História Simplismente um amor - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Os Instrumentos Mortais
Personagens Alexander "Alec" Lightwood, Aline Penhallow, Clary Fairchild (Clary Fray), Isabelle Lightwood, Jocelyn Fairchild, Lily, Magnus Bane, Maia Roberts, Maryse Lightwood, Max Lightwood, Robert Lightwood, Sebastian Morgstren, Simon Lewis, Tessa Gray, Valentim Morgenstern
Visualizações 12
Palavras 2.034
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, LGBT
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 23 - Vai pro inferno Jace


Todos já estavam indo embora e só estava os amigo 

Olhei para o Saulo e fui até ele 

- E aí o que tinha no carro 

- dois homens e estava recheada de armas um fugio mais o outro a gente pegou 

- FILHO DA PUTA - todos olharam para mim- desculpa 

E voltei a olhar o Saulo 

-vos interrogar ele só amanhã não posso sair Max vai fica chateado 

- pode deixar Coronel 

Ele saiu e fui para parte das bebidas e peguei um whisky e bebe tudo de uma vez 

- você além de dar presentes ruins para criança ainda bebê?- olho pro lado e vejo jace 

- vai pro inferno Jace e não foi eu que comprei foi o Jordan 

- Jordan e Simon você anda muito com eles para todos os lados um deles é seu namorado?

- Claro que não- fiz uma careta- eles são como meus irmãos conheci eles no colégio são muito importante para mim mesmo tendo hora que tenho vontade de matar Jordan ou Simon eu amo eles como Sebs 

- hum 

- porque que saber tanto?- pergunto 

- nada só puxando assunto mesmo - ele gira seu copo 

- por que Aline não veio ela é sua noiva?

- ela não gosta muito de festa de criança e ela é Max não se dão muito bem 

- Isso ele puxou a mim na gostar de cobra - falo bebendo outro copo de mas agora de vodka 

- Aline não é uma cobra ela só não se da bem com crianças só 

- hum sei 

- Coronel achamos o outro e já levamos para a sala de interrogação 

- certo Saulo chego lá as 10:00 da manhã mas Simon e Jordan 

- ok Coronel 

Ele saiu 

- você gostou mesmo dessa profissão não foi? Sempre pensei que você ia ser uma artista por acusa que você pinta tão bem 

-também pensei mas quando eu entrei na escola militar me apaixonei por isso é agora eu estou aqui conhecida como a mas sem coração do exército 

Sorri 

- Eu não acho que você não tem um coração 

- Não? - levanto a sobrancelha

- Não! 

- Eu tenho que te agradecer se eu não estivesse visto você com ela naquele dia com ela talvez eu nunca tivesse ido embora e nunca eu ia achar esse meu lado que eu amo 

- visto o que Clary? Com ela quem?

- com a...- meu celular tocou levantei o vestido e peguei meu celular do lado da minha arma ele arregala os olhos olhando para minha coxa 

- General?...tá...agora Não dá general passei dois anos sem ver minha família General eu não posso viajar agora  e estou em uma investigação e não sou mas GENERAL de Londres não posso pegar esse caso General ..............

Dei um murro no balcão e olhei para o Jordan e Simon 

- General....estou lhe pedido um favor eu não posso....porra você não tem família não? Não existe só eu no exercício..... desculpa General não queria lhe desrespeitar......só me entendi não posso pegar estou em NY agora na da para mim ir para Londres 

 

Passei minha mão da testa esfregando de estresse Simon veio até mim 

 - Ok General pego o voo amanhã pela manhã...Boa noite 

- voo para onde?- Simon 

- aquele velho filho de um puta desgraçada do caralho 

- tô vendo que você está estressada 

- Simon ele me mandou para um misao em Londres de novo 

- você não falou que se mudou??

- SIM mas ele disse que só eu vou da conta dessa maldita misao tenho que voltar para Londres amanhã de manhã 

- e  Max? E a investigação?

