1. Spirit Fanfics >
  2. Siren - ChaeSoo >
  3. Você é a minha lua

História Siren - ChaeSoo - Capítulo 16


Escrita por:


Notas do Autor


Sabadou e vamos de Siren!

Bom fim de semana e Segunda eu volto com 'Destinado'

Beijos meus anjos...

Capítulo 16 - Você é a minha lua


Fanfic / Fanfiction Siren - ChaeSoo - Capítulo 16 - Você é a minha lua

Rosé andava pela floresta saltitando alegremente, colhia todos os tipos de flores que via pela frente, adorava as flores, mas no mar não tinha tanta diversidade quanto tinha na terra. Adorava as cores, formatos e cheiro que cada flor tinha, e pra cada uma inventava um nome diferente, que dizia ela combinar com a flor.

-Olha que linda essa Chichu! - Rosé apontava para uma parede de flores vermelhas - Qual nome você acha que eu dou pra essas?

Jisoo olhava para as belas flores, admirando sua cor tão viva e sua beleza natural. 

-São lindas e delicadas assim como você… chame-as de Rosas.

-Rosas! Gostei desse nome - Rosé correu até as rosas e pegou uma, acabou espetando seu dedo no espinho fazendo soltar um gemido baixo de dor.

-O que foi Rosé? - Jisoo perguntou preocupada. 

-Essas flores! Elas machucam! Não gostei delas, essa flor é má, eu não quero ser uma Rosa - Rosé falava chorosa.

-Elas não são más Rosé, é só uma forma dela se defender, veja - Jisoo fez uma pausa apontando para as flores - Elas não são lindas? 

-São... - Rosé choramingou. 

-Então, você também é linda, mas assim como elas você também é forte e capaz de se defender caso esteja em perigo, isso a torna ainda mais atrativa.

-Mas meu dedo está doendo - Rosé disse manhosa.

Jisoo sorriu e examinou seu dedo onde havia e pequeno buraquinho que saía uma gotinha de sangue. Jisoo colocou o dedo de Rosé na boca e chupou o sangue, para estanca-lo. Rosé ficou paralisada a observando. 

-Pronto, já melhorou o seu machucado - Jisoo disse com um sorriso - Só tome mais cuidado.

-É que eu queria levar essas flores pra casa…

-Hum, acho que elas não vão sobreviver embaixo da água, na verdade elas já morreram a partir do momento em que arrancou elas…

-E-eu matei elas? - Rosé perguntou preocupada.

Jisoo sorriu e a abraçou.

-Elas precisam ficar na terra para viverem…

Rosé olhou triste para as flores em sua mão.

-Desculpa florzinhas… não vou mais arrancá-las…

...

A viagem com Rosé demorava o dobro porque ela parava em todas as flores e animais fofinhos para apreciá-los e conversar com eles, alguns animais até parecia entendê-la, ficava a olhando curiosos, alguns até mesmo se aninhavam em seu colo. Jisoo pacientemente esperava ela interagir com cada ser vivo que encontrassem pela frente. 

Estavam andando, conversando sobre coisas aleatórias, até que Rosé parou abruptamente. 

-O que foi? - Jisoo a olhou. 

-Tem algo vindo!

-Algum animal? - Jisoo farejou o ar - Não sinto nada. 

-Justamente por isso estou achando estranho, eu sinto algo se aproximando, mas não parece humano e também não parece um animal, na verdade não parece um ser vivo. 

Jisoo olhou em volta, pegando sua pequena espada e a empunhando em mãos, tentando sentir algo no ar. 

Rosé tinha mais facilidade de sentir a energia das coisas em sua volta, por isso sentia algo estranho se aproximando, algo cuja energia era difícil de se descrever, era obscuro, inumano e frio. 

-São três deles, acho que eles nos sentiram, pois estão vindo em nossa direção - Rosé sussurrava. 

-De onde eles estão vindo?

-Do sul, estão mais ou menos a uns cem metros eu diria…

-Fique atrás de mim - Jisoo estava preparada para lutar.

Os arbustos se remexiam, indicando que eles se aproximavam velozmente.

Quando eles finalmente chegaram até elas, pararam em sua frente, as observando. As duas olhavam espantadas, nunca haviam visto criaturas tão horrendas e sóbrias. Não por sua aparência física, mas pela energia que emitiam, uma energia ruim e fúnebre, olhar para eles causava uma certa aversão, um certo desespero e tristeza, era como olhar para um cadáver. 

