História So beautiful - Capítulo 1


Escrita por: e Starnny_

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Fluffy, Jikook, Jikookdose, Jimin, Jungkook, Kookmin, Temalivre
Visualizações 143
Palavras 1.292
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Harem, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aproveitem esse Jikook.
Boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único: Kookieee


Fanfic / Fanfiction So beautiful - Capítulo 1 - Capítulo Único: Kookieee

Sempre sou chamado de infantil para a idade que tenho. Mamãe gosta das minhas atitudes infantis de uma criança e papai diz que devo jogar todos os brinquedos e distrações em um caixa e guardar no porão. Eu gosto do papai, mas ele me irrita por isso. Eu só tenho 14 anos, por que eu não posso brincar? Gosto dos meus carrinhos, dos meus bonecos, da minha bola de futebol, dos meus quadrinhos de super-heróis, do meu coelho de pelúcia rosa e dos meus livros para pintar. Eu não posso simplesmente me desfazer de tudo só porque estou — infelizmente — crescendo. Amo muito a mamãe porque ela me deixa brincar e me mima muito quando faço aegyo.

“É o coelhinho mais fofo de todo universo.” Me lembro de suas palavras.

Creio que meu passatempo favorito é pintar. Tenho vários livrinhos para pintar com diferentes desenhos, como por exemplo: paisagens. Eu acho muito lindo colorir esses desenhos e deixá-los como a minha cabeça imagina.

E creio que as minhas coisas favoritas são os meus lápis de cor. Mamãe comprou para mim uma caixa enooorme com muitos lápis. Com tons diversos, mas as que eu mais gostei foi das tonalidades de laranja. Gostei tanto que passou a ser a minha cor favorita. Adoro ver o pôr do sol quando as cores vermelho, amarelo e laranja se misturam e deixam o céu lindo em contraste com as nuvens enquanto o sol vai sumindo no horizonte, adoro comer laranja e tomar suco de laranja, no quintal tenho as flores: Astromélia Laranja e Gérbera Laranja e mamãe me ajuda a cuidar, tenho várias roupas da cor laranja e pintei a parede do meu quanto de laranja claro. Talvez um pouco obsessivo, mas observar a cor laranja me traz uma sensação de paz, é tão linda.

Dedilhei sobre os vários lápis e verifiquei as horas no relógio de parede do meu quarto. 17:25.

Guardei meus materiais de desenho e corri para o andar de baixo. Todos os dias, tomei como hábito saudável, de ver o pôr do sol do telhado. Faz uns seis meses que faço isso e sempre é algo maravilhoso aos meus olhos. Não me canso de admirar o cenário repetitivo.

— Mamãe, você pode me dar laranja para comer? — Perguntei me sentando à mesa.

— Claro, não prefere comer outra coisa? — Sua voz mansa me pergunta.

Jeon Bo-ram é a minha maravilhosa mãe. Ela é uma atriz de novelas coreanas e eu sinto muito orgulho por isso. Antigamente, ela era muito ocupada quase não aprecia em casa, mas hoje ela se dedica a família monitorando seu tempo para não deixar de trabalhar. Ela é a pessoa de me mima intensamente e não se importa com as minhas atitudes de “criança”, como o papai.

— Não, mamãe. Não precisa se preocupar. — Peguei a vasilha com a fruta. — Não me atrapalhe. — Sai correndo para meu quarto.

— Jeon Jungkook! — Mamãe gritou me repreendendo e eu apenas ri alto me divertindo com seu grito que eu sei que é brincadeira.

Tranquei a porta do quarto, peguei o Cooky — meu coelho de pelúcia — e abri a janela desajeitadamente por segurar coisas na mão. Minha casa é no estilo americano por opção do meu pai, a janela do meu quarto disponibiliza o telhado, e como em muitos filmes dos Estados Unidos da América, adolescentes usam para escapar dos pais ou fumar, e eu uso para assistir ao espetáculo natural do astro mais brilhante.

Me sento com todo cuidado e posiciono o pelúcia para que ele também possa ver. Como um pedaço de laranja e vejo o sol se mover devagarinho na direção oeste.

É fascinante ver o céu tão laranjinha.

— Kookie? — A voz fina conhecida por mim soa do lado de fora do quarto. — Você poderia abrir para mim?

