1. Spirit Fanfics >
  2. Singers vs. Actresses >
  3. First day of a month

História Singers vs. Actresses - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - First day of a month


Buttercup- 1 mês - murmurou consigo mesma e bufou, olhando para a mansão em sua frente ao lado de Bubbles e Blossom, Ken olhou com um sorriso nervoso para o trio de garotas e passou um lenço em seu rosto, conseguia sentir o ar assassino emanando de Buttercup. 

A porta se abriu após o empresário bater na madeira escura, revelando o produtor dos garotos, Joan, que tinha um sorriso feliz no rosto e os olhos brilhando em empolgação para o pequeno grupo. 

Joan- entrem senhoritas, fiquei feliz quando Ken me ligou e avisou que vocês aceitaram esse período de experiência, tenho certeza que todos irão se dar muito bem - dizia levando o grupo para dentro da mansão. 

Ao longe, um barulho de guitarra vindo do segundo andar, provavelmente no amplificador para o som estar tão alto, isso fez Buttercup resmungar e revirar os olhos. 

1 mês 

Repetia como um mantra em sua cabeça, era só 9 horas da manhã e já havia aquele barulho todo, estava de péssimo humor e seus tímpanos poderiam estourar a qualquer momento, era o que pensava.

Buttercup- é todos os dias ? - questionou, se referindo ao barulho alto da guitarra, Joan sorriu nervoso e coçou seus cabelos castanhos como se estivesse escolhendo o que iria dizer.

Ken- Joan, o que acha de mostrar para às meninas os quartos ? - indagou, tentando salvar o amigo que suspirou em alívio por ser tirado do ponto de atenção. 

Joan- ótima ideia - concordou e começou a subir as escadas, sendo seguido pelo grupo até o segundo andar, entrando em um corredor extenso cheio de portas, Buttercup quis bufar novamente quando o som da guitarra parecia ficar cada vez mais alto. Ela só queria chegar no tal quarto e dormir até o outro dia se fosse possível. - aqui ficam os quartos - se referiu ao corredor.

O produtor parou em frente à uma das portas e abriu a mesma, toda a decoração era em tons brancos e escuros, a mesma tabela de cores do primeiro andar, em branco, tons de cinza e preto. Bubbles fez uma careta em desagrado, ela realmente preferia algo mais colorido e vivido. 

Joan- senhorita Buttercup, este é seu quarto - anunciou. 

A garota quase gritou, pois seu quarto era bem ao lado do quarto que estava vindo aquele barulho ensurdecedor de guitarra, ela fez uma expressão quase assassina o que fez Joan dar alguns passos até ficar atrás de Ken. 

Buttercup- só pode ser brincadeira - reclamou, irritada - Ken - chamou o garoto que a olhou medroso, ele conhecia muito bem a personalidade da garota, se quisesse, Buttercup o jogaria da janela naquele exato momento sem maiores problemas. 

Ken- tenho certeza, que podemos resolver isso - sorriu nervoso, ele olhou para Bubbles, como se tivesse uma ideia, ela o olhou incrédula e cruzou os braços. 

Bubbles- como eu posso ter meu sono da beleza com esse barulho todo ? - reclamou, seu tom era mais controlado e suave, mas quase ofendido com a ideia de Ken. Ele olhou para Blossom que ergueu uma sobrancelha, aquele gesto já dizia muita coisa. 

Ken- Buttercup - quase suplicou para garota que trincou os dentes em desagrado. 

Buttercup- fala sério, Ken - reclamou e entrou dentro do quarto, batendo a porta atrás de si com força. Ken suspirou, teria que ficar longe da garota durante aquele mês, ou seria o saco de pancada de Buttercup. 

Joan sorriu triste pelo futuro do amigo e deu batidinhas em seu ombro, voltando a andar pelo corredor, parando à uma porta de distância do quarto de Buttercup

Joan- senhorita, Bubbles, senhorita Blossom - apontou para as duas portas brancas, uma do lado esquerdo e outra do lado direito, Bubbles exitou alguns segundos antes de entrar do quarto e fazer uma careta para a decoração tão sem graça em sua opinião. 

Blossom- agradeço pela hospitalidade, senhor Joan - disse, antes de entrar dentro do quarto e fechar a porta. 

Ken soltou um suspiro e levou batidinhas nas costas por Joan. 

Ken- me ligue para qualquer problema - pediu, recebendo um aceno de concordância do amigo

Joan- não se preocupe Ken, elas irão se adaptar, falarei com meus meninos para se comportarem. 

Os dois desceram até o primeiro andar e se despediram, Ken deu uma olhada no segundo andar encontrando uma Buttercup furiosa na janela, sorriu nervoso e assenou para a garota saindo logo depois até sua van. 


Buttercup bufou e se jogou em sua cama, olhou para as malas verdes jogadas no chão de qualquer jeito, ela arrumaria aquilo depois.