-O que querem? - Jisoo perguntou os encarando, Rosé se escondia atrás dela, evitando olhar para aquelas criaturas. 

As criaturas grunhiram algo indecifrável, não pareciam querer conversar, suas enormes presas amareladas escorriam sangue, indicando que tinham acabado de matar algo ou alguém, suas peles eram esverdeadas, de um tom de verde escuro e sem vida, tinham pequenos chifres que saltava de suas cabeças, seus olhos estavam amarelados e sem o menor sinal de vida. Jisoo olhou para suas mãos e tinham enormes garras, afiadas e perigosas, por mais que aquela criatura fosse algo inumano, sentiu em seu olhar que aquilo já foi um humano algum dia, talvez um humano corrompido por sua maldade e ambição. 

-Acho que esses são os Orcs - Rosé sussurrou com medo. 

-Sim, suponho que sim, são perigosos, fique atenta.

Rosé sentia as intenções assassinas deles, então respirou fundo e começou a cantarolar algo baixinho, tentando entrar na mente dos orcs e os controlar. Eles olhavam para elas, como se as estudassem, a canção enfeitiçada de Rosé não estava fazendo efeito. 

-Eles não tem uma consciência - Rosé disse temerosa - É como se eles estivessem mortos, isso é horrível…

-Acho que enfeitiça-los não vai adiantar - Jisoo segurava sua espada firmemente esperando eles atacarem primeiro. 

Os três orcs, pularam para cima delas ao mesmo tempo, Jisoo enfiou a espada no pescoço de um deles, enquanto o outro pulou em cima de Rosé a derrubando no chão. Jisoo tentou ajudá-la, mas o terceiro a empurrou, eles eram fortes, de uma força física sobre humana, Jisoo tentava a todo custo usar a espada, mas o orc segurava seu braço com força, olhou para o lado o viu Rosé se debatendo no chão enquanto o outro orc tentava enforcá-la.

Jisoo olhou para o rio e se concentrou na energia da água. 

A água do rio tomou forma de uma grande baleia assassina, que saiu de dentro da água, flutuando no ar, Jisso fez a baleia de água flutuar até eles, os engolindo em seu estômago de água juntamente com elas duas. Respirar embaixo d'água obviamente não era um problema para elas, mas esse não era o caso dos orcs, que começaram a se afogar, se debatendo sufocados em busca de ar, mas Jisoo os paralisou dentro da enorme baleia de água, até que eles dessem o último suspiro e morressem com seus pulmões cheios de água.

Jisoo desfez sua magia, fazendo a água retornar para o rio, e correu até Rosé, para ver ela estava bem. 

-Está tudo bem? - Jisoo a examinava preocupada, vendo que seu pescoço estava avermelhado com as marcas das mãos do orc.

-Estou bem, foi tudo muito rápido, não consegui me defender, me desculpa Chichu - Rosé parecia triste. 

Jisoo a abraçou.

-Não tem problema, aquilo também me assustou, não sabia o que eram aquelas criaturas…

-Obrigada por me salvar Chichu…

-Eu não quero te perder nunca, já falei que vou te proteger com a minha vida se necessário - Jisoo a olhou e então a beijou. 

Entraram no rio e continuaram a viagem a nado, a água estava fresca e agradável, o dia estava quente e abafado. quando caiu a noite, elas saíram do rio e se deitaram na grama, olhando para o céu estrelado e para a lua cheia e prateada. 

-É como se fosse o sol da noite - Rosé estendeu a mão para o céu, olhando para ela como se a lua coubesse na palma de sua mão.

-Sol da noite? - Jisoo perguntou olhando pra lua. 

-Ela ilumina a noite assim como o sol ilumina o dia…

-É verdade… - Jisoo admirava a lua. 

-Chichu? - Rosé virou a cabeça de lado para olhá-la

-Hum? 

-Você é a minha lua…

-Sou? - Jisoo sorriu - Por que? 

-Você ilumina a minha vida… 

-Ah Rosé… - Jisoo se derreteu toda com aquela declaração, então se inclinou sobre ela, admirando seu belo rosto. 

-Jisoo… eu te amo… - Rosé fechou os olhos.

-Eu também te amo Rosé…

Jisoo se aproximou lentamente e então selou seus lábios em um beijo doce e calmo. 


Notas Finais


Sou suspeita pra falar, mas eu adoro ChaeSoo rsrsrsrsrs

Fiz um server no Discord, ainda estou aprendendo a mexer, mas caso queiram entrar, segue o link....
https://discord.gg/cnSvy72


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...