História Simplesmente Acontece - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Camila Cabello, Lauren Jauregui
Tags Camren
Visualizações 467
Palavras 1.388
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Madrugada pessoas :)
não sei se alguém ainda está por aqui, eu queria pedir perdão por todo esse tempo que passei longe, assim que parei de postar, uma pessoa muito importante para mim voltou para o hospital e depois de alguns dias morreu, foi bem dificil lidar com isso, primeiralmente porque algumas das coisas que coloquei na fic eram inspiradas nisso.. então de verdade eu espero que me entendam e que ainda exista alguém aqui afim de ler <3

Capítulo 34 - Gravidez


Fanfic / Fanfiction Simplesmente Acontece - Capítulo 34 - Gravidez

- Eu não quero me despedir da minha abuela... – Lauren falou chorosa deitada na cama do quarto de hospedes da casa da sua avó. – Eu não posso me despedir de novo.

- Levanta essa bunda gorda Lauren. – Vero tentou provocar a amiga, sabia o quão difícil era ficar longe da avó para Lauren, sempre que se despedia desde a infância ficava muito mal. – A comida estava maravilhosa, precisamos ir. Nosso voo é daqui quatro horas Lauren.

- Eu não vou conseguir ir de novo, a última despedida eu passei oito horas chorando antes de ir. – Fugou fazendo Vero se sentir mais mal ainda.

 Quando Lauren decidiu ir para Miami a coisa mais difícil foi se despedir da sua avó, a mulher estava bastante triste por não ter mais a neta ali, desde a morte do seu marido se sentia sozinha, mas entendia que não podia prender sua preferida, Lauren precisava voar com suas próprias asas, também não conseguia imaginar se mudando para Miami.

- Olha, não me faz ir atrás da Cabello. – Lucy alertou segurando os braços da amiga para ela se sentar na cama. – Ela está estressada contigo e eu nem quero saber por qual motivo. Mas preciso que você levante essa bunda gorda para podermos ir ao aeroporto.

- Tudo bem... – se deu por vencida. – Sabem o que a Camila está fazendo? Além de me dar patadas? – Completou girando os olhos, desde cedo Camila ou ignorava ou lhe dava uma mal resposta, ainda por causa de rosita, Lauren ficava pensando que se um dia traísse a menor, teria seu pescoço quebrado, porque só pela imaginação dela, já estava tratando assim.

- Relaxa, Camila te ama e está com ciúmes, isso é normal. – Lucy explicou fazendo a morena suspirar pesadamente.

Pov Camila

Depois de quase duas horas para nos despedirmos de Angélica, finalmente estamos voando para o Canadá. Lauren passou todo o tempo da despedida chorando por deixar sua avó. Angélica consolou até conseguirmos tirar minha noiva de lá. Agora está conversando com Joseph algumas poltronas atrás da minha e Dinah.

Ela falou para Lucy que precisava ficar um pouco sozinha, pedi para meu filho não incomodar ela, mas ele respeitou? Claro que não, achou alguma coisa no tablet e agora está mostrando para ela, disse que sabia que ela estava triste e não era bom ver ela triste, pelo menos estão sorrindo. Ele me olhou atentamente e o chamei curiosa, preciso saber o que ela está vendo.

- Oi Mama. – Joseph falou parando encostado na minha poltrona.

- Te pedi para não ir incomodar o Lauren, o que você estava mostrando para ela? – ele foi murchando a cada palavra que saia da minha boca.

- Ela está triste Mama. – Se defendeu pedindo para sentar no meu colo com o olhar. – Eu coloquei o filme do homem de ferro, a gente ama ele, quando estou triste eu gosto de ver e ela também, então estamos assistindo juntos.

- Ela está sorrindo agora? – Perguntei puxando para meu colo. Vendo meu filho assentir. – Então deixa ela assistir agora sozinha e fica quietinho aqui com a mama.

- Eu sempre faço as coisas certas mama. – disse e eu olhei arqueando a sobrancelhas. – A Sofi disse que um homem direito sempre sabe o que deve fazer para fazer uma dama sorrir. – Tem coisa mais linda que essa criança?

- Então você está no caminho certo. – Fiz um carinho nas suas costas e ele sorriu mostrando os dentinhos que eu tanto amo. – Estava pensando aqui. Você tem preferência por um irmão ou uma irmã? – Realmente tenho curiosidade, ele nunca demostrou uma preferência.

- Eu não sei. – Mostrou confusão no seu rosto ao enrugar o nariz. – Uma irmã ia ser legal por que eu ia cuidar dela e um irmão eu ia ensinar ele sobre super-heróis. – Ok ele tem uma preferência.

