1. Spirit Fanfics >
  2. Singing in the rain >
  3. Capítulo único

História Singing in the rain - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oie! Tive essa ideia ouvindo “Singing in the rain” do Gene Kelly. Fic betada pela maravilhosa @SerenityElian. Capa perfeita pela @moontears.
Obrigada, meninas, vocês são incríveis🤍
Boa leitura! <3

Capítulo 1 - Capítulo único


Quando Gaara deu um beijinho de despedida na boca de Hinata, a sua namorada, e deixou o terreno escolar em direção à própria casa, ele sentia-se nas nuvens. A expressão besta e o tom avermelhado grudaram em seu rosto de forma definitiva, assim como a sensação de estar apaixonado invadiu seu coração sem pedir permissão.

Tudo à sua volta o levava para Hinata Hyuuga. O céu cinzento lembravam os olhos dela; as flores da vizinhança cheiravam como ela. O mundo, de repente,  resumia-se única e exclusivamente à menina. Ele sentia-se eufórico, capaz de contagiar as coisas com sua alegria, como se tudo o que tocasse fosse começar a brilhar e a dançar. Gaara estava tão absurdamente feliz que assobiava uma música de amor aleatória, mexendo a cabeça no ritmo e dando uns pulinhos involuntários. 

A paisagem ganhou uma saturação diferente e, às vezes, o ruivo gostava de dividir sua vida entre o “antes dela” e o “depois dela”. Quando Hinata chegou, foi como se todas as coisas passassem a fazer sentido. Não tinha explicação, ele só sentia. A vida inteira iluminou-se e Gaara ficou estagnado em uma eterna postura feliz, dando tantos sorrisos que suas bochechas doíam. Ele estava sorrindo agora, aliás. Para as nuvens. Para as plantas. Para Sasuke, o amigo rabugento que o olhava como se estivesse louco. Gaara sorria tanto, mas tanto, que sua satisfação poderia facilmente partí-lo ao meio.

— Eu estou muito feliz, Sasuke. — disse, olhando para o céu e apertando as mãos nas alças da mochila.

— Aham. 

— Eu me sinto… Invencível. É como tudo fosse possível, sabe?

— Você ganhou uma namorada, não a pedra filosofal.

— E a Hinata é tão inteligente… — O ruivo suspirou, andando ainda mais devagar e, sem perceber, irritando o amigo.

— Tá, já entendi que você tem uma tara secreta por Einstein. Agora vem logo, tá começando a chuviscar.

O Uchiha apressou o passo, dessa vez sem importar-se se o outro lhe seguia ou não. Os pingos engrossaram consideravelmente, fazendo-o correr. Gaara, no entanto, gargalhava sozinho no meio da chuva, recordando-se de quando beijou Hinata pela primeira vez.

Ele não se importava com a água, com os trovões, com o frio, com a meia ensopada. Não ligava nem um pouquinho para os xingamentos de Sasuke. Gaara sentia os arrepios, a tremedeira, e ainda assim sorria bobamente, pois enquanto tivesse Hinata, sempre se sentiria aquecido e confortável. 

Seu coração estava elétrico, batendo num ritmo desenfreado e abafando o som de todas as coisas à sua volta, a memória dos lábios macios e molhados o atingindo em cheio. Hinata era doce. A menina fazia o interior de Gaara se agitar, como se houvessem aprisionado estrelas cadentes dentro de seu corpo.  

— Sasuke? — gritou, chamando atenção do Uchiha. Quando os olhos negros se desviaram para o amigo, ele quase xingou. — Eu acho que a amo!

Pessoas apaixonadas são tão irritantes.

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...