- Max Max droga 

- Clary vamos da um geito 

Olho para o lado e vejo jace 

- jace depois a gente se fala preciso resolver isso 

- tá mas quero termina essa conversar 

- tá- ele sai- Simon o que eu vou fazer 

- disser a verdade e vamos resolver isso o mas rápido o possível e voltamos 

Olho para o Max bricando no chão com os brinquedos novos e olho para Simon e ele faz que sim com a cabeça 

E vou até o Max me sento perto dele de frente para o sofá meu pai estava conversando com Sebs e meus amigos invertidos conversando 

Olho para o Jordan e ele acena para mim e se levanta e fica perto do Simon no sofá 

- Max eu preciso falar com você meu amor 

- oi tiia agora vamos ter a vida enteira para falar vamos morar juntos- olho para sima e Sebs e papai olha para mim espantados e talvez já sabe o que eu vou cala- tiiio Simon e tiio Jordan vai morar com agente não ér?

Olho pro chão não tenho coragem de olhar aqueles olhinhos verdes 

- tiia ?

- Max eu preciso falar uma coisa 

- fala tiia 

- Eu vou voltar para Londres amanhã de amanhã e não sei quando eu vou voltar- falo rápido para ser mas ligeiro 

- tiia voxe prometeu que ia ficar para morar com a gente 

- eu vou Max eu só vou passar algumas dias,semanas ou meses quero dizer quando quando eu termina o que tenho que fazer eu vou voltar e vou ficar para sempre eu acho 

Balança a cabeça 

- Eu sou péssima para mentir- falo para mim mesma 

Olho para o Max ele está com os olhinhos cheios de lágrimas 

- meu amor não chora eu vou voltar não Simon e Jordan?- falo querendo ajuda 

Eles vinheram até mim 

- ei campeão a gente não vai ficar muito tempo e quando a gente chegar vou te ensinar como imobilizar uma pessoa o que tal?- Jordan fala 

- Jordan é para ajudar e não atrapalhar- Simon fala 

- vocês  mentiram para mim não vão voltar vou ficar sem vocês três por mas dois anos- ele começa a chorar- por que vocês voltaram se não iam ficar por que mentiram para mim?

- meu amor eu não estava mentindo foi um imprevisto mas eu volto no final do mês 

- EU NÃO ACREDITO VOCÊS NÃO VÃO VOLTA- ele sai chorando e sobe as escadas 

- MAX VOLTA AQUI SEJA UM HOMEM DE VERDADE É VEM CONVESAR COMIGO AGORA PORRA- me levanto e tento ir atrás dele mas Jordan me segura 

-CLARISSA ELE É UMA CRIANÇA E NAO UM DE SEUS SAUDADOS PARA VOCÊ FALAR ASSIM COM ELE MERDA 

- SOLTA MEU BRAÇO AGORA CARALHO 

- CLARISSA você não está no exército e sim em casa- meu pai Fala 

E puxo meu braço da mão do Jordan e fico encarando ele 

- desculpa pai- dou um sorriso e levanto a sombrncelha 

- Não faz isso Clary- Jordan fala 

- Fazer o que Jordan? Não vou fazer nada só o meu deve como sempre aquele filho da puta está atrapalhando minha vida só por que a gente tranzou algumas vezes depois que fui para Londres e não quis mas ficar com ele? Agora ele deve ter arrumada brigas com gangues rivais para fazer o general manda eu volta para Londres e agora meu sobrinho me odeia  por que tenho que ir embora eu fazer sim Jordan vou fazer e quando eu volta vou procurar Brian até o inferno se for preciso mas vou achar esse filho da puta e vou acabar com ele vou fazer ele sofrer tanto mas tanto que vai me implorar para eu mata ele 

- Clary- Simon 

- agora não Simon 

- Clary é melhor você subir e esfria a cabeça Clary- Sebs fala 

- só vou esfriar a cabeça quando eu acaba com esse filho da puta do Brian- olho para o chão não tenho coragem de encarar ninguém pelo o que eu disse principalmente o Jace tudo que eu queria agora era um abraço dele 

-  Saulo meu colete é um fuzil e vou e prepara a sala de interrogação para os caras que estavam rondando a casa vou interrogar eles antes de eu viajar amanhã 

- Não Saulo- Jordan fala dou um passo para frente e olho nos olhos dele

- VOCÊ ESTA TIRANDO MINHA AUTORIDADE NA FRENTE DE UM DOS MEUS HOMENS ?? COMO VOCÊ OUSA FAZER ISSO COM SUA CORONEL??

