História My (im)perfect vampire(Kim Taehyung) - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias (G)I-DLE, ASTRO, Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, G-Dragon, Jay Park, Neo Culture Technology (NCT), Red Velvet, Sensational Feeling 9 (SF9), Seventeen, T.O.P
Personagens Baekhyun, Chani, Chanyeol, Chen, Chenle, D.O, Dawon, Doyoung, Eunwoo, G-Dragon, Haechan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Hwiyoung, Inseong, Irene, Jaehyun, Jaemin, Jaeyoon, Jang Doyoon, Jay Park, Jennie, Jeno, Jeon Jungkook (Jungkook), Jeon Wonwoo, Jinjin, Jisoo, Jisung, Johnny, Joy, Jung Hoseok (J-Hope), Junghan "Jeonghan", Jungwoo, Kai, Kim Mingyu, Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Kris Wu, Kun, Lay, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Lisa, Lu Han, Lucas, Mark, Min Yoongi (Suga), Minnie, Miyeon, MJ, Moonbin, Park Jimin (Jimin), RenJun, Rocky, Rosé, Rowoon, Sanha, Sehun, Seulgi, Seungcheol "S.Coups", Shuhua, Soojin, Soonyoung "Hoshi", Soyeon, Suho, T.O.P, Taeil, Taeyang, Taeyong, Tao, Ten, Wen Junhui "JUN", Wendy, Winwin, Xiumin, Xu Ming Hao "THE8", Yao MingMing, Yeri, Youngbin, Yuqi, Yuta, Zuho
Visualizações 38
Palavras 1.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Capítulo 3


  Depois de muito tempo caminhando cheguei no jardim de minha casa. Entrei na mesma e ja fui direto para o meu quarto me despi e entrei no banheiro, entrei de baixo da água e comecei a me ensaboar enquanto pensava como fui parar no meio da floresta. Por um momento fechei meus olhos aproveitando a água, mas sentir algo passar em meu pescoço, algo gelado, abri meus olhos e me virei mas não tinha nada e nem ninguém ali, voltei a tomar meu banho mas ainda sentia uma sensação estranha, de alguém estar me vigiando.

Saí enrolada na toalha e fui em direção ao meu quarto, coloquei meu pijama (roupa 1) ja que estava anoitecendo. Sai do quarto e desci para a cozinha, chegando na porta apenas vi meu irmão comendo.

-: Onde esta minha tia?

Js-: Ela ainda esta no trabalho.

-: Mas ja passou a hora dela ter chegado.

Js-: Então...onde ela esta?

-: Não sei, vou ligar pra ela -peguei meu celular e disquei o seu número e coloquei em meu ouvido esperando ela me atender.

Js-: Ela ainda não atendeu? -balancei a cabeça positivamente.

-: Acho que esta em alguma reunião e por isso não esta atendendo, deve ter desligado o celular.

Js-: Bom eu vou subir para meu quarto, qualquer coisa é só me chamar.

-: Ta bom, boa noite.

Fui em direção ao armário e peguei um lamen, não estava com vontade de fazer algo mais elaborado. Esquentei a água e me sentei na mesa esperando a água esquentar. Depois de ter colocado a água peguei os hashis e comecei a comer, estava muito preocupada com minha tia ja iam se passar das 20:14 da noite e ela ainda não tinha dado pistas de onde estava.

Me levantei da mesa e sai da cozinha indo em direção a sala. Coloquei em minha série que ja estava terminado de assistir o que me deixa triste ja que ela é muito boa. Me deitei no sofá e liguei a TV colocando na Netflix.

(...)

ouvi a porta ser aberta, olhei em direção a mesma e vi minha tia entrando, corri até ela e vi seus braços e seu rosto machucados, peguei em seu braço o contornando em volta de meu pescoço e a levei até o sofá onde a deixei sentada logo seus olhos se fecharam, corri até o banheiro e peguei o kit de primeiros socorros e fui até a sala. Me sentei ao lado de minha tia e tirei sua blusa, comecei a passar o algodão com álcool para limpar o sangue que escorria pelos machucados, depois de ter limpado tudo peguei a pomada e comecei a passar pelos hematomas e ferimentos.

