História So Hard - Capítulo 100


Escrita por: ~

Visualizações 1.385
Palavras 4.649
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Lemon, Luta, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


The Five P.L.U.R.!! 👆👆

Representem o último cara como o Lawrence só por conta do cabelo, q é assim q está agora. E a mansão é aonde o Lawrence vive com a família no Reino Um!!

Espero que gostem!! ❤❤😘

Leiam as notas finais!! Plss!!

Capítulo 100 - Live A Life You Will Remember


Fanfic / Fanfiction So Hard - Capítulo 100 - Live A Life You Will Remember

POV. Lawrence 

Flashback On

- Pode entrar... - O médico fala saindo do quarto e eu entro nele. A primeira coisa que eu vi foi uma moça de meia idade com uma criança, da idade dos meus irmãos, acho que um pouco menos. 

- Oi... - Olho para o homem deitado na cama. - Eu só...

- Tudo bem... Pode se aproximar!! - A moça fala calma. 

- Você é... ?

- Esposa... Sou a esposa dele. E essa é a filha!! - Ela fala segurando os ombros da garotinha que me olhava como se eu fosse fazer algo de errado. 

- Ah sim... Oi!! - Falo para ela.

- Malia, fale com o rapaz... - Ela me olha amedrontada. 

- Tudo bem, não precisa ter medo Malia... - O mesmo homem que estava deitado e entubado na cama fala. - Oi... - Ele olha para mim e eu assento com a cabeça com medo de me aproximar. 

- Oi... - Falo dando pequenos passos devagar olhando para o peito dele. - Então. Ele está aí? - Ele assenti suspirando e olhando para o mesmo lugar que eu estava. - Será que eu posso... - Ele abre os braços e eu me abaixo devagar abraçando ele e escorando minha cabeça no peito dele.

 Eu nunca pensei que pudesse me emocionar tanto abraçando alguém que eu nem conhecia, nem sabia o nome e nem que tipo de pessoa ele era. Mas ouvir o coração do meu pai bater no peito dele foi demais pra mim. Ele sentiu a minha fragilidade e me abraçou mais forte. É como se eu estivesse abraçando ele.

- Eu tenho certeza que o seu pai foi um grande homem!! - Ele fala tirando as lágrimas do meu rosto. - Só de ver você emocionado desse jeito ao ouvir o coração dele bater aqui dentro, eu já percebi!!

- Eu precisava vir lhe conhe....

- Sem formalidades!! Tudo bem!? - Assenti. - Se não fosse pela sua autorização, eu não estaria aqui agora com as duas mulheres da minha vida!!! 

Olho para as duas, a mulher estava emocionada e a filha estava segurando o choro abraçada na mãe. 

- Obrigado filho!! - Olho para ele de novo e ele parecia emocionado também... - Como é o seu nome? 

- Lawrence.... Meu nome é Lawrence Jauregui. Meu pai foi Michael Jauregui.... As pessoas o chamavam de Mike!! - Ele bota a mão no meu ombro enquanto a outra estava na minha mão. - Ele era a pessoa de mais bom coração que eu já conheci!! - Falo chorando e lembrando dele. 

Ele me pediu a história dele e eu contei , contei o quão engraçado ele era, o como o espírito dele era jovem, tão jovem quanto do próprio filho!! Ele riu quando contei as piadas que ele contava e chorou quando eu contei o amor que eu tinha por ele. Chorou mais ainda quando mostrei a carta que ele escreveu para mim antes da morte.

Ele me controu a história de uma família mexicana que pulou sorrateiramente a fronteira que dividia ambos os dois países em busca de um lar melhor em uma madrugada chuvosa. Família essa que continha quatro membros, cujo um deles foi morto pelos... segundo a Malia "Os saldados americanos maus" na hora da atravecia. A mãe que segurava a filha no colo que estava vendo tudo aos prantos enquanto a mãe gritava pedindo socorro assim que viu o filho jogado no chão há um ano atrás.

- Ele teria a mesma idade que você!! - A mãe fala chorando olhando para mim e limpando as lágrimas. - Ele pretendia se inscrever no exercício assim que nós nos instalacemos no país, era o sonho dele ser um desses homens!!! 

