1. Spirit Fanfics >
  2. Sleep on the floor >
  3. Emoções

História Sleep on the floor - Capítulo 15


Escrita por:


Notas do Autor


Ok EU TENHO UM BOM MOTIVO PRA TER DEMORADO
KKKKJJ eu fiquei resolvendo coisas da faculdade durante essa semana, foi bem corrido por ser em outra cidade, não tive tempo pra escrever e eu não queria fazer algo mal feito.

Mas dei meu jeitinho e aqui está o capítulo de hoje. Foquei na Hinata e no Naruto, não tá 100% fiel ao casamento no anime, mas eu tentei, diante da minha visão, supor o que aconteceu ( ou eu fumei muito orégano kksksjskdj quem sabe )

É isso, boa leitura 💕

Capítulo 15 - Emoções


Fanfic / Fanfiction Sleep on the floor - Capítulo 15 - Emoções

- Mandou me chamar, Hokage? - Sakura. Entrei na sala do Hokage e meus olhos foram diretamente ao grisalho sentado com um pergaminho em mãos, ao lado de Shikamaru bocejando.

Já tinha se passado 3 dias desde que Sasuke se foi, ele mandava cartas pra mim pelo falcão dele, não dizia muita coisa. Era impressionante como Sasuke conseguia ser o mais discreto possível em qualquer situação.

Kakashi levantou o olhar pra mim.

- Oh Sakura, entre. - Kakashi. Dei alguns passos pra frente e encarei o homem.

- Isso é um saco... - Shikamaru.

- Sasuke mandou um pergaminho pra nós, ele já está na Vila da areia. - Kakashi, ele balançou o pergaminho. Fiquei um pouco nervosa.

"Sim Sakura, estou me alimentando bem"

"Obrigado pelo bento, mesmo quando eu disse que não precisava."

"Tome cuidado, está chovendo bastante aqui"

Me lembrei de algumas dessas cartas. Balancei a cabeça e voltei a atenção a Kakashi. Sakura, não é hora disso.

- E... O que diz? - Sakura, um pouco curiosa.

- Ele diz sobre as pílulas. - Kakashi. Claro, por isso Shikamaru está aqui. Ele também está envolvido.

- O homem que tomou a mesma pílula... Explodiu também, sem deixar rastros, mas deixou uma nota de conta pra trás. - Shikamaru. - Sabemos que são as mesmas pilulas, porque várias testemunhas disseram ter a mesma cor.

- Ele comprou a pílula, ou seja, essa droga está sendo comercializada, e há uma boa chance de ser em todo o país do fogo. - Kakashi, completando a fala do Nara.

- Entendo... O que farão agora? - Sakura.

- Mandei Sasuke procurar por mais sobre essas pílulas, mas caso haja alguma necessidade de mais pessoas, se o Sasuke pedir reforços. - Kakashi, pausado em alguns segundos. - Quero que você e o Shikamaru vão.

- Você vai avisar aos outros Kages, Kakashi? - Shikamaru, Kakashi negou com os cotovelos na mesa.

- Gaara já sabe, só contarei caso nossa teoria esteja certa. - Kakashi. 

- Mas... E o hospital, Hokage? - Sakura. Eu não entendo, o maior empecilho pra eu acompanhar Sasuke não era minhas responsabilidades?

- Esse caso é diferente. É uma questão de necessidade. - Kakashi. Conhecendo o Sasuke, ele nunca vai pedir reforços, então posso me tranquilizar um pouco.

- Certo... Era só isso? - Sakura.

- Como vão as crianças? - Kakashi.

- Espera, a Sakura já...? - Shikamaru, surpreso. Kakashi encarou confuso e eu fiquei um pouco vermelha.

- As crianças do hospital, pervertido. - Sakura, me expliquei depois de toda essas conclusões preceptadas.

Shikamaru encarou aliviado e Kakashi riu baixo.

- Estão indo bem, algumas mais avançadas que outras, mas no geral estão gostando e aprendendo. - Sakura. - Com sua licença, Hokage.

Sai da sala de Kakashi e fechei a porta, mas antes que pudesse continuar, ouvi a conversa.

