História Smiles and halters - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba
Personagens Giyuu Tomioka, Inosuke Hashibira, Tanjirou Kamado
Visualizações 31
Palavras 1.270
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Ficção Científica, LGBT, Luta, Policial, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Então gente antes de tudo já quero agradecer por você estarem lendo está historia e depois já quero avisar que o estilo que pretendo seguir foi inspirado por uma historia da autora Fuyu_Derek ( Small Greenish). Se tiverem um tempo sobrando ou gostarem de Boku no hero, recomendo fortemente para que leiam essa obra divina, serio ela é maravilhosa. Bom era isso, boa leitura e nos encontramo la em baixo.

Capítulo 1 - Tudo tem um começo


Fanfic / Fanfiction Smiles and halters - Capítulo 1 - Tudo tem um começo

Monstros, assassinos, psicopatas, esses e outros nomes eram usados para se referir ao grupo de pessoas que aterrorizam o Japão com seus atos terroristas. Oni, este foi o nome dado oficialmente  a essas pessoas, e o motivo para tal coisa acontecer foi que sempre após um ato deles ser cometido, no mesmo local não muito tempo depois, sempre apareceu um cadáver com sinais claros de canibalismo. O que ironicamente lembrava a lenda dos demónios noturnos que tinham o mesmo nome e se alimentavam de seres humanos para continuar vivendo. No começo todos os japoneses acharam graça do nome e pensaram que tal grupo não deveria ser tao perigoso, após algumas semanas todos tremiam na base só de ouvir tal nome.

Com medo do que poderia acabar acontecendo com os moradores do país, visto que as atrocidades dessas pessoas pareciam cada vez mais frequentes, o governo decidiu criar uma linha de defesa para combate-los. Um grupo de pessoas altamente treinadas em diversos campos de conhecimento, sua esperança era que eles pudessem terminar com está onda de caos e terror que assombrava seu pais.

E é aqui que nossa historia começa, com o nosso protagonista indo se escrever para o exame do esquadrão de extermínio, para entrar era simples, você deveria ter mais de vinte e um anos, ter completado seus ensinos e ter algum conhecimento em arte marcial seja ela qual for. Oyakata era o nome do responsável que cuidava de tudo que envolvesse o esquadrão, contudo raramente aparecia em público, fazendo assim suas filhas assumirem o papel de receber as pessoas que tentariam o exame assim como espalhar suas ordens.

- Identidade e carta de recomendação por favor.

Pediu uma das garotas para realizar seu cadastro, haviam duas delas e a única coisa que as diferenciava era a cor de seus cabelos, sendo que um tinha eles preto e a outra tinha os fios brancos. De resto sua aparência era literalmente igual, sejam seus olhos grandes e roxos ou sua pele clara como a neve.

- Aqui estão - disse de maneira firme, estendendo seu documento e um envelope branco com o nome Kamado Tanjirou escrito em preto logo na frente.

- Vejo que aprendeu seu estilo de luta com o senhor Urokodaki, com isso devo concluir que utiliza a respiração aquática assim como o hashira Giyuu. Seu exame foi marcado para daqui uma semana.

Hashira é a classificação dada para todos os comandantes de esquedrão, atualmente existem nove esquadrões atuando pelo país. Cada um sobre o comando de um Hashira. 

- Muito obrigado! - gritou junto de uma reverencia exagerada. Ao levantar recolheu sua identidade e a guardou em sua carteira, ficou ainda alguns minutos encarando as crianças que nem pareciam piscas a espera da devolutiva de sua carta. Cansado e com a conclusão de que ela não iria voltar deixou o prédio espelhado e passou a ruma para sua casa.

Estava muito distraído pensando em como seria sua prova para notar a presença de um ser que o esperava na esquina logo a frente pronto para aborda-lo.

- Então, quando vai ser o teste ? - Questionou Giyuu assim que Tanjirou passou em sua frente.

- Que susto ! - disse colocando a mão sobre o peito - Eu poderia ter te dado uma cabeçada sabia, seu idiota 

Sem conseguir segurar o mais velho acaba por dar um sorriso, achando graça da reação exagerada do outro.

- Tem razão, se tivesse me acertado eu poderia acabar tendo os meus dentes ou até quem sabe o meu crânio partido graças a essa sua cabeça oca.