Comovido com a história comecei a chorar sem fazer barulho algum, só deixando as lágrimas caírem. Molhei os lábios e abro a boca para falar algo que não saiu. 

 - Eu também... Eu também pretendia ser um desses homens, conheceria o seu filho... e você pode ter certeza que ele iria ser o saltado bom... - Falo olhando para a Malia no final que estava com os olhos vermelhos. 

- Lawrence..... Meu nome é Jorge!! E agora eu levo no peito esse coração tão bondoso que você falou e que agora eu tenho certeza. - Ele coloca a mão no peito enquanto a esposa relia a carta. - E eu prometo ser digno nele assim como o seu pai foi!! 

Ficamos chorando e sentindo a dor um do outro naquele momento.

- Sinto lhe informar que o horário de visitas acabou!! - A enfermeira fala olhando para mim e para as duas mulheres. 

- Já vamos sair!! - A esposa dele fala e a enfermeira assenti saindo. A filha, Malia se despediu do pai com um abraço. A mulher com um beijo. 

- Você pode voltar amanhã se quiser, Lawrence!! - Jorge fala calmo e a esposa assenti. 

- Eu bem que queria mais eu vou.... Pra fora do país, com a minha mãe, padrasto e irmãos. 

- Então não vai mais voltar para o Novo México ? - A mulher pergunta carregando a filha que olhava para mim.  

- É... Por um bom tempo!! 

- Então venha cá!! - Jorge abre os braços para mim e eu o abraço de novo. - Podemos manter contato, se você quiser!!

- Eu adoraria!! - Falo olhando para ele e ele me pede para pegar um papel e um caneta para ele. O obedeço e ele anota dois números e me entrega o papel. 

- Aqui está garoto!! 

Mostro a papel pra ele e guado na carteira. 

- Nossos caminhos de alguma forma se cruzaram, Lawrence!! - Assenti tirando a última lágrima que escorria. - Eu prometo cuidar de você aqui.. assim como o seu pai está fazendo com o meu filho lá em cima. 

Abracei ele.

Flashback Off


Aquela foi a última vez que eu senti o coração do meu pai bater... 

Depois que saí de Miami tudo parecia novo para mim. Me inturmei melhor do que eu imaginei. Fiz muitas amizades de vários lugares diferentes e em um lugar só, Oxford. 

É, é isso aí, mesmo com o último ano faltando no meu histórico escolar, eu consegui entrar. David e a Clara conversaram comigo sobre isso, e percebi que era o melhor à fazer, David não pode passar o resto da vida me sustentando... Quer dizer, poder ele pode né?! Só que eu não admiti isso. Então ele contratou os melhores professores para me darem aulas em casa até eu "concluir" o último ano e ir pra universidade assim que nos mudamos para o Reino Unido que é onde a nova empresa do David esta. Quando a Oxford me aceitou, com mês de espera, Clara só faltou dar uma festa, mas ai ela lembrou que até lá eu não tinha nenhum amigo, mas mesmo assim ela fez convidando os amigos dela e o o David é assim ele me apresentaram para a mídia. A única coisa negativa foi as revistas e algumas pessoas que me chamam de "bastardo" David processou quase todas as revistas.

Chris e eu somos como unha e carne, sempre estamos fazendo algo juntos, como irmãos e como dois amigos que infernizam a vida de todos na casa com experiências químicas. Somos dois meninos, imaturos de 12 anos até a Tay ter a primeira decepção amorosa dela. Ficamos muito mais próximos quando isso aconteceu, com a minha experiência em fracassos em relacionamento eu pude.... Confortá-la. 

Clara e eu não subimos e nem descemos... Na verdade nos subimos... Alguns degraus!! Mas eu não chamo ela de "mãe" tenho um certo respeito por ela, principalmente porque eu vi que desde o início ela não estava bancando a mãe que fingia dar atenção para os dois filhos só pra me ganhar, descobri que ela é realmente assim!! Ela sempre está presente, mais até que o David.

Aaah, quanto ao David... 

