História Skywalker : Amor e Ódio - Capítulo 39


Escrita por:

Postado
Categorias Star Wars
Personagens Anakin Skywalker (Darth Vader), Leia Organa, Luke Skywalker, Obi-Wan Kenobi, Padmé Amidala
Tags Anakin Skywalker, Leia Organa, Luke Skywalker, Obi Wan Kenobi, Padmé Amidala, Star Wars
Visualizações 40
Palavras 1.685
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi pessoal

Peço desculpas por ter demorado tanto para atualizar podem acreditar eu não desisti da fanfic.

Eu apenas estava com bloqueio criativo daqueles, aí eu acabei viajando e isso atrapalhou.

Mas agora eu estou de volta.

Não pensem que eu não senti falta de vocês, é claro que senti...Do carinho de quem se dá ao trabalho de ler, favoritar e comentar.

Então é isso.

Boa leitura.

Capítulo 39 - Lady of Stone


Fanfic / Fanfiction Skywalker : Amor e Ódio - Capítulo 39 - Lady of Stone

N Jyn

-Han Solo quer parar de ser cabeça dura? – Perguntei já ficando irritada com tamanha teimosia vindo por parte do meu amigo.

-Por que diabos você quer que eu fique aqui? Nesse cubo de gelo que chamam de planeta por uma causa que com certeza vai fracassar- Han respondeu revirando os olhos enquanto ajustava o destino da Millenium Falcon.

-Sei lá talvez pelo Luke seu amigo, ou o Chewie que também quer ficar.... Ou então pela Léia- Ele se virou para mim a menção do nome dela e eu sabia que tinha tocado no ponto certo – Quer mesmo que provar que ela está certa em achar que você não passa de um contrabandista mercenário e egoísta? Porque nós dois sabemos que isso não é verdade.

-Você fala como se eu ligasse para o que aquela princesa mimada acha – Ele falou com aquele sorriso torto típico, porém aquilo não me enganava- Agora Lauryn é melhor sair se não quiser vir junto.

-Se importa sim, só é teimoso demais para demonstrar- Falei irritada prestes a sair da Millenium Falcon quando escutei um grito: “Luke”, meus sentidos da Força se aguçaram e eu senti que ele estava realmente em perigo, então quando me dei conta já estava correndo antes mesmo de Han dar a resposta irônica dele, ele pareceu se assustar e largou tudo na nave para correr atrás de mim.

***

N Luke

Estava me recuperando do ataque de um Wampa, acabara de sair do tanque bacta, esse ataque não foi nada de outro mundo, afinal nesses anos como rebelde eu já havia passado por vários maus bocados mas para minha mãe...

-No que você estava pensando Luke Skywalker? Não deveria ter feito essa ronda ainda mais sozinho- Minha mãe esbravejava indecisa entre me repreender ou me abraçar de alivio, mas felizmente ela optou pela segunda opção- Você tem que parar de fazer essas coisas, me deixa preocupada.

-Desculpe mãe, eu não consigo evitar- Murmurei olhando para o chão.

-Eu sei meu filho.... Você se parece tanto com o seu pai- Ela disse olhando para o nada com um olhar melancólico, para mim era óbvio que estava presa em alguma lembrança feliz, era cada vez mais comum sempre que se mencionava o meu pai.

De repente a porta se abriu e uma Jyn bastante esvoaçada entrou.... Os olhos verdes exibiam preocupação, mas logo mudou para alívio quando ela me viu e sorriu, estava com os cabelos castanhos todos bagunçados o que dava um ar de espontaneidade que chegava a ser lindo e aquele sorriso me surpreendeu, era a primeira vez que eu via Jyn sorrir e eu reconheci na hora que aquele era o sorriso de Obi Wan.

-Garoto se você abrir a boca mais um pouco vai entrar mosca- Voltei a realidade com a voz de Han que estava com uma sobrancelha arqueada e então me olhou de cima a baixo- Aliás o que houve com você? Foi atropelado por um Bantha?

