História Slow Burn - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Magcon
Personagens Cameron Dallas, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Sammy Wilkinson, Shawn Mendes
Visualizações 77
Palavras 1.226
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LEIAM AS NOTAS FINAIS
LEIAM AS NOTAS FINAIS
LEIAM AS NOTAS FINAIS
LEIAM AS NOTAS FINAIS

Capítulo 1 - Prologue


 

Kayla

Gritos. Eram as únicas coisas que eu ouvia e isso faz com que isso seja um dos motivos que eu desejava ser surda. Para falar a verdade eu estava quase lá. A escola inteira comemorava a vitória do time de futebol americano e eu – chata e escrota do jeito que sou – apenas tapava meus ouvidos enquanto era chacoalhada de um lado para o outro por meus amigos, que também comemoravam. Meu irmão estava ali, no campo, sendo praticamente levado por seu time por ter proporcionado a vitória e ter tornado o colégio campeão estadual. A única coisa que fiz foi bater algumas palmas e começar a tirar confetes que provavelmente estavam grudados em meu cabelo.

- Você podia ser uma irmã exemplar e pelo menos dar um sorriso – Brooklyn disse perto de meu ouvido.

- E qual seria a graça? – retruquei.

Brook revirou os olhos e eu sorri para ela, fazendo-a sorrir e levantar os polegares para mim. Voltei minha total atenção para o campo, notando os amigos de meu irmão o parabenizando, junto de algumas líderes de torcida e outras meninas. Era estranho voltar para a escola depois de ficar um ano fora, é como se você estivesse em um lugar novo, porém conhecesse tudo e todos. É claro que tinham alunos que entraram ano passado e professores novos também, mas fora isso, eu conhecia todo mundo e todo mundo me conhecia. Não que eu seja popular, mas eu também não sou uma total desconhecida pelo bairro de Sun Valley. Até porque o sobrenome Espinosa recebe bastante atenção graças ao meu irmão.

Matthew é, com toda certeza, mais popular que eu. Nós somos completos opostos, mas não temos uma relação ruim. Acho que não tem como gêmeos se odiarem, tem?

Ok, deixa eu explicar: Matt e eu somos gêmeos, mas não temos nada em comum. Aparência, personalidade... nada. Temos um irmão mais novo também, Lewis, ele tem cinco anos e essa criança é o amor da minha vida.

Fui afastada de meus pensamentos por uma mão na parte inferior de minhas costas. Olhei para o dono da mão, tendo a visão de Evan.

- A gente tá indo pra festa – ele disse e eu assenti. Seu sotaque britânico ecoando em meu ouvido.

 - Se você descer mais um pouco sua mão, vai apalpar minha bunda – eu disse um tanto incomodada – Tira.

- Você deixa os caras colocarem a mão até dentro do seu sutiã, mas eu não posso colocar a mão nas suas costas – reclamou.

- Você não é um desses caras, você é o Evan – Brook disse.

- Onde vocês tão indo sem mim, seus puto? – Johnson se colocou ao lado de Brook.

- Pra festa, ué – falei – Onde você tava? Eu não te achei em lugar nenhum.

- Eu sentei junto com o Gilinsky e o Mendes – deu de ombros – Vocês demoraram muito pra chegar.

- O caralho que a gente demorou pra chegar – eu disse – Quem que é esse Mendes?

- Aquele menino que veio te cumprimentar no primeiro dia de aula – Evan explicou.

- Ah, ele.

- Aí, viado. O Mendes já tá dando em cima da Espinosa – Jack provocou.

- Tá nada – Brook enviou a cabeça entre os dois bancos da frente – Ele achou que a Kayla fosse uma novata. Ela ficou puta.

- Não pode te chamar de novata, não? Tu é.

- Seu cu que eu sou novata, Johnson. Tô nessa escola há mais tempo que você.

- Aí você saiu e voltou um ano depois. É novata.

Essa discussão durou o caminho inteiro até a festa de um dos jogadores. Chegando lá, tivemos que estacionar um pouco longe, pois já tinham vários carros estacionados na frente da casa. Entramos na casa e vimos meu irmão com o grupinho de amigos dele e meu grupinho de amigos. Decidi que iria parabenizar Matthew mais tarde, portanto, andamos em direção aos nossos amigos. O primeiro que percebeu nossa chegada foi Cameron, que deu um sorriso e um grito, atraindo a atenção dos outros meninos.