- Você pode cuidar do seu irmão e ensinar sobre super-heróis para sua irmã. – seus olhos brilharam. – E pode ajudar qualquer um dos dois com o dever.

- Então eu quero um irmão logo. – Sorriu para mim e eu assenti.

(...)

Um mês depois....

- A água estava muito fria Laur. – Joseph estava tremendo, e Lauren achou isso adorável. – Você nem quis entrar comigo. – Fez um bico e a morena puxou o menino para os seus braços. Eles estava enrolado em uma toalha mas mesmo assim seu corpo estava frio.

- Estou com um pouquinho de dor de cabeça, hoje terminaram as gravações, então amanha eu juro de dedinho que a gente vai se divertir bastante no mar. – O menino olhou para Lauren sorrindo assim que ela afrouxou o abraço.

- Eu gosto muito de você Laur. – Disse do nada e ela pode sentir seu coração acelerar, era maravilhoso ter Joseph todos os dias pertos, nunca imaginou que merecia uma mulher como Camila e ainda ter um enteado tão fofo e educado.

- Eu amo você pequeno. Eu amo muito você e sua mãe. – Respondeu e ele assentiu.

- Sei disso Laur, a dinda diz que você é besta pela mama. – Sempre Dinah, o menino falou e ela girou os olhos. – A mama e muito feliz com você e eu também sou.

- Você é tão adorável garotinho. – Apertou suas bochechas e ele fez uma careta. – Me desculpa, eu não resisto a esse seu rosto lindo.

- Sabia que crianças não gostam de ter suas bochechas apertadas? – Ele fazia uma careta passando a mão no rosto, fazendo a mulher gargalhar. – Não é legal, doi.

- Eu também odiava. – Confessou. – Os amigos do meu pai sempre apertavam minhas bochechas, eu fui uma criança gorda. – Ao ouvir isso ele soltou uma risada gostosa colocando a toalha na cabeça. – Não ria homenzinho. Eu gostava bastante de comer, era gordinha igual você. – Disse apertando as dobrinhas na barriga dele.

- Eu sou gostosão Laur. – Respondeu sorrindo e se esquivando dos apertões. – Fortão.

- Você está gordão, só fica jogando videogame, está precisando voltar a praticar exercícios. – Alertou e ele negou. – sim sim.

- Eu não posso fazer exercícios Laur. – Ela estranhou e ele completou. – O tio Mike falou que eu preciso descansar.

- Você é malandro demais homenzinho.

- Olha aquela tartatura Laur. - mostrou o animal imenso perto da água. - Vamos nela por favor. - se levantou rapidamente colocando sua camisa que estava ao lado da morena. 

- Mas não podemos tocar nela tudo bem? - Explicou. - Estamos na casa dela, então vamos apenas ver ela. - ele assentiu sorridente. 

Lauren seguiu os passos apressados do garoto que rapidamente se abaixou para olhar o animal. estava encantado, ele poderia subir em cima dela que ainda sobraria espaço. 

- Ainda bem que trouxe minha cadeira. - abriu e se sentou, sabia que ele ficaria por varios minutos olhando o bicho. - Você gosta demais do mundo animal pequeno. 

- Eu amo tudo animal do mundo. - abriu os braços. - é muito legal. 

- Amo todos os aniamais do mundo. - explicou. - Você falou no plural. quando é mais de um.. entende? - ele assentiu confuso.

- Amor. – Camila chegou seria com o tablete na mão interrompendo a conversa de sua quase esposa com filho.

- Tudo bem? – Ela já ia levantar quando a Latina colocou a mão para continuar sentada. – Que Cara é essa? Você está bem? Está passando mal? Quer água? – Disparou a perguntar.

- O email do resultado chegou. – Parece que a voz de Camila fez com que o ar sumisse dos pulmões de Lauren. – Eu não abri, quero abrir com você.

- Então vamos abrir isso logo. – Estava apressada. -  Bateu na sua perna para que a noiva se sentasse. Joseph já estava sentando em uma com um olhar curioso sobre o aparelho.

- Tá bom. – Se sentou e Lauren fez um sinal de cruz vendo a latina abrir o email, leram rapidamente as informações no conteúdo antes de ir para o pdf que estava ali.

Quando Camila clicou no arquivo, Lauren deu um apertão leve na sua coxa antes de envolver seu braço na cintura da latina. Quando finalmente foi aberto, apareceram cerca de três páginas, por que eles simplesmente não colocam apenas um positivo ou negativo? As duas passaram os olhos pelas linhas. Até pararem em uma palavra que chamou a atenção.

- Positivo. – Lauren falou um pouco atordoada. – Eu estou gravida. Meu deus. Eu estou gravida.  


Notas Finais


é bom voltar <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...