1. Spirit Fanfics >
  2. Só Em Sonhos- Min Yoongi >
  3. "Coladores" - Capítulo Único

História Só Em Sonhos- Min Yoongi - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oioi! Como estão?

Essa é minha segunda one-shot, porém desta vez é com o Yoongi ㅡ vulgo este meu utt hehehe!

Ela deu um pouquinho de trabalho, pois essas semanas passei por um bloqueio criativo e, gente, é horrível! Bem, eu tinha pensado em fazer um imagine, porém não sei se sou apenas eu, mas eu não consigo me imaginar na "S/N" no fim acabo sempre a nomeando, ou a chamando de "Seene", por isso decidi nomear nossa personagem! Espero que não se incomodem! ^^

Mas então, espero que se divirtam lendo essa one que fiz com muito amor e carinho e espero que gostem tanto como eu adorei escreve-la!

Essa one será totalmente em 1° pessoa, só para ficar o mais próximo de um imagine e talvez, futuramente, eu faça um imagine! ^-^

Ah, e eu ainda não revisei então apenas adiantando, mil perdões pelos erros! Estou muito cansada e possivelmente irei revisar apenas amanhã! ^-^

Espero que apoiem a One-shot!

Boa Leitura! \(^-^)/

Capítulo 1 - "Coladores" - Capítulo Único


                          ...

Cheguei da escola cansada, só de imaginar que ainda terei que fazer o trabalho de Artes me faz querer chorar. Suspiro cansada, jogando minha mochila na cama, logo me jogando também.

Meu traseiro agradece!

Ficar o dia inteiro na escola, sentada naquelas cadeiras desconfortáveis fazia parecer que minha bunda estava quadrada! Bufo, volto minha atenção para o computador, agora eu teria que fazer o trabalho, atrasado, de Artes.

Não me considerava uma aluna muito estudiosa, mas já que estávamos no final do ano, eu me tornava a melhor da sala. Me levanto da cama, contragosto, e me ponho de frente para a telinha do computador, me sentando na cadeira giratória que implorei para meu pai comprar mês passado.

E este era o segundo motivo de eu estar me dedicando aos estudos!

Prometi ao meu pai que iria fazer todas as atividades escolares, se ele comprasse essa cadeira.

E aqui estou eu!

Sem perder mais nenhum segundo logo começo a digitar o trabalho, às pressas, já que tenho que entregar antes de 23:45, se não, lá se vai eu para a recuperação. Foco minha mente no trabalho, porém uma notificação me faz perder meu foco, afinal, era Min Yoongi, meu melhor amigo.

Infelizmente!

Atendo a chamada de vídeo e logo vejo um Yoongi através da tela, ele acena para mim, me arrancando um sorriso bobo.

ㅡ  Fiquei sabendo que você tirou nota máxima na prova de coreano! ㅡ Ele exclamou em uma falsa indignação, reviro os olhos cruzando os braços.

ㅡ Sim, por quê? ㅡ Resolvi também entrar em sua brincadeira patética.

ㅡ Deveria ter me mandado algumas respostas! Eu fiquei com a pior nota da sala! Acredita?! ㅡ Ele fala me deixando surpresa de início, mas logo começo a rir, ele me encarava sério e com os braços cruzados, enquanto me observava rir da sua nota.

ㅡ Ha,ha,ha! Muito engraçado! - O sarcasmo era nítido em sua voz, paro de rir lembrando do trabalho. Vejo ele franzir o cenho notando minha expressão assustada.

ㅡ O que foi? ㅡ Pergunta ele, receoso.

ㅡ Lembrei de uma coisa! Tchauzinho! ㅡ Disse desligando a chamada de vídeo, sem esperar por uma resposta.

Ele sempre me tira do foco, esses são os efeitos que Min Yoongi causam em mim.

Eu e Yoongi sempre fomos muito unidos, nós conhecemos desde da oitava série, eu lembro de o ter passado cola em uma atividade de matemática e desde então somos amigos. Ele é um cara preguiçoso - diga-se de passagem. E não me surpreende ele não querer estudar para as provas, me pergunto como ele sempre passa.

