História Simplesmente mágico - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Gilderoy Lockhart, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Lord Voldemort, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Murta Que Geme, Neville Longbottom, Pedro Pettigrew, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Remo Lupin, Rita Skeeter, Ronald Weasley, Salazar Slytherin, Severo Snape, Sibila Trelawney, Sirius Black
Visualizações 11
Palavras 1.375
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii
Gente eu sei que nesse capítulo eu viajei geral mas é que houve uma explosaão de criatividade na minha mente então não se preocupem porque essa fic vai ter uns cap assim msm viu?
Bjs

Capítulo 3 - Expresso de Hogwarts


Fanfic / Fanfiction Simplesmente mágico - Capítulo 3 - Expresso de Hogwarts

Uma semana se passou desde a minha pequena reunião de garotas no meu quarto. O grande dia estava prestes a chegar.

Estranhamente, eu não prestei atenção em nenhuma palavra da professora de matemática. Hoje eu não estou nem aí para números. Além de ser sexta-feira, eu vou faltar semana que vem, o que significa que é o meu último dia de aulas ( pelo menos aqui )! Estive pensando no que eu vou falar para as meninas, não posso simplesmente sumir o ano todo sem dar notícias, seria estranho. Em Hogwarts, eu não poderei mandar mensagens ou fazer ligações, então não poderei me comunicar, o que eu faço? Acho que vou falar pra elas que estou indo estudar em um internato.

Sinceramente, ainda acho que vou acordar, perceber que a suposta McGonnagal nunca veio me visitar e ainda é segunda-feira.

Imersa em pensamentos, só vejo que o sinal tocou quando os alunos começam a se levantar. Rapidamente guardo meus cadernos e corro para casa.

-Olá, filha!- diz minha mãe quando eu me jogo no sofá.

-oi mãe, quando é que a gente vai viajar?- pergunto animada ao me lembrar da viagem.

- Amanhã.

- O QUÊ!?- eu grito, me levantando - não pode ser amanhã, mãe, eu nem arrumei as malas, não arranjei uma desculpa qualquer para a Hannah e a Ruby, não me preparei emocionalmente, não fiz ​nada!

Corro para o meu quarto, abro o guarda-roupas e jogo todas as minhas melhores roupas para dentro do malão.

 

- Ai, meu Merlin! E o uniforme? É isso que dá não ir ao beco diagonal!

***

Depois de uma noite de preparativos e arrumações para amanhã, eu finalmente consigo deitar para descansar, mesmo com a mente cheia de preocupações e ansiedade.

-​ Srt. Harper, poderia dar um exemplo?- perguntou a professora McGonnagal, na aula de transfiguração, onde deveríamos transformar um ratinho em um cálice. Pego a minha varinha e aponto para o rato, murmurando o feitiço. Nada. Tento novamente. E nada.

​Risadas encheram a sala e ouvi alguns alunos da sonserina dizerem:

​- Nossa, a sangue-ruim não sabe nem transfigurar um rato, deve ser um aborto, né?

​Senti o rosto esquentar e soube que estava corando . Por que não deu certo, sou tão ruim assim?

- Bom dia, Summer! Preparada? - a voz de minha mãe perguntou e eu somente assenti, abrindo os olhos. Estava no meu quarto e não era aborto nenhum. Suspirei aliviada e me levantei calmamente.

- Bom dia mãe, vou me arrumar. - eu disse e ela saiu do quarto para preparar o café da manhã. Olhando meu reflexo no espelho, percebi que não tenho nada a ver com a Hermione de doze anos. Doze anos. As dúvidas voltaram a rodear a minha mente. Por que será que eu só vou para Hogwarts agora? Será que vou conseguir acompanhar os outros? Será que eu vou pra que casa?

"Ok Summer, não desmaie de ansiedade e se acalme", obedeci a minha consciência responsável e respirei fundo.

Depois de escovar meus lindos cabelos castanhos, desço as escadas para comer o café da manhã.

**

Meia hora mais tarde, eu estava parada com meu malão encarando a parede entre as plataformas nove e dez. "Por mim parece bem sólido".

Tomada de repentina coragem, fecho os olhos e corro. A sensação foi diferente do descrito nos livros, tudo pareceu girar ao meu redor, me causando tonteira, mas, no outro segundo eu já me encontrava de frente para um magnífico trem vermelho. O expresso de Hogwarts.

Entrei e comecei a procurar por uma cabine. Já estava na metade quando abri uma porta e senti um misto de sentimentos.

Surpresa:" COMO ASSIM?", irritação:" são bruxas e nem me contam?", e compreensão:" Mas eu também não contei, né?".

Hannah e Ruby estavam lá.

