História Sleepwalking - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Jogos Vorazes (The Hunger Games)
Visualizações 2
Palavras 757
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Drogas
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - Noite de compras


Emilly se levantou do sofá e se espreguiçou. Havíamos ficado no sofá um tempão, fazendo teorias sobre cada um dos meninos. 
   - Mel, vou subir e conversar com eles. Precisamos ir ao mercado, não podemos viver de comida industrializada, né?! - Ela pôs as mãos na cintura e encarou as escadas. - Qual deles deve ser mais fácil de convencer?
  - Acho que o Ethan! Ele parece ser mais bonzinho. - Pensei um pouco e indiquei o Thomas, que continuava a dormir. - Ou o Thomas... - Cutuquei seu braço de leve, mas não surtiu efeito, então o cutuquei várias vezes seguidas, ele me olhou de canto e fechou a boca. 
   - Que é?
   - Você dormiu no sofá e a Emy queria falar com você. - Respondi.
   - Eu quero? - Emy pareceu ter sentido o mal humor dele ao ser acordado e foi sorrateiramente para as escadas. - Vou falar com o Ethan. - Ela sorriu e correu pelo resto dos degraus, fiquei sentada no sofá fuzilando seus pés subindo rapidamente. Me virei para Thomas e dei um sorrisinho sem graça.
   - Você me acordou pra nada? Qual é o seu problema? - Ele se endireitou e coçou os olhos com as costas das mãos. 
   - Por que você está dormindo na sala? Por que não vai para o seu quarto? - Perguntei em tom de defesa, então o ouvi rindo sarcasticamente. 
   - Já está se sentindo em casa?! - Senti minhas bochechas esquentarem de vergonha. Olhei para o teto tentando disfarçar o desconforto que senti. 
   - Só estou dizendo que alguém que não quer ser incomodado devia dormir em seu quarto, onde tem privacidade. - Cruzei os braços ainda desviando o olhar dele. 
   Thomas se levantou sem dizer mais nada e subiu as escadas. Talvez ele não fosse tão legal quanto eu havia imaginado, se tivesse os cabelos ruivos eu teria certeza de que era parente do Léo, pareciam farinha do mesmo saco. Fiquei ali na sala sozinha, podia ter subido com a Emilly para ajudar a convencer Ethan a ir ao mercado, mas antes que eu criasse coragem para subir e ajuda-la a convencer ele, Thomas desceu de novo, tinha uma feição indignada estampada em seu rosto. 
   - O que foi? - Perguntei.
   - Cadê as minhas coisas?
   - Que coisas? - Continuei a olhar pra ele sem entender.
   - Foi você que mexeu no meu quarto?
   - Bom, eu limpei todos os quartos que estavam abertos, mas não peguei nada de ninguém. 
   - É mesmo? E as minhas roupas? - Ele cruzou os braços. 
   - Ahhhh... Aquele era o seu quarto. Faz sentido, você não tem cara de que faz musculação. - Lembrei do quarto com os pesos, tinha imaginado que poderia ser dele. 
   Ele mantinha a expressão séria, o que devia estar pensando? Que eu havia jogado fora suas roupas? Revirei os olhos e me levantei.
   - Eu só as coloquei para lavar!
   - Quem mandou mexer em alguma coisa? Só pedi para não entrarem nos quartos e o que você faz? Além de entrar, ainda mexe no que não é da sua conta. - Estávamos cara a cara. 
   - Eu só estava tentando ajudar, fazendo um favor por estarem nos deixando ficar aqui... 
   - Então da próxima vez não agradeça!
   Ethan, Emilly e Léo estavam descendo as escadas no momento em que discutíamos. Senti vergonha por estar levando um sermão na frente deles, não queria olhar pra eles. As vezes eu acabava chorando sem querer quando me sentia constrangida. 
   - Ok, pode deixar. - Respondi.
   - Mel, está tudo bem? - Ouvi Emy perguntei e assenti ainda de costas. - Os meninos disseram que tudo bem irmos numa vendinha aqui perto...
   - Tá bom, podem ir então. Traz alguma coisa gostosa pra mim. 
   - Não quer vir com a gente?
  Thomas passou por mim e o ouvi subindo as escadas, ainda não queria me virar para encarar ninguém.
   - O que aconteceu? - Ethan pareceu surpreso ao perguntar, mas não respondi. 
   - Não quer vir com a gente mesmo? - Emy perguntou. 
   - Não, podem ir. Vou tomar um banho e dormir, foi um dia cansativo. 
   - Quer que eu fique? - Ela perguntou novamente, parecia preocupada. Balancei a cabeça negativamente. 
   - Vai e por favor ache alguma coisa comestível!
   - Tá bom, fica bem viu?! - Assenti em resposta e os ouvi saindo pela porta da sala. Respirei fundo e me sentei no sofá, não queria ir para o andar de cima aquela hora, só queria ficar quieta ali. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...