História Since we said goodbye in London - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Adam Levine, Behati Prinsloo, Jensen Ackles, Maroon 5, One Direction
Personagens Adam Levine, Ashton Irwin, Behati Prinsloo, Calum Hood, Harry Styles, James Valentine, Jensen Ackles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Luke Hemmings, Michael Clifford, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Novela, Romance
Visualizações 6
Palavras 2.686
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Santíssima trindade das Jenner


P.O.V Merlia Grace

O mês de maio havia passado voando. Harry e eu nos encontramos algumas vezes. Não aconteceu nada. Em compensação, Matheus havia ido à Califórnia para ver uma palestra com um deus da arquitetura, e de quebra havia arrastado a Alice com ele. Mackenzie estava viajando com a família. Jake e eu resolvemos fazer maratona no Just Dance, resultado: dois sedentários com dores na coluna.
Junho havia chegado e com ele os resquícios do verão. O ar começava a ficar seco e parecia que faziam 45°C, nem mesmo o ar condicionado do escritório era capaz de fazer com que eu me sentisse na Grécia.
Zayn e Gigi resolveram ser o casal 2017, e se enfurnaram em algum canto da cidade, nenhum dos dois atendia a porra do telefone. Harry havia ido embora, fazer o que ele fazia de melhor: brilhar. (Literalmente)
Meu irmão estava de férias e minha vida estava uma bagunça e um tédio.
Primeira semana de junho, precisamente dia 9, meu celular apitou e era possível fazer meme com minha cara de surpresa.

Kendall Landall: Vai ter festa em um hotel 10/10, coloquei seu nome na lista. Esteja pronta às 9pm.
Eu: Quê?
Kendall Landall: Isso mesmo que você leu loirinha, minha irmã e eu passamos aí pra te pegar, de limusine rosa, do jeitinho que você adora.
Eu: Vou por um vestido rosa pra combinar então.

História bem engraçada a de como eu conheci a Kendall e toda a trupe Jenner/Kardashian.

~flashback on, novembro, 2016~

Estava tendo uma pequena festa em um dos hotei mais caros de NY, era aniversário de algum famoso e sabe-se lá como eu estava ali. De longe pude ver um monte de gente que eu tinha uma profunda admiração. Tentei lembrar de todo mundo que eu conhecia que fazia aniversário em novembro, ninguém me veio a mente, fora meu irmão, que resulta na mesma categoria. Eu ia pegar o telefone pra pesquisar: "famosos que fazem aniversário em novembro", porém uma moça, que eu imaginei ser a cerimonialista veio falar comigo.

-Com licença, você é a Merlia?- eu concordei sem saber ao certo como aquela mulher sabia meu nome,- Kendall pediu pra colocar você na mesa com Harry e Niall.- ela disse e fez um gesto para que eu a acompanhasse
-Pera, a Kendall?- eu estava muito confusa e aparentemente tinha acabado de deixar a mulher mais confusa ainda, ela só concordou e me levou à mesa

Harry estava conversando com ninguém mais ninguém menos que a Sara Sampaio, Niall estava trocando risinhos com a Heilee e eu estava mais perdida que Parcy Jackson em o Herói Perdido. Harry me viu e logo veio me dar um abraço.

-Sara, essa é a Merlia. Merlia, Sara.- Harry nos apresentou
-Eu sei. Gosto muito de você.- eu disse e dei um leve abraço na Sara
-Então você que a Merlia que a Gigi vive falando?- ela me perguntou e sorriu
-Olha, ao menos que a Gigi conheça outra Merlia, acho que sou eu mesma.
-Ela fala muito bem de você. Ela e o namorado chato e irritante dela.
-Obrigada Deus, alguém que ache o Zayn tão chato quanto eu.
-Para de bancar a egípcia que eu soube que você não foi ao meu aniversário porque estava no just dance com o Zayn.- Niall se juntou q conversa fazendo biquinho
-Te passaram informações erradas, jujubinha. Eu estava doente, Zayn que estava no Just Dance.- eu disse e o abracei
-Senti sua falta.- ele disse e me abraçou de volta
-Eu também, jujubinha.
-Posso interromper?- Kendall surgiu maravilhosamente plena, em um salto lindíssimo
-O aniversário é seu, você pode derrubar o hotel.- Harry disse e abraçou ela por trás, acho que minha cara me denunciou
-Você vai morder?- Niall perguntou baixinho e eu gargalhei
-Merlia né?- Kendall perguntou e eu concordei,- Ouvi falar de você, vi a matéria que você escreveu sobre minha família, e eu amei aquela matéria, tive que sair perguntando para um monte de gente sobre você, espero que curta a festa.- ela disse e sorriu
-Qual o nome e o número do seu dentista?- todos riram,- Desculpa, tô nervosa.
-Eu te mando.- ela disse depois de parar de rir e me cumprimentou com um abraço caloroso

