1. Spirit Fanfics >
  2. Simplesmente Aconteceu >
  3. Capítulo 41

História Simplesmente Aconteceu - Capítulo 41


Escrita por: e Nic17


Notas do Autor


Oiii!!
Gente antes de tudo a gente quer pedir desculpas por nos demoramos tanto. Mas é que realmente não tava dando pra escrever, uma de nós está muito, mas muito ocupada estudando... enfim.

Esperamos que gostem, e nos perdoem qualquer erro💖

Capítulo 41 - Capítulo 41



Ela olhou para os lados antes de atravessar a rua e entrar no pequeno bar que ficava um tanto quanto perto de sua casa.

A mulher se sentou a mesa onde alguém já a esperava.

—Que demora!. — O homem disse.

— Foi mal, eu tava resolvendo algumas coisas. — Ela disse.

—Então, tá tudo no esquema?.

—Ainda não!

—Como ainda não, Luísa? -Ele diz alto.

—Fala baixo comigo! E você pensa que é fácil conseguir armas por aí? Acha que vende na esquina, Pedro?. — Luísa diz olhando sério pra ele.

—Tá, tá me exaltei. —Ele fala respirando fundo.

—Não vai demorar muito, só mais um ou dois dias. —Luísa fala sorrindo.

—Ótimo! Paola e Henrique terão uma surpresa em breve.


(...)


Paola acorda com as batidas de Jô na sua porta. E ainda sem abrir os olhos ela responde.

—Pode entrar!.

—O Henrique te deu trabalho a noite foi?. —Jô pergunta fazendo graça.

—Mais que pergunta!. —Paola fala rindo.

—Você sempre acorda cedo, mas hoje...

—Ok, pode ser que.. —Paola fala abrindo os olhos mas ela para de falar. Porque...

—O que foi? Porque você parou de falar?

—Jô, yo... yo estou vendo..

—Minha menina!

—Está tudo muito embaçado, mas ahora yo no vejo só escuridão!.—Paola fala emocionada.

—Mas isso é uma notícia maravilhosa. —Jô vai até Paola e a abraça.

—Será que minha visão vai voltar por completo?. — Paola pergunta ainda abraçada a Jô.

—Claro que sim minha menina. Aliás, você tem que ir no médico, acho que ele vai querer fazer alguns exames pra saber o que de fato está acontecendo, essas coisas sabe? —Jô diz se afastando dela.

—Sí, vou marcar una consulta amanhã mesmo. — Paola diz animada.

—Ok, agora vai tomar banho porque você precisa tomar café. — A mais velha diz se levantando da cama.

— Você nunca vai deixar de me tratar como uma criança né?. — Paola pergunta tirando o lençol de cima de suas pernas.

— Nunca. —Jô diz rindo levemente.


(...)


Paola estava terminando de tomar seu café quando escuta a campainha.

—Quem será uma hora dessas?. —Jô diz enquanto guardava algumas frutas na geladeira.

—Deve ser o Henrique!. — Paola diz sorrindo. —Combinamos de que ele vai me levar pra conversar com a Cidinha, yo tô com saudades.

—Entendi, deixa ir lá atender antes que ele quebre a campainha. —Jô disse rindo e foi abrir a porta.

—Bom dia, Jô!. — Henrique fala assim que ver a mulher.

—Bom dia, Henrique, entra. — Jô diz e assim ele faz. — Paola tá cozinha tomando café vem.

Eles vão conversando durante o pequeno trajeto e quando chegam a cozinha Henrique vai até a Paola lhe dando um selinho.

— Bom dia, meu amor. — Henrique fala carinhoso.

— Buenos días, cariño. — Paola responde no mesmo tom. — Quer comer alguma coisa?

—Não, não, eu já tomei café, amor. —Henrique diz se sentando ao lado dela.

— Conta a novidade pro Henrique, minha menina. —Jô diz.

— Que novidade?. — Henrique pergunta.

—Acho que minha visão está voltando. —Paola fala abrindo um sorriso.