Na verdade, eu sei bem a resposta, e eu sou a resposta!

Sempre quando posso eu passo cola para ele, nunca fomos pegos, afinal, somos experts! Nós somos uns tipos de traficantes, mas não de drogas, e sim de colas!

Eu e Yoongi temos um site anônimo onde vendemos todas as questões de provas, mas é por um preço baixo, no entanto, não deixamos de ser os odiados dos professores, mas felizmente, eles nunca souberam em todos esses três anos quem são os ''coladores" esse é o nosso nome no site.

Brega, eu sei, mas foi a primeira coisa que me veio em mente.

Mordisco o canto interno da minha bochecha, voltando a digitar meu trabalho. Eu já estava cansada de ficar sentada nessa cadeira. Porém, eu tinha que terminar esse trabalho ainda hoje e só faltavam algumas linhas.

Era uma redação sobre o que aprendemos nesse bimestre, como se eu também soubesse o que aprendi nesse bimestre!

Depois de alguns minutos ㅡ que pareceram horas, enfim, eu já estava finalizando o meu trabalho fiz com grande esforço, apesar de ter feito às pressas, mas ainda sim acho que mereço uma nota máxima.

Dou um suspiro aliviada, como se tivesse tirado um elefante das costas, enviando meu trabalho para o e-mail da professora. Esse trabalho ficou me atormentando essas semanas, não via a hora de me livrar dele.

Entro no site de colas apenas para verificar como as coisas andam fluindo, cada um tinha sua função no site, o meu era colocar as respostas e do Yoongi era distribuir as respostas para nossos clientes.

Em uma perfeita sincronia!

Tudo ocorria bem, Yoongi estava lotado de clientes, já que notei seu user anônimo online, bem, não era tão anônimo assim, já que o nome do user dele é ''Sr_Kumamon'', eu já o perguntei o por quê daquele nome, mas ele apenas falou que é um urso famoso do Japão. Notei que ele é fascinado naquele urso e não perguntei mais nada desde então.

Como tudo ocorria bem decidi ir dormir, estou muito cansada e quero apenas ter uma boa noite de sono. Mas, infelizmente, teria que ir tomar banho primeiro.

Me levanto da cama em passos tartarugas, caminhando em direção ao banheiro. Depois do rápido banho, eu me jogo na cama, caindo em um sono profundo.

                                                                                                              ***

Me acordei para ir a escola, o dia estava lindo, talvez seja porque hoje me acordei de bom humor, eu sentia uma felicidade imensa, mas não sei o por quê de tal felicidade. Me levantei da cama, com um sorriso iluminado no rosto, logo indo em direção ao banheiro.

Saindo do banheiro, apenas com uma toalha cobrindo meu corpo, mas logo vou indo a procura do meu uniforme. Eu me sentia estranha, afinal, nunca fiquei feliz apenas por saber que vou a escola. Mas já senti que vivi este dia, mas ao mesmo tempo não.

Um tipo de dejavú estranho.

Muito estranho por sinal.

Já vestida, me ponho a descer as escadas, deixando para trás um quarto bagunçado. Vou para a cozinha, indo ler mais um dos bilhetes do meu pai, que  era sempre a mesma coisa.

" Seu café da manhã está no microondas, minha princesa!

beijos de seu querido e amado, pai.'' 

Minha mãe nos deixou quando eu tinha meus quatro anos, mas eu não me importava tanto com esse assunto, mas meu pai sim, apesar de ter passado longos anos, meu pai ainda não a esqueceu, mas devia. Pois ela nós trocou por outra família e pelo que eu sei, ela vive em Los Angeles, nós largou como se fossemos nada.

isso era frustante, pois me sentia algo descartável!

Pego o sanduíche de presunto e queijo que estava no microondas, logo o devorando. Escuto o som da campainha e me apresso para pegar minha mochila correndo em direção a porta, começando a me irritar com o barulho incessante, ele fazia isso para me irritar e ele sabia disso.

Filho da mãe!

Abro a porta sem aviso, o observando tomar um susto o que me fez querer rir. Ele sorrir para mim, tentando disfarçar seu susto cômico de segundos atrás.

