História "Since we were 18" "SIXTEEN" - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Louis Tomlinson
Tags Harry Styles, Houis, Larry, Larry Stylinson, Louis Tomlinson
Visualizações 100
Palavras 1.176
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Chapitre Douze


Liam apareceu na sala com grandes olheiras no momento que Harry desligou o som. Ele não pareceu notar a atmosfera desconfortável que recaiu sob o cômodo.

“Oh, bom dia meninos. Não sabia que tinha gente acordada tão cedo.” inconscientemente, Harry e Louis viraram para olhar o relógio na parede.

5h07min.

Não parecia que haviam se passado nem 30 minutos desde que Louis chegou à sala.

“Bear?” Harry perguntou.

“Sim. Preciso me lembrar de não tirá–lo de perto da Cheryl por tanto tempo de novo. Ele sente saudades e não dorme bem. Agora, eu tenho um monstrinho faminto no quarto. Com licença.” ele foi para a cozinha.

Harry se mexeu desconfortável e se virou para Louis.

“Eu vou... Erm... Eu acho melhor...” ele murmurou apontando para a escada.

Quem está fugindo agora?, Louis pensou, mas concordou mesmo assim.

“Sim, claro. É melhor.”

Harry acenou e subiu enquanto Louis pegava as taças e a garrafa vazia de vinho e se dirigia à cozinha.

“Desculpa ter atrapalhado vocês dois.” Liam se virou fechando a mamadeira de Bear.

“Você não atrapalhou nada. Só estávamos conversando.”

“Ah, claro.” Liam apontou para as calças de Louis onde um meia ereção ainda se fazia presente.

“Você não tem um monstrinho para alimentar?”

E assim eles subiram para seus quartos.

 

Nenhum dos dois desceu para o café o da manhã.

 

–––///–––///–––

 

Luke entrou no quarto de Louis logo após o almoço, o qual nenhum dos dois desce também, o encontrando deitado olhando para o teto.

“Privacidade existe, sabia?” ele perguntou sem tirar os olhos do teto.

“Você não quer privacidade, senão teria trancado a porta. Sinto muito se não sou eu quem você estava esperando.” Luke respondeu quando sentou na cama.

“Eu não esperava ninguém.” Isso era verdade, porém Louis não expulsaria se Harry resolvesse aparecer. “O que você quer?”

“Vim saber se estava vivo. Aparentemente você e o Harry estão em uma competição de quem morre primeiro preso no quarto.”

Oh, então ele não desceu também.

“Não sei do que você está falando.”

“Enfim, só vim avisar que estou indo embora junto com o James, a equipe e o Troye. E dizer para você não sumir. É isso, nos vemos Tomlinson.” Luke já estava de pé, mas Louis o impediu de sair.

“O magrelo?” ele perguntou confuso.

“Sim. E o nome dele é Troye, Louis.”

“E por que ele vai embora?” Louis de repente se sentia bem desperto. Será que Harry havia falado algo para ele?

“Louis, você sabe que ele e o Harry terminaram, não é?” Não, eu não sei não. De repente Louis sentiu uma espécie de simpatia pelo magrelo. “Foi sábado.” Luke continuou quando Louis não o respondeu. “Ele só ficou aqui pelo programa. Deus homem, você transou com o cara achando que ele estava comprometido?”

“Eu não transei com ele Luke.” [N/A: Ainda]

“Enfim, preciso ir. Até mais Lou.”

“Tchau Luke.” Louis estava absorto demais na notícia de que o magrelo estava indo embora para perguntar a Luke o porquê dele está indo também.

 

A noite chegou e finalmente eles resolveram dar as caras. O primeiro a aparecer foi Louis. Ele desceu encontrando Liam, Niall e Bear sentados na cozinha.

Niall tirava pizzas do forno e Bear estava sentado em cima da ilha, sendo segurando por Liam, falando com Cheryl. A cena estava realmente linda. Bear tinha as mãos na tela do notebook que exibia o rosto da mãe.

“Vocês são uma família tão fofa que me dá enjoo. Olá Cheryl.” ele sorriu.