Não sei por quanto tempo eu fiquei somente observando-as boquiaberta quando elas finalmente pareceram notar a minha presença e se virarem.

- SUMMER?!- as duas gritaram em uníssono e tiveram a mesma reação. Fechei a porta e me sentei enquanto elas apenas me olharam em choque. Enchi-as de perguntas:

- VOCÊS DUAS ME DEVEM UMA EXPLICAÇÃO! Como assim vão para Hogwarts e não me falam nada? Ruby, foi por isso que você saiu da escola ano passado? E voce Hannah, você entrou esse mês e já vai ter que sair? Ano passado você estava aqui? Ai meu Merlin eu não acredito! Decididamente estou louca!

Elas continuaram a me olhar abobalhadas por alguns segundos até Hannah ter a brilhante ideia de me responder:

- Summer, é q-que a gente entrou esse ano. - ela disse, mas eu continuei confusa, como assim, elas também tem doze. Vendo que a "explicaçao" não me ajudou em nada, ela completou - bom, a McGonnagal foi me visitar, disse que eu era bruxa e tals, mas ela também disse que era nossa missão te ajudar no que der e vier, nos recomendou a não falar nada sobre o que a gente leu nos livros e é isso. Sem maiores explicações.

- Então quer dizer que vocês sabem tanto quanto eu? Por que eu quero mesmo é saber o que eu tenho a ver com...tudo isso.- pergunto exasperada, como posso não saber de algo sobre mim mesma?

- Desculpa migs - Ruby se pronunciou pela primeira vez. - a gente vai ter que esperar pra ver, mas, mudando de assunto, vocês compraram corujas? Eu comprei, olhe - ela levantou uma gaiola que tinha uma linda coruja negra. Mas eu lembrei-me que não tinha comprado absolutamente nada.

- Ah.. Sobre isso... E-eu nem fui ao Beco Diagonal.

-O QUÊ? - Gritaram elas.

- Sua varinha, uniforme, livros, bichinho...nada? - foi Hannah que perguntou.

- Er... Não. A McGonnagal disse que eu não tinha que ir ao Beco porque meus materiais já estão em Hogwarts. Isso é algo que eu queria discutir com vocês, ela disse " nós esperamos por você a muito tempo, srt. Harper", e depois não falou mais nada a respeito - contei séria.

- Isso não tá cheirando boa coisa - Ruby alertou. - maas, como eu já disse, a gente só pode esperar pra ver, não? - Eu e Hannah assentimos e ela continuou- vamos falar de algo divertido, estamos no Expresso de Hogwarts, esqueceram? Pra que casa vocês pretendem ir?- esse argumento fez com que eu me alegrasse, lembrando de onde eu estava.

- Ah, sem dúvida eu quero ir para a Grifinória, mas vamos procurar por eles? - perguntei, elas entenderam que eu me referia aos filhos de nossos personagens preferidos. - Eu quero procurar pelo Scorpius, descobrir se ele é tão lindo como descrito. - as garotas deram risadinhas e nós saímos pelo corredor do trem.

Em cada cabine tinha um desconhecido, até que paramos ao ver algumas cabeças curiosas para fora da cabine.

Tinha um loiro que aparentava ter a minha idade parado à porta de uma cabine falando asneiras. Até que uma voz feminina gritou:

- Ah, cala boca Malfoy - eu e as meninas nos entreolhamos como se perguntássemos "ummm Malfoy, é?", e fomos para aquela cabine.

- Quem é você? - foi Hannah quem perguntou.

- Malfoy, Draco Malfoy.

- O QUÊ?!- gritei e o trem silenciou - mas não pode ser você! Você é um adulto casado, que tem filhos e não um segundanista de Hogwarts!

Agora todas as cabeças virararam-se para mim e eu corei. " Não falar sobre o que eu li, ok, agora você tem que consertar seu erro Summer", a minha consciência falava e eu respirei fundo, inventando rapidamente uma história:

- Me desculpe Malfoy, acho que não estou bem hoje, te confundi - ele me olhou como se dissesse " percebi" e eu revirei os olhos.

- Mas quem é você?- ele pergunta.

- Ah, sim. Summer Harper - estendo a mão e ele aperta. Viro-me para as meninas chamando-as para continuar a procura por pessoas interessantes e nós espiamos para dentro da cabine, quase desmaiando ao ver os passageiros que lá estavam.

Eu deixo cair a caixa de feijõeizinhos que segurava, Ruby tapa a boca com as mãos para abafar um gritinho e Hannah realmente desmaia.

Afinal, não é todo dia que se entra em uma cabine com Hermione Granger, Ronald Weasley e Harry Potter.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Até amanhã, bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...