ㅡ Bom dia? ㅡ Seu bom dia estava mais para uma pergunta, apenas assinto fechando a porta. Ele começa a caminhar e eu o seguindo logo atrás.

ㅡ Então? Como anda o site? Vendeu muito? ㅡ O questionei em um sussurro, havia vários estudantes ao nosso redor, pois a escola não ficava muito longe da minha casa, apenas um quarteirão então eu teria que tomar cuidado.

ㅡ Anda bem, vendi até que bem ontem. ㅡ Ele falou alto e bom tom, não se importando com as pessoas ao nosso redor, o encaro perplexa ele só podia está louco!

Corro meus olhos rapidamente para as pessoas ao nosso redor mas, felizmente, elas pareciam mais ocupadas com suas conversas  e assuntos banais.

Suspiro pesadamente arqueando uma sombrancelha para o garoto ao meu lado, hoje ele estava esquisito. Calado mais que o normal.

ㅡ Está tudo bem com você? ㅡ Decidi perguntar, eu realmente estava preocupada com seu jeito. Ele estava estranho. O vejo fazer uma careta com minha pergunta.

ㅡ O que foi? Tem algo de errado comigo? ㅡ Nego com a cabeça, deixando aquilo de lado. Já estávamos em frente a escola, tinha um amontoado de alunos na entrada, hoje parecia está mais lotado do que nunca.

ㅡ De onde saiu tanto aluno? ㅡ Ele fez uma pergunta retórica, apenas dou de ombros adentrando o prédio.

ㅡ Você fez o trabalho de Artes da professora Jeong? ㅡ Assinto enquanto caminhava entre aqueles corredores ㅡ ou tentando caminhar por aqueles corredores lotados da escola.

ㅡ Por quê? Você não fez? ㅡ Questionei quase prensada em um dos armários, Yoongi que caminhava com certa dificuldade ao meu lado apenas assentiu.

Dei de ombros empurrando outros alunos. Suspirei cansada, eu nunca tinha visto tanto estudante em um só lugar.

O sinal toca assustando alguns alunos, inclusive eu.

ㅡ Vou indo! Nós vemos no intervalo! ㅡ Exclamei.

ㅡ Eu quero conversar um assunto sério com você no intervalo!! ㅡ Pude escutar a voz do meu amigo ao fundo, franzi o cenho me deixando ser arrastada pelo fluxo de alunos.

                                                                                                                ***

A aula de matemática nunca me parecera tão entediante, embora ela seja minha matéria favorita, porém minha mente traiçoeira estava em Min Yoongi, me questionando o que ele queria conversar comigo.

Suspiro apertando a caneta com força, eu estava nervosa, ele me deixa nervosa. Seu tom de voz me parecia sério, e aquilo acaba me deixando ansiosa.

Abaixo o olhar observando o cálculo incompleto em meu caderno, eu me sentia tão estranha, eu sentia como se não fosse eu neste momento.

Me sentia nas nuvens, essa expressão nunca me pareceu tão verdadeira.

Reprimo os lábios voltando a ㅡ tentar ㅡ prestar atenção na aula de Trigonometria. Enquanto a professora explicava, minha cabeça estava apenas na  aula de Química, nós dois teríamos a mesma aula após o intervalo e isso sem motivo algum me deixou feliz.

Depois de três horas vendo a mesma aula, o sinal tocou, eu nunca me senti tão nervosa com um simples intervalo.

Afinal, o que poderia dá errado?

Saí da sala às pressas, deixando meu material jogado na mesa indo a procura do garoto, como ele diz querer conversar comigo sem nem mesmo me dizer aonde?!

Vou caminhando pelos corredores lotados da escola, seria bastante difícil o encontrar por aqui. Decido ir ao jardim possivelmente estaria lá.

Enquanto atravessava os corredores, sinto um puxão em meu braço, me assustando de início mas logo me deixando furiosa pelo que susto que me dera.

ㅡ Ficou louco?! ㅡ Perguntei o encarando com uma falsa carranca, estava difícil ficar com raiva com ele reprimindo o riso.

