História Simply girly - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Chanbaek, Exo, Hunhan, Kaisoo, Sulay, Taoris, Xiuchen
Visualizações 58
Palavras 2.068
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ai gente, oi!

Eu precisava fazer alguma coisa, primeiro por que meu aniversário tá chegando (mentira, ainda faltam alguns dias) e segundo por que eu tô sem nada pra fazer :')

Enfim, eu tive a ideia dessa fic há muito tempo já, mas só desenvolvi ela agora.

Eu vou postar só esse prólogo por enquanto, quando eu estiver menos ocupada, eu posto os capítulos, ok?

Ok, então, tchau bebês, kisses.

Capítulo 1 - Pretty Little Liars?


Fanfic / Fanfiction Simply girly - Capítulo 1 - Pretty Little Liars?


Sehun não era normal de maneira alguma. Era o que Chanyeol, seu melhor amigo, lhe dizia.

Já Jongdae dizia que ele devia ser doente.

E Sehun entendia os amigos, até se surpreendia pelos dois aguentá-lo criar teorias e mais teorias sobre como Pretty Little Liars foi baseado naquelas três garotas.

Até por que, Luhee, Baekhee e Minsook eram cheias de segredo, e o objetivo de Sehun era descobrir cada um deles. 

- Vai continuar secando a Luhee?

- Eu não tô secando a Luhee.

- Não, claro que não. - Chanyeol suspirou. - Eu levei outro fora.

- Da Baekhee? Tô falando, ela é tipo a Emilly! Se paga de hétera, mas aposto que ela tem uma Maya muito especial na vida dela.

- Cara, a Maya morreu.

- Você entendeu onde eu quero chegar.

- Eu não acho que ela goste de garotas. Tipo, o jeito que ela tá sempre grudada no Jongin...

- Chany, ela é prima dele.

- Você entendeu onde eu quero chegar. - Sehun suspirou. - O que eu quero dizer é, o Jongin é tipo a Spencer. Só que menos orgulhoso.

- O Jongin não faz parte da história. Talvez se o Kyungsoo fosse mulher, quem sabe, ele seria a Spencer.

- E quem pode ser a Spencer?

- No momento não temos Spencer no estoque.

- Cadê o Dae pra me salvar nessas horas...

- Provavelmente desenhando a Minsook, já que é a única coisa que aquele retardado sabe fazer direito.

- Rude. Ele tem talento.

- Não disse que não tem. 

- Tanto faz, não acha que a gente devia ir? Não é muito sutil stalkear garotas em uma praça. 

-  A gente não tá seguindo ninguém! É caminho pra sua casa.

- Só que tem um caminho que demora metade do tempo.

- Mas nesse caminho não tem sorveteria.

- Também não tem Luhee, nem Baekhee nem Minsook. 

- Cala a boca que eu bem sei que você adora ver a Baek.

- E o seu crush pela Luhee não tem nada haver com a história, né?

- Osh, que Luhee? Tá louco? Nem gosto de gente.

- Preciso de amigos novos com urgência. - Os dois finalmente pegaram um caminho diferente do que o que as três faziam, chegando na casa do Park. - Mãe, o Sehun tá aqui e o Dae vem mais tarde.

- Hm? Ah, oi Sehunnie, quanto tempo não vem aqui. - A senhora Park sorriu para os garotos, arrumando os fios negros atrás da orelha.

- Faz dois dias que ele não vem, mãe. 

- Pra mim é muito tempo. Onde o Jongdae foi? Aposto que ele tá fugindo da minha torta.

- Falei um milhão de vezes, ele não gosta de torta de limão. E ele tá fazendo aula de canto, ele não pode vir agora então vai passar aqui mais tarde. Vamos subir, tá?

- Tá, eu chamo vocês quando tiver alguma coisa pra comer. E fala pro Dae-ah vir logo. - Os dois garotos subiram.

Não era surpresa alguma a visita de Sehun e Jongdae na casa dos Parks, já que os três eram amigos desde que o mais novo entre eles se mudou para o bairro e carinhosamente ofereceu balas de ursinho - todas de sabor morango - para os novos vizinhos.

Enquanto Sehun se jogava na cadeira do computador do mais alto, Chanyeol pegava seu violão, dedilhando algumas cordas.

- Seria muito... Ridículo ou clichê escrever uma música pra ela?

- Tá falando da Baekhee?

- Aham. 

- Seria... Fofo. Mas não sei se a Baek é do tipo fofa. Kris me contou que ela é do tipo que topa tudo.

- O que?

- Surpreso? 

- Não, o Kris ficou com a Baek?!

- Não. O Kris é namorado do melhor amigo dela, e é meu parceiro em química, então acabamos conversando de vez em quando.

- Me assusta assim não. Espera, esse amigo da Baek, como chama?

- Huang Zitao.

- Meu Deus, o Tao? Ah, é só o Tao.

- Bipolaridade é doença, viu.

