História Simplesmente grávida - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Zlatan Ibrahimovic
Personagens Personagens Originais, Zlatan Ibrahimović
Visualizações 343
Palavras 1.874
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Esporte, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Continuação de: "Simplesmente grávida".

https://www.spiritfanfiction.com/historia/sex-on-fire-17266005

Vai lá 🥰

Capítulo 30 - Último


Fanfic / Fanfiction Simplesmente grávida - Capítulo 30 - Último

Um ano depois.


Novamente me casei com Zlatan, desde que nos reconciliamos no meu antigo apartamento em Londres, não nos largamos mais. Agora ele tem mais tempo para ficar em casa com o Milan, está aposentado do futebol e algumas vezes por mês faz alguma publicidade. 

Maximilian está na faculdade, ele fez dezenove anos mês passado, está um rapaz muito educado, gentil, inteligente e lindo. Como sempre. Foi estudar direito na Inglaterra e Vincent voltou a morar com a gente, mas em breve estará seguindo os passos do Maxi, pois está no seu último período no colegial. 

 Milan é nosso bebê, por enquanto, ainda tem sete anos e está longe de sair de casa. E para variar, eu estou grávida, de seis meses, dessa vez são gêmeas, duas meninas para alegrar ainda mais a nossa vida. Já até escolhemos os nomes, na verdade, o pai delas que escolheu, apenas concordei. Se chamarão Zoé e Eva. 

Muitas pessoas nos criticaram quando anunciamos um novo casamento, mas muitas pessoas nos apoiaram também. Anulamos o divórcio e nos casamos simbolicamente em uma praia, na Grécia. Foi lindo, uma festa para poucos convidados, apenas nossas famílias e amigos muitos próximos.

Ibra mudou muito desde que voltamos, ele está outro homem, ainda mais amoroso e cuidadoso comigo, não sai sozinho, só quando eu não quero ir. E depois que soubemos que estou grávida de duas meninas, ele ficou mais carinhoso comigo, pois diz que sonhava em ser pai de menina. 

Parei de trabalhar desde que voltei pra cá, pois com poucos meses que cheguei, descobri a gravidez e fiquei praticamente de cama nos três primeiros meses, o risco de um novo aborto veio a tona e eu tive que repousar. Mas próximo ano pretendo abrir um consultório novo pra mim. 

— Amor, eu quero bolo de chocolate, com bastante calda de brigadeiro. — Falei manhosa tirando o baldinho de pipoca de cima da minha barriga e coloquei em cima do criado mudo. 

— Onde vou achar bolo de chocolate a essa hora querida? — Zlatan perguntou me puxando para deitar em seu peito e eu o beijei.

— Não sei, mas eu quero comer. Zoé e Eva estão me fazendo desejar isso. 

— Quer saber o que eu estou desejando agora? — Seu tom de voz soou um tanto pervertido e eu gargalhei.

— Sim. Diga! — Sussurrei manhosa e ele riu. 

— Chupar você, todinha! — 

Me levantei de seu peito e me sentei em seu colo e ele me beijou de forma voraz, nossas línguas estavam rápidas demais e nosso corpo tinha sede de prazer. 

Suas mãos desceram até minhas costas e ele me puxou para mais perto dele, parei o beijo e desci minha boca por toda a extensão de seu pescoço nu e ele suspirou alto. 

— Deixa eu te chupar. — Pediu se levantando da cama e eu comecei a tirar minha camisola e a joguei no chão ele me observava atentamente e eu sorri. Durmo sem sutiã sempre, uma peça a menos para perder tempo tirando e ele quase sempre se irrita quando tentar tirar meu sutiã. 

Me deitei de barriga pra cima e abri as pernas e ele se deitou no meio das minhas pernas e me deu um selinho rápido. 

Seus lábios tocaram meu pescoço e senti leves chupadas em toda a extensão dele, gemi baixinho e cravei as unhas em suas costas, aos poucos ele foi deslizando sobre meu corpo até chegar em meus seios, passou a língua em meus bicos e eu suspirei alto, eles são meu ponto fraco. 

Fechei os olhos e fiquei me contorcendo de tesão na cama enquanto ele chupava meus seios cuidadosamente. 

— Me fode. Estou muito molhada! — Pedi manhosa e ele parou de brincar com meus seios e me olhou sorrindo. 