ㅡ Vem. ㅡ Sussurrou ignorando minha pergunta, segurei sua mão me deixando ser guiada para seja lá onde for.

Enquanto caminhávamos, alguns alunos que passavam nós encaravam torto, me deixando ainda mais confusa.

ㅡ O que está acontecendo, Yoongi? ㅡ O questionei um pouco receosa. Estranhei esses olhares, pareciam me julgar, ou talvez fosse apenas algo da minha cabeça.

Escutei seu suspiro pesado, ele estava realmente estranho hoje, travei os pés no chão atraindo sua atenção à mim. Cruzei os braços o encarando com os olhos semi-cerrados.

ㅡ Me fale agora o que está acontecendo aqui! Eu exigo uma resposta decente! Você está muito estranho hoje, me fala o que você tem! ㅡ Soltei tudo, aquelas perguntas estavam rodando minha mente a aula inteira, o tempo inteiro.

E eu não suportava mais esperar.

Yoongi apenas abaixou o olhar, fitando o chão. Seus ombros despencaram e veio em minha direção me tomando em seus braços.

Fiquei confusa, porém apenas retribuir. Senti seus braços rodearem minha cintura, não me importava quem estivesse passando nos corredores no momento.

Meu melhor amigo precisava da minha ajuda e eu estava aqui para o ajudar.

ㅡ Eu tenho uma coisa para falar com você, mas não quero conversar aqui. ㅡ Falou desfazendo o abraço, pegando minha mão entrando na primeira sala que viu.

Logo me sentei em uma das cadeiras; o observando fechar a porta e sentar-se à pouco metros a minha frente. Ele se remexeu na cadeira, desviando o olhar para qualquer canto que fosse.

ㅡ Então...O que você tem para falar? ㅡ Questionei brincando com meus dedos. Ele coçou a nuca voltando seus olhos para mim.

ㅡ Primeiro de tudo: não fui eu que escolhi isso, então me perdoe. ㅡ Começou fazendo meu coração errar algumas batidas.

Eu não estava gostando do rumo dessa conversa.

ㅡ Como assim? ㅡ Minha voz soou como um sussurro.

ㅡ Meu pai, ele conseguiu uma vaga em uma empresa. ㅡ Franzi o cenho.

ㅡ Tá, mas isso não é algo bom? ㅡ Perguntei um pouco confusa, afinal seu pai agora teria um emprego.

ㅡ Na Flórida.

Senti que tinha perdido o chão naquele momento, eu estava em estado de choque. Pisquei algumas vezes ainda tentando processar tudo que estava acontecendo no momento.

ㅡ Como?...ㅡ Perguntei em um fio de voz, aquilo não podia está acontecendo, eu me sentia em um pesadelo.

Eu estava perdendo meu único amigo, meu melhor amigo iria se mudar. Todas as lembranças das coisas que passamos juntos vieram à tona, todos os momentos felizes e tristes.

ㅡ Mas ainda poderemos convesar por Skype e mandar mensagens um para outro! ㅡ Afirmei tentando diminuir a dor, meu coração estava aflito, eu chorava por dentro, porém por fora eu teria que me manter firme.

ㅡ Não sei se poderei manter contato, Jina. ㅡ Arregalei os olhos, apertei com força a mesa sem acreditar em tais palavras.

Eu me senti acabada.

ㅡ Como assim?! Por quê?! ㅡ Eu ainda estava incrédula com sua resposta anterior, minha voz parecia desesperada por uma resposta coerente.

ㅡ Não sei se o internato permite o uso da internet. Sinto muito! ㅡ Explicou me deixando paralisada.

ㅡ INTERNATO?!

Ele arregalou os olhos.

ㅡ Fale mais baixo! ㅡ Bufo cruzando os braços com seu pedido.

Ele era meu melhor amigo e meu crush, foi o garoto que passei cola na oitava série e que de quebra tinha passado meu coração junto. E que agora eu possivelmente nunca mais o veria, eu estaria perdendo mais alguém importante na minha vida.

Por quê dói tanto?!

ㅡ Mas antes de ir, eu quero deixar algumas coisas esclarecidas aqui. ㅡ Pronunciou depois de alguns minutos em silêncio. Levantei meus olhos para o encarar, seu semblante era triste, embora eu conseguisse ver um traço de felicidade em seu olhar.

