1. Spirit Fanfics >
  2. Só eu e você. >
  3. What? pt.1

História Só eu e você. - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Me desculpem, novamente... Tudo esta muito corrido e a criatividade esta bem pouca... Vou tentar continuar postar.. realmente me perdoam.

Capítulo 9 - What? pt.1


Fanfic / Fanfiction Só eu e você. - Capítulo 9 - What? pt.1

What?
Dei uma volta no bairro, e voltei para casa com Ayato, ele estava tão cego e tão embriagado que nem percebeu onde estava indo.
Entramos em casa e o Ayato logo pegou em minha cintura, beijando meu pescoço. Rapidamente Ayato me virou beijando minha boca, deixando seu gosto de cerveja na mesma. Ele de repente parou e respirou fundo.
- Você só pode ser a Ayano né? -ele me perguntou olhando profundamente em meus olhos.
- Ayano? Quem é Ayano? E afinal acabei nem perguntando seu nome. Qual é mesmo?
- Que? como? É... deixa pra lá.- Ele falou colocando a mão na barriga.- puta merda!
- Vamos pro banheiro!- Falei puxando o outro até o banheiro. Fiz Ayato agachar na frente da privada , ele ficou me olhando injuriado, mas não demorou para o mesmo vomitar, me aproximei dele logo tirando minha blusa e a saia que usava, sendo o foco total do outro, ele ficou olhando para mim por um bom tempo com a boca aberta, logo ele passou a mão na boca e levantou vindo ao meu encontro.
- Credo lava a boca porra!- falei afastando o mesmo. Ele sorriu e foi para a pia enxaguar a boca, quando fez isso se aproximou novamente de mim e, começou novamente a me beijar, só que desta vez apalpando e apertando minha bunda, quando encostei na porta, ele "então" começou a me penetrar com seu dedo, fazendo eu soltar alguns gemidos, Ayato fazia cada vez mais rápido e ficava olhando para mim com um sorriso canto de boca. Ele logo começou a beijar meu pescoço, descendo meu sutiã e abrindo o feiche, logo tirando o mesmo.
Ele então novamente começou a beijar meu pescoço e eu aproveitei para tirar a blusa dele, que me olhava com um sorriso malicioso enquanto abria os botões de sua calça,logo ficando de cueca. Ele ia começar a beijar novamente meu pescoço, mas sai andando sem falar nada, deixando o outro confuso, mas ele me seguiu. Fomos até meu quarto, eu me joguei na cama olhando fixamente para o mesmo, Ayato ficou me olhando, até que colocou as mãos em minhas coxas e puxou com tudo minha calcinha, logo arrancando sua cueca, o mesmo pegou minha cintura com força, logo me esfocando da mesma forma, eu ja estava gemendo igual louca, mas ele do nada parou e foi ao banheiro, eu respirei fundo e fui até o banheiro, e olhando ele me caiu a ficha: mesmo que eu estiver com um tesão do caralho, teria que cuidar dele. Olhei ele atentamente por alguns segundos, peguei ele pelo braço, levantando o mesmo e empurrando o mesmo para o box, ligando o chuveiro na água fria, fiz ele sentar no chão enquanto a água escorria pelo seu corpo, ele até ameaçou sair, o que impediu ele foi os beijos que dei nele, ficamos se agarrando no banheiro, a água estava gelada para um caralho, mas só dele não vomitar ja era um alívio.
O momento em que saímos do banho Ayato estava bem melhor, mas ainda não me reconhecia, coloquei a blusa dele e a cueca, ele sentou no sofá e capotou, não acordou mais. Eu tava com a minha lingirie vermelha, tava tão cansada, mas tão cansada que dormi no chão ao lado de Ayato.
Ayato P.O.V
Acordei com a visão turva para caralho, porém poderia reconhecer essa casa, era da Ayano.E o que caralho eu to fazendo aqui? Levantei meu corpo, porém uma dor de cabeça tomou conta de mim. Deitei novamente virando-me para o lado direito, olhei para baixo e rapidamente me assustei, tinha um corpo no chão que evidentemente era uma menina, levantei bruscamente ignorando a dor de cabeça, cheguei perto do corpo e coloquei os dedos próximos ao nariz da moça. Ela logo começou a se mexer e a reconheci na hora.