— Calma amor. — Disse se abaixando ainda mais e beijou minha barriga com cuidado, e fez um caminho de beijos e chupadas até chegar em minha intimidade, rasgou minha calcinha com a maior facilidade do mundo e começou a beijar a parte interna da minha coxa, até chegar em minha entrada e enfiar a língua estimulando meu clítoris. 

Gemi alto apertando a colcha da cama e fechei os olhos, ele sabe me levar ao céu fazendo apenas sexo oral, fico completamente entregue a ele. 

— Me fode, por favor!

Meu coração estava disparado e a sensação de relaxamento em todo o meu corpo se fez presente, enquanto ele me chupava. Tive um orgasmo. Quando estou grávida, facilmente tenho orgasmos. 

Puxei os cabelos dele com força desfazendo o coque e ele parou de me lamber e se levantou abaixando sua calça de moletom junto com a cueca, seu pau estava mais do que enrijecido e eu sorrindo chamando-o com o dedo. 

— Fica de quatro. Não gosto de ficar por cima da sua barriga. 

Assenti e me levantei da cama e me posicionei da forma que ele mandou, ele adora ser o dominador da relação. O deixa ainda mais excitado. Zlatan me penetrou de uma só vez, sem nenhum aviso prévio, me segurei nos lençóis da cama e deixei escapar um gemido baixo ao senti-lo me preencher. 

(...)


Hoje Eva e Zoé estão completando um ano de vida, elas são gêmeas idênticas e a xerox do pai, os meninos não se parecem tanto com Ibra, mas as gêmeas, são parecidas até demais, só puxaram a mim a cor dos olhos. 

Zlatan ficou ainda mais babão desde que elas nasceram, ele é completamente apaixonado por elas. E realmente não tem como não se apaixonar pelas nossas princesas, são os frutos do nosso amor. 

Se não estivessemos nos separados por três anos, já estaríamos completando oito anos de casados. O tempo literalmente voa, e eu só tenho que agradecer por tudo que me aconteceu. Pela família que construi com Ibra e por todos meus sonhos terem sido concretizados. 

— Vamos tirar uma foto em família! — Sugeri me levantando da mesa com Eva no colo e Zlatan também se levantou com Zoé no colo. 

— Maximilian, Vincent e Milan, mas tirar uma foto todos juntos. — Falei procurando com os olhos onde os fotógrafos estavam. Avistei o Christian e fui até ele chamá-lo. 

— Pode tirar umas fotos nossas agora? — Perguntei sorrindo e ele assentiu.

— Sim senhora. 

Caminhei até uma das mesas decoradas e Zlatan chegou junto com Zoé e os meninos. Tirei uma foto sozinha com Eva e em seguida eles vieram para o meu lado. 

— A arte de fazer filhos bonitos, vocês dominam! — Comentou minha sogra acompanhada com minha mãe se aproximando de nós. — Nossos netos são lindos! 

— Os créditos são meus, mãe. Sou o pai de todos eles! — Respondeu Zlatan com tom de brincadeira e nós gargalhamos. 

— Sempre muito convencido senhor Ibrahimović. — Comentou Maximilian também entrando na brincadeira.

Zlatan veio para o meu lado e colocou a mão em minha cintura, Maximilian ficou do meu lado também, Vincent foi para perto de Zlatan e Milan ficou na nossa frente. Sorrimos para a câmera e logo foi tirado nosso retrato. Fizemos várias fotos juntos. Dei Eva para Maxi segurá-la e me aproximei da minha mãe da minha sogra. 

— Vocês viram a namorada do Maxi? Queria tirar fotos com ela também. — Perguntei observando todo o jardim. 

— Ela foi atender uma ligação dentro da casa. — Respondeu minha mãe e eu assenti. 

Voltamos para nossa mesa com toda nossa família e ficamos jogando conversa fora, enquanto eu amamentava às meninas. Zlatan foi conversar com os outros convidados e Maxi se sentou ao meu lado.

— Preciso contar uma coisa. — Disse sério me olhando. Zoé soltou meu peito e ficou olhando para ele e riu voltando a mamar. — Você é a mais simpática dessa festa, meu amor. — Comentou apertando a bochecha rosada dela e sorriu. 

