História Slow ( Michaeng ) - Capítulo 26


Escrita por:

Postado
Categorias TWICE
Personagens Chaeyoung, Dahyun, Jihyo, Jungyeon, Mina, Momo, Nayeon, Sana, Tzuyu
Tags 2yeon, Dahmo, Michaeng, Satzu
Visualizações 350
Palavras 1.938
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Orange, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura, galera.
Vou tentar deixar os próximos caps mais entusiamentes.
Não briguem comigo porque na fic tem mais DahMo que Michaeng, ainda vai ter muito Michaeng só estou tentando encaminhar logo algumas coisas e deixar o drama pro Michaeng kkkkk

Capítulo 26 - Parcial


P.O.V DAHYUN

DH: Acho que não tinha necessidade de vocês tratarem a Mina dessa forma.

TZ: Ela também não tinha necessidade nenhuma de enganar a Chaeyoung, mas fez.

DH: Realmente, Tzuyu. Mas não precisamos agir feito crianças birrentas.

TZ: Qual é, Dahyun? Vai preferir ficar do lado dela?

DH: TZUYU! Para com isso, não estou te reconhecendo, isso também tem a ver com a Sana, não é?

CH: A Dahyun tem razão, Tzuyu. Acho que não devia ter falado daquele jeito com a Mina. - os olhos de Chaeyoung encheram de lágrimas. - Ela nunca me tratou mal assim desse jeito.

TZ: Claro que não tratou, ela nem te reconhecia.

DH: Tzuyu, para de ser idiota. Tá falando tanto da Mina, mas você também tá magoando a Chaeyoung. - Tzuyu pareceu se tocar quando olhou pra Chae e viu sua amiga triste, ela estava sendo grossa com todos inclusive com Chaeyoung. -

TZ: Desculpa, Chae. Eu não queria falar isso... É só que me entendam, eu confiei na Mina, já estava praticamente considerando ela minha amiga, eu deixei ela me enganar. E a Sana, eu não pensei que ela pudesse ser assim, não pensei que ela iria apoiar uma atitude dessa com a Chaeyoung.

CH: Tudo bem, não achei que fosse ser tão difícil assim, mas ainda estou muito Chateada com o que ela fez, não precisava ter me fingido ser minha amiga pra conseguir algo com a Jeong.

DH: Bom, pelo menos não vamos mais precisar ficar nos escondendo por ai, acho que a Mina não vai querer falar com a gente tão cedo. Tzuyu, acho bom você falar com a Sana, antes que saia espancando alguém por ai pra descontar essa raiva. 

TZ: Não sei se é uma boa ideia. - Tzuyu disse suspirando. -

CH: Eu apoio, a gente não sabe a parte dela, talvez ela até tenha tentado falar alguma coisa pra Mina e ela não quis ouvir. Não sei, essa história tá me deixando louca. Mas eu não tenho raiva da Sana ou da Momo, elas são amigas da Mina, não minhas. E se fosse alguma de vocês que estivesse no lugar da Mina e decidissem fazer alguma coisa dessas, eu não sei o que eu poderia fazer como amiga pra impedir, só conversar mesmo. Sana não me parece ser uma pessoa ruim e ela parece gostar de você.

TZ: Mina também não parecia uma pessoa ruim. - Tzuyu fala em um tom arrogante. -

DH: TZUYU DEMÔNIA!!!!!! - Oh céus quando eu penso que a conversa vai se direcionar pro lado certo essa demônia resolve ficar louca de novo. - Tu só pode estar possuída pelo espírito do capeta!

TZ: Desculpaaaaa, Chae. Acho que tô de tpm. - Tzuyu diz colocando seu braço por cima do ombro de Chaeyoung e as duas saem caminhando abraçadas pelo corredor. -

DH: Eu vou resolver uns assuntos e vou voltar com a Jihyo. Tchau, Meninas. 

CH: Até amanhã, Tofu. - Chaeyoung diz já se afastando de Dahyun. -

DH: CHAE! VÊ SE CONTROLA ESSA CACHORRA RAIVOSA! - Grito quando as duas já estão um pouco mais longe e estas recebem olhares dos curiosos ao redor. -

~ Tzuyu quase volta pra responder algo, mas Chaeyoung não deixou. Aviso Jihyo que vou esperar ela sair e subo pra biblioteca para adiantar alguns trabalhos. Estava no corredor de literatura observando algumas prateleiras, procurando o livro indicado pela professora. Até que ouço uma voz familiar atrás de mim. ~

MM: Oi, meu tofuzinho. 