-Não fale assim com ele Han, é grosseria- Léia chegou se pronunciado- Mas quando é que você não é assim né?

-Pelo amor! Vocês não vão brigar agora vão? – Jyn interrompeu revirando os olhos- Não, com o Luke assim.

-Ihhh gente vocês ouviram isso? - Léia disse caindo na risada- Acho que nossa Jyn está tendo uma quedinha pelo meu irmãozinho.... Para quem só vivia, isso é épico.

Era engraçado ver a minha irmã desse jeito, ela parecia tão animada, mas a Jyn ficou muito irritada, o que chegava a ser fofo.... Já eu? Não tomaria partido nisso.

-Como você e o Han? Porque não se beijam logo? Nenhum de nós aguenta mais tanta tensão sexual...E para a sua informação eu não tenho queda por ninguém.

-Eita eu não deixava!

-HAN- Minha mãe o repreendeu, mas até ela parecia interessada na treta que viria a seguir.

-Querem ver uma coisa? - Jyn pergunta para mim e para Léia e eu vi o Han piscar para ela.

N Han

Pisquei para Lauryn (Esse era o sinal) e ela me beijou e eu retribui.... Depois que nos separamos eu tive que fazer muito, muito mesmo esforço parar não rir das caras de chocados de Luke e Léia , eles estavam tão incomodados que não sabiam nem disfarçar a cara.

Lauryn sorriu para a Léia como se não tivesse feito nada demais e saiu da sala jogando o cabelo.

E quanto ao garoto? Luke olhou com raiva para minha pessoa

-Que foi?- Perguntei com a cara mais lavada me fazendo de desentendido.

Então sai da sala e encontrei Lauryn se segurando muito pra não rir, aposto que estava lembrando da reação dos gêmeos Skywalker, apenas de pensar naquilo também me fez ter vontade e assim que nós olhamos para cara um do outro...Não teve mais jeito rimos muito exatamente como dois parceiros do crime.

-A Cara deles foi épica -Ela disse entre risos -e Padmé nem falou mais nada depois daquilo.

-Espero que agora a princesa perceba o quanto me adora...Cai entre nós, aqueles dois estavam com ciúmes estampados na testas.

-Espero isso significa que você vai ficar? -Ela perguntou esperançosa

-Por ora- Respondo dando de ombros.

Quando de repente um alarme altissimo começa a soar..."Droga", pensei afinal só poderia significar uma coisa, o império estava atacando.

- PARA MILLENNIUM FALCON -Lauryn gritou ativando o sabre de luz roxo e correndo...Saquei logo o meu blaster e a atirar nos stormtroppers que invadiam...Hoje eu não estava num bom dia.

Já estava quase chegando a minha nave quando percebi que a Leia...Olhei hesitante em entrar logo e dar o fora como já devia ter feito a muito tempo mas não consegui... “Essa mulher ainda me mata”, pensei enquanto corria de volta para ação por causa daquela princesa irritante e mandona...Queria saber o que essa garota têm que me faz fazer essas coisas.

***

N Padmé

Estava uma loucura naquela Echo, mesmo estando sob ataque era eu que estava coodernando a fuga da rebelião no meio de tiro de blasters e destruição em massa.

E eu estava conseguindo até acertarem um tiro bem na minha arma o que fez ela quebrar me deixando indefesa...Os troppers me agarraram tentando me levar mas eu não iria ir sem lutar, tentava a todo custo me soltar e me defender mas não estava conseguindo por causa daquelas malditas armaduras brancas.

-MÃE!- Leia gritou no meio da bagunça e parecia que ela iria correr até mim.

-NÃO VENHAM -gritei a plenos pulmões afinal só assim eu seria ouvida- SE SALVEM! HAN LEVE-A PARA NAVE RÁPIDO!

Os stormtroppers conseguiram me levar para uma nave Imperial, mas havia demorado uma eternidade pois eu não parava de resistir.

