História Since I've met you - A Jeon Jeongguk Fanfiction - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Monsta X
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Min Hyuk, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Got7, Kpop, Monsta X
Visualizações 22
Palavras 1.128
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente essa é minha primeira história sozinha, então espero que gostem!

Capítulo 1 - Cap 1 - Prólogo


-Yuna! A última caixa já está no caminhão - minha mãe grita do andar debaixo

Suspiro e começo a encarar os últimos detalhes do meu quarto vazio. Já era a terceira vez que nos mudávamos esse ano , tudo isso por conta do trabalho da minha mãe, sendo assim nunca tínhamos um lugar estável e isso era uma merda.

 

Desde que meus pais se separaram dois anos atrás, minha mãe se empregou em qualquer trabalho no qual ela teria certeza de que ficaria longe do mesmo.( ridículo)

E a mesma Ainda diz que está bem...

-Yuna! - minha mãe grita com mais força , me fazendo dar um pulo e ver que a mesma estava na porta do meu para ser antigo quarto.

Ela continua a me encarar por um tempo e depois anda em minha direção , colocando sua mão em meu ombro:

-Tenho certeza que você vai fazer novos amigos logo - ela diz movendo sua mão na direção do meu cabelo e acaricia o mesmo 

-Não vai ser preciso - respondo fria - Nunca tenho tempo para isso mesmo.

 

Ao falar isso coloco meus fones de ouvido e ando em direção à escada. Quando chego ao primeiro andar, consigo ver pela janela da sala o caminhão de mudanças. Suspiro ao pensar que estaria deixando outra cidade e meu único amigo, Minhyuk.

Nunca fui muito de fazer amigos.

Normalmente costumava a passar os recreios sozinha, ouvindo música , até que o conheci, o mesmo trouxe a única alegria que tive na minha vida e agora minha mãe tava tirando isso de mim.

Sorrio triste ao pensar nisso, mas tento me afastar desse pensamento. se não provavelmente começaria a chorar.

Me abaixo pegando minha mochila e abro a porta, começando a andar em direção ao carro vermelho que pertencia à minha mãe e sendo assim entrando no mesmo, colocando a mochila no porta malas .

Depois de alguns minutos, minha mãe entra nele também e tenta puxar alguma conversa comigo, porém é ignorada com muito sucesso. Ela então acaba dando de ombros, ligando o motor do carro e começando à dirigir em direção ao aeroporto.

Finalmente decidi ligar meu celular e colocar uma música, pois anteriormente só havia colocado os fones somente para ignorar a minha mãe .

Não contem isso para ela.

Acabo colocando uma das minhas músicas favoritas para tocar ( vulgo " Lost Stars" do Adam Levine), fecho os olhos e esqueço o mundo ao meu redor.

Acabei de perceber que  estou contando tudo isso sem nem dizer quem sou. 

Que rude da minha parte.

Bom, meu nome é Kim Yuna, tenho 17 anos e sou filha única. Inicialmente minha cidade natal era Busan, porém morei lá por apenas um ano antes dos meus pais decidirem morar em Jeju ( capital da Ilha de Jeju, ou como é conhecida, ilha dos deuses). Como podemos perceber meus pais sempre gostaram muito de mudança, mas eu por outro lado, sempre achei algo extremamente desnecessário e infantil da parte deles, que sempre fugiam de seus problemas.

Sou um pouco mais baixa que a maioria das coreanas, possuindo apenas 1,62 de altura , cabelos negros e olhos castanhos.

Agora voltando...

Eu sentia meu celular vibrando em minha mão, irritada pelo mesmo que constantemente atrapalhava minha música, desbloqueio a tela e observo as diversas mensagens que havia recebido do meu melhor amigo :

Mensagem on:

YUNA! ~ 10:03 AM
NÃO IGNORE SEU OPPA! ~ 10:04
VOU TACAR FOGO NAQUELE AVIÃO ! ~ 10:05
PERA... Isso seria errado... Eu acho que posso ser preso ~ 10:05

Consigo soltar uma pequena risada silenciosa e então começo a sentir meus olhos lacrimejando, como eu sentiria a falta dele. Bloqueio a tela sem nem o responder, porque doía demais deixá-lo e então dirijo meu olhar para a janela ao meu lado.

A paisagem que antes estava repleta de diverso prédios e uma vasta natureza parecia ter sido absorvida inteiramente por um OVNI, pois agora tudo que conseguia ver eram aviões e homens carregando malas de lá , para cá .

Estava completamente dispersa do mundo, com a música no máximo até que sinto minha mãe bater na minha perna:

-Ai Caralho! - eu grito tirando um dos fones do meu ouvido - O que foi?!


       -Chegamos !!! - ela começa a cantarolar animada 


  -Eu percebi , não sou cega sabia? - eu respondo e a mesma bufa irritada 


   -Aish pequena! Você não pode pelo menos fingir estar um pouco animada?


   -Não me chama assim ... - eu a reprimo após a mesma me chamar pelo apelido antigo, que uma pessoa que eu costumava chamar de pai havia criado.

Depois de minha mãe perceber o que havia dito, ela imediatamente cala a boca e simplesmente decide não falar mais comigo até chegarmos dentro do aeroporto ...

Ótimo melhor assim....

Quando finalmente saímos daquela fila infernal de carros que tinha na entrada do aeroporto( realmente não entendi essa parte, estávamos no meio do ano letivo, as pessoas não costumam viajar nessa época ... ou costumam?), entramos no mesmo fazendo todo aquele processo de " Check In" chato que é preciso fazer toda vez que se viaja.

Assim que já havíamos terminado tudo isso, fomos em direção ao portão 23 , que aparentemente seria o portão que nos levaria para uma " vida melhor " ,segundo minha mãe .

 

Horas e horas passavam , mas nada da hora do meu vôo chegar. 

Minhyuk enchia meu celular de mensagens , mesmo eu tendo certeza de que o mesmo sabia que no momento não estava em condições emocionais de respondê-lo, até que finalmente:

-Passageiros do vôo 2054 para Seul, por favor dirijam-se para o portão 23 que será aberto em 5 minutos.

Era isso ... O chamado " Vôo 2054 Para Seul" ( lembrete pessoal: toda vez que ler isso, faça uma voz de aeromoça ) seria o vôo que mudaria minha vida.

Começo à andar em direção ao portão, com minha mãe em minha cola falando de todas as coisas legais que poderiam acontecer conosco lá. Tenho certeza que daqui alguns meses estaria me mudando novamente, então provavelmente não estou pronta para me apegar à ninguém novamente... Ou pelo menos eu pensava isso ...

Mudar de cidades em um mesmo local era meio que normal para mim, agora viajar para outro lugar totalmente diferente o qual nunca tinha ido...

É, minha mãe se superou dessa vez ....

Assim que piso com meu pé  direito no avião , mentalmente anoto que a partir daquela ação já estaria me separando de Jeju e da minha antiga vida aqui, me preparando para o que me aguardava em Seul.

 

-Good-bye Jeju ... - eu murmuro baixinho - annyeong Seul 

 

E dito isso embarco no avião, " pronta" para minha nova vida... 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado !!
Os capítulos não serão postados tão rápido assim por eu já possuir outra fanfic com minha amiga e por estar entrando na semana de provas !
Até o próximo capítulo !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...