— Pode dizer amor. — Falei olhando-o. Algo está acontecendo. 

— Vocês serão avós. — Suspirou com pesar e eu arregalei os olhos. Ele tem apenas vinte anos e já vai ser pai.

— Sou muito nova pra ser avó Maxi! Seu pai já sabe? Como deixou isso acontecer meu bem? — Questionei-o séria e ele encolheu os ombros.

— Sexo sem camisinha, Amy. Foi uma vacilada. 

— Seu pai vai surtar. Mas precisa contar a ele. — Olhei para Zoé e ela já estava dormindo, mas não largou o peito. 

— Tia, a Eva dormiu. O que eu faço? — Perguntou Vincent segurando a pequena em seus braços.

— Pede a Sophia pra colocar ela no berço e depois vim buscar a Zoé. Por favor, meu bem! — Respondi sorrindo e ele assentiu. 

— Vou conversar com meu pai hoje. Amanhã vou embora muito cedo com a Jessica. 

— Ele vai apoiar você, meu bem. E parabéns papai! Juízo agora hein! — Falei sorrindo e ele se aproximou de mim e me abraçou. 

— Você é a melhor madrasta do mundo Emilly Ibrahimović! — Sussurrou em meu ouvido e eu sorri. 

— Você conseguiu mesmo tudo que queria né, Emilly! Ter três herdeiros com meu irmão... — Comentou a vaca da Violeta e eu revirei os olhos. 

— Sinal que transamos muito, ao invés de ficar infernizando a vida alheia. — Respondi ríspida e todos riram. Ela vai morrer me odiando, essa cobra. 

— Mãe! Eu quero dormir! — Falou Milan se aproximando de mim e fez carinho na cabeça da Zoé.

— Você continua baixa Emilly! — Falou Violeta irritada.

— Pode ir para o seu quarto, meu bem. Daqui a pouco eu subo, ok? 

— Vou jogar um pouco de videogame e depois durmo. — Falou saindo em direção à casa. Milan não me dá mais trabalho, está virando um rapaz, igual os irmãos.

(...)


— Família, decidi reunir todos vocês aqui para dá uma notícia! — Falou Maximilian tomando a atenção para si. Os convidados já foram embora, restou apenas a família. 

— Senta que lá vem estória. — Comentou Vincent revirando os olhos e riu. A namorada dele não pôde vim para o aniversário, mas mandou os presentes, ela adora às meninas.

— Fale, meu filho! — Zlatan o encorajou e ele sorriu nervoso. 

— Bom, pai, o senhor vai ser avô! — Contou sem hesitar e todos ficaram pasmos, menos eu. E começaram a falar ao mesmo tempo e eu os mandei calar a boca. Ibra ficou sem reação encarando toda a confusão.

— Eu vou ser o quê? — Perguntou incrédulo e sua nora ficou completamente sem jeito. Me aproximei da moça e lhe dei um abraço. 

— Relaxe meu bem, seu sogro é meio ogro, mas tem um coração maior do que essa casa. Parabéns mamãe! — Lhe dei um beijo na bochecha e ela sorriu sem graça.

— Muito obrigada dona Emilly.

— O senhor ouviu... Vai ser avô. Jessica está grávida. — Ele repetiu calmamente. 

— Que absurdo! Você apenas vinte anos meu querido! — Esbravejou Violeta. Ela é a mais intrometida da família.

— Bom, já que Maxi contou a novidade... Também vou contar! Amor, você será pai também! Estou grávida! — Falei sorrindo e todos ficaram boquiabertos novamente. Vamos montar um time de futebol assim. 

— De novo? — Todos perguntaram em côro.



Fim. 


Notas Finais


Continuação de: "Simplesmente grávida".

https://www.spiritfanfiction.com/historia/sex-on-fire-17266005

Vai lá 🥰

Boa noiteeeeee!!!!
Primeiro quero agradecer a todx que acompanharam minha fic desde o inicio e ficaram comentando e interagindo comigo, vcs são MARAVILHOSX. 💙💙💙💙
O fim não saiu como eu esperava, mas espero que vcs gostem e se não gostarem, me perdoem!
Ah! E me acompanhem na minha nova fic. HAHAHAHAHAHA Só entrar no meu perfil e começar a leitura! Beijos e até a próxima!!! 💓💓💓💓💓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...