- Isso não tem graça ! Agora me diz o que está fazendo aqui ? Pensei que estivesse em missão...

- Nezuko me mandou uma mensagem avisando que viria para cá, então resolvi dar uma passada.

- Volte ao trabalho agora então ! Não pode largar as coisas de qualquer jeito e a qualquer hora e além disso como pode ver eu estou bem.- disse inflando o peito e colocando as mãos na cintura.

" Vou matar aquela maldita quando chegar em casa, eu disse para ela não falar nada a ninguém! "

- É o que parece, mais ainda não respondeu minha pergunta. Quando será seu teste ? 

A está altura ambos já se encontravam frente a frente 

- Isso é particular e além do mais, se eu te falar tenho certeza que ira tentar me ajudar de algum jeito. Isso é errado !

O arrependimento veio logo em seguida, pois um frio começou a subir por sua espinha quando viu que o outro fechou a cara com tal afronta sua.

- Quando ? - repetiu a pergunta agora segurando os pulsos de Kamado em cima de sua cabeça com uma unica mão e com a outra o empurrou para a parede o prendendo ali. 

- Não! - tentou dar uma cabeçada no outro para se livrar do aperto, contudo tal ação já era esperada por isso não foi difícil de desviar.

Sem paciência com a teimosia de seu namorado, acaba por o beijar ali no meio da rua o fazendo ficar extremamente envergonhado, o que era exatamente o que queria, pois Kamado tem o mal hábito de ser língua solta quando nervoso.

- Se falar quando vai ser eu te solto ou prefere que eu continue a te beijar ? - perguntou para ver se seu  plano havia dado certo, teve a confirmação que sim quando o mais baixo simplesmente virou o rosto vermelho para o lado.

- Daqui uma semana....

Poucas pessoas sabiam sobre isso, mais Tanjirou e Tomioka namoravam a algum tempo. Infelizmente tinha de ser escondido das pessoas tal relacionamento, por conta de que os integrantes do grupo de defesa eram proibidos de se relacionar com qualquer pessoa devido a periculosidade da sua área de trabalho. Os únicos que sabiam sobre eles eram Nezuko que era sua irmã e seus dois melhores amigos Inosuke e Zenitsu, isso era por parte de Kamado. 

No começo de seu relacionamento as coisas foram um pouco difíceis visto que Tomioka é ex de Nezuko, o mesmo havia terminado com ela assim que conheceu seu irmão. Tanjirou desligado como era não percebeu tal coisa complicando um pouco as coisas para o outro e ficou pior ainda quando o mesmo resolveu se afastar, pois achava que ele tinha quebrado o coração de sua irmazinha. Cheia de ter que escultar as lamurias de Giyuu a Kamado bolou um plano para juntar os dois e que acabou por dar certo.

- Trocando de assunto, Sanemi ficou de boa com você vindo aqui ? 

Sanemi Shinazugawa era parceiro de Giyuu e possui um ódio mortal, nunca ficou claro se era por saber da relação dos dois e não aprova-la ou se havia algum outro motivo. 

 - Ele nem sonha que estou aqui. Eu disse que precisava buscar algumas coisas no batalhão vim.

O mais baixo acaba balançando a cabeça em negação com um sorriso no rosto 

- Se ele descobrir a verdade só vai me odiar ainda mais e será que pode me soltar agora ? 

Havia acabado por esquecer que ainda prendia o outro

-Claro desculpa, ele nunca vai saber. Bom agora tenho que ir, prometo estar presente no dia do seu teste e eu não farei nada. - disse por fim dando um selinho em seu namorado e sumindo dali.

Giyuu realmente não planejava fazer nada para o ajudar, pois caso fizesse e o outro descobrisse ele nunca o perdoaria além de que iria pedir para realizar outra prova. Realmente as vezes a politica de ser sempre correto de seu namorado as vezes o irritava.

 


Notas Finais


Então foi isso minha gente, espero que tenham gostado. A ideia de como a historia ira se desenvolver com o tempo não ficou clara, então deixa eu dizer mais ou menos o que vai ser. Nosso querido Kamado ira ser cortejado e desejado por diversos homens. Mais enfim isso é só mais para frente, como disse no começo a inspiração para escrever esta historia veio de small greenesh, da autora Fuyu_Derek. é isso e até a proxima pessoal


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...