1. Spirit Fanfics >
  2. SnowBarry Majesty >
  3. Peças no Tabuleiro

História SnowBarry Majesty - Capítulo 36


Escrita por:


Notas do Autor


Comentem

Capítulo 36 - Peças no Tabuleiro


Fanfic / Fanfiction SnowBarry Majesty - Capítulo 36 - Peças no Tabuleiro

Barry voltou para a casa dos West e notou uma nova leva de seguranças armados e com a cara fechada pra ele.

Wally apareceu e o conduziu pro interior da residência.

-Relaxa Capitão, ainda somos amigos e nada tem que mudar na nossa relação - o moreno tinha mesmo charme afinal - você agora é da família e cuidamos um do outro.

Barry imaginou que sem tanto dinheiro assim os West teriam que começar a se desfazer de alguns bens.

Lembrou também que Caitlin lhe disse durante sua conversa que ele não devia ter matado Rhas Al Ghul, mas que isso não alterava em nada os planos dela e tudo ainda correria conforme o planejado, o qual ele não sabia de nada ainda.

-Eu só quero falar com a Íris e me entender com ela - disse Barry quase sorrido.

Wally chegou a sorrir.

-Sei como é, vou fazer o mesmo com a minha namorada Jessie e tranquilizar ela e o pai que é nosso chefe no lance das armas, mas cá ente nós - Wally tinha um sorriso confidente nos lábios - eu tô afim mesmo é da Sofia Falcone, cara ela é muito gostosa e convenhamos, vale dez da Jessie aquela morena malvada.

Barry riu com tom de camaradagem entre eles, o que foi ótimo pois quando o rapaz o deixou no quarto da irmã direcionou um olhar pra ela que indicava tranquilidade quanto ao jovem Capitão.

Ele se sentou na cama de Íris e viu ela apertar um botão para elevar a parte da cabeceira da mesma.

-Não acho que possamos fazer muita coisa com você assim Íris.

Ele até mesmo fingia a decepção masculina de não poder fazer sexo.

-Eu já tomei alguns analgésicos e tenho uma mente bem criativa pra causar prazer no meu homem - ela sorriu de um jeito muito sedutor - essa é a nossa vida agora Barry, não tem volta e se aquela idiota rejeitou você, ela que se dane e passe o resto da vida na cadeia procurando pérola na ostrinha dela, vamos ser felizes juntos.

Iris o puxou para um beijo que ele resistiu a princípio mas depois se prontificou a fazer o papel que lhe cabia nessa tragédia homérica.

A noite do Capitão foi longa e sua noiva definitivamente muito ousada e criativa nas posições e carícias.

Ainda na mesma noite, mais peças se moviam.

Lisa Snart recebeu um pedido ousado de Caitlin, a quem ela acatava apenas por um pedido do irmão que a incentivou a ter ódio dos West por terem ferido Cisco.

Lisa fez os preparativos durante a madrugada e assim que o dia nasceu ela estava pronta pro serviço.

Xxx

Pela manhã na cobertura onde Maxwell Lord estava hospedado ele foi surpreendido pela bela morena que apareceu do nada em seu quarto.

-Eu te conheço? -Ele tentava disfarçar o espanto a notando - Cortesia do Hotel?

Ela riu da ousadia dele.

-Não mesmo, eu não sou esse tipo de garota mas nada contra as que fazem isso pois acredito de verdade que somos todas livres pra fazer o que quisermos com nosso corpo - ela se levantou e abriu uma maleta para ele - dez milhões agora, o resto depois que inocentar os Snow.

Ele riu e foi pra frente de um espelho ajeitar a gravata e se situar, depois optou por não usar uma.

-De onde veio esse dinheiro? Os Snow estão falidos, não podem me pagar nem um café quanto mais suborno!

Ela sacou uma arma e apontou para ele.

-Eles ainda tem amigos - ela disse calma - pode aceitar os dois pagamentos, ou eu mato você ainda hoje, pode escolher.

Ele percebeu na hora que se tratava de uma assassina particular de alto nível, como ele era um promotor da corregedoria de National City, o que não faltava eram seguranças do lado de fora da suite dele, e mesmo assim ela se infiltrou sem problemas.

-Se pode apenas me ameaçar de morte, porque me pagar vinte milhões por um favor?! A menos é claro que tenha planos pra mim no futuro!

Ele era mesmo ardiloso e aprendeu com a melhor, pois Cat Grant era muito inteligente e calculista, mesmo que perdesse a calma quando se tratava do homem dela, o que fez Max sorrir internamente com orgulho.

-Exatamente, você é um corrupto e desgraçado que não vale porcaria nenhuma - ela fechou a maleta - e poderíamos matar você a qualquer momento, mas sua influência e contatos podem ser úteis, afinal são poucos os que conseguem passar despercebidos pelo radar das irmãs Danvers.

Ele se aproximou observando atentamente a arma da bela morena e seu corpo deslumbrante, mas parou de se aproximar quando ela abaixou a arma mirando para os países sulistas dele.

-Aceito o pagamento, não sou idiota de recusar uma oferta como essa - ele se gabou - afinal sou Maxwell Lord o herói do povo, gente como agente e toda essa baboseira ridícula, mas aviso logo que os próximos trabalhos eu quero escolher com meus critérios.

Ela olhou pra ele e guardou a arma, depois foi até a janela e ficou de pé do lado de fora da mesma, parecia até de pé no ar, mas na verdade era em um andaime do lado de fora.

-Devia rever suas companhia Maxwell Lord - disse ela - quem sabe o que te aguarda no futuro?!

 


Notas Finais


Comentem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...