História Smoke and Mirrors - Capítulo 39


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato
Personagens Dallas Lovato, Demi Lovato
Tags Demi Lovato, Drama, Nick Jonas, Romance
Visualizações 37
Palavras 1.721
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, LGBT, Luta, Romance e Novela, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite e tenham uma ótima leitura.

Capítulo 39 - Feliz aniversario Liza


O novo ano estava por vir pra ser exata amanhã, eu só tinha que agradecer pelo lindo ano que tive, principalmente pelo meu amor chamado Liza, iriamos passar o réveillon juntas, já que o natal tivemos que passar separadas, fiquei com minha família e ela foi para NYC passar a data com a sua, não foi fácil pois eu queria muito estar com ela mas por decisão dela mesma por conta da minha mãe, ela me pediu para que eu ficasse aqui, então pelo menos o ano novo queríamos estar juntas já que também seria o aniversário dela, eu tinha um show em Las Vegas não pude desfazer o compromisso, resolvemos ir juntas com nossos amigos para a cidade que nunca dorme comemorar as duas coisas.

- Amor acho que terminamos. – Falei enquanto ela saia do closet. – Tem certeza que vai levar uma mala apenas?

-  Só vamos ficar um dia lá Demi. – Ela sorriu

- Tudo bem. – Fechei a mala. – Então daqui uma hora partiremos. – Sai da cama e fui em sua direção.

- Estou ansiosa. – Ela me abraçou me dando um beijo em meu pescoço. – Sarah ligou dizendo que já chegou com Josh em Vegas.

- Ótimo. – Lhe dei um selinho. – Então vamos?

- Vamos, só preciso avisar Katie ela está com Mark. – Eu assenti

Peguei sua mala e fomos descendo pela escada enquanto ela tentava ligar para Katie.

- Não está dando certo? – Perguntei ao notar ela ficando apreensiva

- Liguei duas vezes e só caixa postal, queria despedir de Sophie. – Falou chateada.

- Depois tentamos de novo melhor irmos. – falei caminhando. – Aquilo lá de fora e uma piscina de bolinhas. – só notei agora a enorme piscina de bolinha que havia lá fora no jardim.

- Sim, comprei ontem ela adorou. – Sai caminhando até lá. – Até você pode entrar nela. – Brincou

- Meu deus e enorme. – Olhei com curiosidade o brinquedo cheio de cores.

- E sim. – Liza aproveitou minha distração me empurrando fazendo com que caio dentro da piscina fazendo as bolinhas esparramarem pelo local.

- Lizaaa. – Gritei querendo matá-la.

Parecia que eu ia ser engolida por aquelas bolas, estendi minha mão e ela deu mão a para me ajuda me a se levantar eu aproveitei e a puxei para dentro também a fazendo cair sobre mim.

- Você e muito mole amor. – Falou zombeteira.

- Você e tão criança Liza. - Bufei impaciente.

- Não e o que diz quando está gozando. – Zombou mais uma vez

- Tao idiota. – Sorri incrédula

- Também te amo. – Ajudou me a se levantar.

- Vamos nos atrasar por sua culpa. – Tratei de apressar os passos.

- Calma amor temos tempo até de transar.

- Liz você está impossível hoje. – Ela riu. – Vamos logo. – Já nos encontrávamos na garagem.

Entramos em meu carro e fomos para o aeroporto, onde os demais provavelmente já nos aguardava, em meia hora chegamos ao local. Não demoramos a embarcar para nosso destino. Já estava tudo combinado, Carol minha sogra e sua irmã Fernanda se encontravam a nossa espera no hotel que ficaríamos, praticamente foi reservado um andar inteiro, a surpresa era essa, mandei fazer um pequeno bolo, Liza ficara feliz.

Xxx

O concerto já tinha 40 minutos que havia começado não seria longo como o de costume, já tinha tido outros apresentações além de mim como a de minha amiga Kehlani apresentação essa que duro apenas 40 minutos devido sua gravidez, daqui do palco eu sempre procurava por Liza que estava próximo ao palco, estava radiante ela vestia um lindo vestido branco longo com o fenda mediana estava sexy seus cabelos foi posto de lado um maquiagem leve como ela gostava fazia parte do conjunto.

Eu cantaria mais uma música e já iriamos para a contagem regressiva mas seria um pouco diferente pois chamarei Liz ao palco, para a passagem de ano e seu aniversário serem comemorados no mesmo instante.

Como planejado Carol e Fernanda estavam atrás do palco com o bolo para cantarmos parabéns para Liza, finalizei a última música recebendo aplausos da planteia.

- Guys vamos nos preparar para a contagem regressiva. – A resposta foi vários gritos de euforia. – Mas antes disso quero chamar alguém especial que faz aniversario daqui alguns minutos.

Olhei para baixo a procura de minha amada que sorria abertamente para mim.

- Max a traga para mim. – Brinquei com meu segurança que a ajudava a subir a pequena escada. – Palmas para essa mulher linda. – A plateia vibrou

Liza timidamente se aproximou de mim me dando um abraço.

- Você e louca, estou morrendo de vergonha. – Falou em meu ouvido.

Olhamos para o relógio que está no telão e começamos a contagem todos em coro, olhei para o lado e minha equipe já estava preparados para entrar com a pequena mesa e o bolo.

- 4, 3, 2, 1... Feliz ano novo!

- Feliz ano novo Sunshine. – Liza disse me abraçando.