(...)

Depois de ter colocado minha tia em sua cama fui em direção ao meu quarto deitei em minha cama e olhei para a janela aberta onde o vento frio entrava, eu estava com preguiça de levantar então é capaz eu dormi morrendo de frio. Olhei para o teto.

-: Quem fez isso com você tia?

Fechei meus olhos e logo deixei o sono me consumir.

(De manhã)

Acordei com o despertador tocando, me levantei e fui ao banheiro, fiz minhas higienes e tomei meu banho, vestido minha roupa (roupa 2) e desci para a cozinha.

-: Bom dia!

Js-: Bom dia.

-: Onde está minha tia?

Js-: Nossa tia, ela está no trabalho -sentei na mesa e comecei a tomar meu café.

-: Jisung, precisamos conversar com ela, ontem ela chegou toda machucada e cheia de hematomas pelo corpo.

Js-: Que!!? Como assim machucada? O que aconteceu?

-: Eu não sei, por isso peço que quando ela chegar você venha para a sala, precisamos conversamos muito sério com ela.

Js-: Ta bom, Eu estava pensando da gente sair, aqui tem um parque de diversão muito legal o que acha?

-: Não sei, outro dia eu vou, quero ficar em casa.

Js-: Aish você é muito caseira precisa sair mais, aqui não é engual Nova York, se você continuar assim não vai fazer amigo nenhum. Agora tchau, te vejo mais tarde -apenas acenei para ele que saiu da cozinha.

É realmente eu preciso sair mais, se eu ficar presa aqui por vontade própria é capaz de não fazer nenhum amigo e não é isso que eu quero.

Me levantei e lavei a louça, subi para o meu quarto e peguei meu livro favorito que estou ainda no começo mas ja faz parte da minha vida.

(...)

Ja ia dar 12:30 e eu ainda estou aqui no quarto. Descido me levantar e sair um pouco, não deve ser tão ruim assim conhecer mais a cidade. Coloquei uma roupa mais apropriada para sair (roupa 3) e peguei meu celular, meus fones e minha carteira.

Sai de casa e fui caminhando por ai até ver uma pequena praça, me sentei e comecei a ver as pessoas caminhando outras conversando e até crianças brincando. Coloquei meus fones e coloquei na música We Don't Tallk Anymore. Fechei meus olhos e comecei a cantar até ouvir alguém falar.

Xxx-: Nossa você canta muito bem! -Abri meus olhos e me deparei com um garoto alto, cabelos castanhos e alto, muito alto e com orelhas grandes- Ah, me desculpe, me chamo Park Chanyeol mas pode me chamar de Chany. E Sua voz é muito linda engual a você -falou coçando a cabeça, vi suas bochechas corarem engual as minhas- Posso me sentar?

-: Uhum -Tirei meus fones e passei a música, olhei para Chanyeol- Bom meu chamo Park S/N mas pode me chamar de S/A.

Ch-: Você também é uma Park! Que legal, prazer S/A!

-: O prazer é todo meu!

Ch-: Aish, você é tão fofa corada! Posso apertar suas bochechas?

-: P-pode -ele pegou em minhas bochechas apertando-as levemente.

Ch-: Você não é coreana não é?

-: Sim, eu sou brasileira mas em minha vida toda morei em Nova York.

Ch-: Ah sim, quando se mudou pra cá?

-: a 5 dias mais ou menos.

Ch-: Ah.

(...)

Eu e Chany ficamos conversando até tarde nos conhecendo, trocamos nossos números e ele foi embora pois tinha que cuidar de duas Irmã.

     Abri a porta de minha casa e entrei, fui em direção a cozinha a procura de algo para comer já que não tinha comido nada no almoço, me sentei na mesa e comecei a comer o lanche que eu tinha feito. Depois de ter lavado tudo me sentei no sofá e fiquei vendo minha série até ouvir a porta se abrir.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...