(Sim gente, eu perguntei sobre o dentista, claramente eu não sou uma pessoa normal. Poderia ter perguntado do cabeleireiro, ou da manicure, mas não.)

A festa seguiu da mesma forma que começou. Gente famosa pra todo lugar, gente com aquelas câmeras filmando tudo, música alta e muita bebida. Quando já havia passado da meia noite, muitos convidados começaram a ir embora. Eu estava comendo e bebendo do bom e do melhor, eu só sairia daqui arrastada ou de ambulância por falta de estômago.
Perto das 5 da manhã o hotel estava deserto, Kendall estava deitada no meu colo, Kylie falava alguma coisa sobre como queria colar diamantes nas unhas dela, Khloe estava desmaiada e Kim estava dormindo há muito tempo, (que ela estava dormindo na mesa ninguém precisa saber). Eu estava completamente sóbria, tão sóbria quanto um gambá. Sara estava deitada nas costas de Harry que estava caído no sofá mais próximo, Niall e Hailee haviam feito puft há muito tempo.
Estava um silêncio. Eu estava quase descansando os olhos quando Kylie bateu uma palma e levantou aos gritinhos:

-Vamos jogar eu nunca.

Todo mundo olhou pra ela com uma cara de "não", mas ela tagarelou tanto nas nossas cabeças bêbadas que acabamos aceitando. Ela até acordou Harry e Sara pra não perder a oportunidade de ter uma boa sacanagem. Essa guria era esperta.
Sentamos em volta de uma garrafa, Kendall foi procurar mais bebida pra gente poder jogar, e voltou com duas garrafas de tequila, eu acordei na hora.
Ela se sentou e fechou o círculo:

-Tudo bem, eu começo. Eu nunca fiquei com duas pessoas ao mesmo tempo.

Harry bebeu e chocou um total de 0 pessoas.

-Eu nunca fiz escândalo bêbada e quis mandar mensagem pro boy ou girl.- Kylie disse e todos bebemos

-Eu nunca namorei ninguém só pra fazer jus a um contrato e acabei tomando no cu.- Sara disse e olhou pro Harry, que bebeu

-PARA TUDO E ME CONTA ISSO?- Kendall e eu berrámos em sincronia
-Eu não lembro, não, eu lembro do relacionamento, só não lembro da parte exatamente em que eu tomei no cu, se não lembro, não fiz.- ele disse e deu de ombros
-Tudo bem, sua vez, vai Lia.- Sara disse
-Eu nunca amarrei alguém na cama e esqueci de desamarrar.- eu bebi e Harry bebeu
-Por favor me digam que essa experiência não foi mútua com os dois.- Kylie disse e Kendall me olhou e começou a rir
-Tudo bem, não diremos.- Harry disse e deu de ombros
-Eu nunca fiz sexo em lugares proíbidos.- Harry disse e bebeu, eu e Kendall o acompanhamos
-Eu trabalho com lugares.- Kylie disse e sorriu
-Banheiro de boate.- eu confessei
-Escadaria de prédio.- Harry disse
-Escritório.- Kendall finalizou a lista de lugares
-Com quem?- Sara se interessou e perguntou
-Não vou me expor.- eu ri
-Vou me poupar do constrangimento. E vou embora.- Harry disse e se levantou
-Agora que estava ficando bom.- Kendall falou com uma voz de birra
-Todo mundo vai dormir agora.- ele disse e deu um beijo na testa de cada uma de nós e saiu pela porta do salão

Eu olhei pra Kendall, Kendall me olhou e a gente começou a rir. Tudo que pairava na minha cabeça era a imagem do Harry preso com algemas rosas e de pelinhos na cama. Relaxa. Não aconteceu nada, ele só me irritou e tive que usar de artifícios à meu favor.
No fim das contas eu acordei em um quarto de hotel todo lindo e limpo, com um café da manhã deuso e o contato da Kendall, da Kylie e da Sara salvos no meu celular.
Bons tempos.

