História Sleeping Well? - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Dormindo, dormir, Drama, Insônia, Manipulaçao, Original, Pesadelos, Romance, Sleep, Sleeping, Sleeping Well, Sonhos, Suspense, Tortura, Well
Visualizações 6
Palavras 1.199
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Shounen, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Bom pessoas, esse é o segundo capítulo de "Sleeping Well?" Nesse cap eu decidi explicar um pouco do poderes dela, me desculpem se ficou grande demais, e eu sei que muitas perguntas ainda estarão sem resposta, mas com o tempo tudo será resolvido, espero que gostem ^^

Capítulo 2 - O desabrochar de uma Rosa (parte 2) - Slayer


Fanfic / Fanfiction Sleeping Well? - Capítulo 2 - O desabrochar de uma Rosa (parte 2) - Slayer

Rose futura - minha vida finalmente estava ficando interessante, eu lembro como se fosse hoje aquele dia... mal eu sabia o que viria a seguir... bom eu irei deixar a Rose do passado contar as histórias em tempo real para vocês daqui para frente, nós vemos em 1 ano e 6 meses gente, bye.


02:34 *presente*


- Ao que tudo indica eu tenho algum tipo de poder, ou isso é uma alucinação proveniente da Narcolepsia... vamos ficar com a primeira né? 


*sente algo passando por suas mãos...*


- Ahn? O que é isso? Parece um fio... pera... esses fios estão por toda parte! 


*Fala olhando a imensidão de fios transparentes que atravessam seu quarto*


- Acho melhor tomar cuidado, não faço ideia do que essas coisas sejam... mas sinto, como se fossem tão familiares... *segura um dos fios levemente*


*Ao segura-lo Rose sente como se um turbilhão de emoções passassem pelo seu corpo, sentindo coisas jamais sentidas antes*


- isso é... tão... eu... *larga o fio instintivamente* ... ... ... o que foi isso? Eu nem sequer sei o que eu senti... era parecido com frustação... preocupação, eu não sei dizer oque era... talvez eu devesse tentar novamente, mas dessa vez me concentrar mais... 


*Segura novamente o mesmo fio*


~ concentre-se Rose... concentre-se...~ *as emoções começam a passar por ela novamente* 


*Rose fecha os seus olhos se concentrando profundamente... ao fazer isso ela pode, "enxergar" uma coisa, uma forma, um lugar realmente abstrato, no qual ela não pode definir...*


- Eu não entendo... eu não consigo entender nada! *os maus sentimentos começam a tomar sua mente e ela acaba em um excesso de raiva puxando o suposto "fio"*


* Ela sente como se todo seu corpo fosse puxado em uma velocidade absurda para onde o fio estivesse levando, chegando ao seu destino antes que a mesma pudesse notar*


- onde... eu estou? *olhando ao redor* PUTA QUE PARIU! Eu estou naquele lugar! O que eu vizualizei! Puta que pa... 


??? - Shhhhh...


*Olhando para os lados* - quem disse isso?


??? - Shhhh... não vai querer influênciar negativamente o Sr. Stronghold não é?


- Pera o que? Quem é você? a onde estamos? Como eu vim parar aqui? *fala olhando para um homem de cabelos castanhos meio alto usando um sobre-tudo preto sentado em... algo que parece uma pedra deformarda em spiral*


~ Sr. Stronghold... ele é um cara que mora aqui perto, veterano de guerra ou algo assim, mas o que ele tem haver com isso tudo?~


Homem misterioso - Calma todas as suas perguntas serão respondidas, por enquanto trate de não fazer muito barulho, tudo o que você fizer aqui pode influênciar lá fora...


- Pode começar a responder minhas perguntas agora por gentileza?


H/M - *rindo* ok ok, vamos lá, eu realmente não posso lhe contar meu real nome, pelo menos não aqui, por enquanto me chame de Slayer.


- Que nome fora de moda hein senhor slayer? *rindo*


Slayer - hunf, permita-me continuar, nós estámos no sub-consciente do senhor James Stronghold, nos seus... sonhos, diga-mos assim.


- QUE?


Slayer - calma, sabe aqueles fios transparente? Então. Pessoas como nós chamamos isso de "Atalhos" elas veem de cada pessoa que dorme até você, pórem é possivel chama-las se nos concentrarmos.


- Ta querendo que eu acredite nessa merda toda?


Slayer - Pra mim tanto faz... mas se ficar perambulando com seus poderes por ae sem instrução ou proteção, vai acabar se dando muito mal, e atraindo coisas e pessoas que você jamais iria querer ver... Lhe garanto isso não tem nada haver com narcolepsia... e sim eu sei de tudo sobre você, nem me pergunte como.


