1. Spirit Fanfics >
  2. Sinais de Primeiro Amor. (Yuri) >
  3. Vinte

História Sinais de Primeiro Amor. (Yuri) - Capítulo 20


Escrita por:


Capítulo 20 - Vinte


Chitose: Bem... Obrigada por ser honesta comigo. Eu estou mesmo triste por não podermos mais ser amigas. Mas, eu acho que assim é melhor. 

Com o coração partido, eu caminhei até a saída. 

Chitose: Obrigada por tudo. Eu realmente sinto muito por ter te machucado tanto. Mas, eu realmente me divertir muito com você. 

Todas as boas memórias se reprisavam na minha cabeça. 

Akira: Eu também. Graças a você, eu tenho ótimas recordações. 

Chitose: Fico feliz em saber. 

(Nós não podemos mais ficar juntas. Mas, desde que tenhamos essa memórias, será mais fácil lidar com a tristeza.)

Chitose: De verdade, Akira, eu gosto de você com todo o meu coração. 

Minhas lágrimas ameaçavam cair e eu tentei fugir dali depressa. 

Akira: Espere!

Ela agarrou o meu braço e me puxou contra a ela, e levantou o meu queixo. Num ato de surpresa, beijou os meus lábios sem qualquer hesitação. 

(Por que...? Por que ela...?)

Fiquei confusa, mas não havia dúvidas de que ter os lábios macios e dolorosos dela contra os meus. Fazia o meu corpo inteiro se aquecer. 

(Ela jamais brincaria assim comigo. Mas... Por que ela está me beijando?)

Eu tinha acabado de aceitar deixá-la, então, de repente, ela me beija. Eu não entendo mais nada.

Akira: Depois que você me pediu para ser a sua amiga, todos os dias foram tão divertidos. Nos dias em que não nos viamos, era tudo tão chato e eu ficava tão triste. 

Chitose: Mesmo...?

Ela ficou toda vermelha e afirmou com a cabeça.

Akira: Foi insuportávelmente doloroso, quando as coisas ficaram estranhas entre nós e paramos de nos falar. Mas, nos fins de semanas comuns, quando eu não te via, me sentia tão solitária e sentia tanto a sua falta. No começo, eu pensava que isso era parte da nossa amizade, mas... Não era.

Chitose: ... 

Ela segurou a minha mão, e com um olhar sério, falava serenamente. 

Akira: Essa solidão não era por sentir falta de uma amiga, era por sentir a sua falta.

Chitose: Isso significa que...

(Não, ela está apenas tentando me animar.)

Akira: Desde o dia em que você se confessou para mim, eu continuo pensando em tantas coisas. Faz todo o sentido do mundo que eu tenho os mesmos sentimentos por você. 

Chitose: Impossível...

(Os mesmos sentimentos que eu...?)

Meu coração pulsava tão forte, que o mundo inteiro poderia ouvir. 

Akira: Eu estava tão entediada e solitária e doía tanto quando nós não estávamos juntas, por que... Eu me apaixonei por você também. 

Chitose: Mas... E os seus sentimentos pelo Prof. Minami?

Akira: Eu ainda gosto dele, mas... Eu já não tenho certeza. 

Chitose: Você quer dizer que não gosta mais dele?

Akira: Até recentemente, eu tinha certeza que gostava dele. Mas, te conhecendo melhor, eu percebi que passava muito mais tempo pensando em você. E depois da excursão, eu só conseguia pensar em você. Fiquei chocada que os meus sentimentos por ele desapareceram tão rápido. Me senti sem chão e tive medo que você ficasse decepcionada comigo, então. Eu não podia te contar. 

(Nossa, depois de eu me confessar, ela esteve pensando em tantas coisas.)

Akira: Eu também não imaginei que me apaixonaria por uma amiga, então, eu não tinha me dado conta disso. Depois que você me contou, eu finalmente percebi o quanto me importava com você. 

