História Skirt beauty - ChanBaek - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Blackpink, EXO, TWICE
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Do Kyung-soo (D.O), Jihyo, Kim Jong-dae (Chen), Kim Jong-in (Kai), Kim Min-seok (Xiumin), Lu Han (Luhan), Oh Se-hun (Sehun), Park Chan-yeol (Chanyeol), Rosé
Tags Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Jihyo, Rose
Visualizações 93
Palavras 1.012
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Fantasia, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Me desculpe novamente a demora, to em semana de provas.

Capítulo meio ruim, desculpem novamente.

Capítulo 12 - Dorme comigo?


Fanfic / Fanfiction Skirt beauty - ChanBaek - Capítulo 12 - Dorme comigo?

Desde que sai da quadra e fui em rumo ao caminho de meu apartamento, um sorriso idiota não saia de meu rosto. Suspirava de um jeito extremamente bobo, como se fosse uma criança apaixonada. Aquele garoto —agora nomeado por BaekHyun— me causava as mais diversas sensações existentes, era um empoderamento que nem eu mesmo sabia ao certo como explicar em meio a palavras, só sensações. 

Meus passos eram lentos, e uma caminhada que deveria durar uns cinco minutos, se tornou dez. Não era minha culpa se eu estava meio alheio ao mundo, e passei reto da porta de meu apartamento umas três vezes sem noção alguma. 

Felizmente cheguei, apertei a maçaneta a abrindo, e como esperado Sehun estava deitado sobre o sofá com o celular em mãos, nem mesmo se deu conta de minha presença ali. E eu me importei? Claro que não, estava feliz demais para me estressar ou me preocupar com essas idiotices dele, outra hora resolveriamos.  

— Acho melhor você dormir aqui na sala, a Rosé e a Jihyo foram pro seu quarto porque é mais espaçoso. 

Fiz uma careta de puro desgosto, esperava que elas só tivessem ido lá pra dormir mesmo, detestaria ver algo fora do comum em minha cama. 

Como tínhamos preparado toda a sala anteriormente para passar a noite assistindo filmes, os sofás já estavam carregados de travesseiros e lençois, então a única coisa que fiz foi me deitar ali despreocupadamente. Os estofados eram bem macios, por sorte, porque se fosse aqueles que machucavam eu com certeza iria enxotar as duas lá do meu quarto, meu conforto e sono vinham em primeiro lugar.

— Chanyeol? Você viu a vasilha de biscoitos? Eu procurei e não achei... —Quebrou o silêncio enquanto olhava a mesa, vez ou outra jogando algumas coisas para o lado na intenção de acha-la. 

Meus olhos na mesma se tornaram maiores que o normal, eu havia esquecido em cima dos bancos da quadra. Só esperava que BaekHyun tivesse visto e pegado, afinal quando ele apareceu eu esqueci completamente de tudo a minha volta, e nem me recordei de trazer de novo a vasilha. 

— Eu vi nada, nem sabia que tinha biscoitos.

Falei tentando parecer descontraído, virei de costas no sofá enquanto abraçava uma almofada para que pudesse enfim dormir. Com certeza o sono chegaria logo, e com uma sensação de tranquilidade no peito. 

Esperava que em algum hora da noite Sehun falasse algo na intenção de me infernizar, mas foi muito pelo contrario, ele somente desligou a televisão e fez a mesma coisa que eu se deitando no sofá. Eu nem questionei, iria trazer uma discussão a essa hora? Claro que não, fiquei caladinho e de olhos fechados com a maior cara de sonso existente.  

Acho que minha sorte era de não ter problemas para dormir, isso com certeza era um privilégio para alguém fodido que nem eu. E em pouco tempo eu poderia tirar um soninho, mas é claro que Sehun não deixaria passar em branco a oportunidade de me amolar. 

— Chanyeol? 

Sua voz rouca quebrou o silêncio da sala, (in)felizmente. 

— Que? 

— Onde você tava? 

Revirei os olhos —No cú do conde. 

— Você é tão infantil —Falou arrastado, e pude ouvir de longe bufando feito um boi irritado. 

— Não sou nada, você que é uma criança chata. 

— Parabéns Park, você acaba de mostrar que tem uma mentalidade de cinco anos de idade. 

Arqueei as sobrancelhas indignado, eu tomava uma dessas de graça, e ainda por cima debaixo do meu teto. Dava vontade de expulsa-lo a chutes, mas não faria. 

— A é? Se eu tenho cinco, você tem mentalidade de dois anos.

Era o melhor argumento? Nunca, mas não queria bancar o bobão totalmente em sua frente, e permanecer sem palavras com diversos tipos de foras na lata. 

— O que você tem de orelha você não tem de cérebro. 

— E o que você tem de insuportável, você não tem de senso! —Retruquei, essa tinha sido boa. 

E um silêncio de poucos minutos se estendeu, até que ambas nossas risadas se uniram. Era uma discussão incrivelmente idiota, não tinha como não achar graça no fim. 

— Acho que eu deveria ganhar um salário por aturar essas suas idiotices —Comentou em meio a um riso. 

—  E eu entrar em um livro de recordes por aturar você quase todos os dias, Oh. 

O clima levemente pesado de antes parecia ter se esvaido totalmente, mesmo eu bancando o orgulhoso não gostava de ficar brigado com ele. Acontece que não era sempre que eu curtia dar satisfações da minha vida, e sentia receio que fosse obrigado a dizer, então o xingava repetidas vezes mentalmente.

— Chanyeol? 

— Sim? — O olhei, mesmo que ele não fosse ver. 

— Dorme comigo? Eu to carente. 

Fiz uma careta de puro desgosto, mas já fui me levantando do sofá, porque se eu recusasse ele provavelmente viria pra cá, já conhecia a peça desse tapado. 

— Tenho cara de Luhan pra suprir suas carências? —Falei enquanto seguia até o outro sofá, segurei a barra do lençol pronto para me deitar. 

— Não, você tem cara de idiota mesmo, e o Luhan de deus grego. 

Revirei os olhos enquanto ele chegava para o lado, deitei na ponta virado para si. Como o acolchoado era espaçoso, conseguimos ficar com um pouco de distância. 

— Só não venha me agarrar a noite pensando no Luhan. 

— Acho meio impossível confundir ele com você, o Luge é todo delicado e pequeno , enquanto você parece um ogro. 

A única verdade ali era que Lu era bem pequeno, mas fora isso é tudo calúnia. Ok que eu tinha quase dois metros de altura, mas conseguia ser bem tranquilo no físico. 

— Tá, agora cala a boca que eu quero dormir —Ditei em plena bipolaridade, afinal eu havia começado. 

— Boa noite Yoda. 

— Dorme bem, cara de porta. 

Falei por último antes de finalmente fechar os olhos , e não demorou muito para que nós dois pegassemos no sono finalmente e encerrassemos aquele "diálogo" extremamente infantil. 


Notas Finais


Quero agradecer a uma querida leitora @Baecoon , que é um amorzinho onde me dá todo o apoio e motivação, obrigada por ser esse anjinho !! ❤

Atualizei tarde aaaa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...