“VOCÊ! Louis, seu bastardo, por acaso você sabe com quem meu filho aprendeu a palavra caralho?”

Harry entrou.

“Com quem você acha?” ele perguntou divertido. “Olá Cheryl.”

“Olá querido.”

“Por que ele é querido e eu sou bastardo? Que injusto.”

“Porque ele não ensina meu filho de um ano a xingar.”

“Ele aprenderia uma hora ou outra meu amor. Vou deixar vocês em paz. Beijos.”

Louis foi para onde Harry e Niall estavam, dando privacidade à família.

“Onde estão Zayn e Gigi?” ele perguntou.

“Foram jantar na cidade. Zayn fez reservas em um restaurante chique aí. Não voltam hoje.” Niall respondeu e mordeu um pedaço de pizza.

“Enquanto nós estamos aqui feito adolescentes sobrevivendo de pizza e cerveja.” Harry falou rindo ao que sentou em um dos acentos na ilha.

“Você é o nosso cozinheiro Harry, e passou o dia escondido. Nós fizemos o que pudemos.” disse Liam quando desligou a chamada.

“Eu não estava escondido.” ele arriscou um olhar para Louis, encontrando dois olhos azuis o encarando com intensidade.

“Sinto muito pelo Troye.”

“Não sinta. Nós estamos separados desde sábado.” ele respondeu ainda olhando Louis que segurou um sorriso.

Apesar de já saber, ouvir de Harry teve uma emoção diferente.

“Oh meu Deus Harry.” Niall exclamou e eles quebraram o contato. “O mundo te corrompeu! Agora você consegue esconder as coisas.” Todos caíram na risada.

 

Eram poucos mais de 21h e eles estavam de volta às mesas na área externa apenas conversando ao ar livre quando Harry se levantou.

“Eu não dormir bem essa noite, então eu vou indo. Boa noite.”

Louis não sabe bem o porquê, ele apenas se levantou cinco minutos depois de Harry ter saído, deu boa noite, entrou na casa e agora estava batendo na porta do quarto de Harry.

“Qual é Harry, você não dorme fácil assim. Abre logo essa porra, eu preciso falar com você. Harry!”

Ele ouviu o barulho da tranca da porta e um Harry apareceu só com uma toalha em volta da cintura e o cabelo pingando.

Puta que pariu! O universo me odeia. Só pode.

“Olá impaciente!” Harry sorria largo e Louis sorriu de volta.

“Oi.”

E eles ficaram lá parados se olhando e sorrindo, alheios a tudo ao redor, inclusive a Niall entrando em um dos quartos com Bear dormindo em seus braços e saindo logo depois.

“Então...”

“Por que você não me disse que tinha acabado com o Troye?”

“Me poupe dos detalhes Harry .” ele respondeu imitando a voz de Louis e, por algum motivo, eles não conseguiam parar de sorrir.

Era como se finalmente tudo estivesse se encaixando de volta em seu devido lugar.

“Você nem me deixava terminar de falar o nome dele!” Harry continuou e ficou sério espelhando a expressão de Louis.

“Me desculpa Hazza. Me desculpa por ter ido embora. Por nunca ter voltado. Por ter desistido de nós. Eu não...” Louis soluçou em meio as lágrimas e Harry o puxou para seus braços.

“Eu sei babe. Não chore. Está tudo bem agora.”

“Eu não aguento mais ficar longe de você.”

“Bom. Por que eu não pretendo mais sair do seu lado. Lou...” Harry se afastou um pouco, o suficiente para olhar em seus olhos. Ele beijou as lágrimas em suas bochechas antes de continuar. “Eu amo você, babe. Nunca deixe. Eu amo você Louis.”

“Eu amo você Harry. Meu Deus eu te amo tanto.”

E eles se beijaram. Como nunca haviam feito antes. Eles falavam sem palavras. Se desculparam e se perdoaram. Se apaixonaram de novo. Mataram a saudade. Eles se amaram através daquele beijo.


Notas Finais


KIWI SAAAIUUU!!!

De verdade, eu não poderia imaginar um clipe mais Harry que aquele. E aquela menina?!?!?!?! Meu deus preciso logo que o baby Larry apareça.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...