DH: Momo, sua doida o que você fazendo aqui? Vai assustar a mãe. - digo me virando pra encarar  essa retardada que quase me mata de susto. -

MM: Não foi minha intenção assustar você, quer dizer até foi um pouquinho. - Momo me lança mais um de seus sorrisos cheio de malícia. -

DH: O que você veio fazer aqui? - Momo podia ser o que fosse, mas eu não conseguia ficar com raiva desse ser, apesar de tudo ela realmente tinha seus encantos nos quais eu já havia caído. -

MM: Vim pra dormir, mas acabei vendo algo mais interessante pra fazer. - Momo se aproxima bem devagar de mim e me encosta na parede. -  Eu sei que eu havia falado sobre ir devagar e com jeitinho, mas agora eu queria aproveitar um pouquinho, pode ser?

~ Oh droga, essa garota sabe como mexer comigo, passei todos esses dias lembrando daquele beijo, meu corpo parece ceder a cada investida dela, eu mal consigo reagir. A minha vontade de beijar os lábios dela está me matando, parece inevitável resistir. Momo chega mais perto e eu apenas fecho meus olhos esperando, ela beija meus lábios suavemente e depois vai intensificando, fazendo movimentos mais rápidos, suas mãos minha cintura vão me puxando cada vez mais pra perto, colocando nossos corpos e me envolvendo totalmente em seus braços. Naquele momento sentia o calor emanando de seu corpo, seus beijos molhados desceram até o meu pescoço e suas braços agarram-se ainda mais minha cintura, me puxando um pouco mais pra cima em um abraço firme, ela não parava de beijar meu pescoço e me apertar contra si, meus olhos estavam fechados e eu não sabia como sair, na verdade não tinha motivos pra sair, estava tudo tão bom, não imagina o quanto poderia ser tão bom assim. Era loucura estar me agarrando com a pior influência do colégio dentro da biblioteca, toda o meu bom histórico estaria comprometido se alguém visse. Após muito exitar pego o livro que eu tinha na mão e acerto a cabeça de Momo com ele. Ela me solta e põe a mão na cabeça com uma expressão de espanto. ~

MM: Dahyunaaaa, por que você fez isso?

DH: Você não me soltou mais. - digo rindo da cara de dor que ela fazia. -

MM: Você deve ter algum problema mental sério, era só ter pedido que eu soltava, agressiva.

DH: O livro foi mais rápido, falar demoraria muito ainda. E você tem mais problemaa mentais do que pra se envolver comigo. - Falo a empurrando pra frente, ela esbarrou em alguns livros que caíram da prateleira. Dou um selinho nela e saio apressada antes que a bibliotecária chegue. -

MM: Você me paga, Kim!!!!

~ Quando estou saindo ouço a bibliotecária falando " Hirai Momo, você sempre vem fazer bagunça aqui, vai ficar até o final do meu expediente e me ajudar nessa bagunça que você fez. " Momo realmente vai querer me matar. ~


P.O.V TZUYU

~ Era sexta feira e já era o nosso quinto dia ignorando as japonesas. Sana tentou falar comigo  na hora do intervalo, mas eu apenas mudei de caminho assim como fiz durante toda a semana. Mina parecia estar triste também, já nem olhava pra gente quando cruzavamos com ela pela escola. Fomos ao fliperama e o clima pareceu estar voltando ao normal, Chaeyoung pelo menos conseguiu se distrair mais, mas o aniversário da Mina já estava chegando e com certeza ela ficaria super triste de novo. Jeongyeon passou pra buscar a Chae e eu fui em uma sorveteria com a Tofu, Jihyo iria encontrar a gente lá. Fizemos nossos pedidos e sentamos em uma mesa, pra completar a Noite, Minatozaki Sana aparece com a Momo. Tento me esconder, mas ela acabam vendo a gente. E depois de pegarem seus sorvetes sentam com a gente. ~

SN: Oi, meninas. - Sana da um beijo na cabeça de Dahyun e fica me olhando -

MM: Oi, oi ! -

DH: Oiie.

TZ: Ótimo - Digo fingindo não me importar com a presença delas.

DH: Momo, o que é isso na sua testa? É um galo? - Dahyun começa a rir que nem louca e Momo apenas revira os olhos. -

MM: Eu saí com uma galinha e acabei ficando com um galo, olha só no que deu.

