História Só 15 anos? - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Wanna One
Personagens Kang Daniel, Minhyun, Personagens Originais, Seongwoo, Sungwoon
Tags Daniel, Nielong, Ongniel, Seongwoo, Wanna One
Visualizações 152
Palavras 923
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Festa, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sorry pela demora, mas estou de volta!!!
Por favor leiam as notas finais. E boa leitura.

Capítulo 10 - Consequências das auntenticidades


Fanfic / Fanfiction Só 15 anos? - Capítulo 10 - Consequências das auntenticidades

Daniel havia acabado de chegar de uma de suas reuniões familiar que aconteciam anualmente. SungWoon imaginou que ele se animaria mais ao rever seus parentes, o que de fato aconteceu, porém nada que não fosse momentâneo.

— Ficar com essa cara não irá resolver sua situação.— O mais velho diz entregando uma das latinhas de cerveja que estavam em suas mãos ao amigo, enquanto ambos admiravam a vista de Busan pela sacada do apartamento. Daniel estranhou o fato de SungWoon lhe oferecer aquela bebida já que o mesmo sempre fazia questão de falar o quanto a odiava.

— Pensei que a situação já houvesse sido resolvida.— Daniel se vira retribuindo a encarada de braços cruzados, enquanto o Ha fazia uma cara feia antes mesmo de beber.

Por dentro o corpo de Daniel praticamente implorava por mais vestes, já que a temperatura baixa o deixava desconfortável, porém seu semblante sério ou talvez cansado parecia ignorar esse pequeno detalhe.

— A questão era manter a estabilidade da sua carreira ou a do seu namoro.— SungWoon fala voltando sua atenção a vista em sua frente.— Eu te aconselhei a presevar sua carreira, ou seja, a outra parte sairia prejudicada.

— Eu preciso do seu conselho como amigo, como meu melhor amigo.

— Fica difícil fazer isso quando se está em uma situação como a nossa, eu estou tentando agir da forma mais profissional possível, porém eu sei que também devo dar ouvidos ao meu lado sentimental.

— O que você quer dizer com isso?.

— Dê ouvido aos seu também!

°°°

Faltavam-se exatos dez minutos para a tarde se encerrar, SeongWoo ainda caminhava pelo centro de Seul com sua mochila, havia mudado o caminho de casa quando aceitou sair com alguns outros estudantes, que ele possivelmente nunca havia falado, porém eram “nerds” demais para o fazer se preocupar com esse fato.

— Não imaginei que te veria tão cedo.— O estudante revira os olhos após cessar os passos. Há alguns centímetros, outro jovem se encontrava dentro de um veículo com o cotovelo apoiado no volante. — Já estou com náuseas.

— Entra.

°°°

— Esses foram os piores cinco meses da minha vida.— O jovem de cabelos pretos fala sorrindo nervoso, enquanto caminhava em direção a SeongWoo que o encarava sem muita expressão, porém seus lábios se tremeram em surpresa quando o sentiu os braços de Park SooHo rodearem suas costas. — Não me peça para me afastar novamente.

— Vai começar?.— Questiona sorrindo nasalado.— Quer que eu acredite que mudou ou se tornou alguém melhor? Ótimo, eu faço. Só suma da minha frente.— Desmancha seu sorriso debochado indo em direção a saída daquele local.

— Você continua o mesmo. Também trata Kang Daniel assim?.— Pergunta sorrindo irônico.

— Argh…

— Hum?

— SooHo… seja direto! O que você quer? Me chantagear? Se essa for a intenção, saiba que será inútil agora, não temos mais nada.— SeongWoo fala mordendo os lábios inferiores por conta da raiva que sentia.

— Te chantagear nem sequer passou pela minha cabeça, embora seja uma boa ideia.— Se aproximava novamente do estudante, passando a mão em seu cabelo, acabando por deixar algumas mechas bagunçadas.— E saber que não estão mais juntos me deixa alegre. Ele se cansou tão rápido assim de você?

— Não perca tempo tentando me provocar, você sabe que no final quem acaba falando demais sou eu.

— Sabe,… eu daria tudo para ver sua cara quando a estrela Kang Daniel te deu um pé na bunda!.— Sorri enquanto encarava o teto, imaginando a cena.

— Cala a boca…

— Deve ter sido icônico.— Sussurra não muito baixo, enquanto seus dedos percorriam o rosto de SeongWoo, parando nos lábios e em seguida no queixo.

— É, realmente foi icônico, e sabe por quê?.— Pergunta retórico tirando a mão de SooHo de seu rosto.— Porque foi com Kang Daniel.

— Por ser um milionário famoso?.— Sorri provocativo.

— Não, por ter sido com alguém que eu me importe, ou melhor, o certo seria dizer com alguém que eu amo.

— Amar um artista? Todo fã consegue! Você só foi privilegiado por ter conseguido ser o passa tempo dele. Não diga besteiras, amor?

— Você deve ter passado tanto tempo me seguindo, não é? Por que parece está tão surpreso?. — Questiona pendendo a cabeça para o lado.

— Quer que eu acredite que ele é o amor da sua vida? Você é fofo mesmo quando mente.

— Eu te fiz uma pergunta. Achou que eu hesitaria em dizer que amo Kang Daniel só por não estamos mais juntos?.— Sorri após ao ver o semblante em muita reação do ex-namorado.

— Eu já disse que não acredito…

— Não. Você pode até duvidar sobre quem a pessoa que amo, mas você sabe, aliás, no fundo você tem a certeza que essa pessoa pode ser qualquer uma, exceto você.

Ong SeongWoo havia tocado na parte mais sensível de SooHo, conseguir atingir seu ego era para poucos, e o mais novo sabia muito bem como fazer isso.

— Você tem razão, no final você sempre acaba falando demais.— Diz sério após depositar um forte tapa do lado esquerdo do rosto de SeongWoo. Fazendo com que ele cambalear-se para o lado.

O mais novo imaginou que isso aconteceria. Era sempre assim. De onfensas verbais passavam-se para agressões físicas.

 — Vai me bater?.— Pergunta sorrindo enquanto passava a mão sobre o pequeno corte que havia se formado no canto de sua boca por conta do anel na mão direita de SooHo.— Então bate direito.


Notas Finais


Não me matem '-'.

Choi Min-ho Stan saberão como é a aparência desse tal Park SooHo...

Posso contar com o comentário de vocês? Nem que seja para me detonar ou denotar a fanfic, a opinião de vocês é muito importante. E se vcs forem boazinhas comigo eu tento voltar ainda essa semana.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...