~flashback off~

Kendall havia salvo o contato dela como Kendall Landall por algum motivo que só a mente bêbada dela poderia entender, Kylie salvou o dela como Quenn K; e Sara como Angel Sara e um coração. Eu não mudei porque aquela noite foi ótima. Só lembro da tequila.
Saí do escritório pelo das 8 da noite, cheguei em casa e dormi até as 9, eu sabia que a Ken não era pontual, ela ia chegar aqui no mínimo onze horas.
Tomei meu banho, passei meus cremes, botei minha calcinha mais confortável de sorvetes e um vestido preto. Peguei meus saltos e fui fazer minha make. Passei base, pó, blush, rímel e um batom vermelho.
Peguei meu celular e uma bolsa e voltei pra sala para aguardar a bonita.

Kendall Landall: Estou atrasadsa mas estou chegando.

Típico né mores. A gente tinha combinado uma vez de sair na hora do almoço e ela apareceu pro jantar na maior cara de sonsa. Eu tenho as amigas certas.

Kendall Landall: Estou aqui na porta, pode descer
Kendall Landall: Vem rápido!!!
Kendall Landall: O porteiro está encarado o carro rosa.

Ri com o comentário e apertei o botão do térreo. Passei por lá e recebi os olhares daqueles que estavam lá parado fazendo sabe-se Deus lá o que.
Acenei pro porteiro do turno, esse eu não conhecia. Saudades seu Manuel. (#VoltaSeuManuel).
Saí do prédio e entrei naquela limusine super discreta, que nem a estação espacial seria capaz de enxergá-la em meio à tantos carros na movimentada NY.

-Viada, se algum dos seus boys te visse hoje eu garanto que você iria ganhar a noite.- foi a primeira frase que Kylie disparou quando eu entrei no carro
-Infelizmente todo e qualquer boy meu não está disponível.- expliquei e as duas fizeram uma cara triste
-Não tem problema. A gente te arruma alguém.- Kendall disse e eu ri fingindo estar tranquila, mas cada vez que uma das duas tentou me arrumar alguém não acabou bem.
-Olha a cara de assustada dela.- Kylie disse e começou a rir

Fomos conversando/gritando o caminho todo até o hotel. Na metade abrimos o teto e fomos com a cara no sol, ar*. Todo mundo que olhava imaginava que tipo de droga havíamos consumido por estar com uma limusine rosa em plena Nova York em plena sexta feira.

Entramos no hotel tri locas já, se estivesse tocando crazy in love seria a entrada mais memorável possível da vida. Estávamos as três panteras de braços dados, eu estava no meio. Todo mundo parou para olhar. Foi possível ouvir alguns assobios. Dei uma olhada no lugar para saber se existia alguém ali que me soasse interessante. Um barman me chamou atenção. Ele era loiro (paraguaio), mas loiro, tinha olho claro, era alto, forte, um pedaço de mal caminho. (Até parecia uma versão tão gostosa quanto Luke Hemmings). Ficamos conversando em uma rodinha um bom tempo, tiramos algumas fotos e fizemos alguns snaps/stories, era bom demais estar com elas assim.
Ken e Ky foram cada uma para um lugar, acenei para todos que eu conhecia e para os que eu não conhecia também, parei para abraçar as pessoas que eu realmente já havia visto e conversado e me dirigi ao balcão.

-O que posso fazer pela senhorita?- o barman bonito me perguntou

"Manchar meu batom" foi o que eu quis responder;

-Uma batida de limão.- foi o que eu respondi 

Ele fez a batida e me entregou com uma piscadinha de bônus. Olha a ousadia do moço gente. Assim que eu gosto. Ficamos ali naquele flerte maroto até umas 11 da noite. Quando FINALMENTE o turno dele ali acabou e assim a gente pôde dar uns beijos na parede mais próxima porém mais discreta daquele hotel. Saímos dali da mesma forma que entramos, sorrateiramente porém Kendall estava olhando justamente pra aquela maldita parede e me olhou meio cúmplice meio "aí, deu bosta". O moço, ele falou o nome dele mas eu esqueci, foi embora com umas três marcas do batom espalhado pelo rosto.
Voltei pro bar pra comer, afinal eu tinha gastado muitas energias com aquele moço maravilhoso.
Eu estava de boas, plena e prestes a colocar minha batatinha na boca.