Franzi o cenho forçando minhas lágrimas não rolarem sobre meu rosto, seu olhar sempre me deixava desconcertada, principalmente quando era apenas direcionado à mim.

Como se eu fosse a única pessoa existente neste mundo.

ㅡ E o que você quer esclarecer? ㅡ Questionei colocando um fio de cabelo imaginário atrás da orelha.

Ele sorrir como se nada tivesse acontecido, admiro seu jeito de sempre forçar um sorriso mesmo estando triste algumas vezes, mas ao mesmo tempo odeio, pois ele sempre tenta colocar suas dores em último lugar, mesmo sendo aquelas mais dolorosas.

Ele tem que pensar mais em si próprio. Às vezes pensei que Min Yoongi era uma farsa apenas por esconder seus problemas e fingir está sempre pacífico.

ㅡ Primeiro quero que não pense nesse assunto da Flórida, pois irei apenas na Sexta.

Senti uma pontada de felicidade me invadir, porém lembrei que já estávamos na quarta.

ㅡ Por que não vão apenas depois do Natal? ㅡ Ele riu soprado.

ㅡ Também pensei nisso, mas meu pai disse que as passagens ficam mais caras nessa época do ano. ㅡ Respirei fundo encarando meus pés.

ㅡ Bem...Mas o que você quer me falar? ㅡPerguntei brincando com meus pés. Quando ele estava prestes a falar é interrompido pelo sinal.

O vejo dá um soquinho na mesa, me arrancando um sorriso triste, sentirei falta de sua presença ao meu lado.

ㅡ Teremos aulas juntos, vamos. ㅡ Afirmei um pouco triste, levatei da cadeirao esperando está ao meu lado, porém apenas sinto suas fortes mãos agarrarem meu pulso.

Volto meus olhos à si, o encarando confusa, mas o vejo apenas sorrir e logo fala:

ㅡ Você quer mesmo assistir essa aula? ㅡ Perguntou me arrancando um sorriso.

                                                                                                               ***

Corriamos pelos corredores fugindo do monitor da escola, estávamos a procura de uma sala vazia, pois descobrimos da pior forma que a sala que estávamos teria aula.

Yoongi ria pela minha falha tentativa de virar um corredor às pressas, acabei que rindo por fim. Olhei para trás vendo o monitor logo atrás.

ㅡ VEM! ㅡ Gritou Yoongi me arrastando entre aqueles corredores agora vazios.

Enfim achamos uma sala vazia, ela estava com as lâmpadas quebradas, fechei a porta  me encostando nela ao mesmo tempo.

Tentava inultimente abafar a risada com minhas mãos, podiamos escutar o monitor se perguntando aonde estávamos. Parecia está do outro lado do corredor, sorte nossa que essa sala é um pouco mais distantes das restantes.

ㅡ Ele já foi? ㅡ Perguntou ele com as mãos no joelho.

ㅡ Acho que sim. ㅡ Respondi sem fôlego, eu também não era uma boa corredora, odeio correr ou qualquer exercício físico.

Me desencosto da porta me aproximando mais de si, meu coração estava com as batidas descompensadas, embora tenhamos o despistado ele com certeza voltaria mais tarde, Yoongi me fitava mas seu olhar me parecia distante, e isso me incomodou. Não suportava o ver desta forma, triste.

Fui caminhando até a mesa do professor logo me sentando nela, estávamos lá em um completo silêncio, brincava com meus pés sem saber ao certo o que dizer, mesmo ele tenha dito que era para esquecer um pouco sobre a Flórida, eu não conseguia.

E se um dia ele me esquecer?

Sinto que nunca o esquecerei, ele tem um lugar reservado em meu coração, ele fez parte da minha vida, nunca tinha me imaginado longe de Min Yoongi, sempre fomos tão grudados um no outro, pior do que chiclete grudado em sapato, nós eramos inseparaveis.

— Eu quero que você nunca se esqueça o que irei falar agora. — Falou ele fazendo meu pobre coração errar algumas batidas. Será que ele ainda não se tocado que ele foi uma parte da minha vida?