Puxou seus fones de dentro do casaco junto de seu celular e os enfiou em seus ouvidos colocando o volume no último, desejava quebrar qualquer barulho externo para conseguir dormir. 

Fracasso total. Ainda conseguia escutar o barulho tenebroso da guitarra, vinda do quarto ao lado, colocou suas mãos nos cabelos os puxando com irritação. 

Ela marchou porta a fora e foi até o quarto do lado, batendo na porta com força quase fazendo a madeira tremer, sob suas batidas que mais pareciam socos. 

Nenhuma resposta, era claro que não viria, com o amplificador no último volume aquela pessoa já devia estar surda com os tímpanos estourados, como aquele ser poderia tocar guitarra naquele volume ?

Buttercup desistiu de bater na porta, decidida, abriu a porta com violência e viu o garoto em frente à janela com a guitarra na mão, estava de costas para ela logo não a viu entrando, Buttercup achou o amplificador a poucos metros de si e assim seguiu até a caixinha baixando o volume de imediato.

-Joan - ralhou, antes de se virar com irritação e visualizar Buttercup em sua frente, a garota manteve sua postura séria mesmo com a careta do garoto que a olhava quase que com ódio. 

Buttercup- você tem problema de audição por acaso ? - questionou, deixando evidente seu mau humor.

-  o que está fazendo aqui ? - perguntou se levantando e deixando sua guitarra na cama. 

Buttercup- parece que vocês não tem muita comunicação com o próprio produtor - ergueu as sobrancelhas, o garoto revirou os olhos e foi até ela pegando no cotovelo de Buttercup - ei - reclamou tentando se livrar do garoto. 

- saia - mandou parando em frente da porta com Buttercup - não entre mais no meu quarto - bateu a porta na cara da garota que grunhiu irritada. 

Ela voltou a ouvir a guitarra no último volume e quis quebrar aquela porta de madeira. 

Buttercup- eu deveria cortar o cabo daquele troço - murmurou para si mesma e saiu para o primeiro andar, encontrando Joan subindo os degraus. 

Vendo a expressão mal humorada da garota e escutando o som alto da guitarra de Butch, ele logo tirou a conclusão, Ken havia avisado que Buttercup gostava de dormir até tarde em folgas e férias. Ali estava ela acordada quase 10 horas da manhã ouvindo aquele som terrível em sua opinião, não podendo dormir sequer mais alguns minutos. 

Joan- senhorita Buttercup - cumprimentou a garota

Buttercup- Joan - seu tom saiu irritadiço, ele estremeceu quase sentindo a aura densa vindo da garota que tinha os braços cruzados e o olhava como se planejasse joga-lo escada abaixo. 

Joan- eu irei resolver isso, tenho certeza que só uma conversa com Butch resolverá a situação - as palavras foram rápidas e ansiosas com o homem subindo os degraus de dois em dois, para fugir da garota, Buttercup o seguiu para o segundo andar e passou por ele que batia na porta, seguiu até o quarto de Blossom, encontrando a garota usando fones de ouvido e arrumando seus livros em uma prateleira. 

Buttercup se jogou na cama e tampou seu rosto com os travesseiros para abafar todos aquele som que na opinião da garota, era terrível para seus preciosos ouvidos. 


Era quase meio dia quando Blossom finalmente terminou de arrumar seu quarto, o silêncio se fazia na mansão após o som de guitarra ser subitamente interrompido e gritos forem ouvidos, vindo de um dos quartos, Blossom olhou para Buttercup que dormia esparramada na cama e passou seus olhos para o relógio. Faltava 10 minutos para o horário de almoço, se perguntou se eles faziam a comida, se sim, tinha medo do que consumiria. 

Ela deixou Buttercup dormindo e desceu as escadas ouvindo apenas o silêncio no lugar, seguiu até a cozinha a encontrando completamente vazia, havia alguns farelos de pão em cima da pia e um pote de requeijão vazio na mesa. 

Blossom- pelo jeito, eles não almoçam aqui - murmurou para si mesma passando a olhar dentro dos armários, novamente outra dúvida bateu em sua mente. Eles não deviam cozinhar, então por que não tinham uma cozinheira ?

-senhorita Blossom - chamou, assustando Blossom que se afastou de um dos armários

Blossom- senhor Joan - cumprimentou o homem de volta - vocês não costumam almoçar ? - questionou ao homem o pegando de surpresa, ele sorriu nervoso.

Joan- costumamos pedir algo de um restaurante aqui perto, peço desculpas por não avisa-las. 

Blossom balançou as cabeça

Blossom- se nenhum de vocês cozinha, por que não tem uma cozinheira ? - questionou, ela viu quando Joan franziu as sobrancelhas e soltou um suspiro, mas ele rapidamente disfarçou sorrindo. 

Joan- houve alguns acontecimentos no passado, dispensamos os empregados e pessoas de fora - explicou, Blossom quis perguntar o que havia acontecido, mas sentiu que aquele não era um assunto do agrado de Joan. 

