História Simplesmente Acontece - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias David Luiz, Oscar Emboaba, Simplesmente Acontece (Love, Rosie)
Personagens Oscar Emboaba
Tags Anne, Comedia, Oscar, Romance
Visualizações 48
Palavras 797
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Esporte, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


NOTAS FINAIS!!!

Capítulo 25 - Capítulo 23 - Então é isso?


Capítulo 23 - Então é isso?

Anne P.O.V

Uma semana depois...

As coisas entre Oscar e eu não estão boas, estamos distantes um do outro e discutindo por bobagens. Não sei o que aconteceu, uns três ou quatro dias depois da nossa reconciliação esta situação começou.

Conversei com minha mãe e com a mãe dele também ambas falaram para eu o chamar e ter uma conversa bem franca com ele, eu até que tentei mas não deu certo, adivinhem o que aconteceu? Pois é, discutimos. Queria entender, se estamos assim por algo que eu fiz porque não lembro de nada.

Eu o amo tanto! Não gosto deste clima, vou tentar conversar novamente e espero obter sucesso porque já não sei mais o que fazer. Tomei banho e deitei um pouco ultimamente estou cansada e nem faço muita coisa, vai entender.

Acordei e o quarto estava relativamente escuro não faço ideia de que horas são, levantei e fui para a sala e lá estava ele mexendo no celular não sei se estou paranóica mas nestes últimos dias ele tem estado mexendo muito no celular espero que seja só coisa da minha cabeça.

- Pode me dizer a hora? - perguntei

- 21:00 - respondeu curto

- Obrigada - respondi mais para mim do que para ele. Fui até a cozinha e preparei algo rápido para mim e tive a ideia brilhante de perguntar se ele queria também

- Estou preparando alguma coisa para comer, quer? - pergunto e ele apenas nega com a cabeça, chega! Estou farta disso tudo chegou o momento de conversarmos - Oscar por que está agindo desta forma? Eu fiz ou falei algo que te incomodou? - pergunto sentando ao seu lado

- O que? Não eu só... - ele ia responder, porém, recebeu uma mensagem ele respondeu sorrindo, hum... Não estou gostando disso - É... Eu tô conversando com uma pessoa Anne e eu quero... - interrompi

- Terminar - completei com a voz falha

- Isso, olha esse tempo com você foi maravilhoso eu amei cada momento, mas... - tentou se explicar

- Então é isso? - ele assentiu - Bom, eu vou arrumar todas as minhas coisas e voltar para Londres - falei deixando escapar algumas lágrimas que logo as sequei, por mais que esteja doendo não darei a ele o gosto de chorar em sua frente, não mesmo.

Demorou mais terminei de arrumar tudo, por sorte consegui uma passagem para hoje mesmo. Desci e fui até o interfone e pedi para que o porteiro chamasse uma táxi para mim e pedi também para que ele me ajudasse com as malas, pouco tempo depois ele chegou e desceu com as malas maiores. Oscar tentava falar que ainda podíamos ser amigos e coisas deste gênero mas não dei ouvidos. Ao chegar o aeroporto despachei minhas malas e fiz o check in, pronto agora é só aguardar o meu voo ser chamado.

Oscar P.O.V

Não queria que Anne tivesse ido assim, queria manter uma amizade ou pelo menos não perder o contato como com certeza acontecerá. Bom, não foi legal o que fiz com ele nos últimos dias eu deveria ter dito que estava conhecendo uma pessoa. Há exatamente cinco dias estou conversando com uma mulher que conheci no restaurante onde costumo ir, ela se chama Brittany, não a amo mas estou passando a criar um vínculo forte com ela que me disse que só iria rolar algo se eu fosse solteiro.

Anne, uma mulher maravilhosa eu estou com raiva de mim mesmo por ter feito ela passar por isso, mas Brittany tem algo que me instiga.

(...)

Acordo com meu celular tocando, ainda de olhos fechados procurei e quando achei abri somente um olho e atendi

~Ligação on

- Qual é o seu problema? - uma voz feminina aparentemente brava grita do outro lado linha

- Quem é? - pergunto sonolento

- Gabrieli, conhece? Ou você está conversando com outra pessoa para ser sua irmã também? - eu deveria ter previsto que elas iriam conversar, droga

- Gabi, eu estou com sono não sei nem que horas são será que podemos conversar depois? - pergunto

- Não! Que história é essa Oscar? Por que fez isso com Anne? - pergunta com um tom mais calmo

- Eu não sei explicar bem. Eu conheci uma mulher chamada Brittany e desde então nós conversamos, eu não a amo mas quero tentar algo a mais, ela é incrível - falo

- Minha nossa é mesmo? - pergunta

- Sim! - exclamei

- Pois é, Anne também é incrível! - gritou novamente

- Olha Gabi eu estou grandinho demais não acha? Já posso me cuidar - respondo

- Escuta aqui, se você se tornar uma pessoa completamente diferente dá que eu conheço eu vou ficar muito decepcionada contigo - falou e desligou.

~Ligação off


Notas Finais


Oi amores, como estão? Espero que estejam bem.
Este capítulo está bem pequeno eu sei, mas não queria demorar mais para postar, o próximo será maior! Então, a fanfic entrou em um momento triste mas preciso ok? Espero que tenham gostado, beijos! 😍❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...