- Acha que ele volta, Kakashi? - Shikamaru

- Ele é necessário agora, Sasuke não nos deixaria em um momento de tamanha urgência. - Kakashi. Sorri fraco, sim, Sasuke não nos deixaria na mão agora.

Voltei a andar pra sair da mansão Hokage, indo diretamente ao hospital.

~ Hinata POV's On ~

O meu grande dia chegou, eu estou tão nervosa, mesmo com Ino me dizendo que não deveria, mesmo com Sakura pedindo para que eu relaxasse, eu só não conseguia, Eu estava prestes a me casar com o amor da minha vida inteira; O Naruto

O homem que acompanhei de tão perto evoluir, mesmo que não fosse nas mesmas condições de hoje, eu estou tão feliz mas com tanto medo.

Encarei meu rosto por baixo daquela maquiagem, eu não podia acreditar que depois de anos tentando me declarar, eu finalmente estou onde queria estar.

Senti uma mão quente e grande segurar a minha, era ele; Naruto. Ele estava de pé e me encarava com aquele doce sorriso encantador.

- Está tudo bem? - Naruto, ele perguntou preocupado. Assenti com a cabeça lentamente e fomos até uma janela grande, onde era contemplado a vista dos convidados, tinha tanta gente.

Apertei a mão de Naruto quando vi meu pai e minha irmã, sinto tanta falta do Neji, comemorando com a gente.

- Estão todos aqui... - Hinata, sussurrei.

- Estão... Está nervosa? - Naruto, encarei o rosto do meu amado e assenti com a cabeça, ele coçou a nuca pouco sem jeito. - Tá tudo bem, eu não sei o que fazer, nunca me casei antes.

Ele sorriu abertamente, com os olhos quase fechados, tão lindo, lembro de todas as vezes que ele sorriu assim, passando toda a confiança para a vila. Senti lágrimas se formando nos meus olhos, dessa vez era de tamanha emoção.

- E- Ei! Hinata! - Naruto, um pouco desesperado, ele colocou as mãos no meu rosto e acariciou com os dedos. - Não chora!

- D- Desculpa...! - Hinata, Naruto começou a rir baixinho encarando meu rosto, eu não entendi no começo, mas comecei a rir também, aquele riso tão contagiante dele me fez ficar feliz também.

Nos encaramos intensamente em silêncio.

- Vamos... Estão esperando a gente... - Hinata, Naruto afirmou e saímos daquele cômodo de mãos dadas.

O meu casamento com ele foi perfeito. Todos estavam lá, todos os nossos amados amigos e mestres, até a Kurenai- sensei e Mirai. Fiquei tão feliz de vê-las. até a Temari estava lá com o Shikamaru, ainda bem que pôde vir. Não consegui visualizar o Sasuke, acho que isso deixou o Naruto pouco chateado enquanto íamos ao altar.

Mas isso não foi o suficiente para desanimar o Uzumaki, assim que fomos liberados, Naruto soltou minha mão e foi até seus amigos, todos eles sorriam animados, cumprimentando o Naruto.

- Hinata! Você tá tão linda! - Ino, acompanhada de Sai. Ela me puxou pela mão. Sorri um pouco sem jeito para a loira.

- Obrigada... - Hinata.

- Você está feliz?- Ino.

- Pode apostar que sim, Ino. - Hinata, sorri para minha amiga e encarei mais adiante a Sakura; de pé com um falcão no braço, ela liberou o falcão e veio até Ino.

- O que era? - Ino.

- Sasuke, ele se lembrou de mim e de hoje. - Sakura. Encarei a face da Sakura, as bochechas dele estavam meio avermelhadas, aquele pequeno papel a fez muito feliz.

- E o que diz? - Ino.

- Parabéns - Sakura. Ino encarou um pouco desanimada.

- Só isso? - Sai.

- Sai! - Ino, ela repreendeu o namorado, mas Sakura assentiu sem se incomodar.

- Vocês estão aqui. - Temari, se aproximando da gente. - Parabéns Hinata, é um lindo casamento.

- Obrigada. - Hinata, agradeci sorrindo levemente. Ino riu baixo.