Ele passa mais tempo no trabalho, mas sempre quando dá, ele reversa um tempo só para nós. Nós nos entendemos muito bem!! Eu sou muito grato pelo que ele fez e continua fazendo por mim até hoje. Nos últimos cinco anos ele tem sido um ótimo padrasto... Um pai até!! Não só de sangue. Um dia chamei ele de pai sem querer e ele ficou todo bobo, emocionado.... Até a Clara chorou. Ele tem se mostrado disponível pra mim. Fiquei mais próximo dele do que dela.

Ele me ensinou tudo que eu não sabia e isso tudo começou com um....

Flashback On

Acordei e fui para o banheiro do apartamento que estávamos dias antes de irmos para a nossa casa oficial e minha primeira barba estava começando a crescer. David já estava atrasado para ir para o trabalho, ele passou pelo corredor  apressado com a última peça no seu terno na mão, ele olhou para mim rapidamente se despedindo e depois parou voltando e me vou me olhando no espelho tentando achar qual a melhor posição para passar o Gilette.

- Olha só!! - Ele fala rindo. - Alguém esqueceu de fazer a barba!! - Ri fraco.- O quê foi?

- Eu não sei como... Fazer isso.

- Nunca teve.. uma barba antes? - Nego olhando para ela pelo espelho. - Tá legal. - Ele entra no banheiro e deixa a maleta no chão e o casaco do terno preto da pia e pega outro Gilette.- Você não pode... Simplesmente passar só o Gilette assim, no seco. 

- Não? 

- Não. Quer dizer... Poder pode...Mas existe outros métodos!! Você nunca viu o... Seu pai fazer a barba?

- Já... Mas nunca prestei atenção..

- Ah, bem.. de qualquer forma fico feliz em te ensinar!! Bem, vamos começar!! - Ele ajeita as mangas da blusa social branca. - Cada homem tem seu método, vou te explicar o meu e se você quiser usar ele, a preferência é sua!! - Assenti. - Sua mãe chama isso de frescura mas eu chamo de cuidados com a pele, primeiro você tem que molhar o local onde você quer raspar e depois passa o creme que está..... - Ele abre uma porta de uma estante e pega um creme que era tipo um spray. - Você espirra um pouco na mão e depois passa no lugar aonde está molhado. - Ele faz e eu o imito. - Até ficar igual ao papai Noel!! - Ele fala acertando os detalhes e eu ri fazendo o mesmo. - E agora pega o Gilette e vai passando de baixo pra cima fazendo as seguintes caretas. Ele vai fazendo as caretas me fazendo rir e fazer o mesmo que ele com a cara toda espumada. 

- Lawrence, você vai perder o super choque e... - O Chris entra no banheiro e vê nos dois. - O quê estão fazendo? 

- A barba!! - David fala com boca torta. 

- Papai a minha está crescendo!! Será que eu posso fazer também? 

Bato com o barbeador na pia rindo e olhando para o David assim que o Chris fez a pergunta pra ele. Ele olha para o filho através do espelho. 

- Claro!! 

O menino pega um banquinho a faz exatamente como nós dois fizemos com o spray com caltela. Depois de alguns minutos, David estava explicando as últimas coisas para a gente quando percebemos a presença das Clara escorada no batente na porta com os braços cruzados, olhando para gente com um sorriso no rosto. 

- Posso saber o que estão fazendo? - Ela pergunta.

- A barba!! - Falamos juntos com a boca torta enquanto estávamos com o rosto próximo do espelho.  Ela ri. 

- Papai tá ensinando eu e o Lawrence!! - Chris fala com o rosto todo branco mesmo com as passadas do barbeador pelo rosto.

- David, você deu um barbeador para o seu filho? - Ela pergunta séria enquanto ele secava o rosto.

- Aah, eu tirei a lâmina. - Falo baixinho pra ela.

- Mãe, eu já sou homem o bastante para ter uma barba, okay? Não posso ficar barbudo assim!! 

Rimos. 

- Bem.. já ensinei!! - David fala pegando as coisas dele. 

- Obrigado!! 

- Amor, você adora a sua barbar!

- De nada!! - Ele olha pra mim. - Que isso!! Daqui a pouco cresce de novo!!! - Ele sai com suas coisas.