- Feliz ano novo anjo meu. – Lhe dei um selinho. – Feliz aniversário. – Sai de seu abraço

Dois de minha equipe trouxeram o bolo com velas acesas atrás Carol e Fernanda caminhavam e nossa direção, e claro que Liza ficou feliz ao vê-las ali.

Pov Liza

- Ainda não acredito que vocês estão aqui. – Seguíamos dentro do carro tínhamos acabado de sair de uma boate e seguimos para o hotel onde tinha um belo cassino.

- Garota eu só estou aqui porque e Vegas meu bem. – Fernanda brincou um pouco alta por conta da bebida.

- Já está bêbada. – Minha mãe comentou achando graça. - enfim chegamos. – Motorista acabara de estacionar.

 Demi que cochilava em meu colo, tive que acorda-la a porta do hotel estava menos movimentada, o hall do hotel havia algumas pessoas circulando por ali, minha mãe em nossa frente ajudando Fernanda manter o equilíbrio.

- Sua irmã e muito engraçada. – Demi ria de Fernanda

- Ela e uma doida, quase beijou o barman. – Ri me lembrando do episódio. – Amanha ela acordara com mau humor insuportável.

- Ela e divertida. – Demi bocejou

- Preciso de um banho e você dormir. – Pisquei ela apenas sorriu.

Entramos no elevador rumo ao nossa quarto, chegamos ao 12° andar fomos para o nosso quarto e minha mãe levando a bêbada para o outro nos despedimos com um boa noite e entramos, fui para banheiro tomar um banho estava suada me despi ali no quarto mesmo e entrei para o banheiro onde uma agua quente me relaxava, eu estava me sentindo bem e feliz como nunca havia me sentindo em outras datas como essa.

Sai do banho enrolada em uma toalha branca que havia la, as luzes tinha sido apagadas apenas os abajurs ligados, olhei para a cama procurando por uma certa morena e la estava ela sentada no meio da cama apenas de lingerie que e na cor vermelha, para uma pessoa que estava caindo de sono ela estava bem acesa.

- Achei que estaria dormindo. – Me aproximei da cama com um creme hidrante que estava no criado.

- Estou sem sono. – Ela mantinha um sorriso pra lá de sexy no rosto. – Vem eu te ajudo. – pegou o hidrante da minha mão.

Eu conheço muito bem a namorada que tenho e sei que ela tem segundas intenções neste momento, me sentei de costa para ela que logo tratou de retirar minha toalha que cobria meu corpo nu.

- Gosto tanto do seu cheiro. – Demi encostou a boca em meu pescoço.

Um arrepio absoluto passou pelo meu corpo me fazer soltar uma arfada audível, ela quer me provocar.

- Você e tão linda. – Ela passou sua mão com pouco creme em volta de meus seios.

Neste instante eu já estava sem estrutura para aguentar mais alguma provocação, me virei ficando frente a frente com ela, ela possuía um brilho em seus olhos escuros, olhos esses que me olhava com luxuria.

- O que está fazendo em? – Meus olhos captava aquela boca com resquícios de um batom vermelho.

- Ainda nada. – Ela então sorriu.

Não resisto então a beijo, ela me vira com uma facilidade enorme e fica por cima de mim, ela possuía um sorriso no rosto de quem estava afim de aprontar, meus olhos percorriam pelo belo corpo exposto a minha frente.

- Gostou?

Então ela ataca novamente, sinto sua língua percorrer pelo meu pescoço descendo até em meus seios, recebo uma chupada na região me arrancando um gemido, ela parece nem um pouco disposta a parar, o que estava me causando uma excitação enorme, tentei me levantar mas ela me travou na cama.

- Hoje quem manda sou eu! – Sua voz rouca era pura sensualidade

Ela foi descendo com a boca entre as minhas pernas, provocando minha libido, fazendo-me contorcer, desesperada pelo seu toque mais íntimo querendo sentir sua boca em meu sexo.

- Por favor. – Falei em um tom quase inaudível

- Diz. – Ela matinha um sorrisinho no rosto.

 - Não me torture assim. – Ela voltou a beijar meu pescoço.

- Diz. – Disse em meu ouvido

- Me come. – Ela mordeu lóbulo da minha orelha.

Aquilo foi o sinal para que Demi atacasse meu sexo, Ela sabia exatamente a hora de parar de chupar e enfiar sua língua dentro de mim, isso estava me enlouquecendo. Queria que aquele momento durasse para sempre, ela tinha o dom de me enlouquecer. A intensidade era tamanha e estava tão gostoso que cheguei ao ápice e tive um maravilhoso orgasmo.

– Você é perfeita! – Disse me encarando.

– Quero que você sinta o mesmo que senti. – Lhe beijei

A coloquei de lado e fui descendo com minha boca pelo seu corpo o que a fez se arrepiar, sem delongas retirei sua calcinha que está úmida o suficiente, beijei seu sexo e longo em seguida comecei a chupar seus gemidos aumentaram, introduzi dois dedos, A cada estocada era um gemido. Quando o terceiro dedo foi introduzido com força, o orgasmo não pôde ser contido. Veio intenso.

Se dependesse dela virava a noite a base de muito sexo, a até ao amanhecer, eu já estava exausta depois de alguns orgasmos e ela ainda estava com um fogo enorme depois de ter tido vários orgasmo também.

- Quase me matou de tanto tesão. – Falei

- Você também querida. – Sorriu .- Feliz aniversario meu amor.- Me deu um selinho.

Se deitou ao meu lado suada sorriu ao me olhar a puxei para mais perto juntando nossos corpos nu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...