1. Spirit Fanfics >
  2. Sistema >
  3. Colocando as coisas no lugar

História Sistema - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, pessoas

Mais um capítulo semanal da nossa história

Boa leitura

Capítulo 11 - Colocando as coisas no lugar


Fanfic / Fanfiction Sistema - Capítulo 11 - Colocando as coisas no lugar

    Levantei sorridente. Eu estava cansada, na verdade. O final do semestre tem sido algo que não estou sabendo conciliar muito bem com o restante das coisas, por isso tenho apenas estudado. 

    Preciso explicar tudo o que aconteceu desde o dia em que viajei para o litoral com Ethan. Já fazem dois meses. Eu voltei me sentindo muito mal com tudo que tinha acontecido. Eu gosto dele, não tenho mais como negar isso, mas não conseguia tirar da cabeça que estava magoando meu melhor amigo e namorado, então tive que fazer uma escolha e me lembro muito bem como foi difícil viver aquele dia. 

    Era domingo e eu comprei uma passagem de ônibus bem cedo e fui para casa. Estava com saudades das minhas coisas, do meu quarto e precisava de um pouco de tempo. Eu cheguei na minha casa às 10h da manhã e não demorou muito para que Travis aparecesse. Minha mãe sempre conversava com ele, eu já devia saber que ela contaria que eu estava ali. Aquele domingo se tornou um almoço em família. John estava fazendo churrasco enquanto minha conversava com Travis sobre alguma coisa que eu não estava prestando atenção. Até Elliot apareceu e, como sempre, ele logo percebeu que eu não estava bem. 

    _quer me dizer o que está acontecendo? - Ele perguntou sentando ao meu lado no sofá. 

    _isso não era para ser um almoço em família. - Disse respirando fundo irritada. 

    _como assim? Você vem para casa pela primeira vez no semestre e não queria que nossa mãe maluca comemorasse? - Ele perguntou sem entender. 

    _eu vim para casa para terminar com Travis, Elliot. - Eu disse olhando-o e ele me olhou surpreso. 

    _então é por isso que está distante? - Ouvimos e eu respirei fundo antes de olhar para Travis que estava logo atrás de nós. 

    _vou deixar vocês conversarem. - Elliot disse e saiu da sala sem dizer mais nada. 

    _me desculpe, não sabia que estava aí. - Eu disse enquanto Travis se aproximou e sentou ao meu lado. 

    _quer conversar sobre isso? - Ele perguntou respirando fundo. Já podia sentir a dor em sua voz. 

    _eu preciso de um tempo para mim. As coisas não estão funcionando bem à distância e não quero magoá-lo. - Eu disse sem olhá-lo. 

    _tenho que admitir que eu temia que isso acontecesse quando você foi para faculdade em outra cidade. - Ele disse respirando fundo. 

    _você é meu melhor e eu não quero te fazer nenhum mal, Travis. Sempre vou amar você, mas não faz mais sentido isso entre nós. - Era inevitável chorar, eu queria ser forte para conseguir evitar aquilo, mas naquele momento eu estava com medo de estragar minha amizade com meu melhor amigo de sempre. Me sentia egoísta por estar preocupada em como eu ficaria sem Travis. 

    _sempre vou amar você. - Ele disse segurando minha mão. Aquilo só me fez chorar ainda mais e então ele me abraçou. Eu tinha razão, aquilo não fazia mais sentido, mas também não fazia doer menos. Era o fim de algo que eu vivia a muitos anos. Travis estava ao meu lado desde antes das coisas que eu podia me lembrar e tudo que eu queria é que ele se encaixasse na minha nova vida, mas as coisas não são sempre como queremos. Na verdade, é mais fácil serem como não queremos. A vida conspira para que as coisas sejam difíceis, afinal, é assim que aprendemos com mais facilidade. 

    Quando nos separamos do abraço, Travis beijou minha testa e sorriu, ainda me seu sorriso só demonstrasse tristeza. 

    _nos vemos. - Ele disse e eu assenti, então ele se foi. E tudo que eu conseguia fazer era chorar. Não demorou muito para minha mãe surgir e ela não seria nada amigável e gentil, eu já esperava por isso. 

    _terminou com Travis? - Ela perguntou alto me olhando. 

    _não quero conversar sobre isso, mãe. - Comentei sem olhá-la. 

    _no meio de um almoço de domingo, Anna? - Ela perguntou parecendo brava. _ele é um garoto legal, responsável e te respeita. Por que resolveu fazer isso com ele? - Essa era minha mãe. Ela não estava preocupada com o que eu estava sentindo e sim com o que tinha feito Travis sentir. Ela não fazia por mal, Elliot já tinha feito ela sofrer tanto quando era mais jovem que ela tinha receio que eu seguisse seus passos e por isso era dura comigo. 

    _o que está acontecendo aqui? - Ouvimos a voz de John e ele e Elliot entraram na sala rapidamente. Os gritos de minha mãe devem ter chamado atenção deles. 