Flashback Off


Depois desse dia ele me ensinou as coisas do... Mundo dele, podemos dizer assim. Ele me ensinou até a jogar Pollo. 

Quem joga Pollo?

E Tennis também. Norman chegou até a dizer que eu estou igual aos riquinhos que tem seu próprio cavalo. E sim, eu tenho meu próprio cavalo!! Posso dizer que ele é o meu pai, sem problemas, ele fez tanta coisa por mim, me assumiu para a média como filho legítimo dele. Mas é claro que eu nunca tirei o meu pai Mike da cabeça e do coração e ele sempre vai ser o meu primeiro e único pai, o mais legal disse é que o David entende isso. Já conversamos sobre isso várias vezes!! 

Depois da arte de como fazer uma barba. No final do dia conversamos, ele perguntou coisas sobre mim e uma delas foi "Qual é o meu Herói favorito?" E eu pensei e a primeira coisa que me veio na cabeça a foi o Batman, por conta do meu pai. Quando finalmente chegamos na nossa casa, ele disse que tinha uma surpresa. Me levou até o meu quarto e disse que era para mim abrir a porta. 


Flashback On

Era praticamente uma Bat-Caverna. Tudo era decorado com o tema Batman. 

- Pai essa mansão é maravilhosa, e enorme, a maior que já tivemos, e o me quarto do Super-Homem está... - Chris fala entrando do meu quarto tendo a mesma reação que eu. - Nossa Lawrence!! Seu quarto está incrível!! Parece uma real Bat-Caverna!! 

- O decorador apostou que você iria adorar!! - David fala olhando para mim animado. 

- E então, Lawrence? - Clara fala abraçando o marido por trás. - O que achou da Law-Caverna?

- É... É incrível!! - Deixo a mochila na cama olhando em volta. No quarto também tinha um banheiro com tudo lá. - Nossa!! - Falo olhando pra a hidromassagem. - Ela é pra mim? - Aponto para ela olhando para eles que riem. 

- Sim!! Tudo aqui é seu Lawrence!! 

Passo pela Tv de enorme polegadas que estava pendurada, perto dela tinha X-box e muitos jogos.

- É-é eu nem sei o que falar!! Obrigado David!!

Ele ri orgulhoso. 

- Vamos deixar você aproveitar o seu espeço um pouco!! - Clara fala chamando todos para fora e o último fecha a porta.

Me sento na cama e suspiro quicando nela e depois tirando o tênis botando os pés pra dentro dela. Peguei a mochila e abri a primeir a a bolsa encontrando a carta do meu pai e lendo as seguintes frases. 

"Viva uma vida que você possa lembrar

Flashback Off


E foi a parti daí que eu passei a viver a vida que o meu pai queria... Vivendo cada segundo dela intensamente. 

(...)

- Aaaaeeew!! - Todos jogam o chapéu para cima. Vejo a Clara e o David junto com meus irmãos e levantarem e aplaudirem.

Os responsáveis entram na área dos formandos e os meus fazem o mesmo.

- Parabéns, meu filho!! - Clara vem até mim e aperta meu rosto beijando minha bochecha. 

- Clara!! Deixa o garoto respirar!! - David fala segurando meu ombro. Mostro a mão para ele e ele aperta ela me abraçando logo em seguida. 

- Mais não dá!! Me deixa ver isso aqui!! - Ela fala se referindo ao diploma e eu entrego para ela. - Olha só.... "Lawrence Michael Jauregui Backram, parabéns você acaba de receber um dos maiores diplomas de toda a sua vida. É com muito orgulho que informamos você de que acaba de ser formado em Direito pela universidade Oxford!!" - Ela termina comemorando. 

- Parabéns Lawrence!! - Tay vem até mim e me abraça. 

- Obrigado!! - Abraço ela. 

- Parabéns mano!! - Chris fala me gravando com uma câmera e depois vira a tela que fica do lado dela mostrando o Norman e a família olhando para mim. Tia Andréa chorando, ela disse algo que eu não consegui ouvir por conta do barulho. Sinalizei dando a entender que eu não consegui ouvir, logo eles vieram com uma placa escrito: "Estamos muito orgulhosos e com saudades, nosso novo Advogado!!"  

