em minha direção pegou meu colarinho e disse :

-Alguém deu autorização para tocar nela?

Eu olhando para ele sem reagir disse sério mais com desdém:

-Você realmente quer começar isso, pois vamos ter um longo tempo de diversão.

E dei um sorriso de deboche e isso fez ele ficar louco, então Luan coloca a mão no ombro de Henrique e disse sério:

-Os outros convidados estão olhando, e se chamamos a atenção da aniversariante isso não será bom apenas solte ele e vamos embora.

Então os outros rapazes também concordaram com Luan, nisso Henrique olhando em volta e vendo tudo que estava fazendo e com os olhos pegando fogo e apertando o maquicilar me solta e virando para outro lado vai andando até o outro lado do salão, enquanto isso eu desamassando meu terno e voltando a sorrir vitorioso e novamente vou até Grey e falei enquanto ela estava confusa com toda a confusão, então todos agindo normalmente com se tudo não tivesse acontecido a festa continuou e eu falei:

-Agora que ele foi embora vamos continuar de onde paramos.

Ela um pouco envergonhada deu a mão para mim e fomos até a área de dança então eu peguei com uma mão sua cintura e a outra segurando sua mão, já ela com uma das mãos no meu ombro e a música começou a tocar e nos começamos a dançar junto com todos os outros casais e enquanto estávamos assim perto um do outro ela disse baixo sorrindo:

-Obrigada por ter me ajudado.

Eu olhando para ela meio sério disse:

-Pensei que você fosse mais forte, desde quando você agi como uma dama indefesa?

E olhei com desbocado para ela e sorrindo, pois ela era uma das companheiras minha mais forte, mais a qual ficou brava e pisou no meu pé, eu fiz uma feição de dor e ela sorriu achando graça e disse com um tom que só eu pude ouvir:

-Você acha que eu não tenho uma vida, fora dos cavaleiros? Mais o que você faz aqui também?

Eu olhando ela disse ficando mais sério mais tranquilo, porém gostando de suas atitudes:

-Seus pais me conhecem e eles me convidaram, você não fala muito de nos para eles.

Ela de repente levou um susto por eu ter mencionado seus pais, e disse confusa e também preocupada:

-O que eles perguntaram para você? Onde se viram? O que você disse para eles?

Eu me surpreendi ela não eram tão expressiva em relação a um assunto, pois sempre se transformava em alguém e imitava ele, ou só virava uma pessoa gigante e calada, foi então que percebi seus olhos brilhantes e azuis como um mar que entrava na minha mente e disse meio confuso:

-Vamos apenas dançar, a música está ótima.

Ela ficou mais confusa por me ver tão calmo, e sorrindo concordou com a cabeça, eu também sorrindo apenas a conduzi, mais por alguns minutos parecia que não havia ninguém no salão e estávamos juntos e sozinhos então eu olhei para seus lábios não eram diferente de que vejo pelas pessoas mais estava tão bela eu sinto realmente vontade de beijar ele, mais quando estava aproximando meu rosto, foi então que mais uma vez uma sobra sorrindo apareceu perto de mim e quando tentou me atacar eu trouxe Grey mais para mim e abaixando para proteger nos dois, e usando meu poder vários espelhos aparecerem perto dele e fizeram um ataque, mais essa sobra desviou também, e ainda foi para trás nisso todos pararam com nosso pequeno desentendimento e quando nos que estávamos abaixado olhamos para essa pessoa, Grey fala confusa e com medo:

-Dante o que você está fazendo? Ficou louco poderia nos matar.

Então ele falou totalmente fora de si e bravo apontando o dedo para o meu rosto:

-Quem é ele? Esse idiota estava tentando fazer alguma coisa para você?

Então Grey se levantou brava e ficando de frente para ele o dezafiando falou irritada enquanto eu fiquei ao seu lado confuso e sério:

-Você ficou louco? Por que ele faria alguma coisa para mim ele é meu amigo.

Então os pais dela chegaram e começaram a falar o que estava acontecendo todos confusos enquanto os convidados estavam olhando tudo, nisso Dante fala:

-Que amigo é esse eu nunca o conheci, e esse pulso vermelho ele que fez? Amizade sua bem diferente, eu não vou deixar fazer isso.

Então a mãe de Grey foi até sua filha e vendo seu pulso estava preocupada nisso Dante foi e pegou meu terno novamente, qual é desses caras fazerem isso, então Grey saindo de perto dos pais disse pegando uma das mãos dele e tentando impedir que Dante me desse um soco, e disse eufórica:

-Não, solta ele seu burro ele não fez isso no meu pulso, foi outro ele apenas me defendeu.

E ele olhando para ela disse sério:

-Quem?

Foi então que a avó dela a aniversariante da festa disse fazendo tudo ficar mais calmo, nisso Grey disse olhando para sua avó e falou:

-Nada de muito sério vó, é que Dante pensou que meu amigo me bateu e esta tentando bater nele me ajuda a convencer ele que está errado.

Nisso Heloísa olhando para o pulso, e ficando séria olhou para nos e disse:

-Então não foi ele? Por esse motivo você não tem direito de bater nele Dante, apenas o solte.

