História Sky e Anúbis - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Anjos, Anúbis, Aventura, Fantasia, Magia, Mistério, Sky, Sobrenatural
Visualizações 10
Palavras 1.560
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Não faço ideia de onde ela estava escondida, mas a bicha voltou pra mim! Criatividade coisa mais linda da minha vida! Saudade de você deixar eu escrever o que você me faz imaginar!
Glória? Glória!!!
Sem mais delongas, BOA LEITURA POVINHO!!!

Capítulo 17 - Capítulo 16


Capítulo 16

Quando chegou ao trabalho mais cedo que seu horário, Sky levou uma chamada do chefe por sua saída inesperada no dia anterior, mas por ter vindo mais cedo Sky disse que queria compensar o deslize.

A livraria estava movimentada aquele dia, por ser meio de semana era um movimento inesperado, mas não menos bem vindo, tanto pelo dono do estabelecimento como por Sky que estava precisando desesperadamente ocupar sua mente com algo que não fosse um sobretudo com alma e seu colega de missão metido a Senhor dos Mistérios.

Sky estava guardando mais um livro nas prateleiras nos fundos da loja quando se lembrou vagamente do seu início de dia. Soltou um suspiro cansado.

"Anúbis ainda vai acabar com a pouca estrutura nervosa que adquiri ao lado dele, francamente..."

Sky desceu até o meio da escada tirando dali um enorme livro sobre dinossauros ilustrado, levou até a recepção onde um garotinho aguardava ansioso com sua mãe a seu lado. Logo mais atrás Sky vou Talita que lhe sorriu e acenou e ele o fez de volta para ela de forma mais contida, mas realmente estava feliz por vê-la.

- Então rapazinho, aqui está o que pediu: "Guia Histórico Ilustrado de Dinossauros por Continente". Aqui também tem algumas curiosidades de hábitos, cadeia alimentar e ilustrações que cientistas de fato comprovaram que poderiam ser a aparência dos dinossauros de cada época.

Quando colocou o livro em cima do balcão o garoto faltou pular em cima da mãe pra ela poder ajuda-lo a ver o mesmo.

- Incrível!!! - O menino devia ter por volta de seus seis anos e Sky realmente estava muito feliz em ver um humano tão jovem ficar tão feliz com um livro que tinha quase o mesmo peso que o próprio garoto magricela.

A mãe não teve escapatória, era aquele mesmo que o meninos queria, seus olhinhos brilhavam como nunca diante do livro, virando as páginas com tanto cuidado, como se elas fossem feitas de papiro, tendo sempre um sorriso diferente a cada página.

Depois que a mãe pagou o menino queria levar o livro sozinho consigo, mas a mais velha conseguiu o convencer de a deixar levar e que em casa seria melhor dele ler. O garoto não gostou muito da ideia a princípio, mas quando sentiu o peso do livro logo concordou, ainda que a contragosto.

Antes de sair o pequeno virousse para Sky dando-lhe um sorriso e tchau com a mão. Sky retribuiu o sorriso e enquanto lançava a nota da compra no sistema mandou uma energia extra para a mãe, ela parecia bem cansada.

O movimento estava menos intenso agora, mas Sky ainda podia ver alguns clientes ver os livros ou lendo nas poltronas próxima a vidraça que faça visão da rua.

- Esse garoto começou cedo não acha? - Talita se aproximou do caixa sorrindo hesitante e Sky sabia que ela estava sondando o terreno antes de perguntar o que realmente queria saber.

- Pois é. - o perolado virou para ela sorrindo pequeno depois de finalizar o lançamento da nota. Debruçou sobre o balcão apoiando os braços sobre ele. - Agora me pergunte o que realmente quer saber senhorita de cabelos arroxeados. - sorriu infantil para Talita que balançou a cabeça negativamente.

- Você não existe Chris. - o chamou pelo apelido de seu nome humano.

- Olha, eu tenho certeza que sim viu, ou estamos vivendo numa Matrix??? Ai meu Deus! - Sky fingiu desespero colocando as mãos nas próprias bochechas fazendo cara de pânico.

- Hahaha deixe de ser besta!

- Não posso, meu papel no mundo é dar uma de besta pra poder fazer pessoas como tu nesse exato momento ficarem mais tranquilas em me falar o que quiser. É um árduo trabalho, mas alguém tem que fazê-lo. - Sky deu de ombros tirando o avental da loja e avisou para uma das meninas que trabalhavam na livraria que tiraria dez minutos de pausa.

Foi com Talita para fora da loja até um café que ficava ao lado da mesma. Pediram ambos um frappuccino e sentaram em uma mesa encostada na parede. Sky não ficou de frente para Talita, se encostando na parede dando a sua visão de perfil para a moça.

- Okay senhor "Sou-Besta-Por-Missão", vai falando. - Talita se encostou na cadeira com expressão mais séria dessa vez.

- Sabe quando você ter a forte sensação que alguém precisa de você e não controla nem a si mesmo de forma que, antes que perceba, já começou a correr até a pessoa? - Sky disse de forma distante ainda sem olhar para Talita, vendo o atendente trazer o pedido deles.