-Quer dizer que eu fico fora dez dias e você já sai trocando saliva com o barman mais próximo?

Eu me virei já sabendo o que me aguardava. Harry. Estava simplesmente maravilhoso de jeans preto, camisa preta e uma botinha clássica marrom/bege (?) Sei lá que cor era aquilo.

-Harry, que surpresa agradável.- eu estava nervosa? Talvez.
-A noite rendeu né.- ele riu e se sentou ao meu lado
-Não sei do que você está falando.
-Tem batom na sua bochecha.- ele disse e passou o dedo ali pra tirara mancha
-Nunca mais saio de batom vermelho.
-Sai sim. Mas podia guardar pra nossas noites juntos.- ele disse a última parte mais baixo porém tia Lia tem ouvidos muito bons, sei que ele lembrou das vezes que eu deixava marcas de beijos no tórax dele pra limpar depois. Se é que me entendem.
-Vou abrir uma exceção.
-Vai ficar aqui até que hora?- olhei no visor do telefone e vi que já era alta madrugada
-Não sei. Vim com as meninas então dependo delas.
-Eu te levo, se você quiser.- opa que eu senti a voz ficando um pouco mais rouca
-Pode ser. Vou falar com elas.- me levantei sem dar a chance dele falar qualquer coisa e fui falar com a Ky, que foi a Jenner mais próxima
-Estou indo embora com o Harry. Avisa sua irmã.- como ela estava no meio da pista de dança precisei gritar no ouviro dela
-A noite vai render.- ela zoou na mesma altura que eu havia falado só ri com o comentário e voltei pro bar.

Harry estava esperando apoiado no balcão com uma garrafinha de água. Passei por ele e peguei a mesma, ele veio andando atrás de mim, mas passos depois estava do meu lado, onde passou o braço pela minha cintura e deu um leve puxão pra ficarmos mais perto. Tinham muitos fotógrafos do lado de fora do hotel. Provavelmente fotos nossas estariam em tudo quanto site de fofoca pela manhã. Agora eu entendi o porquê do braço, tentativa clara de mostrar alguma coisa pra alguém. Os rumores que ele estava "no mercado" há muito tempo estavam ficando chatos e sempre que saia alguma foto do tipo a gente contornava a situação.
Algum fotógrafo perguntou algo tipo "o casal está de volta?" Harry só olhoy e deu um risinho, mas que debochado.
Entramos no carro com os flashs sendo disparados de segundo em segundo. Harry ligou o carro e deu ré, fazendo uma manobra digna de velozes e furiosos, raridade viu gente, porqueesse menino ou é 20km/h ou 180km/h. Se for pra dirigir à 20km/h desce do carro e vai andando, é o que eu sempre digo.
Ele logo pegou a avenida principal daqueles arredores para entrar na 22th que era a avenida que levava quem estava dirigindo para basicamente todos os lugares de NY, se você quisesse ir pra Brodway era só entrar na 7th à esquerda, pro TNYT era na 10th à direita e assim ia. Harry seguiu até a 27th onde virou a esquerda, que levaria ele direto pra rua da garagem do meu prédio, que o abusado tinha o controle do portão.
Harry não disse quase nada o caminho todo, e eu já estava me perguntando o que diabos tinha acontecido, porque isso não era normal, tanto eu quanto ele éramos muito tagarelas juntos.
Ele estacionou na vaga que o Matheus geralmente estaciona e desceu do carro, fiz o mesmo e fomos andando até o elevador, que nos levou direto pro sétimo andar, que era o meu. Abri a porta e entrei, ele entrou logo atrás de mim e bateu a porta.

-Mas cê tá bravo, meu anjo?
-Desculpa.
-Desembucha.- eu disse e ele jogou um papel dobrado em cima da mesa, já tava imaginando que seria um mandado de prisão mas era só um contrato mesmo
-Quem diabos é Camille Rowe? Aaa, é a modelo que não entende de história?- tentei fazer uma piadinha mas ele não riu
-A gente precisa conversar. Você precisa dar um jeito nisso, Lia.- ele disse e se jogou no sofá
-Vou dar meus pulos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...