História Skyriver - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Mitologia Grega, Mitologia Nórdica
Tags Anjos, Demonios, Fantasia, Magia, Magos, Mitologia, Referencias
Visualizações 3
Palavras 920
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Magia
Avisos: Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 1 - Criação


Antes de tudo, haviam 5 seres cósmicos, que sempre existiram. Se intitulavam de deuses, onipresentes, mas não onipotentes e oniscientes. Esses deuses eram os 4 elementos básicos da natureza e da criação da vida, Aqua, Aer, Ignis e Terra. Acima deles, vem Mundus, deus todo poderoso, e representava as trevas e a luz. Eles começaram o processo de criação de um universo. Para os ajudar em sua criação, eles criaram outros deuses, com uma diferença de poder entre eles de menos de 1%. Esses primeiros se intitulavam de deuses Thaumicos, e os deuses criados por eles são os deuses Tálicos, que mantém a ordem do universo e a plena consolidação da Criação. Ao todo, são 12 deuses Tálicos, sendo 6 do dito "lado bom" e 6 "maus", na definição que Mundus deu pra esses dois termos. Os deuses Tálicos da luz fizeram tudo o que se é considerado como uma coisa de bem, e os deuses Tálicos das trevas fizeram o oposto, para manter o equilíbrio do universo. Essa linha de equilíbrio entre bom e mal é chamada de Equilibrium, uma estrutura mágica localizada no plano divino, que indica porcentagens e números para se estabelecer a igualdade dos dois lados.

A criação progredia. Para não interferir diretamente na realidade, os deuses criaram três planos existenciais. O plano da realidade, o plano divino e o plano etéreo. Esses planos São como dimensões, porém, sobrepostas uma a outra. Os deuses criaram todo o nosso universo no plano etéreo, e após concluírem sua criação, eles criaram o tempo e o espaço. Após isso, eles inseriram sua criação no plano da realidade, através de um evento de inserção, o Big Bang.

Após bilhares de anos no processo de formação dos planetas e todos os outros corpos celestes se completarem, os deuses criaram a vida, em um planeta chamado de Haled, e posteriormente, Terra. Os primeiros seres vivos foram surgindo, depois os animais, plantas, e os primeiros animais racionais, os primeiros "humanos". Eles eram os Tahum, uma espécies de humanoides de peles com cor variantes entre azul e marrom, e foram os primeiros seres a possuir a linha de magia e a aura.

O mundo vivia em paz, até o momento em que um Tahum morreu. Era o primeiro caso de morte que havia ocorrido, e por mais do grande conhecimento dos deuses, eles não criaram uma definição de vida pós-morte. Reencarnação? Não, talvez outro plano para levar as almas, onde a vida seria boa e talvez até melhor. Assim outro plano foi criado, mas não um plano de existência, um plano de julgamento. Planos de julgamento são dimensões onde almas ou seres carnais são julgados eternamente. Assim se criou o Céu, um lugar onde as almas iriam após morrerem. Quem se deu ao trabalho de o organizar foi o próprio Mundus, que criou os anjos, arcanjos e todos os seres angelicais que tomariam conta da administração de almas.

Um longo tempo se passou, até o dia em que um deus Tálico das trevas decidiu implantar sua criação, chamada de pecado. Era um mal que o ser vivo cometia, e que desagradava a Mundus. Porém, essa decisão não havia sido debatida com os outros deuses. Após o implantamento do pecado, o mal começou a surgir na Haled, e a balança do Equilibrium estava pendendo para o mal. Essas almas más iam para o céu, que era um local de pessoas boas e justiça, e causavam o caos e ainda mais desequilíbrio na balança do Equilibrium. Zangado, Mundus castigou esse deus, e aproveitou para resolver a situação. Ele o matou, e transformou seu corpo em outro plano de julgamento, o Sheol. O Sheol é o corpo desse deus que desagradou a Mundus profundamente. Esse local serviu para ser onde as almas más iriam, onde sofreriam eternamente. Assim também se criou o Tribunal, um local no Céu onde as almas seriam julgadas e mandadas para os planos de julgamento.

A partir desse pecado, um grupo de Tahuns, chamados de heróis das trevas, lutava contra um outro grupo chamado de heróis da luz, pelo controle e posse da Haled. Assim, se gerou as Guerras Primevas, um evento que decidiu o destino da Haled. No fim, os heróis da luz estavam ganhando. A guerra estava vencida, porém uma batalha final gerou uma dúvida, e essa dúvida gerou crenças diferentes do final dela. Uma batalha entre dois heróis, que dizem ter durado 3 dias, sem parar. Eram Tahuns de extremo nível de poder, e que nutriam um ódio grande um pelo outro. Mas ninguém sabe quem o foi o vencedor. Existem 3 crenças, a de que o herói da luz venceu, a de que o herói das trevas venceu, e de que a batalha continua até os dias atuais no plano etéreo. Essa dúvida gerou crenças por toda a Haled, que cultuam assim deuses diferentes.

Após um longo período, e a sociedade evoluindo, os Tahuns foram sendo extintos, por uma raça de animais racionais chamados de humanos. Esses humanos mataram quase todos os Tahuns. Além dos humanos, uma outra espécie também os caçava, que era os Nephils. Humanos dotados de magia, que possuem a linha de magia e aura, basicamente. Com o tempo, essas duas espécies foram desacreditando nos deuses Thaumicos e Tálicos, assim gerando diversas religiões. A partir da ação passiva e inconsciente de um deus Tálico, as crenças fortes em outros deuses fizeram com que eles surgissem. Porém, muito menos poderosos do que em suas crenças.

Assim, o mundo foi evoluindo, e apenas alguns sabiam da verdade, a verdade dos deuses Thaumicos e Tálicos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...