História Só 15 anos? - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Wanna One
Personagens Kang Daniel, Minhyun, Personagens Originais, Seongwoo, Sungwoon
Tags Daniel, Nielong, Ongniel, Seongwoo, Wanna One
Visualizações 64
Palavras 952
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vou explicar um pouco sobre fanfic:

Os capítulos serão curtos! Não necesariamente todos.
Espero que estejam ciente do que é idade de consentimento. A relação dos personagens (Daniel e SeongWoo) não é considerada pedofilia.
E é só isso, boa leitura e espero que gostem.

Capítulo 1 - Só 15 anos?


Fanfic / Fanfiction Só 15 anos? - Capítulo 1 - Só 15 anos?

O auto som da música ecoava por toda a balada, enquanto alguns dançavam sobre a pista de dança como os dois amigos de Daniel que o convidara para o local, outros como o Kang apenas bebiam e se entrertiam de outras formas naquele ambiente. O jovem modelo sorria em direção aos amigos enquanto bebia de seu uísque sentado em uma área um pouco afastada da maioria das pessoas, o acento vago a sua frente acabara de ser preenchido por um jovem rapaz que respirava ofegante por conta do cansaço que havia adquirido dançando.

— Aish me desculpe, nem sequer cheguei a pergunta se o lugar já estava oculpado.— Contesta pronto para se retirar dali porém foi impedido pelas palavras do modelo.

— Não se preocupe estava vazio! Pode continuar... se preferir. — Sorri simpático em direção ao garoto que retribui com um sorriso de canto.

— Ok, eu continuarei. — Diz sentando-se novamente. — Já que insisti. Ong SeongWoo!.— Se apresenta estendendo a mão para Daniel que retribui o cumprimento com um aberto de mão.

— Acho que não preciso me apresentar, certo?.— O Kang pergunta retórico arrancando uma risada nasalada do garoto a sua frente.— Você bebe?

— Humrum. — Acena positivamente com a cabeça enquanto Daniel chamava o garçom para poder servi-lo.

Depois de longos minutos de trocas de palavras, onde Daniel já demonstrava ter bebido mais do que seu corpo estava acostumado, e por conta do volume alto da música o milionário aproxima-se até o ouvido de SeongWoo para que ele pudesse escutar perfeitamente as palavras do Kang o convidando até seu apartamento.

°°°

Daniel entregou a chave a SeongWoo para poder trancar a porta do apartamento já que ele mesmo não estava conseguindo, e o mais novo a trancou com dificuldade já que o Kang distribuía beijos e chupões na área de seu pescoço até o lóbulo da orelha de SeongWoo que soltava alguns gemidos enquanto desabotoava a camiseta branca do artista, arranhando com um pouco de força o abdômen perfeitamente definido do mais velho. Quando finalmente adentraram ás portas da suíte. Daniel jogou o menor com uma certa brutalidade sobre a cama, ficando encima do mesmo enquanto distribuía selares no pescoço e em seguida sobre a clavícula de SeongWoo que apenas gemia ofegante com os toques que recebia. O cheiro de álcool estava eminente em todo o cômodo, e boa parte dele vinha de Daniel, esse que deitou-se sobre a cama e colocou SeongWoo sentado sobre a parte inferior de seu tronco, a excitação estava nítida nos olhos cheios de desejos dos dois e numa pausa de segundos antes que eles voltassem a troca de prazeres, Daniel encara os orbes escuros do jovem que emanava tanta beleza e sedução apenas num simples olhar. SeongWoo parecia a combinação perfeita de todas as coisas que deixam Daniel loucamente excitado. Seu rosto belo, decorado por um nariz perfeitamente desenhado, seu charmoso par de olhos e lábios entreabertos que acabavam por vez com a sanidade mental do Kang.

Daniel notou em meio aquele transe que SeongWoo parecia ser bem novo, Ong SeongWoo parecia ser novo até demais.

— Desculpa por essa pergunta nessa altura do campeonato. — Diz pronto para tirar a dúvida que tanto martelava sua cabeça. — Mas quantos anos você tem?

— Quinze.

— QUINZE?!.— Grita dando um pulo da cama fazendo com que o menor caísse do outro lado dela.

— Sim! Quinze anos.— Diz se levantando surpreso com a reação do outro.

— Eu não to conseguindo acreditar que eu quase transei com um menor de idade.— Sorri nervoso enquanto bagunçava os próprios cabelos.

— Aish! Qual o problema?.- SeongWoo pergunta emburrado enquanto revirava os olhos de braços cruzados.

— Olha me desculpe mas!

— Mas?

— Você é tipo… uma criança! Eu não posso fazer isso!

— O que?! Uma criança?.— O mais novo diz soltando uma gargalhada. — Olha Daniel eu não sou nenhum inocente e muito menos uma criança!

— SeongWoo olha… você é um garoto bonito, tem um corpo perfeito, só que eu sou quase dez anos mais velho que você!.— Daniel diz como se estivesse dizendo a coisa mais absurda do mundo, e talvez fosse, pelo menos pra ele.

— Eu sempre gostei de caras mais velhos!.- O jovem diz indo em direção ao mais velho numa tentativa falha de beija-lo. — Se nos dois queremos, então não há problemas!

— Não, não, não eu não quero e você também não quer!.- Daniel diz coçando a cabeça nervoso enquanto segura um dos braços SeongWoo tentado convencer os dois do que havia dito.

— Daniel! Não seja tão modesto!.- O mais novo diz empurrando o corpo do outro sobre a cama ficando por cima dele só que logo em seguida Daniel muda a posição por contrário. — Uau! Mudou de idéia?.— Pergunta maliciosamente.

— Não!

— E agora?.— Pergunta revirando os olhos.

— Agora eu vou chamar meu motorista para te levar embora.

— Mas você dispensou ele.

— Então eu vou chamar um táxi.

— Deixou sua carteira e seu celular com seus amigos antes de virmos pra cá.

— Eu chamo pelo seu!

— Está com defeitos. — SeongWoo diz naturalmente após arremessar o aparelho contra a parede.

— Telefone fixo?. Pergunta sugestivamente.

— Isso ainda existe?.— O mais novo pergunta de cenho franzido.

— Preciso comprar um telefone fixo.

— Ou…

— Ok você dorme aqui em casa! Só que… dormiremos em quartos diferentes!

— Daniel!

— E sem tentativas de me agarrar durante a noite! Vou trancar a porta para garantir. Pode ficar aqui no meu quarto, eu durmo no quarto de hóspedes. E aliás... como chegamos até minha casa?

— Sério isso?

 — Que seja. Durma bem!.


Notas Finais


Eai gente. Gostaram do Cap? Gostaram da capa? (Fui eu que fiz por isso tá uma merda rsrsr T^T)

Agora eu vou explicar um pouco sobre fanfic:

Os capítulos serão curtos! Não necesariamente todos.
Espero que estejam ciente do que é idade de consentimento. A relação dos personagens (Daniel e SeongWoo) não é considerada pedofilia.
E é só isso, boa leitura e espero que gostem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...