- Cala a boca, Sehun. - Os dois ainda jogaram conversa fora por uns vinte minutos antes de um certo ruivo quase derrubar a porta de Chanyeol.

- Ah, ele chegou! Demorou, viu, princesa. A maquiagem tava difícil de passar?

- Super, minha base secou e... Você tava sendo sarcástico, né?

- Aham.

- De qualquer jeito, eu tenho uma notícia que vocês não vão acreditar. É, tipo, muita coincidência. 

- Pode jogar a história na rodinha.

- Tá, ok, sabem meu primo, Junmyeon?

- Aham.

- Ele é dono de uma agência de modelos.

- Tá...

- E o namorado que se eu não me engano agora é noivo dele, Yixing, disse que precisava de três modelos masculinos para treinar.

- E o que tem demais nessa história? 

- Ok, sabe quem trabalha nessa empresa?

- Hm?

- Baekhee, Luhee e Minsook. Elas são modelos, e Jongin é gerente delas, assim como Kyungsoo é gerente publicitário da agência. 

- E você só fala isso pra gente hoje, idiota?! 

- Eu só fiquei sabendo hoje, sabe por que?

- Por que?

- Por que Yixing me perguntou se queremos trabalhar lá. - Sehun encarou Chanyeol, que encarou Jongdae, que por sua vez, encarou Sehun.

Era uma ideia normal, mas com muitas chances de dar errado.

E é claro que, no dia seguinte, os três garotos estavam em frente à agência. 

- Isso é uma boa ideia? - Perguntou Chanyeol.

- Eu espero que seja. - Jongdae respondeu, dando um passo à frente, mas logo tropeçando nos próprios pés de nervoso, e se fosse depender de Chanyeol e Sehun, ele cairia.

Mas tinha mais alguém lá, que o segurou com força e o levantou sorrindo. 

- Você está bem? - Kim Minsook sorria com os longos fios morenos caindo sobre os ombros, e Jongdae ficou paralisado com a imagem da garota tão perto de si.

- Estou. Obrigado, ahn...

- Kim Minsook. Mas você já sabia disso, Kim Jongdae. - A Kim se virou para os outros dois. - Park Chanyeol, Oh Sehun. O que fazem por aqui?

- Nós, ahn... - Jongdae não consegueria responder enquanto Minsook estivesse lá para tirar seu fôlego, especialmente se a garota sorrisse, e ela não tinha tirado o sorriso dos lábios. 

- Seu primo é dono da agência, não é?

- Sim. - Chanyeol teve que responder por Dae, que ainda se encontrava meio paralisado.

- Ah, bem, entrem. - Minsook abriu a porta para os garotos, mas, educado como sempre tentava ser, Jongdae segurou a porta para a garota, que agradeceu e riu baixo.

- Na verdade, Hannah... - Sehun se calou antes mesmo de terminar a frase.

- Hannah? - A Kim o encarou confuso.

- D-digo, Minsook noona.

- Anda assitindo séries demais, Sehun-ah. O que ia perguntar?

- Ah, sim, então, viemos aqui por que o namorado do primo do Dae disse que precisava de modelos masculinos. - Os olhos da garota brilharam. 

- Claro, faz todo sentido, vocês três dariam ótimos modelos. Por que não esperam a Lu e a Baek chegarem, aí eu levo vocês na sala dele. Pode ser?

- Claro.

- Querem algo enquanto esperam?

- Obrigado, noona, mas acabamos de comer na casa do Chanyeol e... 

- Ah, sim, vocês parecem ser muito amigos. Se conhecem a quanto tempo? - Sehun iria responder mais uma vez, mas foi cortado por um Kim extremamente nervoso.

- Doze anos, nos conhecemos quando Sehun se mudou pro bairro. - Sook sorriu.

- Entendo. Eu conheço a Lu e a Baek há... Quinze anos.

- Tudo isso?

- Nossas famílias são... Eram amigas. - Os quatro continuaram conversando, mas nenhum deles tinha coragem de se aprofundar no passado das garotas.

Talvez fosse como Sehun disse. A vida delas era como Pretty Little Liars, cheia de mistérios. 

Em meia hora, Luhee e Baekhee entraram pela porta e levaram a maior bronca de Minsook pelo atraso.

- Se achando toda só por que é mais velha. - A chinesa cruzou os braços depois que a Kim terminou de falar.

- Garotas, garotas, concentração no que importa. Quem são os bonitinhos com você, Sook unnie? - Baekhee tinha um sorriso que, apesar de malicioso, era encantador.

- Ah, é, esses são Oh Sehun, Park Chanyeol e Kim Jongdae. Eles pretendem trabalhar aqui também. 

- Sendo bonitos desse jeito, já estão contratados. - A Byun riu ao ver o rosto dos três ficar vermelhos. - Ah, vamos, vocês são lindos pros olhos de qualquer uma.