— Impossível esquecer você! — Murmurei apenas para mim com um estúpido sorriso bobo no rosto.

Escutei seu suspiro, voltei minha total atenção para si o pegando com um pequeno sorriso enquanto me encarava, porém logo desviou, foi inevitável não sorrir.

— Eu ainda lembro, no dia 10 de Janeiro Jung Jina me passou a resposta da atividade de matemática, desde de então nunca mais saiu da minha vida. Seus curtos cabelos castanhos e seus sorrisos doces me encantavam, seu jeito engraçado de ser me surpreendia, pois como conseguia ser tão linda e engraçada ao mesmo tempo? Aos meus olhos é perfeita, tanto que em menos de um ano se tornou minha melhor amiga, todos os dias tocando a campanhia de sua casa apenas para a ver irritada, ela era linda irritada e isso era um fato, todas às vezes que me chamava de dorminhoco ou folgado fazia meu coração aquecer, juntos criamos um site com respostas de provas, que considerei como meu primeiro emprego. — Ele riu com a última parte.

Lágrimas já rolavam sobre meu rosto, não compreendia o por quê dele estar falando isso para mim, porém eu estava amando, eu me sentia amada. Yoongi se aproximava vagarosamente, fazendo a cada passo seu meu coração errar alguma batida, sorri ao ver na minha frente.

— Acho que demorei alguns anos para perceber que já estava entregue aos seus encantos, ou talvez eu já sabia e negava isso, pois éramos melhores amigos e talvez isso pudesse acabar com nossa amizade, tive medo de me declarar pois o medo de a perder me tomou, mas agora que tomei coragem de me declarar é tarde demais. Porém eu digo e repito: —

Segurou meu queixo, eu estava sem reação, eu estava travada, congelada. Já Yoongi parecia calmo, um sorriso doce iluminava seu rosto, eu queria poder retribuir seu sorriso, porém me encontrava em estado de choque.

— Eu te amo, meu tesouro! — Sussurrou em meu ouvido e sem mais delongas tomou meus lábios para si. Era mágico, inacreditável, senti seus braços rodearem minha cintura e apertarem com força me arrancando um suspiro, minhas mãos incoscientemente param em suas madeixas macias e nossas línguas se tocavam, como se estivessem dançando uma valsa. Me afasto de seus lábios macios e convidativos contragosto, embora tenha sido por uma boa causa.

— Eu também te...

                                                                                                           *** 

Me acordei sobressaltada e indignada. Desligo o despertador em um forte tapa que eu não duvidaria que tivesse o quebrado.

— Quê?! Foi só um sonho?! — Perguntei a mim mesma sem acreditar, como assim aquilo tudo foi apenas um sonho?! 

Mas parecia tão real!

Toco meus lábios com as pontas dos dedos ainda conseguindo sentir seu toque macio sobre ele. Como a vida pode me fazer passar uma situação dessas? Me levanto da cama deixando meu cobertor caído sobre o chão. Eu ainda estava perplexa de como a vida me prega uma peça dessas, por quê diabos tinha que ser logo com Min Yoongi invadido meus sonhos?!

Eu nunca tinha amado tanto um sonho, como também o odiado ao mesmo tempo.

Vou em passos firmes em direção ao banheiro, para ir a escola. Me observo no espelho ainda indignada com o sonho, estava frustrada, pois eu estava sentindo saudades dos lábios que nunca provei.

— Sou uma iludida mesmo! — Resmunguei escovando os dentes ainda irritada com tudo que acontecera agora a pouco.

                                                                                                              ***

Saí do banheiro com um roupão cor-de-rosa que minha tia me dera, agora tenho apenas que lembrar onde coloquei meu uniforme nessa bagunça de quarto. 

Já vestida, desço as escadas já sabendo que estaria sozinha, suspiro caminhado em direção a cozinha, aquele sonho idiota não saía da minha cabeça. Chegando na cozinha vejo mais um dos bilhetinhos do papai.

"Seu café da manhã está no microondas, querida. E tenha um boa aula! 