DH: Bicha, a senhora ta bem afrontosa mesmo.

SN: Tzu, podemos conversar um pouco? Por favor.

DH: Vocês precisam conversar mesmo.

~ Sana pedindo dessa forma é difícil dizer não, mesmo estando com raiva dela. A peste da Dahyun se levantou e saiu puxando Momo e nos deixando a sós. ~

TZ: É, pode ser, Só estamos nós duas aqui mesmo. - Sana sentou na minha frente -

SN: Tzuyu, o que aconteceu? Pensei que estivéssemos bem, não sei o motivo de você estar me ignorando, pode me dizer?

TZ: Ah é sério que você não sabe? Você não sabia da Mina falar com a Chaeyoung só por causa da Jeongyeon? - Sana engoliu em seco e encarou a mesa, após algum tempo resolveu falar. -

SN: Então é sobre isso, oh droga. Eu sabia que uma hora isso ia acontecer.

TZ: Agora você já sabe, pode se retirar.

SN: Escuta, eu não vou tentar te convencer de nada, apenas quero que você me ouça, quero te explicar o que aconteceu. Você pode me ouvir? - Sana suspirou fundo e olhou nos olhos de Tzuyu que sentiu seu coração acelerar. -

~ Tzuyu queria negar, mas não conseguia ser assim com Sana, a garota era tão gentil. ~

SN: Eu errei, realmente errei. Avisei a Mina pra não fazer isso, não achei certo desde o começo essa coisa idiota que ela fez, devia ter impedido ou avisado vocês. Mas depois eu pensei que a Mina realmente estivesse gostando da Chaeyoung, pensei que ela tivesse esquecido essa bobagam e bem, eu não quis atrapalhar o relacionamento que elas estavam criando. E ainda acho que a Mina realmente gosta da Chaeyoung, só não consegue admitir pra ela mesma. Também sei que devo um pedido de perdão pra Chaeyoung. Mas nunca foi minha intenção causar mal algum, eu gosto de vocês, Tzuyu. Me desculpe - Sana se levantou e curvou seu corpo em forma de desculpas , fiquei sem reação, mas aquilo me pareceu sincero e desde a nossa última conversa ela me pareceu bem sincera também. -

TZ: Sana, obrigada por falar a verdade. Eu até entendo o seu lado, mas é uma pena que nada disso se resolva com desculpas. Você não teve a culpa de fato, a Mina que fez toda essa idiotice com a minha amiga.

SN: Obrigada por entender.... - Sana disse um pouco hesitante - Mas eu tenho certeza que a Mina não quis causar essa confusão, não fiquem com tanta raiva dela, esses dias ela está tão triste, ela nem sabe que é por esse motivo que a Chaeyoung parou de falar com ela. Eu não quero falar por ela, mas esse tempo todo, Mina não teve nada com a Jeongyeon, nem a convidou pra sair , então eu realmente acho ainda que ela possa gostar da Chae.

TZ: Eu não sei de nada sobre isso, a Mina foi uma idiota, eu sei que ela é sua amiga. Mas vou continuar com a mesma opinião em relação ao que ela fez.

SN: Tudo bem. - Sana disse um pouco triste, não queria ver Mina sofrer, ainda mais perto de seu aniversário, mas sua amiga devia arcar com as consequências. -

TZ: O que ela fez não foi justo com a Chaeyoung.

SN: Eu sei que não, você poderia dizer pra Chaeyoung que eu gostaria de conversar com ela?

TZ: Posso tentar.

SN: Obrigada por me ouvir, não vou mais me alongar e nem insistir com algo. Me sinto muito envergonhada por tudo, eu já vou indo, melhoras. Tchau.

~ Sana se levantou e foi embora cabisbaixa, pelo menos agora eu entendo um pouco o lado dela, ainda sinto um pouco de raiva, mas estou mais aliviada de saber que Sana não foi tão contra ao que eu sempre achei dela, estou feliz por saber que ela é uma boa pessoa e meus instintos sobre ela estavam certos. Agora sobre a Mina, me sinto tão relutante em acreditar que ela foi capaz de me enganar tão bem assim, nunca percebi o interesse dela na Jeong, essa é boa em enganar os outros . ~







Notas Finais


Se não der pra postar outro depois, posto de de tarde. Beijão, comentem o que acharam e sim ainda vai ter mais treta com a Mina.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...