    _é melhor você ir com o John, mãe. Eu fico com a Anna. - Elliot disse se aproximando e me abraçando. Minha mãe não queria sair, é claro, mas com sua paciência e educação, John a convenceu a ir com ele. _ela precisa de um tempo para processar, tudo isso vai passar. - Elliot dizia me prendendo contra seu corpo. 

    _está defendendo a mamãe? - Perguntei olhando-o e ele sorriu e limpou uma lágrima do meu rosto. 

    _não. - Ele respondeu. _estou entendendo ela. Você namorava o mauricinho há tanto tempo que com certeza não deve ser fácil para ela ver tudo acabar. Logo ela que sonhou com seu casamento e todas essas coisas que vocês adoram. Só dá um tempo para ela. - Ele dizia me olhando. 

    _ela não devia precisa de um tempo, Elliot. Eu sou a filha dela, não o Travis. Ela no mínimo devia ficar do meu lado. - Eu dizia ainda chorando. Não sabia que lidaria tão mal com aquela situação. _eu quero voltar pro campus. - Eu disse me levantando. 

    _eu te levo. - Ele se levantou comigo e eu o abracei de novo. Não queria me despedir de minha mãe, por isso Elliot a avisou e nós partimos juntos. 

    Fomos o caminho todo conversando sobre outras coisas. Elliot sabia que eu precisava esfriar a cabeça, ele me conhecia muito bem e sempre estava disposto a me ajudar e foi isso que ele fez. 

    _então… - Ele disse enquanto entrávamos no campus. _você escolheu o mauricinho daqui?

    _na verdade, preciso resolver isso. - Eu disse lhe indicando um caminho diferente do que ia para meu quarto. Logo paramos na frente do prédio de Ethan. 

     _te espero aqui. - Elliot disse e eu assenti e saí. Ver Ethan foi ainda mais difícil. Eu na verdade não tinha muita certeza do que estava fazendo, mas sabia que era necessário. Precisava pensar em mim antes de qualquer um. 

    _eu terminei com Travis. - Comentei quando entramos em seu quarto. Ethan se aproximou e me beijou. Ele com certeza estava feliz com aquela notícia. _mas quero conversar com você. - Eu disse afastando-o. 

    _não gosto dessa cara. - Ele comentou e eu respirei fundo. _o que é isso? Vai terminar comigo antes de começarmos a namorar? - Foi uma pergunta em tom divertido e eu sorri.

    _não podia ficar com Travis, não fazia mais sentido. Você trouxe a tona muitos sentimentos que eu nunca tinha experimentado, mas eu não gosto de quem sou quando estou com você, Ethan. - Eu disse. _eu não sou mais a namorada do Travis, aquela garotinha ingênua que aceita tudo que me dizem e está fadada a sentimentos rasos, mas também não sou essa garota que trai as pessoas e coloca os sentimentos acima de qualquer coisa. - Respirei fundo tentando segurar o choro, afinal aquilo não era um término, ainda que parecesse. _eu sou outra pessoa e por isso não posso ficar com nenhum de vocês dois agora. Preciso descobrir quem eu sou primeiro e eu seria egoísta se pedisse que qualquer um de vocês esperasse por mim. 

    _fico feliz que esteja se colocando acima de nós, na verdade. - Seu comentário me fez sorrir. _eu não sei se consigo ser só seu amigo, mas quero tentar se estiver disposta a isso. 

    _claro. - Respondi sorrindo. 

    _você sempre me traz coisas novas, caloura. - Ele comentou e eu o olhei sem entender. _ainda não tinham terminado comigo antes de começar a namorar. 

    _você não namora. - Comentei provocativa e ele riu alto. 

    _tem razão. - Ele disse ainda gargalhando. Nossas risadas foram acabando aos poucos e o local ficou em total silêncio. Depois de nos olharmos por alguns instantes, Ethan se aproximou rapidamente e me beijou subitamente. _precisava disso uma última vez. Pelo menos por enquanto. - Ele disse quando finalizamos o beijo, repousando sua testa na minha e sorrindo. 

    _acho melhor eu já ir. - Disse me afastando lentamente. Ele assentiu pegou em minha mão, me puxou para perto e beijou minha testa. Aquilo me fez sorrir e então eu saí. 

    Elliot realmente tinha me esperado e passou o restante daquele domingo comigo e com Emily. Eu estava me divertindo com eles e depois de conversar muito e pensar no que tinha feito aquele dia, percebi que tinha feito o correto. Eu precisava de mim e somente de mim mesma. Ter Ethan e Travis na minha vida era ótimo, mas eu precisava me descobrir sem nenhum deles.

 


Notas Finais


Obrigada por chegar até aquiii

Me diz o que está achando da história, eu amo ler os comentários de vocês e saber o que estão achando da história

Essa história ainda tem muita reviravolta para dar, acreditem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...