1. Spirit Fanfics >
  2. Sinais de Primeiro Amor. (Yuri) >
  3. Onze

História Sinais de Primeiro Amor. (Yuri) - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Onze


Na aula...

Uma vez que as férias de verão terminaram, os preparativos para o festival escolar começaram. Como representante de turma, eu fiquei extremamente ocupada com todas as tarefas relacionadas. 

(Amanhã é o festival escolar e ainda temos algumas coisas para fazer.)

Nós dávamos os toques finais. Mesmo depois do festival de verão, um grupo de nós da turma se reuniu algumas vezes. Hashimoto e eu nos encontramos bastante durante o verão. 

Hashimoto: Chitose, você tem um minuto? 

Chitose: Oi, Hashimoto. 

(Acho que agora eu fico menos nervosa de falar com ele.)

Chitose: O que foi?

Hashimoto: Eu só queria saber se amanhã podemos passear pelo festival juntos.

(Na verdade, eu esperava ficar com a Akira.)

Embora eu tenha me dado conta dos meus sentimentos pela Akira, eu ainda não dei uma resposta definitiva ao Hashimoto. 

Chitose: Desculpe, eu tenho o comitê, então eu não acho que dê.

Tentei educadamente dizer não. 

Akira: Olha, eu posso cuidar disso para você. Por que você não vai com ele?

Chitose: Err...

(Eu sei que você está tentando me ajudar, mas...)

Chitose: ... Obrigada, Akira. Pode deixar que eu fico no seu lugar quando for a sua vez na barraca da turma.  

Akira: Não esquenta com isso, vá se divertir. 

Chitose: Ok. 

(Ela não sabe como eu me sinto e não precisa saber. É melhor para mim também se eu tentar gostar do Hashimoto e esquecer a Akira.)

Eu reprimi os meus sentimentos e olhei para o Hashimoto. 

Chitose: É injusto jogar o meu trabalho nas costas da Akira, então não vou ficar muito tempo, ok?

Hashimoto: Sem problemas. Vamos nos divertir no festival! Muito obrigado, Chitose. 

Akira: E em agradecimento à mim, certifique-se de não perturbá-la.

Hashimoto: Err... Farei o meu melhor. 

(É assim que deveria ser...)

Eu tentei esquecer esse sentimento confuso e me dediquei ao máximo para que tudo ficasse pronto para o festival. 

Na saída...

Chitose: Me desculpe por demorar tanto. 

Akira: Tudo bem, não é um problema. Ansiosa para a manhã?

Chitose: Huh? 

Akira: O Hashimoto parece estar. Se você ficar entediada, apenas volte. 

Chitose: ... Certo.

Akira: O que foi?

(Eu sei que eu tenho que esquecer o que eu sinto pela Akira, mas estou tão chateada por não poder aproveitar o festival com ela.)

Chitose: Na verdade, não estou tão ansiosa assim. 

Akira: Sério?

Chitose: Sim... Só estou nervosa pensando se vai dar tudo certo. 

Akira: Entendo. Mas fica fria. Todo mundo trabalhou duro, então com certeza vai dar tudo certo. 

Chitose: ... Sim, eu espero.

Akira: Chitose, você está mesmo bem? Você tem estado muito ocupada com o comitê desde que as férias de verão acabaram. Você não está muito cansada? Eu posso ficar no seu lugar, sabe. Na barraca da turma, nas reuniões do comitê, qualquer coisa.

Chitose: Obrigada, mas, é sério, eu estou bem. 

Akira: Você está sempre dizendo que está bem. Eu fico ainda mais preocupada. Mas, se você quer mesmo lidar com tudo isso sozinha, tudo bem, então. 

Ela me fez um afago, como se elogiasse um bichinho. 

(Argh... Meu coração dispara toda vez que ela faz algo assim.)

Eu estava surpresa do quanto eu gosto dela, e ao mesmo tempo, meu coração pulsava de alegria a cada toque de suas mãos gentis. 

Dia do festival escolar...

Eu fui para a escola mais cedo do que o normal. 

Sou: Bom dia, Chitose. 

