História Sisters: Até que G-Dragon nos separe! - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Big Bang
Personagens G-Dragon, Personagens Originais
Tags Briga, Romance, Triângulo Amoroso, Você+irmã+gd
Visualizações 38
Palavras 1.046
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Harem, Literatura Feminina, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora!
Obg por tudo!
Vamos lá?

Boa leitura!

Capítulo 6 - Pevertido


Fanfic / Fanfiction Sisters: Até que G-Dragon nos separe! - Capítulo 6 - Pevertido

(S/N) [ON]

Daniel - Sua irmã me mandou te dar as chaves e esse dinheiro, caso precise pra alguma coisa. - Mostrou os mesmos ainda com uma mão sobre os olhos.

- Pode colocar em cima da mesa. - Disse e percebi que ele ainda estava com as mãos nos olhos. - Qual é Dani, tira essa mão dos olhos! É só uma lingerie! - Reclamei.

Daniel - Por quê você não coloca um vestido ou uma camisa? Slá, pra tapar um pouco.

 - Não obrigado!

(G-Dragon) [ON]

Encarei o corpo seminu na janela vizinha.
Não dava pra ver o rosto, pois as cortinas impediam um pouco a minha visão.
A mulher usava uma lingerie branca, era linda. 
Tinha curvas maravilhosas.

"Um corpo perfeito!"

Corri meio desajeitado e peguei meu celular.

(Daniel) [ON]

- Já entreguei tudo, então agora vou embora! - Disse.

(S/N) - Ah, essa droga de prateleira! - Resmungou baixo mas eu ouvi.

Era muito fofo, a forma como ela dava alguns pulinhos pra tentar alcançar um avental que estava acima de sua cabeça.
Resolvi ajudar um pouco.

- Precisa de ajuda? Eu posso te ajudar! - Me aproximei dela.

(G-Dragon) [ON]

Tirei várias fotos do corpo da minha "vizinha".

"É errado, mas não é todo dia que a gente encontra um corpo seminu bem em frente á  janela!"

- Que maravilha meu Deus! - Disse pra mim mesmo.

Fiquei observando mais um pouco, cada movimento.
Foi então que, eu percebi outra coisa.
Uma pessoa começou a se aproximar por trás, colando o seu corpo no dela.

(S/N) [ON]

- Não precisa, eu me viro sozinha. - Reclamei, sentindo Daniel atrás de mim.

Daniel - Calma, tô quase pegando.

(G-Dragon) [ON]

SAÍ! - A garota gritou.

Observei a cena.
O cara parecia um pevertido.

- Será realmente um pevertido?

"Que irônico, sou eu quem estou aqui espiando a moça..."

De repente o cara colocou a mão na boca da mulher e a puxou pra trás, onde eu não podia ver.

- Preciso fazer alguma coisa! - Peguei o telefone fixo e liguei para Ha Ri.

(Ligação) [ON]

Ha Ri - Pois não, aqui é Ha Ri! - Disse como de costume. - No quê posso ajuda-lo?

 - Olá Ha Ri! - Disse. - É o Ji Yong, você poderia ligar para alguém do Edifício goryeo? Parece que tem um pevertido assediando uma estudante! - Disse apressado.

Ha Ri - O quê? Um pevertido? - Perguntou.

 - Sim! - Disse. - Vai logo, antes que seja tarde demais! - Falei impaciente.

Ha Ri - Ok! Já estou indo...

- Obrigado! - Agradeci.

(Ligação) [OFF]

(S/N) [ON]

Daniel - Shiii - Tirou a mão da minha boca.

- Aí seu louco! - Reclamei.

Daniel - Você estava gritando.

- Porque eu não queria a sua ajuda.

Daniel - Toma, sua mal agradecida! - Me entregou o avental. - Já estou indo!

- Obrigada! - Mostrei a língua antes do mesmo sair.

Amarrei o avental na cintura e comecei a minha faxina.

(G-Dragon) [ON]

- Será que já resolveram o problema? - Passei a mão pelos meus cabelos meio preocupado.

Pensei em ligar para saber de alguma coisa.

- Não, não, já fiz a minha parte! - Deixei meu celular no criado-mudo e fui tomar uma ducha bem quente.

(Daniel) [ON]

Já estava quase chegando no salão principal, quando fui parado pelo meu chefe.

Kang - Onde você estava Daniel? - Perguntou meio ansioso.

- Chefe Kang...- Engoli a seco. - Eu estava...

Kang - Deixe isso pra lá, temos algo mais urgente! - Disse sério. - Parece que há um pevertido assediando as estudantes de intercâmbio.

- Pevertido? - Perguntei incrédulo.

Kang - Sim...- Concordou ajeitando o óculos. - Um hóspede do Royal Seul viu um homem agarrando uma moça seminua, enquanto ela gritava. - Explicou.

- Meu Deus!

"Ele pode acabar entrando no quarto de (S/N)!"

Kang - Se eu pegar esse infeliz aqui no prédio, eu o esgano, só pelo atrevimento.- Simulou um estrangulamento com as mãos.

- Acalme-se senhor, em breve tudo se esclarecerá. - Tentei acalma-lo.

Kang - Que seja assim. - Observou o movimento no corredor. - Volte pro seu lugar e fique alerta, se ver qualquer coisa estranha ou um suspeito, me comunique...- Disse já sumindo da minha vista.

- Ok!

"Será que eu devo avisar a (S/N)?"

- Não sei, talvez já tenham avisado á todas as hóspedes. - Disse pra mim mesmo enquanto seguia pelo corredor.

(G-Dragon) [ON]

***

Coloquei uma calça esverdeada, uma camisa com uma estampa de caveira e um blazer.
Me perfumei bastante e deixei os cabelos molhados, com alguns fios levemente bagunçados.

 - É hora de conhecer a garota da voz suave. - Peguei as chaves do carro e saí.

(S/N) [ON]

- Ufa! - Me joguei no sofá. - Finalmente acabei.

De repente o telefone começou a tocar.

(Ligação) [ON]

 - Alô!

Daniel - Você está bem?

- Estou...por quê não estaria? - Levantei o cenho.

Daniel - Você trancou a porta e a janela?

- Para Dani! - Pedi. - O quê está acontecendo? Por quê você está me perguntando sem parar?

Daniel - Tem um pevertido no prédio.

- Ah, é isso! Um tarado?

Daniel - Tarado?

- É a mesma coisa que pevertido. - Expliquei. - Enfim, eu sei me defender! Minhas aulas de Judô, MMA e Boxe não foram a toa.

Daniel - Você não me disse que sabia lutar Boxe, Judô e MMA. - Disse surpreso.

- Tem muita coisa que você não sabe sobre mim, meu bem. - Disse com um tom de malícia e notei o constrangimento de Dani.

Daniel - Do quê você está falando? - Se fez de desentendido.

 - Interprete como quiser.

Daniel - De qualquer forma, se cuide! - Disse. - Eu tenho que voltar pro trabalho, o senhor Kang está muito aborrecido com o caso do assediador. Não posso dar motivos para ele me demitir.

- Claro! Obrigado por se preocupar comigo.

Daniel - De nada. 

- Tchau! 

Daniel - Tchau!

(Ligação) [OFF]

- Maluco, até parece que eu iria ter medo de um pevertido. - Andei de um lado a outro, no cômodo. - Eles é que tem que temer a mim, Ha Ha Ha! - Gargalhei insanamente.

(...)


Notas Finais


Continua?
Obg por lerem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...