- Obrigado! - Falo fazendo um sinal de "ok". - Bem agora só falta eu terminar de engenharia né? 

- E você ainda quer mais uma conquista? - David fala rindo. - Descanse rapaz!!

- Parceiro!! - Ouço um sotaque colombiano atrás de mim. - Eai, vamos comemorar do nosso jeito hoje?! - Juan fala passando a o braço pelo meu pescoço e colocando o chapéu de formatura na minha cabeça. 

Esse é o Juan!! Vulgo, Maluma mas isso é só um apelido popular que a gente deu pra ele. 23 anos, Colombiano, o cara mais descolado, têm sido meu melhor amigo junto com os outros três desde quando eu entrei em Oxford. Playboy, filho de uma família milhonaria que ficou mais íntima da minha por conta dos negócios. Noivo, mais isso nunca impediu ele de fazer o que ele sabe fazer de melhor, que dá pra imaginar né?

- Claro que vão!! - Claro fala animada. - Cadê sua família, Juan? 

- Não deu para eles virem.... - Dá de ombros. 

E não tem uma boa relação com os pais!!

- E mesmo que viecem, só iam elogiar o ótimo, inteligente, incrível, esforçado, competente que... O amigo dele é...  - Shay fala vindo de braço entrelascando com o Colton. 

Shay, 23 anos, agora Advogada,Americana, ela seria o par perfeito do Juan se não fosse.... Lésbica!!Ela é uma versão feminina e não latina dele. Inclusive pega mais mulher que ele... E sim, eles já apostaram isso.

- Com certeza ia dizer isso!! - Colton fala rindo. - Mas não fica assim, não!! 

Colton!! 22 anos. Fotógrafo. Você nunca vai conheceu uma pessoa tão irônica e sarcástica quanto ele, não pode ver um espelho na sua frente, ele é tipo o nosso mascote junto com Ash, virou mais ainda quando disse que era gay pra gente. Ah, e ele é australiano.

- Tudo bem... Já tô acostumado!! - Ele fala sem recentimentos. - Cadê a Ashley? - Ele olha para mim.

- Deve estar agradecendo os professores!! - Falo.

- É bem capaz!! - Shay.

- Oii!! - A loira aparece com o seu certificado e me abraça dando um sorriso na boca da Clara. 

- Oi... - Beijo a testa dela. - Onde estava? 

- Com os professores.... Agradecendo e tal!!

- Sério? Nem sabiamos!! - Colton fala irônico e todos riem enquanto ela revira os olhos. 

Fomos andando para frente da universidade. 

- Nossa.... - Shay fala olhando para todos que estavam feliz se abraçando.

- É muito doido, né? - Asheley fala olhando em volta. 

- É como... Se tivéssemos viajado o mundo todo, mas nunca saímos daqui!! - Falo.

- E foi exatamente isso que fizemos!! Todas as férias, provas, trabalhos, vadiões..... Tudo vai ficar aqui... - Juan.

- E em nossas lembranças!! - A morena fala e sorri olhando pra gente.

- É!! - Concordamos todos de uma vez rindo. 

- E agora? - Todos olham para a Asheley que estava preocupada. - Quer dizer, sei que já conversamos sobre isso, muitas vezes durante esse... Sei lá, quase 5 anos...

- Você nunca vai ficar só, Ash!! - Colton.

Asheley é órfã. Ela teve uma infância difícil por nunca ter conhecido os pais biólogicos e ser um pouco á cima do peso. Ela conseguiu meia bolsa e alguns porcentos de desconto e emagresceu e para paga ela começou a fazer, por um impulso nosso, seu trabalho de modelo e aos poucos ela acabou sendo chamada por diversas marcas de roupas famosas, e aos poucos ela deixou de ser a garota que fazia a limpeza na biblioteca e a garçonete em forma de pagamento, para uma das Angels mais bem pagas da Victoria Secret's, foi chamada ano passado e todos estavam lá.

- É!! Agora você tem tantos agentes e tantos contratos que nem vai sentir nossa falta!! - Juan fala ajeitando o chapéu dela. 

- Mas é claro que vou!! Vocês ficaram comigo nos últimos anos, nos melhores anos da minha vida!! Temos tantos momentos junto!!

