1. Spirit Fanfics >
  2. Snow White - Kita Shinsuke(Haikyuu!!) >
  3. Espelho, espelho meu...

História Snow White - Kita Shinsuke(Haikyuu!!) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


uAu aLgO fOfInhO

só pra aliviar as desgraças de "innocence"🤡

Capítulo 1 - Espelho, espelho meu...


Kita sempre foi quieto, e ele estava apenas jogando seu vôlei em um cantinho.

Deveria ser assim.

Mas alguém do clube de teatro decidiu que seria perfeito convidar algumas pessoas do clube de vôlei para atuarem em um projeto.

Ele só aceitou por educação, ser o dono da atenção nunca foi algo que o atraiu.

Shinsuke odiava pensar isso, mas ele realmente esperava que alguma coisa acontecesse para que essa maldita apresentação fosse cancelada.

— Muito bem, nós já escolhemos os papéis de cada um! — Uma garota exclamou animada, ela balançava uma agenda, abrindo ela e mostrando o conteúdo.

— De qualquer forma, eu serei o príncipe, então tanto faz. — Atsumu falou, recebendo um tapa do irmão.

— Sinto muito, Miya, mas não é assim que a banda toca. — A menina murmurou. — Você ficará como ‘Rainha Má’.

— Boa piada, boa piada.

— Não, eu estou falando sério. 

— Isso é impossível, tem algum erro nisso!

— Não, não tem, agora pare de chilique. — Ela se virou para Osamu. — Está tudo bem se você ficar como espelho?

— Não me importo tanto com isso.

— Ótimo, quanto ao resto, vocês serão os anões, Suna ficará como caçador. — Rintarou riu da cara que seus colegas fizeram. Ah, mais uma coisa que servirá de chantagem no futuro.

— Eu não aceito isso! — Atsumu berrou. 

— Por Deus, sua voz é irritante. — A garota coçou os olhos. — Ok, então o que você quer? 

— Menos que o príncipe eu não aceito.

— O papel do príncipe não tem nenhuma chance de ser substituído.

— Por que?! Não existe ninguém melhor que eu para ser o príncipe!

— Sim, existe, o Kita. Ele será o príncipe e ponto final. Se você quiser, será um dos anões, caso contrário, pode sair.

— Muito escrota, não gostei. — O loiro resmungou.

— Me desculpe pela pergunta, mas quem será a ‘Branca de Neve’? — Shisunke perguntou.

— Mas que pergunta idiota, Kita-san! Seria um desperdício se não colocássemos a gerente de vocês como a protagonista! 

Os olhos de Kita se arregalaram.

S/N? Era ela?

Não existia outra gerente.

Fodido. Ele estava fodido.

— Veja pelo lado bom, você poderá beijar ela. — Atsumu deu tapinhas nas costas do capitão, que ainda estava congelado com aquela informação.

— Atsumu, deixe ele. — Aran disse.

[...]

Como ele chegou ali? 

Por que?

Era necessário?

Agora não dava para voltar atrás.

Ugh.

Mais uma para a coleção de arrependimentos.

Em um palco.

As luzes focadas nele, assim como a atenção de todo o público.

Shinsuke jamais desejou isso.

— Essa é a princesa? — Kita lutou internamente para que sua voz não falhasse.

— Sim, nossa querida e dócil princesa, ela está dormindo a tanto tempo... — Atsumu fingiu enxugar uma lágrima. — Beije ela e a acorde! Nós precisamos dela!

Ele engoliu o pingo de dignidade que tinha e se aproximou do rosto de S/N. Aliás, a garota tentava não surtar com a proximidade, afinal, não era ninguém menos que o garoto que roubou seu coração.

— Por favor, não abra seus olhos. — Shinsuke murmurou, aquilo seria a cena mais vergonhosa de sua vida.

— Oh, por favor, beije ela direito! Ela precisa despertar! — O Miya literalmente empurrou o colega para cima da menina, os lábios dos dois se tocaram por segundos - que para Shinsuke, foram horas - e S/S quase pulou de susto.

— Yay! É um milagre! Ela acordou!  — Atsumu abraçou S/N, como se nada tivesse acontecido, Kita se afastou, ele não sabia como reagir.

Ele tinha acabado de beijar sua paixão.

Sua gerente.

Como ele olharia na cara dela depois disso?

Atsumu, você vai se responsabilizar pelos seus atos.

A peça se encerrou, mas S/S e Shinsuke ainda estavam em um completo choque. Tanto que a menina saiu do palco na primeira oportunidade que teve.

Kita iria odiar ela depois disso.

Era isso que se passava em sua mente.

— Hey. — A voz que veio de trás dela a assustou. Impossível não reconhecer.

— K-Kita-san. — S/N se virou, um sorriso trêmulo estampado em sua face.

— Eu sinto muito por... você sabe. A peça. Eu... eu não queria ter feito aquilo, o Atsumu... ele... ele me empurrou. — Apesar de estar em meio a uma crise, S/S não pôde deixar de estranhar o fato do capitão estar gaguejando tanto.

— Kita, está tudo b-

— Não entenda errado! Eu não tenho nada contra você e... eu só fiquei com medo de você achar que eu fui... 

— Não, não! Estou realmente bem, era o roteiro, certo? — S/S murmurou nervosa.

— Bem, sim, mas... eu acho que me considero uma pessoa sortuda, para ser honesto. — S/N sentiu seu corpo gelar, era como se tivesse um peso incomum em seus ombros. O que ele estava tentando dizer? — Me perdoe por tal insolência, mas será que eu posso te beijar mais uma vez?

— K-Kita-san... eu... — A menina fechou os olhos, na tentativa de diminuir o seu constrangimento. Ela sentiu os lábios de Shinsuke tocarem os dela, ah, aquilo era uma sensação divina.

— Vocês me devem cinco sorvetes. — Osamu murmurou para seu irmão e Suna, que resmungavam por terem perdido a aposta.

Eu ajudo ele a beijar a menina que ele gosta, e ele me faz perder a aposta. Obrigado pela consideração, Kita. — Atsumu falou para si mesmo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...