                Com amor, papai. ♡ "

Sorri lendo mais um de seus bilhetes, pelo menos algo de bom, guardo o pequeno pedaço de papel em meu bolso indo caminhando em direção ao microondas e logo notando que é um sanduíche, o sorriso que estava plantado em meu rosto logo se desmancha.

— É só um sanduíche, todo dia eu como um. — Afirmei à mim mesma respirando fundo. Por quê tudo tinha que me lembrar ele? 

Suspiro, dou algumas mordidas no sanduíche indo pegar um suco na geladeira, porém sou interrompida pelo som da campanhia e as batidas incessantes na porta quase me fazendo engasgar com o pão.

Caminho em passos pesados até a porta, irritada com toda aquela algazarra, porém logo as falsas e sonhadoras palavras ditas no sonho me fazem estava no lugar.

'' todos os dias tocando a campanhia de sua casa apenas para a ver irritada...''

Porém sou trazida para o mundo real quando as batidas na porta pareceram ficarem mais altas. Abro a porta me perguntando se o Yoongi do mundo real pensava dessa forma, porém logo tento afastar esses pensamentos estúpidos da minha mente.

Yoongi real nunca pensaria desta forma, no máximo pensa apenas em sua cama.

— Bom dia, meu tesouro! — Falou fazendo meu coração saltar, sorrir pela primeira vez adorando o apelido que me dera.

— Bom! — Peguei minha mochila que tinha deixado no sofá, logo saindo de casa fechando a porta. Passo a caminhar ao seu lado tentando acompanhar seus passos rápidos.

— Então dormiu bem? Me parecia cansada quando fiz aquele vídeo chamada. — Me perguntou depois de atravessarmos o canteiro do jardim. Fiz que sim com a cabeça.

— Sim, dormir. Até mesmo tive um sonho que eu adorei, mas ao mesmo tempo odiei! — Falei resmugando a última parte, pude escutar sua risada ao fundo o que me arrancou um sorriso.

Nunca me senti tão idiota!

— E como ele era? — Perguntou enquanto observávamos um grupo de estudantes da nossa escola rindo alto na rua, atraindo a atenção de todos para eles.

— Não quero falar sobre. Acredite é frustante! — Falei lembrando do maldito sonho. O observei franzi o cenho com um sorriso no rosto.

— Ãn? Por quê? Foi tão horrível assim? — Perguntou zombando da minha situação, porém apenas dei de ombros, apesar de odiar lembrar daquele sonho que apenas me iludiu feito uma imbecil.

— É algo que deve ficar apenas lá, na minha cabeça. — O expliquei tentando soar misteriosa apontando para a minha cabeça, ele riu soprado dando de ombros. 

ㅡ Então tá. ㅡ  Sorrir adentrando ao prédio, imaginando como seria sua expressão se soubesse que sonhei com ele falando que me amava.

Só em sonhos mesmo!


Notas Finais


Então?? O que acharam? Kkk

Eu sei! Foi apenas um sonho! Acredito que muitas ARMYS tenham passado por isso uma vez! Confesso eu que isso já me aconteceu! Kkkk

Para fazer essa one eu me inspirei em um comentário que vi no YT e ele a garota falava que tinha sonhado com um amigo que gostava e tals, foi daí que veio a ideia e eu fiquei "por quê não?..."

Mas espero que tenham gostado da ideia! ^-^ Sei que não tem nada aver com a sinopse, sinto muito se deixei vocês decepcionados! Porém essa era a intenção Kkkk.

Ah, galera! Jina tem um significado que é "lindo tesouro" por isso o Yoon a chama assim! Kkj

Então, oq acharam do Yoongi todo fofinho? Ele todo romântico no sonho, mas pena que era um sonho 😥 kk.

Kumamon é um urso do Japão que o Yoongi gosta bastante, segundo minhas pesquisas, esse urso está no restaurante de sua família.

Fico contente que tenham lido até aqui! Muito obrigada à todos! Eu amei escrever essa one apesar de todo o trabalho! E me falem o que acharam, será maravilhoso saber a opinião de todos sobre a One! ♥️

Tenham uma boa noite!

\(^-^)/ xxx.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...