1. Spirit Fanfics >
  2. Sinais de Primeiro Amor. (Yuri) >
  3. Dezessete

História Sinais de Primeiro Amor. (Yuri) - Capítulo 17


Escrita por:


Capítulo 17 - Dezessete


Durante o nosso tempo em grupo, havia um clima estranho entre nós. 

(Tudo por que eu disse que não queria ser a melhor amiga dela. Agora, eu não sei o que fazer e as coisas estão complicadas.)

Sou: O que há com essa duas? Você sabe de alguma coisa, Asahi?

Asahi: Nada.

(Eu quero consertar as coisas com ela.)

Preocupado, o Sou veio até a mim.

Sou: Chitose, aconteceu alguma coisa?

(Talvez se eu contar, ele pode ajudar.)

Chitose: Bem... Err...

Sou: Entendo. Tudo bem, se não quiser conversar sobre isso. Mas, apenas me deixe saber se eu puder ajudar. 

Chitose: Tudo bem, obrigada. 

(Mas, eu preciso resolver isso comigo mesma, e não depender dos outros.)

Eu olhei para o Akira, que estava conversando com o Asahi. 

Asahi: Ah, um gato.

Akira: Você gosta de gatos?

Asahi: Nós temos uma gata em casa.

Akira: Sério? Cachorros fazem mais o meu tipo. 

(É como daquela vez que falamos sobre o cão dela. Eu queria que nós pudéssemos conversar normalmente de novo.)

Depois de um tempo...

Quando chegamos ao nosso destino, estava inesperadamente cheio.

(Todo mundo anda tão rápido, desse jeito eu vou acabar me perdendo.)

Chitose: Sou...

Sou: Wow, aquela espada de madeira é muito daora. Talvez eu deva comprar. 

Akira: Você vai acabar se arrependendo.

Minha voz foi cortada pela conversa deles. Os dois continuaram seguindo em frente. 

(Preciso falar mais alto.)

Asahi: Chitose.

Chitose: Asahi?

De repente, o Asahi puxou a minha bolsa e eu me virei surpresa. 

Asahi: Vem comigo. Vamos sair da multidão. 

Chitose: Ah, sim. 

(No Ano Novo, ela me protegeu, mas agora, isso só mostra o quão grande é o abismo entre nós.)

Diferente de mim que estava bem deprimida, o Asahi aproveitava o passeio.

Asahi: Parece que o Sou está procurando por lembrancinhas. Se nós esperarmos aqui, eventualmente, eles nos encontraram. 

Chitose: ... Certo.

Eu deixei escapar um longo suspiro, enquanto esperávamos fora do lugar lotado. Senti os olhos do Asahi em mim. 

Chitose: Algum problema?

Asahi: Não comigo. Você brigou com a Akira?

(Até o Asahi, que só cuida da própria vida, está preocupado.)

Chitose: Nós não estamos brigadas. Logo vai fica tudo bem, não se preocupe.

Asahi: Se você diz.

Eu tentei dizer isso o mais sorridente possível, mas ele não parecia nada convencido. 

(Me sinto tão mal por preocupar ele.)

Asahi: É legal que vocês possam te um relacionamento tão profundo.

Chitose: Hm? É claro que seria melhor não terminar nesse tipo de situação, mas...

Asahi: Isso significa que vocês duas realmente se importam uma com a outra. Eu não pensei em ninguém desse jeito. 

Chitose: Eu não acho que você precise. É bem doloroso às vezes. 

Asahi: Você pensa assim e ainda insiste? Isso é bem interessante. Querer manter um relacionamento com alguém mesmo que seja doloroso. É difícil se você não tem sentimentos fortes por essa pessoa. 

Chitose: Ah... Sim, eu acho. 

Como o Asahi disse, deve ser doloroso por que eu gosto dela. Faz muito sentido. 

Chitose: Eu queria ser tão calma quanto você. Quando os seus sentimentos ficam agitado e confusos por causa de outra pessoa, é bem exaustivo às vezes.

Asahi: Me soa bem.

Chitose: Mesmo?

Asahi me encarava com algum tipo de pureza em seus olhos. Senti como se ele pudesse ver atrás de mim.  

Asahi: Você realmente gosta muito da Akira, não gosta?

Chitose: Err...

(Tenho certeza que ele não quis insinuar nada.)

Chitose: Sim.. Eu gosto muito. 

Asahi: Então, é muito bom vocês duas estarem na mesma turma. 

Chitose: ... Sim.

Ele disse isso com uma voz muito suave. Mais uma vez, eu apreciava ter sido capaz de conhecer a Akira. 

(Fui eu quem me apaixonei por ela, então desabei em cima dela. Devo tê-la machucado tanto com as coisas horríveis que eu disse. Eu quero muito me desculpar.)

Quando comecei a pensar em quando poderia falar com ela, o Sou e a Akira vieram até nós. 

Sou: Desculpe, galera. Perdi a noção do tempo fazendo comprar 

Meus olhos se cruzou com as da Akira, e o meu coração disparou.

Asahi: Sou, acho que deveríamos dar mais uma olhava por aí. 

Sou: Quê? Ah... Tá bom. 

Asahi levou o Sou até as lojas e desapareceram de vista, me deixando sozinha com a Akira. 

(Talvez ele esteja me dando um empurrãozinho. O que eu faço?)

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...