- Precisa ter um elo muito forte com alguém pra se sentir dessa forma não?

"Sondando de novo" Sky se virou para Talita olhando fixamente para ela com a feição tão séria como nunca antes, isso fez a moça ficar em espectativa. O perolado pegou o seu frappuccino tomando um pouco e suspirando cansado depois de soltar os lábios do canudo.

- Você pode ser direta Talita. - ele ainda estava sério, esperando a moça falar.

- Bo-bom... Hã... Já que insiste. - ela deu de ombros. - Quero saber se você e seu suposto amigo tem mais que só amizade. Seu desespero foi muito grande para somente um amigo qualquer.

- Primeiro, - Sky a interrompeu levantando um dedo a frente do rosto. - nenhum dos meus amigos é um qualquer, só pra deixar isso muito claro. Eu ajudaria qualquer um deles com a mesma determinação que-

- Não Christopher! - Talita se irritou um pouco com ele. - Se não quer falar sobre o que aconteceu diga logo em vez de ficar me enrolando com seu senso de ética com seus amigos e o escambau! - os olhos mel da garota estavam brilhando em impaciência e Christopher (Sky) só pode rir. - Do que está rindo?

- Era isso que eu queria. - Sky sorriu tomando mais um gole do seu frappuccino. - Autenticidade! - riu um pouco mais com a cara de indignação da garota.

- Você fez de propósito? - a expressão dela na concepção de Skyretes era no mínimo hilária.

- Sim, e agora que estamos resolvidos posso te contar que, na verdade, naquele dia eu senti sim a forte sensação que devia ajudar um companheiro e antes que pergunte, nossa ligação vai sim além de uma simples amizade, mas não chega ao romance. - Sky pôs a mão no queixo enquanto procurava palavras para explicar. - Digamos que passamos situações suficientes juntos para no mínimo sabermos quando um precisamos um do outro.

Talita esvaiu sua irritação tão rápido quanto ela apareceu e pensou no que Christopher havia dito.

- Já ouvi falar de pessoas que tem uma ligação forte com amigos de longa data. - ela sorriu, uma vez eu soube que uma amiga não estava bem, porque no dia eu estava lembrando dela continuamente e sempre via mulheres com o mesmo corte e tom de cabelo que ela.

Sky deu de ombros já percebendo que provavelmente não teria que explicar muito mais para Talita.

- Digamos que, se você acredita nisso como eu acredito, somos todos ligados de alguma forma, e quando temos uma relação mais próxima com alguém essa ligação se afunila. - Sky sorriu ao pensar que sua ligação com Anúbis, mesmo que forçada a princípio, foi estreitada conforme o tempo.

- Questão de tempo não? - Talita sorriu e Christopher (Sky) se surpreendeu por ela quase ter parecido ler sua mente, mesmo ele sabendo que isso era impossível. Sorriu amistoso.

- Claramente minha cara.

Depois disso ambos entraram em um assunto menos tenso - pelo menos para Sky -, que era sobre o rapaz o qual o perolado havia dito para ela entrar em contato novamente. Parece que eles estavam se acertando aos poucos em uma amizade interessante e na concepção de Skyretes, com um futuro brilhante.

Ainda mais com aquela linha vermelha ficando cada vez mais grossa, pouco a pouco tornando aquela relação dela com o rapaz mais sólida.

-x-

Depois de colocar seu avental de trabalho, foi despedir de Talita, ela precisava retornar ao seu trabalho, pois estava em horário de almoço quando veio a livraria, mas quando perceberam os dez minutos de pausa de Sky tinham virado meia hora e seu horário de almoço estava quase batendo as duas horas.

- Realmente não queria ficar até mais tarde hoje, mas fazer o que? - correu o mais rápido que pôde depois de dar um beijo na bochecha de Christopher. Menos de cinco metros a frente ela parou, se virou e sorriu. - Cuide bem do seu amigo!

Sky não pode deixar de se surpreender com ela mais uma vez naquele dia. Pensava que ela tinha esquecido aquele assunto, mas seu sorriso de boa sorte e o aceno animado diziam o completo oposto.

Ela nunca esqueceria e ainda o faria dizer exatamente o que aconteceu.

"Espero conseguir me esquivar desse dia o máximo possível." O Anjo dos Sonhos pensou cansado, então olhou para o céu e achou intrigante que mesmo em meio ao azul sem nuvens ele tenha visto grandes olhos sobre si, porém quando piscou eles sumiram. "Deve ser minha imaginação".

Foi o que pensou, mas o que sentiu foi que, se o Pai estivesse mesmo olhando para ele naquele momento ele só tinha um pedido a fazer:

"Olhe pelos humanos, olhe por Luriel e me dê discernimento para tomar a melhor decisão possível."

Não sabia se seria atendido, mas a brisa quente, como um afago carinhoso, que sentiu em seu rosto o disse que foi ouvido.


Notas Finais


Entaaaoooo compensei neh? Vaaaiiii me digam que sim? Kkkkkk
Por hoje é isso gente!
Até o próximo capítulo!
Beijos fofuxos 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...