- E quando você vai se casar com o Shikamaru? - Ino.

- Nós não conversamos sobre isso... - Temari.

- E você vai vir morar aqui? - Hinata, perguntei curiosa.

- Não falamos disso também... Mas acho que não, sou a princesa da areia, não posso sair assim. - Temari.

- Eu sei que o Shikamaru é um idiota às vezes... Mas é uma boa pessoa. - Ino.

- Eu sei. - Temari.

Ficamos em silêncio por alguns segundos, até nos servirem saquê. Eu não bebi, não queria. Sai e fui até Naruto, segurei sua mão enquanto ele conversava com meu pai e minha irmã.

- E netos? - Hiashi, fiquei vermelha de vergonha diante da pergunta.

- Pai! - Hinata, repreendi diante da risada de Hanabi com a situação.

- Tá tudo bem. - Naruto, ele encarou meu pai. - Eu pretendo ter pelo menos 3!

- Ótimo! - Hiashi, os dois sorriam um para o outro, contentes com a resposta.

Eu ainda estava vermelha de vergonha.

- Hmm, e a lua de mel? - Hanabi.

Aquela pergunta foi tudo que eu ouvi antes de desmaiar no meu próprio casamento.

- Naruto...? Papai...? - Hinata, chamei pelas duas últimas figuras que vi bem baixinho. Abri meus olhos lentamente, Eu vi um teto de madeira e eu estava deitada em uma cama, tentei me sentar e consegui ver Ino e Sakura próximas, Ino me abanava com um papel.

- Ela acordou. - Sakura, ambas suspiraram de alívio.

- Ainda bem! - Naruto veio até nós, ele colocou uma mão na minha testa. - Você tá bem? Sakura, acho que precisa curar ela.

- Ela não está machucada. - Sakura, ela cruzou os braços e fechou os olhos.

- Só foi um desmaio de nervoso. - Ino, ela se levantou e segurou a mão de Sakura. - Vamos testuda, deixar o casal a sós.

Ambas saíram e fecharam a porta do quarto. Oh, estou no mesmo quarto de antes. Naruto me encarou e eu fiquei vermelha mais uma vez.

- Está tudo bem? - Naruto. Assenti com a cabeça e me sentei.

- Você parou o casamento por minha causa? - Hinata.

- Não. - Naruto. Ele segurou ambas as minhas mãos e eu me sentei. - Hinata, você ficou nervosa quando ela disse de lua de mel.

- Fiquei? - Hinata, Naruto parecia bem sério agora.

- Ficou... E tá tudo bem, se você não quiser, eu não vou lhe forçar a nada. - Naruto, encarei o chão e depois ao rosto dele e neguei com a cabeça.

- Eu quero Naruto! Isso vai te fazer feliz. - Hinata. Agora que estamos casados, sinto que a felicidade dele é responsabilidade minha, e farei de tudo para não desapontá-lo.

Ele sorriu levemente, feliz com minha resposta e me puxou para perto pelas mãos, meu rosto estava tão próximo, senti queimar e o beijei, ele me beijou de volta em um beijo doce com gosto de álcool graças ao saquê. Entrelaçei ambos os braços em seu pescoço.

Ele me puxou para mais perto com os braços envolvendo minha cintura, Eu mal podia imaginar o quão vermelho meu rosto estava, mesmo que aquele não fosse o primeiro o não será o último. Paramos aos poucos, mas Naruto deixou seu rosto próximo. Ele abriu os olhos e encarou meu rosto um pouco surpreso, soltou um riso frouxo e beijou minha testa.

- Você está vermelha como um pimentão. - Naruto. Me surpreendi um pouco. - Eu te amo, Hinata.

Ouvir aquilo mexeu comigo por dentro e por fora. Ouvir aquilo me deixou completamente vermelha, mais do que eu já estava. Mas eu encontrei forças.

- Eu também te amo, Naruto. - Hinata

Encontrei forças porque era você, sempre foi você.


Notas Finais


me perdoem de verdade pela demora, espero que gostem. O horário também não tá cedo mas é o que tem pra hoje kkkkj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...