- Isso é verdade!! - Colton fala rindo como se estivesse passando todos eles de uma vez só na frente dele.

- Vocês são como irmãos pra mim!! Quer dizer.. quase todos... - Ela fala timidamente e o Juan dá um sorriso malicioso e depois rimos.

- Uui!! - Lucy. - Será que posso tirar a ultima foto do casal mais lindo de Oxford, em Oxford pela última vez? - Ela mostra a câmera animada.

- Então isso significa que você ter mais fotos na última festa? - Ash fala tirando o chapéu e arranjo o cabelo. 

- Sinto lhe decepcionar, sei que já está cansada dessa vida de modelo rica super famosa que viaja o mundo todo mas...!! - A fotógrafa fala enquanto a loira bota o chapéu de novo rindo. - Lawrence anda logo, seu cabelo tá perfeito!! 

 Ri indo para o lado da Ash dando um sorriso.

- Isso!! Lindo!! - Ela fala olhando na tela com dificuldade. 

- Nem tá conseguindo ver direito!! - Juan fala cruzando os braços e rindo.

- Não. Mas como otima fotógrafa profissional!!! Com o meu novo diploma diz!! Sei que ficou bom... E sabe o que mais ficaria bom? Um beijinho!! 

A gente revira os olhos rindo. 

- Vai, meu OTP tem que tirar a ultima foto com o diploma na mão!!

Erguemos os diplomas e com o outro braço segurei a cintura dela dando um selinho demorado. 

- Tá agora o Esquadrão dos Garanhões!! - Ela fala rindo assim que bate a foto e os dois vieram para bater a foto comigo. Depois Ashely e Shay bateram a foto delas.

-Ta, agora faz o seguinte... - Juan pego o celular e dá pra Lucy. - Bate uma foto de nós quatro, por favor!! - Ela assenti e faz o que o colombiano pediu. - Valeu!! Essa vai para o Instagram!! Com a legenda: "Melhor Irmandade Kappa que você respeita!! P.L.U.R." 

Rimos. 

(...) 

- FORAM OS MELHORES ANOS DE NOSSAS VIDAAAS!!! - Grito no microfone do lado do Juan e todos gritam levantando os copos. Shay, como Dj, aumenta o volume da música e todos começam a dançar loucamente, desço do pequeno palco e todos pulam em volta da gente e nós fazemos o mesmo. 

(...) 

Abro os olhos e vejo algumas pessoas saindo da casa, Juan desceu as escada com duas garotas as levando para o porta da frente, provavelmente se despedindo. Ele volta e pega uma almofada jogando no chão de frente para o sofá que eu estava deitado e fala.

- Cara... Eu tô todo zoado!! - Ele solta uma voz preguiçosa.

Ri.

- Cadê as meninas? - Pergunto com uma voz de sono.

- Acho que estão na varanda...

Shay desce até a metade da escada que leva para o telhado. 

- Hey!! Venham!! O sal está nascendo!! - Ela sobe de volta. 

- Levanta cara, vamos lá!! - Falo fazendo força para me aconchegar no sofá me virando para o outro lado. Ele ri e joga a almofada em mim. Ri e me levantei com preguiça subindo junto com ele. 

Quando cheguei lá tinham quatro cadeiras de praia. Ash estava sentada em uma assim como Colton e Shay.

- Aah... - Falo. - Vocês dois já acordaram!! - Falo me referindo aos mascotes.

- Mais é claro!! - Colton fala enquanto eu beijo a testa dele e a da Ash.

- Quem você acha que te tirou do chão do corredor e te colocou no sofá? - Ash pergunto e o Colton ri junto comigo. O mesmo me da um energético.

 - Tá legal putinhas, calem a boca!! - Me sento assim que Shay dá seu veredito. 

Olhamos para o horizonte em silêncio, onde a luz do sol começava a clarear. 

- He said: "One day you'll leave this world behind" - Juan canta um trecho dá música que vez sido minha/nossa nos últimos anos e nós acompanhamos ele.

- So live a life you will remember. My father told me when i was just a child: "These are the nights that never die" My father told me!! - Rimos juntos no final olhando para o horizonte. 