-Aqui está a prisioneira Lady of Stone-Um deles disse me empurrando para o chão ajoelhada em frente a uma mulher humana que usava um vestido longo preto do estilo daqueles que eu usava quando era Senadora de Naboo só que muito mais elegante...Ela deixava o cabelo liso castanho escuro solto mas caía em camadas perfeitamente alinhadas e ela usava uma máscara preta cheia de detalhes que cobria apenas os olhos mas que fazia um trabalho excelente em esconder sua identidade...Não fazia ideia de quem era essa mulher e com certeza nunca a tinha visto antes.

-Ora Ora!- os lábios dela contraíram em um sorriso de satisfação ao me ver-Parece que vocês não são tão incompetentes como eu julgava...Bom trabalho agora deixe que eu assumo daqui.

Aquela voz era assustadora, quase tão assustadora quanto a de Vader e com certeza não poderia ser a voz real dela...Estava mais pra um artifício para causar terror nos inimigos apenas com uma palavra, e confesso que dá muito certo...Senti meu sangue gelar na hora.

-Vejamos- Ela me olhou de cima a baixo- A Líder da Rebelião, confesso que esperava mais...Oh mas não importa Lorde Vader ficará bastante satisfeito.

-O que Vader quer comigo? É sobre meu casamento com ele, os gêmeos ou a Rebelião? E quem diabos é você?

-Perguntas demais Amidala...Caso não tenha percebido isso se chama sequestro, não é para ficar fazendo perguntas... Você vem conosco e pronto -Ela falou com deboche.

-Não mesmo - tentei me desvencilhar dos troppers,e consegue me levantar e me pus a correr o mais rápido que puder antes da nave decolar.

Mas quando olhei para o chão percebi que meus pais não saíam mais do lugar, algo estava os impedindo de se mexerem...E quando olhei para trás vi que ela estava com uma mão erguida para mim, ela estava usando a força e rapidamente ela me jogou contra a parede metálica e dura da nave sem encostar um dedo em mim. O Impacto foi tão forte e doloroso que eu senti a minha espinha latejar...Não tinha a menor chance contra uma usuária da força.

-Se fosse você tomaria cuidado- Ela disse ainda sorrindo- Movimentos bruscos me deixam arisca e assassina.

E essa foi a última coisa que eu ouvi antes de apagar completamente.

***

N Jyn

-SEU IMBECIL POR QUE VOCÊ ME EMPURROU PARA NAVE? EU PODERIA TER SALVO A MINHA MÃE- Leia gritou bastante frustada com Han.

-Ou poderia ter sido capturada junto com ela...De nada princesa.

-EI VOCÊS DOIS CHEGA!-Gritei cansada de ouvir aquilo – OQUE PASSOU PASSOU.

Me sentei ao lado de Luke, estava me sentindo mal em vê-lo daquele jeito mas podia entender...Estava morrendo de preocupação com a mãe dele.

-Agora eu sei como ela se sente quando eu faço as minhas loucuras- Ele murmurou olhando para o chão e deprimido.

-Ei não é sua culpa Skywalker...Precisa acreditar que vai dar tudo certo, precisa confiar na Força.

-Ela está certa Luke -Obi Wan disse colocando uma mão de conforto no ombro dele- Precisamos confiar na vontade da Força nesse momento.

-E Lá vem essas besteiras- Resmungou Han- Não é a Força que decide para onde estamos indo, sou eu.

-E para aonde estamos indo mesmo? -Perguntou Luke

-Bespin, cidade das nuvens -Respondi e sorri ao me lembrar de um dos meus melhores amigos que agora era o chefe por lá, ele foi uma pessoa muito importante na minha vida...Por isso a cada segundo estava cada vez mais animada para rever Lando Calrissian.


Notas Finais


Obrigada por ler.

Gostaram? Odiaram?

E essa Lady of Stone aí ein...Gosto particularmente do gosto dela ksksks.

Bem foi isso

Se tiverem sugestões por favor deixem nos comentários

E até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...