Me apressei para destrancar a porta para o meu melhor amigo Park Jimin, um menino de bochechas gordas, baixinho e tímido. Ele é um ano mais novo que eu e nos conhecemos desde que éramos bebês, quando ainda não sabíamos falar, não tínhamos dentinhos e ainda não sabíamos caminhar corretamente — pensando bem, Jimin ainda não consegue parar de cair ou tropeçar nas coisas, é fofo, mas temo o tempo todo que ele se machuque. Minha mamãe e a mamãe do Jimin são melhores amigas e elas dizem que sempre planejaram a primeira gravidez, queria ter esse momento juntas para compartilhar as dores, felicidade, sentimentos, etc. Mas eu acabei vindo primeiro me tornando hyung do Jiminnie.

— Me desculpa por te atrapalhar, eu sei que gosta de ficar sozinho para ver o sol se pondo.

— Você não me atrapalha, vem. — Segurei sua mãozinha gordinha e pequena parcialmente coberta pelo seu moletom.

Segurei sua cintura fina para ajudá-lo a subir no telhado e logo me sento novamente, ao seu lado.

— Que bonitinho. — Estendeu suas mãozinhas para frente como se quisesse pegar o sol. — Agora sei por que gosta tanto de ver o sol indo embora. — Ele vê o Cooky e logo o pega abraçando-o. — Era para eu ter trago o Chimmy para te fazer companhia, mas eu estava ansioso demais para me lembrar de algo. — Eu realmente amo quando ele fala infantilmente quando se trata de brinquedos.

— Não tem problema, sei que o Cooky está feliz pelo abraço e ele te desculpa por não trazer o amiguinho. — O respondo da mesma forma e vejo ele sorrir. — Por que você está de touca? — perguntei confuso, seu cabelo castanho escuro é tão bonito para ser escondido. É tão brilhoso e fofo. Jimin é todo fofo, dos pés à cabeça.

— Eu queria te mostrar. — Ele puxa a touca preta. — Eu pintei meu cabelo de laranja, sua cor favorita. Você gostou?

Abri a minha boca em um O. A cor vibrante dos seus cabelos recém tingidos o deixará ainda mais bonito, combina totalmente com ele. Ele ajeitou seus fios para tapar a sua testa e suas bochechas ficaram ainda mais salientes. Tão…

— Tão bonito. — Observei suas bochechas corarem e sua cabeça se abaixar envergonhado.

Ele não disse nada apenas fitou o espetáculo a sua frente. Continuei a observar mais fervorosamente Park Jimin. A cor laranja dos seus fios, suas bochechas de cor rosa, seus olhos marrons, seu brinco cinza, seu moletom de cor azul bebê, sua calça jeans preta, seu tênis vermelho e meias de cor verde.

De repente, o pôr do sol me parecia banal, sem cor e totalmente desinteressante.

Park Jimin parece a minha caixa de lápis de cor favorita que a minha mamãe comprou. Colorido.

Porém, bem mais bonito.

— Você é muito lindo. — Elogiei com toda a sinceridade.

Kookieee. — Ele diz manhoso.

Ele abre um sorriso lindo e branco que me faz perder todo o ar. Droga, a cor laranja reluz nos seus dentes pouco tortinhos e fofos. Agarro pelas bochechas e lhe dou um selinho nos lábios rechonchudos, vejo que ele não se afasta e isso me deixa imensamente feliz. Seus lábios são tão macios que me sinto no céu.

Eu nunca tinha reparado no meu amigo como agora. Ele é muito maravilhoso!

Eu quero admirar Jimin todos os dias, tornar um hábito na minha vida.

O puxei para os meus braços e o apertei. Suas mãozinhas rodeiam a minha cintura e me aperta também. O cheirinho doce de flores se desprende do outro e invade meu nariz me deixando extasiado. Ele tem tudo que eu gosto. Afundei meu rosto em seu cabelo sem me importar se quebraria o ritual monótono de assistir o sol ir embora.

Park Jimin, hoje, se tornou a minha coisa favorita.

Para sempre.


Notas Finais


Espero muito que tenham gostado, de verdade.
Quero agradecer a @Pandinha269 que realizou a betagem do meu capítulo, muito obrigada de verdade :). E a @Namiju que fez a arte maravilhosa que você puderam ver, ela não é talentosa?
Obrigada por ler, tá? <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...