- Essa música combina bem com a gente!! - Colton fala pensando e a gente concorda - Pensando bem isso não é o fim!! - Volto fala quebrando o silêncio. - Só estamos saindo da faculdade!! Vamos nos ver depois daqui!! - Ele dá de ombro.

- Só está falando isso para não chorar né? - Shay fala segurando o riso.

- Talvez!! - Ele fala olhando para o nada e a gente ri. 

- Mas você tem razão.... Quer dizer nao é o fim do mundo!! - Shay fala olhando para a gente. - Certo? 

- É!! - Concordamos. 

- Mas que vai deixar saudades essa época, vai!! - Asheley fala bebendo a latinha dela sentada do lado da Shay. Concordo.

Depois de um tempinho o meu celular toca.

Ligação On

- Opa!! David!! Oi!!

- Oi Law!! Bom dia!! 

- Bom dia!! 

- Acorda desse jeito à essa hora!? 

Ri. 

- Acordei a pouco minutos!! O que foi? 

- Preciso conversar com você.

- Essa hora? - Pergunta confuso.

- É, a noticia acabou de chegar!! E com ela um grande favor meu!! 

- ta bem... Eu já tô indo pra casa, em poucos minutos chego aí!! 

- Ótimo!! Até mais!! 

- Até!! - Falo desligando o celular. 

Ligação Off


- Algum problema? - Shay fala comendo um pedaço de bolo e depois faz cara feia o cospindo. - Isso tá horrível!! - Ela fala passando a lateral da mão na ponta da língua. 

- Sabe sabe lá onde isso passou!! - Colton fala fazendo cara feia. 

- Voltando a pergunta!! - Juan fala olhando para mim. 

- Aah David tem algo importante para falar, parece que ele quer a família toda lá!! Ou seja, eu tenho que ir!! - Falo me levantando e me sentindo tonto colocando a mão na frente do rosto por conta do sol. 

- Ahm!! Ta, esse sol tava mais bonito e agradável quando estava lá em baixo. - A morena reclama e todos se levanto fazendo caretas e soltando um ar de incômodo. 

Descemos e nos despedimos com muito drama e fomos cada um para a sua direção.  

Cheguei em casa e fui para o meu quarto tomar um banho antes que os pirralhos acordacem. Tomo meu banho e visto um short de tecido grosso e uma blusa de mangas cumpridas. 

- Bom dia!! - Clara fala andando até a mesa e se sentando para o café. 

- Bom dia mãe!! - Os dois falam enquanto eu passo as mãos na cara tentando curar a ressaca. 

- De ressaca filho? - Ela fala olhando para mim e rindo. 

- Aposto que sim!! - Chris fala rindo.

- Uhum... - Falo olhando para eles e trocando o talher dele que estava errado. 

- Como você ainda tem espaço para decorar nesse seu cérebro qual talher usar? - A gente ri. 

- Bom dia!! Bom dia!! - David chega animado. 

- Eei que bom humor, hein? - Taylor. 

- Por uma razão muito boa!! - Ele se senta. - Lawrence, lembra da ideia que você teve... De fazer um Ong para ajudar crianças e pessoas que precisam de ajuda em EUA e aqui?

- Sim!! 

- Elas estão concluídas!! - A gente comemora!! - É isso aí!!

- Que bom pai!! Parabéns!! 

- Não deve parabenizar à mim, e sim a esse garoto aqui!! - Ele fala segurando no meu ombro. - E tem mais uma coisa... E esse é o meu "Obrigado" para você. - Olhamos para ele com um olhar de espectativa. - O prédio da nossa empresa de Miami finalmente está pronto... E você acabou de finalizar a sua faculdade... Gostaria de ver você no comando de uma das minhas empresas, e então? O que acha? 

- Sim.



Notas Finais


A música que eles cantaram se chama The Nights - Avici : https://youtu.be/UtF6Jej8yb4 (O vídeo clip mostra as coisas que o Lawrence viveu depois de mudando com a família e os amigos e a falta que ele sentiu do pai)

Novo quarto do Law: http://www.gadoo.com.br/wp-content/uploads/2015/05/22214.jpg

Amo vocês❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...