Chitose: ... Akira, não precisa mentir para si mesma, ok? Se o que te preocupa é perder uma amiga, está tudo bem, eu ainda serei a sua amiga. Você não precisa mudar os seus sentimentos pelo Prof. Minami. Só porque eu te disse os meus, você não é obrigada a sentir o mesmo.

Akira: Eu decidi os meus próprios sentimentos. 

Ela me abraçou apertado. 

Akira: Sentimentos assim, não são coisas que você pode se forçar a ter ou fingir que tem. Se você negá-los, eu não vou te perdoar. 

Chitose: Mas...

Akira: Lembra de como dormimos de mãos dadas no Natal? Quando ficamos agarradas no Ano Novo ou quando dividimos um colchão durante a excursão? Eu me sinto muito confortável e relaxada quando toco em você. É por ser você que eu me sento assim, não porque somos amigas. 

Chitose: Eu também fico muito feliz quando ficamos tão perto uma da outra. 

Eu a abraçei muito forte, sentindo o calor dela e senti o meu coração era aquecido por ela.

Chitose: Acho que as pessoas vão nos perturbar de novo. Tipo, vocês são garotas, que esquisito.  

Akira: Eu não ligo. Dane-se o que eles vão pensar de nós. Foi por VOCÊ quem eu me apaixonei. Você também pensa assim, certo?

Chitose: ... Sim.

Akira: Eu não quero ficar sem você, Chitose. 

Chitose: Akira...

Enquanto nos abraçavamos, parecia que os nossos sentimentos eram transmitidos por cada parte dos nossos corpos que se tocavam. Me sinto realizada como nunca antes. 

Akira: Me descupe por aquele beijo meio agressivo. Eu achei que você acreditaria em mim apenas com palavras. 

Chitose: Tudo bem. Levei um susto, mas fiquei feliz. Eu ainda não acredito que isso está acontecendo. 

Akira: Você não acredita mesmo depois de tudo isso?

Chitose: Sim, é só que... É como um sonho. Por favor, não me diga que é um.

Akira: Talvez a esta altura você esteja esperando que seja.

Chitose: Huh?

Akira: Eu gosto tanto assim de você. Posso ser mais barra pesada do que você pensa.

Ela sorriu de orelha a orelha e colocou a sua testa contra a minha. Nós nos encaramos, ligeiramente, coradas.

(É realmente como um sonho, mas se for mesmo, eu espero nunca despertar.)

O sabor dos seus lábios, o calor de seu corpo. Tudo isso me deixa nas nuvens.  

Akira: Eu nunca pensei que beijar fosse tão bom. Foi a minha primeira vez, então não teria como eu saber. Mas... Tão suave... Tão cheia de felicidade. 

Chitose: Haha, faz cócegas. 

Ela brincou com os meus lábios acariciando-os com os dedos, curtindo a textura deles.

Akira: Isso é para expressar os nossos sentimentos. Não tem a ver com desejos. 

Chitose: Sim, talvez.

(Para ser sincera, eu não pude pensar em nada durante o nosso beijo.)

Akira: É uma pena que os primeiros beijos terminem tão rápido. 

Chitose: Ah, mas foi o primeiro de nós duas.

Me senti tímida olhando para os lábios dela e desviei o olhar. 

Akira: Talvez possamos fazer isso de novo para comemorar por estarmos juntas agora. Você foi tão corajosa, então eu quero dizer com todas as letras que eu também gosto de você, e que te quero ainda mais perto.

Chitose: Eu também. Te amo, Akira.

Akira: Eu também te amo.

Nossos lábios se encontraram de novo num beijo doce e terno. Posso sentir os sentimentos dela passando por mim. Eu também quero que ela saiba o quanto ela é importante para mim. E o quanto eu gosto dela. Eu eu amo, muito. 

                      ♥Fim♥


Notas Finais


Que romance lindo, vocês não acham? Quem dera que isso poderia ser possível. Hahaha.
Oi, amores, tudo bem? Esse pode ser considerado só o fim da história. Mas ainda não acabou.

Bjs ❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...