- Piranhas! – Sam falou – Meninas – ele disse. Soltei um risinho.

- Vocês tavam no jogo? Não vi vocês lá – Gilinsky disse.

- Tô falando pra você que vocês chegaram atrasados – Johnson disse. Mostrei o dedo do meio pra ele, logo me virando para responder Gilinsky.

- Você acha que o Matthew ia me deixar perder esse jogo? Ele comia meu toco.

- Minha gêmea do mal! – um braço se entrelaçou em meu ombro – Não tem nada pra me falar?

- Você tá fedendo suor – comentei – E tá sujo de terra no rosto.

- Você fede o tempo todo e eu não falo nada. Que mais?

- Parabéns por não estragar tudo hoje? – ofereci.

- Eu poderia pedir por uma irmã melhor? – ele me apertou o braço que estava em meu ombro, quase me enforcando – Muito fofa.

- Cadê o Evan? – Brook perguntou.

- Ouvi ele falando que ia procurar alguma guria pra pegar – Sam deu de ombros.

- Ah, beleza. É que ele é nossa carona.

- Ué, porquê? Eu tô de carro – Matt disse, me soltando.

- Até parece que você não pretende entrar em coma alcoólico.

- O Shawn vai dormir em casa, disse que não vai beber muito – meu irmão disse.

- Ouvi meu nome – uma voz se envolveu em nossa roda – E ai, Wilkinson!

- E aí, mano.

 - O que você tava falando? – Mendes perguntou.

- Eu tava falando pra minha irmã que você vai dormir em casa.

- Sua irmã? Cadê ela?

- Kayla, esse é o Shawn. Shawn, minha irmã – nos apresentou.

- Mentira que ela é sua irmã! Eu achei que ela era novata e tentei mostrar a escola pra ela, ela não curtiu muito não – riu – E aí – veio em minha direção para me cumprimentar.

- Quer beber alguma coisa? – perguntei para minha melhor amiga, que observava aquela cena com divertimento no rosto.  

- Claro. Vamos lá! – ela disse.

Saímos da rodinha do nosso grupo e fomos até a mesa de bebidas. O anfitrião da festa estava atrás da mesa e acabou fazendo duas caipirinhas pra gente. Não pude deixar de notar que ele não parava de olhar para Brook, mas se ela realmente estivesse interessada, teria feito algo. Caminhamos até o lado de fora da festa e ficamos em um canto observando o pessoal do primeiro colegial ficar bêbado no primeiro copo de álcool. Amadores.

Minha melhor amiga me lançava olhares difíceis de identificar, fingi ignorar por um tempo, mas ela também não desistiu. Revirei os olhos e olhei em seus olhos.

- Que foi? – perguntei.

- Nada... – deu um gole em seu copo.

- Brooklyn.

- Ok. Ok – soltou um risinho – Nós vamos mesmo ignorar o fato de que Shawn Mendes praticamente deu em cima de você na frente do seu irmão?

- Quê?

- Ah, qual é? Você não pode ser tão burra – falou – Até o Matt percebeu. Ele curtiu você.

- Claro que curtiu. Todo mundo curte. Ele me conheceu semana passada, dei um fora, ele ficou intrigado porque ninguém rejeita ele, ele acaba me conhecendo, acabou o encanto. É o ciclo – dei de ombros.

- Ele já pegou a Vivien.

- Brook, meu chuchu, se eu pegar as roupas do meu irmão, colocar um boné e chegar nessa guria, ela fica comigo.

- Interessante onde sua mente vai. Você é esquisita.


Notas Finais


EU TO APAIXONADA POR ESSA FANFIC!!! ESPERO QUE VOCÊS GOSTEM DELA TANTO QUANTO EU TO AMANDO ESCREVÊ-LA!!
Favoritem e comentem!!!!
Link do Wattpad para os posts no Instagram e mensagens dos personagens: https://www.wattpad.com/story/127487285-slow-burn-shawn-mendes
Meu twitter: https://twitter.com/carIgallavich
Comentem!!! Isso me inspira e me motiva muito mais


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...