- Olha... eu... queria acreditar saca? Mas isso tudo, não ta fazendo o menor sentido... pessoas como nós... como assim? Eu... eu...


Slayer - eu entendo... é dificil no início... bom vamos provar pra você que isso tudo é real, oque acha de ajudarmos o Sr. sh?


- o que podemos fazer por ele?


Slayer - Ele é um veterano de guerra, que sofre de distúrbios psicológicos, e estresse pós-traumatico, devido a guerra e tudo mais, por isso esse mundo é tão deformado e estranho... 


- Não respondeu minha pergunta querido.


Slayer - Se acalme, eu não quero deixar informações de fora. Bom... esse é o nosso principal poder, influênciar as pessoas direta e indiretamente, dentro dos sonhos... como te explicar? Quando nós acordamos, esquecemos de cerca de 96% dos sonhos, e nós atuamos nesse campo, influênciamos as pessoas e quando elas acordam pensam que suas idéias e decisões são deles, mas elas mal-sabem que tudo que elas julgavam mérito próprio não passa de mera influência de alguém de fora... essa habilidade pode ser usado tanto pro bem quanto para o mal... eu fiz a decisão de seguir o caminho do bem, espero que faça o mesmo...


- Então pelo que eu entendi nós vamos influêciar ele?


Slayer - Basicamente sim. mas primeiro precisamos encontra-lo nesse mundo distorcido.


- ok ok, vamos nessa.


Algum tempo de procura depois...


- olha... você disse pessoas como nós agora pouco... o que quer dizer com isso? existem mais?


Slayer - você não faz ideia, existem muitos, mais do que eu gostaria que existissem, nem todos são bons como nós, na verdade a grande maioria não é. Enfim, nós somos "Viajantes" nos chamam assim por motivos óbvios.


- e como podemos enc.... *interrompida por Slayer que coloca o braço em sua frente a fazendo parar de andar*


Slayer - Ali está ele, vá e tente conversar *empurra Rose até ele*


~ Mais que merda hein, o que ele quer que eu fale? quer que eu banque a psicologa? ah... mais vamo lá né? segundo o Slayer ele nem vai lembrar mesmo ~


*Se aproxima de James Stronhold que esta sentado em uma cadeira que está flutuando no ar*


- Ahn... oi? Senhor strong?


Sr. Sh - olá...


- bom... como você está se sentindo? ~o que karalhos eu estou falando?~


Sr. Sh - Bem... 


- Nós dois sabemos que isso é mentira... pode me falar ~Não que eu me importe~


Sr. Sh - e por qual motivo eu faria isso?...


- isso é apenas um sonho, eu não passo de uma criação do seu sub-consciente, o que você perderia me contando? ainda ganharia uma chance de desabafar...


Sr. Sh - se isso for verdade... então você já sabe não é? já que faz parte da minha mente, deveria saber de tudo.


- Bom... Eu... fui criada por sua mente apenas para lhe ajudar a desabafar...


*Longas Horas mais tarde*


Slayer - E então? se sente bem por ter influenciado o cerébro dele a ponto de acabar com seus distúrbios?


*olhando em volta Rose vê uma linda paisagem*


- Bom isso foi... bem... gratificante eu acho... vamos voltar?


Slayer - você que manda *a mão de Slayer começa ganhar um aspecto de eletricidade, desferindo uma pequena descarga elétrica no chão*


Slayer - Bom isso fará ele acordar em alguns segundos... é outra de nossas capacidades, nós podemos desferir pequenas descargas eléteicas no sistema nervoso, nem preciso dizer que isso é muito útil *rindo* bom nos vemos mais tarde, boa sorte Rose!


*Ao falar isso tudo desaparece levando Rose de volta a seu quarto, ao chegar toca seu corpo real que está deitado na cama acordando normalmente*


- ufa... essa noite foi mais longa do que eu esperava... acho melhor eu... *interrompida pelo barulho do despertador* ir pra escola *claramente irritada* puta que pariu, minha vida está agitando *pequeno sorriso*


CONTINUA...




Notas Finais


Então foi isso, obrigado por terem lido ^^ as coisas foram meio longas hoje, mas pretendo deixar as coisas mais dinâmicas e com mais ação... bom esse foi o final das apresentações da Rose, os proximos caps irão ser um pouco mais sérios, ou eu pelo menos pretendo :v
Enfim, muito obrigado, mostrem para os amigos e espero que continuem acompanhando ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...