O Sou me achou no caminho. 

Chitose: Bom dia, Sou.

Sou: Fiquei sabendo que você vai estar com o Hashimoto. 

(Nossa, o Hashimoto realmente conta tudo ao Sou.)

Chitose: É... Acho que sim.

Sou: Hm? Você não parece muito animada. 

Chitose: Ah, não é isso. Eu só estou um pouco nervosa. 

Sou: Sabia que ele disse a mesma coisa? Eu acho que vocês dois formariam um belo casal. Tem algo te segurando? 

Chitose: ... Eu só não tenho certeza.

Sou: Saquei. Desculpe, eu não quis te pressionar ou nada do tipo. Mas sendo sincero, comparando aos outros garotos, ele é o único. Só pensa com carinho, ok?

Chitose: Ok.

(Comparado aos outros garotos, né... É claro, o normal é gostar de garotos. Eu não posso continuar evitando o assunto com o Hashimoto.)

Na sala...

Quando a sala da nossa turma ( agora transformada numa lanchonete de batatas gratinadas.) se acalmou, Hashimoto veio até a onde eu estava.  

Hashimoto: Chitose, você acha que pode deixar a barraca por um tempinho?

Chitose: Se for agora, provavelmente não.

Akira: Vai lá, eu tomo conta daqui. 

Chitose: Obrigada. Te vejo depois. 

Eu sorri e saí da sala com o Hashimoto.

No corredor...

(Deve ser porque eu disse que queria se apaixonar por alguém logo, mas... Dói tanto que ela me apoia assim quando é por ela que eu estou apaixonada.)

Hashimoto: Tem algum lugar que você queira ir? 

Chitose: Hum... Tem tantas barracas. Talvez a gente possa só andar por aí?

Hashimoto: Claro. Se achar algo interessante, me fala que a gente vai lá ver. 

Chitose: Está bem. 

Depois de um tempo...

Hashimoto: Wow, aquele não foi incrível?

Chitose: Sim, foi mesmo. 

Eu decidi que hoje o meu foco seria o Hashimoto e eu tentaria não pensar mais na Akira. 

(Só que eu não consigo me divertir. Ele é um bom rapaz, mas...)

Mesmo que agora eu me sinta melhor perto dele, eu não consigo imaginar namorando ele. 

(Eu esperava me apaixonar por ele. É maldade não abrir o jogo.)

Minha mente vagava longe.

Hashimoto: Chitose, você pode vir comigo? 

Chitose: Oh, tudo bem.

Um tanto sério, ele me levou para longe de todo o barulho. Nós acabamos atrás de um dos prédios da escola. Naquele momento, ele segurou a minha mão delicadamente. 

Hashimoto: Chitose, eu quero saber se você vai me aceitar ou não. 

Chitose: Hm... Eu... Sinto muito.

Eu me curvei e ele lentamente soltou a minha mão. 

Hashimoto: Então é isso. Obrigado por ser honesta comigo. Eu tive a sensação de que você já estava gostando de outra pessoa.

(Ele percebeu que eu tenho sentimentos pela Akira?)

Hashimoto: Bem, é só um palpite meu. Eu não sei o que é, mas às vezes parece que você está pensando em outra pessoa. 

Chitose: ...

Hashimoto: Mas eu não vou desistir. Foi muito divertido sair com você. Então, eu não me arrependo de gostar de você e ainda quero que sejamos amigos. Tudo bem por você?

Chitose: É claro. Sinto muito por ser tão indecisa. 

Hashimoto: Não se preocupe. Nós somos amigos agora. 

Chitose: Certo. Amigos. 

Hashimoto: Obrigado por sair comigo hoje. 

Seus olhos me olhavam com tristeza, mas ele sorria.

(Não creio que não pude me apaixonar por um garoto tão legal. O sorriso dele me ajudava a amenizar a culpa que eu sentia.)

Chitose: Obrigada, Hashimoto. Por tudo.

Senti os meus olhos se encherem de lágrimas, mas não deixei nenhuma rolar em respeito ao Hashimoto. 

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...