- Que porra é essa Ayato?- a Ayano falou me olhando séria.
Fiquei olhando para ela, sem nem saber o que dizer, eu me lembro que bebi muitas e não me lembrava de mais nada. Não sei o que aconteceu, nem o que ela fez, mas que ela me ajudou, novamente ajudou! Sera que esta na hora de fazer aquele pedido? Ela realmente se importou comigo! Cuidou de mim.
- Ayato vai ficar me olhando assim é?- ela falou sorrindo.
Eu continuei olhando ela, não pensei duas vezes, beijei ela, ficamos em uma sicronia maravilhosa. Esse momento com ela foi perfeito, aliás todos momentos com ela são maravilhosos. E quando nos separamos estava pronto para fazer a tal pergunta.
-Aya...
- Cara ontem foi muito louco!-ela falou com um sorriso de orelha a orelha
- Foi é?
- Sim, te encontrei bebendo pra caralho na frente da minha casa, ai eu fiquei andando pelo bairro com você bêbado e, só depois disso fomos para minha casa. Ai depois de tudo isso te dei um banho e você apagou completamente... Você parecia uma criança!- ela falou me abraçando
- Ei... Por que está me abraçando?- falei sorrindo.
- Sei la, achei que não iria me reconhecer. Porque mesmo você bêbado nas festas me reconhecia.
- Ah... entendi. Só uma pergunta, por que você esta de lingirie?
- Não é meio óbvio?A gente tava transando, só que você foi vomitar, acabando com o clima. E eu aproveitei para te dar um banho, nem fiz questão de colocar roupa depois.
- Ah... Queria te fazer uma pergun...
- Nossa! Eu ia esquecer de te perguntar!Quer ir comigo em uma festa? Um amigo me convidou.
- ... Sim, pode ser. Que horas?- falei meio cabisbaixo, percebi que ainda não era hora de perguntar isso para ela. Talvez eu pergunte na festa.
- Ah,nem sei! Vou perguntar para ele agora.- ela disse levantando logo pegando seu celular. Fiquei olhando pra ela, que aliás estava bem sexy, em qualquer ângulo. Levantei indo até ela, agachei e abaixei sua calcinha,logo lambendo sua parte íntima. A Ayano começou a mexer no meu cabelo, e não demorou para ela largar seu celular e ficou me olhando. Quando finalmente iria penetrar ela, a Ayano puxou meu cabelo, fazendo du parar. Ela se agachou e me deu um beijo, ela logo tirou minha blusa e, deitou no chão, me fazendo ficar por cima dela, ela puxou minha cabeça,me dando um beijo quente, eu aproveitei para tirar minha cueca e começar a estoca-la. Ayano então começou a gemer e a me arranhar, as vezes até falava meu nome e, eu aproveitava para estoca-la mais rápido. Antes dela gozar me beijou e rapidamente trocou de posição, ficando por cima, ela suspirou e sorriu, sem parar de se movimentar,se aproximou do meu ouvido.
- O que você queria me perguntar?- ela falou gemendo e suspirando em meu ouvido.
- Eu?- perguntei ficando corado.- Nada de importante Aya.
- Nada de importante? Vai fala logo!
- É... eu queria te pedi...- fui interrompido pelo celular dela, suspirei fundo e coloquei novamente minha cueca.
- Oi loiro... Sim, vou sim! As oito?tá... tchau.- ela falou no telefone.- Ayato vou tomar banho e vou para a escola.
- Ta.- falei rindo enquanto sentando no sofá. Do nada a dor de cabeça voltou. E uma pergunta ficou martelando na minha cabeça: Será que vou conseguir perguntar isso para ela?
Fiquei pensando em alguns jeitos de perguntar para ela, e do nada vi ela descendo as escadas, sorrindo. Eu logo levantei para dar um beijo nela, e aproveitei para dar uma apertadinha na bunda dela.
- Tchau Ayato, até mais tarde.- ela falou sorrindo, me dando um selinho.
      - Tchau Aya!- falei mandando um beijo no ar para ela.
            Ayano P.O.V

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...