História Simplesmente Acontece - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 40
Palavras 1.170
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Gente desculpa mesmo pelo a demora e desculpem se estiver ruim o episódio é a primeira vez que escrevo um lemon
Mas espero que gostem bjs ❤❤

Capítulo 8 - Nossa primeira vez - 8


Fanfic / Fanfiction Simplesmente Acontece - Capítulo 8 - Nossa primeira vez - 8

Estava no caminho da escola, não consegui pregar o olho aquela noite, fiquei pensando em como me desculpar com Izak, peguei meus fones e coloquei uma música. Never Be Alone. Cheguei na escola e dei um Oi rápido para meus amigos e vi que Evie e Lee estavam abraçadas - Essas duas são tão fofas - Falei pra mim mesmo e fui a procura de Izak


Cheguei na sala e ele não estava lá, resolvi procurar na biblioteca, e encontrei ele estava sentando lendo um livro, me aproximei dele e ele levou um susto.


- Desculpas, te assustei ? - Falei um pouco baixo


Ele se levantou e foi em direção a porta nem me olhou direito, me levantei e segurei o braço dele


- Ei, porque tá fazendo isso ? - Falei um pouco alto


- Franz, depois nós conversamos - Falou se virando e indo em direção a sala de aula


 Meu olhos se encheram de água, limpei eles rápido e fui pra de baixo da minha árvore, não estava com cabeça pra ficar dentro daquela sala, eu estava me sentindo muito mal, não gostava de ficar assim com Izak, estava sentido saudade do seu beijo do seu toque do seu cheiro, fiquei pensando nele até que adormeci.



                        P.O.V IZAK


 Entrei na sala de aula e me sentei no meu lugar, estranhei Franz não ter entrado junto, assisti as duas primeiras aulas e nada do Franz, estava começando a ficar preocupado, por mais que eu estaja bravo com ele, eu ainda amo aquele idiota e sempre vou amar. O sinal tocou e eu fui procurar o Franz, encontrei ele Abraçado com sua mochila e dormindo escorado em uma árvore, cheguei perto dele e me sentei do seu lado, fiquei mexendo em seus cabelos até que ele acordou


- Bom dia, Amor - Eu disse rindo um pouco


- Bom dia? - Disse ele abrindo os olhos - Aí que dor nas costas - Falou gemendo um pouco de dor


- Mas é claro que vai estar com dor nas costas, você dormiu escorado em uma árvore - Falei bagunçando seu cabelo


- Ei não faz iss.. Espera.. IZAK!! - Ele deu um grito, levei um pequeno susto e dei um risada - Desculpas amor eu não queria ter te deixado com ciumes, eu prometo que nunca mais vou abraçar ninguém  - Ele falou tão rápido que quase não entendo direto


- Não tem problema amor, eu também exagerei - Falei rindo - O importante é que você está aqui comigo - Roubei um selinho dele e ficamos de baixo da árvore conversado


 O sinal toca, e Franz me lembra que tínhamos de apresentar aquele trabalho que fizemos juntos, eu de verdade não lembrava desse trabalho mas apresentei do mesmo jeito, apresentamos o trabalho e o professor disse que ficou ótimo, voltamos para os nossos lugares e terminamos de ver os outros grupos apresentarem


Eu e Franz estávamos indo pra minha casa, já que meu pai iria ficar a tarde toda fora resolvemos ir pra nós dois ficarmos um tempo a sós, chegamos em casa e fomos pra cozinha


- Franz, você quer que eu faça alguma coisa pra nós dois, ou quer que eu peça alguma coisa ? - Perguntei


- Você sabe cozinhar é? Essa eu quero ver - Falou com um sorriso lindo no rosto


- Claro que sei, e eu não quero me gabar mas minha comida é ótima - Falei indo em direção ao fogão


Preparei umas panquecas, nunca tinha visto Franz comer tanto


- Eai?  Esta bom? - Perguntei comendo um pedaço de panqueca


- Se esta bom? Esta maravilhoso, essa é a melhor coisa que eu já comi - Falou ele com a boca cheia, ri da cara dele e nós dois voltamos a comer


Depois que terminamos de comer lavamos a louça e fomos ver um filme no meu quarto, levamos um refrigerante para tomarmos enquanto víamos o filme, já estava no meio do filme e fui colocar mais um pouco de refrigerante e acabei derramando no Franz


       P.O.V FRANZ


- IZAK!! Olha o que você fez, molhou toda a minha camisa, agora eu vou ter que tirar ela - Falei tirando minha camisa


- Que pena, agora você vai ter que ficar sem camisa - Ele falou me abraçando por trás e dando leves chupões em meus pescoço, deixei um gemido escapar, me virei pra ele e começamos a nos beijar, ele foi me conduzindo até a sua cama e se deitou por cima de mim



- Izak.. Eu acho que eu estou pronto..- Falei com um pouco de vergonha


- Não se preocupa Amor, eu não vou te machucar - Ele falou me dando mais alguns beijos


Ele foi descendo para o meu pescoço, e deixado algumas marcas, até que chegou no meus mamilos e foi dando leves mordidas nele, deixei alguns gemidos escaparem, ele tirou sua camisa e sua calça ficando apenas com uma cueca preta, ele continua mordendo meu mamilo, aquilo já estava me deixando loco, então ele foi descendo até meu membro, e tirou minha últimas peças de roupa me deixado somente de cueca, nossos membros já estava latejando, até que inverti nossas posições e fiquei por cima dele.


Fui tirando sua cueca lentamente até que seu membro já estava totalmente a vista " Ele é muito grande " Pensei olhando pro mesmo, fiquei um pouco receoso no começo, mas não tinha do que eu ter medo, comecei a chupar sua glande, Izak estava dando gemidos de prazer, então comecei a chupar mais rápido, Izak estava quase no seu limite, até que ele ficou por cima de tudo, e pediu pra eu chupar dois de seus dedos, fiz o que ele pediu e logo ele colocou os dois na minha entrada, senti um pouco de dor mas estava passando com o tempo


Então ele retirou os seus dedos, e colocou sua glande na minha entrada


- Você tem certeza Franz ? - Me perguntou me fazendo um pequeno carinho já bochecha


- É claro que tenho - Falei


Então ele foi colocando seu membro as poucos, dei um pequeno grito de dor, ele continuou até que seu membro estava completamente dentro de mim, ele ficou um tempo parado pra eu me acostumar com a dor, então comecei a rebolar em seu membro, até que ele começou a dar estocadas de leve, e foi aumenta a velocidade, logo a dor foi virando prazer e eu não queria mais parar


- Ahmm..Izak..Mais rápido..- Falei em meio aos gemidos


Izak dava estocadas cada vez mais rápidas e eu me masturbava conforme elas, logo eu e ele já estávamos chegando no nosso limite, gozamos juntos e Izak caiu do meu lado, nós estamos ofegantes e cansados



- Eu te amo Izak - Falei pra ele


- Eu também te amo Franz - Ele falou me dando um selinho


Então fomos tomar um banho juntos, e ficamos lá por um bom tempo, até que voltamos para a cama e adormecemos




                        CONTINUA... 






Notas Finais


Espero que tenham gostado ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...