- NÃO ESTOU FALANDO COM MINHA CORONEL E SIM COM MINHA AMIGA QUE VAI FAZER UMA INTERROGAÇÃO DE CABEÇA QUENTE E ASSIM VOCÊ VAI ACABAR MATANDO UM DELES 

- SAULO PEGA MEU COLETE E MEU FUZIL JORDAN SAI DA MINHA FRETE AGORA 

- EU DISSE NÃO- 

Quando estou com raiva não penso e em uma atitude tiro minha arma do cinto

- opa opa- Simon entra na  minha frente e afasta um pouco- eu adoro quando vocês dois briga mas isso já está indo longe de mais 

- FALA PARA A CLARY QUERENDO AGIR QUE NEM UMA DOIDA NA ÚLTIMA VEZ QUE ELA FEZ ISSO MATOU DOIS TRAFICANTES- Jordan fala 

- JORDAN LARGA DE SER BABACA VOCÊ NAO É MEU PAI E EU PRECISSO FAZER ISSO ANTES DE EU IR EMBORA 

- VOCÊ SO SAI DAQUE COMIGO 

- VOCÊ ESTA DE SACANAGEM NÃO É?

- OU VOCÊ ME LEVA OU NAO SAI DA QUI 

dou um passo para frente e Simon me segura 

- E QUEM VAI ME SEGUARAR BONEQUINHA?

- CLARY JÁ CHEGA PARA COM ISSO AGORA- meu pai grita 

- Saulo trás dois colete e dois fuzil 

- SIM CORONEL 

Ele sai e Jordan da um sorriso vitorioso 

- Eu só não te dou um tiro por que estou na casa do meu pai mas se não ia te deixar no hospital 

Ele levanta assombrancelha 

- Isso foi uma ameaça Coronel?

- seja como for- me viro para o meu pai e todos estão calados 

- Clary- ele balança a cabeça

- Não me esperem e talvez quando vocês acordarem amanhã eu não vou está aqui não sei quando eu vou voltar mas vou deixar alguns dos meus homens aqui é na casa dos Herondales até eu voltar e termina a investigação 

Não quero Max andando sozinho sem nem um segurança não vou estar aqui se acontecer alguma coisa como na casa dos Herondales - falo e ele assente e chega perto de mim e coloca a mão no meu ombro 

- Ok mas quando você estiver nessa casa quero que você seja a minha menina aquela que foi embora a cinco anos atrás e nunca descubro o motivo quero que seja a minha Clary não a Coronel do exército de NY ou de Londres 

- Ok pai 

- Boa viagem vou ver Max 

Ele saiu e me virei para o Jordan e Simon com Saulo chegando com o colete pego o colete coloco minha 38 no bolso do colete e passa a corda do fuzil no meu pesco e Fasso um rabo de cavalo  

Me viro para o Sebs 

- volto em breve cuida do nosso menino- estendo a mão para ele mas ele me puxa e em abrasa 

- estou com você sempre maninha- Fasso que sim com a cabeça e me afasto

- qual quer coisa me liga que eu venho na hora fala para Max que vou tentar o mas rápido o possível e da um beijo nele por mim 

- pode deixar Coronel- ele sorri 

- jace fala para o seu pai que alguns dos meus homens vão ficar na sua casa Jordan vai viajar comigo e Simon vai ficar para controlar as coisas por enquanto eu estiver fora qualquer coisa fala com Simon ele vai receber o depoimento de vocês amanhã e por favor nenhum de vocês saia de casa sem um segurança ou dois é para o próprio bem de vocês não sei o que Brian vai fazer mas eu não quero ser pega de surpresa de novo vocês pode fazer isso 

- Clary por contar com a a gente- Alec fala 

- obrigado Alec 

Olho para o Jace é ele olha para mim por um momento pensei que ele vinha me dar um abraço mas ele não fez nada além do que acena com a cabeça 

- vejo vocês depois 

Tessa e Magnus vem me abraçar 

- Simon quero tudo sobre controle qualquer coisa da um grito e eu venho 

- pode deixar tampinha 

Reviro os olhos e saio da casa 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...