Blossom- certo, farei o almoço- concluiu e começou a vasculhar os armários - poderia me dar licença senhor Joan, hoje terei que pegar a cozinha emprestada. 

O homem rapidamente assentiu saindo do lugar e deixando Blossom sozinha, a garota pegou seu celular e discou o número já conhecido, sendo rapidamente atendido por um empresário ansioso.

Ken- Blossom, aconteceu algo ?- questionou, nervoso. 

Ela sorriu. 

Blossom- Ken, eu preciso que você faça algo. 

***

O homem estacionou sua van e saiu cheio de sacolas nos braços, alertando a campainha da mansão sendo rapidamente atendido por Blossom que o ajudou com as sacolas. 

Blossom- obrigada Ken - agradeceu quando colocaram as sacolas em cima da mesa - agora saia da cozinha - expulsou o empresário que fez uma expressão surpresa, enquanto a garota o empurrava porta a fora. 

A ruiva vasculhou as sacolas pegando um pacote de massa de lasanha, sorriu empolgada, tirando todos os outros ingredientes de dentro e vasculhando a cozinha à procura de panelas. Fazia um tempo que não cozinha e estar fazendo aquilo, a deixava ansiosa com o resultado. 

***

Bubbles- pronto - sorriu feliz, olhando para a tela de seu notebook, com uma aba de um site de compras de decoração aberto, ela checava todas as suas compras na tela e confirmava o pagamento, dando como concluída suas compras. 

Olhou para o relógio ao qual marcava quase uma hora, saltou de sua cama e deixou o computador de lado, saindo de seu quarto e indo até o quarto de Blossom em frente ao seu, bateu duas vezes na porta não sendo atendida. 

Girou a maçaneta e entrou, chamando pela garota, logo percebendo que Blossom não estava presente, mas encontrou Buttercup dormindo sobre os lençóis agora bagunçados da cama de Blossom. 

-Buttercup ? - chamou, balançando o corpo da irmã não tentativa de acorda-la, ao qual foi uma tentativa fracassada, a garota estalou o ar para afastar quem estava tentando acorda-la, fazendo Bubbles rir e novamente tentar acordar Buttercup, a balançando com mais força e chamando o seu nome mais alto. 

Buttercup- mais 5 minutos - pediu com a voz manhosa. 

Bubbles- Buttercup, já está na hora do almoço - alertou, essa frase foi o bastante para fazer Buttercup abrir o olhos e pular da cama, caindo no chão 

Buttercup- por que ninguém me chamou ? - reclamou se levantando com a ajuda de Bubbles que balançou a cabeça em descrença. 

As duas saíram do quarto de Blossom, à procura da garota, encontraram com Joan sentado em um sofá lendo um livro totalmente focado. Foi quando o cheiro de algo bom as atingiu vindo da cozinha, Buttercup correu até a mesma e abriu a porta com pressa encontrando Blossom retirando a lasanha de dentro do forno. 

Buttercup- Blossom, você é a melhor - elogiou, Blossom balançou a cabeça em negação, conhecendo bem Buttercup. 

-Joan, você pediu lasanha ? Eu já disse que você é o cara ? - uma voz soou na sala, as três garotas se entre olharam e logo Joan apareceu na porta da cozinha com um trio de garotos, eles fizeram uma careta quando viram o trio de garotas

Joan- Blossom fez o almoço - informou. 

***

Todos estavam sentados na mesa, Buttercup e Butch trocavam olhares irritados como se fossem usar suas facas e garfos para provocar uma guerra ali mesmo. 

Boomer tentava manter sua expressão emburrada, mas está se desmoronou assim que comeu um pedaço da lasanha, trocando a careta por uma expressão de deleite.

Blossom percebendo isso, sorriu, ficava feliz quando gostavam de sua comida

Boomer- acho que posso me acostumar com isso - comentou dabdo outra garfada na lasanha. 

Butch- Boomer, seu traidor - reclamou para o loiro, que ignorou o comentário. 

Brick permanecia com sua expressão neutra, sem comentar nada durante o almoço. 

Ao qual Butch e Buttercup ficaram trocando olhares assassinos e ficavam se chutando em baixo da mesa, Joan se sentia mais tranquilo, vendo que Boomer parecia ter abaixado um pouco a guarda e havia elogiado a comida de Blossom. Bubbles parecia mais habituada com o local e conversava animada com Blossom. 


O almoço havia sido melhor do que Joan esperava de fato e acreditava que o resto do dia continuaria com aquele clima tranquilo, se não ouvisse novamente a guitarra de Butch tocando e os gritos de Buttercup. 

Ele suspirou e se levantou do sofá da sala subindo os degraus até o segundo andar, durante o caminho o som da guitarra já não era mais ouvido e sim gritos estridentes. 

Correu até o segundo andar e parou em frente a porta de Butch, uma tesoura na mão de Buttercup e um Butch extremamente irritado querendo mata-la, os dois discutiam fervorosamente. 

Era só o primeiro dia de um mês



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...