Foi então que ele injuriado disse olhando para Heloísa:

-Vovó eu não posso fazer isso ele estava muito perto do rosto dela e...

Antes de terminar sua fala Heloísa cruza os braços e diz mais auto:

-Eu não vou repetir, agora.

Então Dante soltou eu e bravo e cruzando os braços se afastou um pouco, nisso Grey ficando perto de mim falou preocupada:

-Você está bem?

Eu concordei com a cabeça porém tinha que me manter sério, já a avó dela disse olhando para os convidados e falou:

-Eu sinto muito pelas triste interrupções, agora vamos continuar a festa.

Então todos começaram a aproveitar a festa, nisso a mãe de Grey chegou ao meu lado e sorrindo disse :

-Nossa você e realmente um reviravolta, nunca vimos todos se comportando assim.

Nisso o pai dela rindo da piada disse:

-É verdade, mais você não se aproxime da minha princesinha ou eu faço você morre.

Então estava parecendo um pai ciumento com sua filhinha pequena, nisso sua esposa segurou ele e rindo de tudo disse:

-Não faça isso, não banque um pai ciumento vamos ver alguns amigos e vamos deixar eles conversar.

E puxando ele foram para perto das pessoas, então Grey pegou minha mão e levou para fora, quando estávamos no jardim e em baixo da grande lua começamos a andar e um grande silêncio, foi então que eu perto de uma árvore e colocando minha costa no tronco dela, disse a Grey:

-Então ele era sua família? Que mundo você realmente vive?

Ela sorrindo envergonhada disse abaixando a cabeça:

-Ele é meu primo, e me acha muito fraca, nunca acreditou que virei uma cavaleira mágica, mais sempre ve como uma heroína, já meu mundo também as vezes não entendo, mais percebi que meus pais gostam de você.

E se aprovando colocando as mãos para trás e fazendo um rostinho de inocente que me fez ficar com o coração totalmente perturbado, então disse:

-Eu também não sei porque, mais quero sabe se você têm mais parentes parecidos com aquele tal de Dante?

Ela sorrindo como se isso fosse uma boa piada, balançou a cabeça respondendo minha resposta, mais falou um pouco confusa:

-Você o que aqui na cidade?

Eu olhei para ela e disse cruzando os braços:

-Eu vim pela festa mais minha missão era pegar um mostro da cidade vizinha, mais nada me impedia de vir aqui queria saber mais sobre de você.

Nisso eu fiquei um pouco vermelho, fui idiota porque eu falei isso, e quando olhei para ela estava feliz como se tivesse ganhado um presente então ela falou um pouco preocupada:

-Então o capitão te mandou para isso?

Eu confirmei com a cabeça nisso ela disse novamente:

-Vou te ajudar, mais quem você trouxe com você? Eu acredito que não veio sozinho.

Eu olhando para ela já controlado disse:

-Minha irmãzinha linda Marie está na cidade com o mostro, e um menino de rua que eu gostei e quis trazer ele também.

Ela olhou para mim confusa e disse:

-É você sabe de onde ele veio?

Eu balancei a cabeça simbolizando não, nisso ela disse um pouco pensativa:

-Sabe meus pais, gostam de crianças, se eu conversar com ele talvez pensem em conversar com o garoto, o que acha?

Eu olhei confuso realmente fariam isso? Então olhando para ela falei:

-Serio? Que coisa estranha eu não pensei que sua família fazia isso.

Então ela me olhando disse:

-Você gostou do garoto e cuidou dele, então porque não faríamos isso? Sabe eu sempre achei você mais sério e muito bom em escolher companheiros então porque duvidar tanto também eu admiro muito você.

Foi então que ela virou um pimentão e virou o rosto para outro lado, não teve como não gosta foi então que ela disse:

-Como, como todos os meus companheiros mágico, agora olha a hora não parece tarde talvez estão sentindo nossa falta vamos..

Então eu tomando coragem disse sorrindo:

-Eu também gosto de sua companhia, claro como companheira mágica.

E pegando sua mão eu a puxei para o salão, quando estávamos chagando na porta, aquele idiota do Henrique apareceu e disse chamando minha atenção:

-Ei cavalheiro mágico que tal me enfrentar? Se perder você vai embora e Grey fica comigo, se ganha eu desisto dela.

Foi então que me virando disse sério:

-Não me incomodo com você, acho que ela deve escolher o que fazer, e não ficamos brigando como homens dominadores.

Quando virei as costas para ele, uma bola de fogo foi para minha direção, eu desviaria muito fácil, já que o lugar onde eu moro tem um idiota lançador de bolas de fogo e temos que sempre nos desviar, mais percebi que Grey ficou atrás de mim para se proteger, o que eu ia fazer então? Estava alguns passos dela, talvez não desse tempo, mais ela também era uma cavaleira mágica, porém nessa hora pensei na fala dela quando estávamos dançando, uma vida diferente?! Eu fiquei com raiva mais antes de pensar mais meu corpo foi em sua defesa, e pegando seu braço a abracei e virei a minha costa para o ataque.

Gauche off

Enquanto isso Henrique via tudo bravo o mesmo não pensava em mandar o até para Grey.

Continua....


Notas Finais


Se gostou favorita, e qualquer dúvida estou disposta a responder 😎


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...