— Meu amor...isso é incrível. — Henrique diz enquanto distribui vários beijinhos pelo rosto de Paola.

— Claro que as coisas ainda estão muito engraçada, pero no mais só escuridão sabe?.—Paola explica. 

—E você vai no médico né? Porque precisa ir lá ver....— Henrique começa a falar sem parar, mas Paola o interrompe.

— Amor, amor, yo já marquei uma consulta. — Paola fala rindo da empolgação dele.

—Desculpa, fiquei empolgado. Mas é que isso é uma coisa muito boa.

— Minha menina vai voltar ver, Henrique!. -Jô diz sorrindo.


(...)


— Vem amor. — Henrique diz guiando Paola pra dentro da casa dele. — Cidinha!!

— Henrique no grita. —Paola fala.

— Assim ela vem correndo. — Ele diz divertido.

— Mas menino pra... Paola!. — Cida fala entrando na sala.

— Oi Cidinha. — Paola fala sorrindo. — Yo no ganho um abraço?

— Claro que sim!. — Cida fala indo até ela lhe abraçando. — Como você?

— Estoy bem, muito bem. —Paola responde.

— Ai eu tô tão feliz de ver vocês juntos novamente. — Cida fala super animada fazendo Paola e Henrique rir.

— Eu tô transbordando de felicidades, Cidinha!.— Henrique diz abraçando Paola por trás.

— Yo também, meu amor. — Paola fala sorrindo.

—Vamos lá pra cozinha? Paola, eu fiz aquele bolo!. — Cida diz.

— Vamos logo então porque yo tava morrendo de saudade de comer seu bolo. — Paola diz rindo.

E assim os três seguem pra cozinha, Henrique ajuda Paola a sentar na cadeira e logo se senta ao lado dela. Eles passam um bom tempo conversando e rindo. Até que em um certo momento o celular de Henrique toca.

— Licença, senhoras. — Ele fala divertido e se levanta pra atender o celular lá na sala.

— É muito bom ver o Henrique assim de novo. — Cida diz vendo ele sair.

— Assim como?. —Paola pergunta.

— Feliz, fazendo brincadeiras, rindo... — Cida responde. — No dia que você terminou tudo, ele.. bebeu tanto que eu encontrei ele caído no chão do quarto.

— Yo sei.. a Jô me disse porque ela te encontrou na recepção né? Yo quis ligar pra saber como ele tava. Mas yo fui uma idiota e não liguei porque achava que tava fazendo algo bom pra ele o mantendo longe de mim. — Paola fala com voz triste.

— Você não é idiota, mesmo que tenha tomado uma decisão errada mas foi pensando nele. Porém, você está aqui agora, isso significa que você pensou direito e entendeu que não pode viver sem o Henrique. — Cida termina divertida e Paola rir.

— Eu amo o Henrique, demais. — Paola fala toda boba.

— Ele também te ama muito, mas que a própria vida eu diria. — Cida fala.

—Voltei. — Henrique aparece na cozinha novamente.

— Aconteceu alguma coisa, seu tom de voz.. tá preocupado?. — Paola pergunta.

— Um pouco, lembra que eu disse que precisamos escolher um nome pra nova coleção? Então, nossos sócios estão me pressionando pra resolver isso logo, e marcaram uma reunião amanhã!. — Henrique fala e respira fundo.

— Mira.. — Paola ia falar quando o celular dela começa a tocar. Ela pega o aparelho que estava no bolso de trás da sua calça jeans e pede pra Henrique ver quem é.

— É o Patrício... Alô?. — Henrique diz assim que atende. — Aqui é o Henrique.. sim.. que? Mas ainda falta muito dias não? Ok, entendi.. pode deixar. Estamos indo. — Ele fala e desliga logo em seguida.

— O que foi?. — Paola pergunta.

— Ana vai ter o bebê!. — Henrique respondeu.


Notas Finais


É isso gente! Comentem muito tá?!

Se cuidem, fiquem em casa, mas se precisar sair usem máscara.

Bjs😗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...