- Baek, chega, vai matá-los de vergonha. - Sook a interrompeu. - Querem ir até a sala do Yixing agora? - Os três assentiram, e a Kim os guiou ao lado de Jongdae, que conhecia um pouco do lugar. Chanyeol andava quieto ao lado de Baekhee e Sehun não tinha coragem nem de ver se Luhee estava ao seu lado ou atrás de si, apenas andava.

Até que todos pararam, menos Sehun, e a Xiao bateu em si.

- Ai!

- Desculpa, Luhee... Se machucou?

- Você é um amor só por perguntar. Não, tô bem. - E Sehun chegou à conclusão que Xiao Luhee é bipolar. E Chanyeol e Jongdae riram.

As garotas se despediram e os três se olharam. Não sabiam dizer o que acabou de acontecer, mas fora no mínimo estranho.

Pelo menos os três saíram de lá com um novo emprego.

- E agora? - Chanyeol perguntou, se apoiando nos ombros de Jongdae.

- Não sei. Eu ainda estou chocado por termos encontrado Baekhee, Minsook e Luhee.

- Foi estranho. O Dae tava nervoso.

- Tava mesmo. A Minsook é muito mais bonita de perto.

- Ela é. Mas a Baekhee é mais.

- Luhee é bem mais bonita que elas.

- Não vamos discutir por isso, não agora. 

- Certo.

- Ei! - Os três olharam para trás, na direção da voz de Baekhee, que corria saltitante na direção deles, os brincos de argola voando contra o rosto, o cabelo meio ondulado balançando e, pela visão de Chanyeol, os seios fartos pulando a medida que corria. - Conseguiram? - A garota sorriu.

- Sim. Obrigado pela ajuda, Baekhee.

- Ah, me chame só de Baek, por favor, odeio formalidades. Bem, eu adoraria ficar, mas tenho que ir. Nos vemos por aí, tchau, Sehun, Jongdae e... Ah, bem, sou péssima com nomes, desculpa. - O Park abaixou a cabeça. 

- Park Chanyeol.

- Chanyeol! Que nome lindo! Ok, ok, tchau, garotos. - A Byun correu mais um pouco até que os três a perderam de vista.

- BYUN BAEKHEE, CADÊ VOCÊ SUA VADIA?! - Jongdae e Chanyeol quase riram enquanto Sehun teve que esconder o rosto pra não mostrar o sorriso quando Luhee apareceu com metade do cabelo rosa e a outra loira, seguida de Minsook, que também ria. - Eu vou matar aquela... Aquela... Ah! Que raiva. - Assim que a chinesa avistou os três garotos, suas bochechas coraram e ela abaixou a cabeça. 

- Alguém viu a Baek? - A Kim perguntou, mas os três negaram. - Ela pintou o cabelo da Lu enquanto ela dormia.

- E eu juro que eu vou cortar o cabelo dela na altura da orelha quando ela dormir! Filha da puta...

- Enfim. Ei, estão ocupados? 

- Não. - Sehun respondeu, vendo a Kim sorrir, e logo ele se arrependeu. Nada de bom podia vir daquele sorriso.

- Ei, Lu, o que acha de contar pra eles? - A Xiao perdeu a cor da pele.

- Tá louca, Sook? A gente nem conhece eles direito...

- Eu sei, mas... Não acha que já passou da hora da gente parar de esconder isso? E se eles puderem ajudar? Passou pela sua cabeça? - Jongdae, Chanyeol e Sehun se encaravam confusos. Estavam sobrando na conversa e nem sabiam o que fazer.

- Ai, tá! Se você quer contar, conte! A responsabilidade não é minha. - A Kim sorriu. 

- Ótimo! Vamos pra outro lugar. - Minsook puxou os três garotos para uma outra sala, deixando-os mais confusos do que já estavam. Haviam várias cadeiras na sala, as duas garotas de sentaram em algumas e os três se sentaram em frente à elas. - Se eu contar um segredo pra vocês, vocês prometem não contar pra ninguém? - Todos assentiram, e Minsook ficou séria. - Eu não tô brincando, o negócio é sério, e vocês nunca vão poder contar pra ninguém. - Sehun engoliu em seco, Chanyeol travou e Jongdae quase riu de nervoso.

- O-ok... O que é? - A Kim suspirou e a Xiao revirou os olhos.

- Nós... Eu, a Baek e a Lu... Bem... Ah, fala você, Lu, eu tô com vergonha.

- Você que me meteu nessa, fala você! 

- Mas... Aish, faz isso por mim.

- Não. 

- Tá... - Sook suspirou mais uma vez. - Nós... Não... Ah, bem... Não somos garotas. - E a primeira coisa que Sehun pensou foi "Eu sabia que elas tinham um segredo. Ou, no caso, eles".




Notas Finais


Espero que não tenha muitos erros, eu sou meio cega pra betar.

Podem falar comigo, eu não mordo :3

Kisses e byez


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...